‘Pavio curto’ tem causa genética?

Por , em 5.05.2009

A capacidade de conseguir ficar calmo ou se irritar facilmente é atribuída aos genes por uma nova pesquisa.

O isolamento de um gene chamado DARPP-32 ajuda a explicar porque algumas pessoas ficam nervosas subitamente enquanto outras conseguem se manter calmas.

Mais de 800 pessoas preencheram um questionário sobre a forma com que lidam com a raiva. Os pesquisadores também fizeram testes de DNA para determinar qual, das três versões do gene DARPP-32, os entrevistados carregavam.

Aqueles que possuíam as versões TT ou TC do gene apresentavam um comportamento mais raivoso do que aqueles que tinham a versão CC.

O estudo, que foi feito na Universidade de Bonn, na Alemanha, também descobriu que aqueles que demonstram mais raiva têm uma parte do cérebro (responsável pelo controle de emoções) menos desenvolvida.

Martin Reuter, um dos pesquisadores, que possui a versão TC, declara: “em outras palavras, não somos capazes de controlar nossos sentimentos tão bem quanto aqueles que possuem os genes sem mutações”.

Explosão de raiva é bom para carreira

“Não sou uma pessoa raivosa, mas posso ficar bravo quando é necessário” completa Reuter.

As versões TT e TC são muito mais comuns em populações do ocidente, onde é sugerido que a raiva pode ajudar na “sobrevivência social”. “Altos níveis de raiva não são desejáveis, mas uma certa quantidade de comportamento relacionado ao domínio faz com que as pessoas sejam colocadas em uma posição mais