O que é pior para a saúde: estar desempregado ou ter um emprego ruim?

Por , em 16.03.2011

Uma nova pesquisa mostra que estar em um péssimo trabalho pode ser tão ruim ou pior para a saúde do que estar desempregado.

Por mais estressante que estar sem trabalho seja, o peso psicológico de ser mal pago e muito exigido afeta a saúde da mesma forma. Pior: os participantes do estudo que estavam desempregados e passaram a trabalhar para um emprego de má qualidade agravaram sua saúde mental.

Os pesquisadores analisaram os resultados de um inquérito com mais de 7.000 pessoas que vivem na Austrália. Foram sete anos de respostas, começando em 2001.

A qualidade do emprego foi graduada com base em quatro fatores: o estresse e o nível de demanda, a quantidade de funcionários que disseram ter controle sobre seu trabalho, a segurança no trabalho (ou potencial para um futuro) e se o pagamento era ou não justo.

Os participantes também responderam a um questionário de saúde mental que avaliou sintomas de depressão e ansiedade, assim como emoções positivas, incluindo sentimentos de alegria e serenidade.

Em geral, os empregados tinham melhor saúde mental do que os desempregados. Porém, depois que os pesquisadores levaram em conta fatores que poderiam influenciar os resultados, como idade, sexo, estado civil e nível de ensino, a saúde mental dos indivíduos desempregados estava igual, ou melhor, do que a saúde mental das pessoas com empregos de baixa qualidade.

Aqueles com os empregos de qualidade mais pobre também apresentaram maior queda em saúde mental ao longo do tempo do que os desempregados.

Já as pessoas empregadas em um trabalho de alta qualidade aumentaram 3 pontos na saúde mental. Os com trabalho de má qualidade diminuíram 5,6 pontos.

Essa diferença de pontos é considerada clinicamente relevante, o que significa que as mudanças na saúde mental das pessoas são observáveis.

Segundo os pesquisadores, os resultados sugerem que as políticas governamentais não devem focar só na redução do desemprego, mas na qualidade e nas condições dos postos de trabalho também, inclusive em benefícios, horas e flexibilidade.

Uma forma de melhorar a qualidade do trabalho seria oferecer as proteções necessárias para promover a segurança no emprego. Por exemplo, não ter um contrato de trabalho cria um sentimento de insegurança. Os empregadores poderiam reduzir a quantidade de contrato de trabalho independente e trazer de volta a noção de que, se você trabalha para uma empresa, terá um futuro nela.

Organizações também podem tentar reduzir o número de “escolhas forçadas” dos funcionários, como ir trabalhar ou cuidar de uma criança doente. Políticas de horário flexível não obrigam as pessoas a escolher entre trabalho e família.

Por último, os pesquisadores sugerem que se acabe um pouco com a ideia de emprego de meio período. Os benefícios destes trabalhos podem não ser suficientes para o sustento de uma família. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

16 comentários

  • Demonoid:

    COM CERTEZA CERTISSIMO ESSE POST. to desempregado a um ano , e
    ESTOU MAIS FELIZ !!!!! kkkkkkk
    eu tava ficando doente sem ferias a 3 anos já.
    estou de grana ?sim
    estou sem mulher ? sim

    mas tenho saude ainda e tenho a maior riqueza
    MEU FILHO E FAMILIA

  • aline:

    odeio o meu trabalho.

  • Chico:

    Achei interessante os comentários, quem quiser ver um trabalho de enlouquecer, conheça um jornalista de televisão, cheguei à conclusão que estes trabalham mais que um jumento. Nunca ví um jegue trabalhar depois das 6 da tarde.

  • Janita:

    Eu concordo com o Lula, o melhor mesmo é ter muito dinheiro e sair por esse mundo fora. O único trabalho seria gerir e o dinheiro para que não terminasse depressa. Há quem morra de medo se não trabalhar, até mesmo pessoas com muito dinheiro. A vida é muito mais do que trabalhar, quem não entende isso, ou é viciado no trabalho, ou é teso. O dinheiro existe para nos servir e não o contrário. Por certo, alguns de vocês, passam o dia inteiro fechados num escritório ou fábrica, para levar uma miséria de ordenado ao fim-do-mês. Digam-me, isso é vida? Nós fomos feitos para viver em comunhão com a Natureza, apanhar Sol, correr, saltar, socializar,etc. Pensem nisso.

  • Lula:

    O bom mesmo é ganhar dinheiro. Trabalhar é sempre ruim.
    Se as pessoas tivessem a opção de escolher entre trabalhar e ter dinheiro e não trabalhar e ter dinheiro, duvido quem escolheria trabalhar.
    Eu gosto de viajar, comer bem, me divertir… Trabalho porque preciso, mas se fosse milionário, um hobby seria o mais próximo do trabalho que eu chegaria.

  • priscila:

    estava em um trabalho onde a remuneracao e os beneficios eram bons porem o ambiente e as pessoas eram insuportaveis concluindo resolvi sair hoje estou desempregada e muito feliz, hoje em dia prefiro ganhar pouca e ficar em um ambiente agradavel do que o contrario.
    obs; sou solteira e nao tenho filhos, talves se fosse casada e tivesse filhos a situacao seria outra.
    como todos ja falaram é tudo bem relativo.

  • SEVERINO:

    O pior de tudo e trabalhar feito um condenado e não ser reconhecido pelo chefe,por que o que eles querem e lucro pra empresa e não estão nem ai pro funcionário, por que nenhum funcionário cria raiz na empresa um dia ele tem que sair.

  • www.fotosaraujo.com:

    É preciso trabalhar para ganhar dinheiro para pagar as contas, porém se você acha que ganha pouco no seu emprego, não peça as contas, trabalhe mais, saia mais tarde do que o de costume, e se mesmo assim você não for reconhecido, comece a enviar currículo para outras empresas.

    Logo logo você estará em outro emprego, quem sabe lá te valorizem….

  • Gláucio:

    Realmente tudo é relativo. A casos e casos.

    Comigo aconteceu o seguinte. Eu trabalhava em um local que o ambiente era muito bom. As pessoas eram legais. Mais a remuneração e benefícios eram poucos. Eu preferi sair delá e procurar algo melhor, pois o lado financeiro não me agradava.

    Acabei saindo, sem ter um emprego para substituir esse (sempre tive em mente que poderia achar outro fácil).

    E umas duas semanas depois achei outro em que eu ganhava 1.9x a mais e tinha benefícios agradaveis.

    Na minha situação, eu classifique o meu emprego ruim (mesmo tendo um ambiente legal), por não me remunerar bem. Daí preferi sair dessa situação e ir para outra mais realista.

    E o que eu ví com muitas pessoas nessa empresa onde trabalhava, é que muitas pessoas se acomodavam a este local. Só pelo fato de o ambiente ser agradável.

  • Marte:

    Se você é solteiro, o pior é um trabalho ruim.
    Se você é casado, chefe de família, coberto de responsabilidades, não existe dúvida alguma: ficar desempregado é enlouquecedor.
    Palmas pra Einstein, tudo é relativo.

  • Thiago Luiz:

    Hoje em dia trabalhar com o que voce “gosta” é tão dificil, que chega a ser um sonho!Muitos trabalham com atividades que nao satisfazem as pessoas profissionalmente, a sensação de inutilidade e subestima tomam conta da pessoa e o que sobra disso é estresse, desanimo, depressao e outros problemas de saude.

    Eu duvido que o governo ou os responsaveis, leiam esse artigo e adotem as medidas sugeridas no artigo.

    A proposito, eu falo por experiencia propria, funcionario satisfeito e reconhecido, rende muito mais que aquele que faz as coisas por pressao e obrigação.

    O trabalho não precisa ser uma atividade obrigatoria se nao quisermos.

  • zeus:

    Trabalhar é preciso…

  • ggggg:

    o melhor estar sem trabalhar

  • Janita:

    O ideal é trabalhar por conta própria: não tenho que dar satisfação a patrões estúpidos, nem chefes da mesma categoria mental, também não tenho que aturar a inveja dos meus colegas.
    Claro, é necessário ser responsável e organizado. Independentes também têm problemas, mas resolvem-se com mais coragem e garra. Concluindo, o melhor é ser independente.

    • Bruno:

      É isso aí colega! tem razão.. eu ja não aguento meu chefe, que diga-se de passagem, muito mais limitado intelectualmente que eu. Só esta lá por que é amigo do dono da empresa… MONEY TALKS, infelizmente.

  • Seu Madruga:

    Não existe trabalho ruim. O ruim é ter que trabalhar.

    Não há nada mais trabalhoso do que viver sem trabalhar!

    Belas palavras do mestre Madruga…

Deixe seu comentário!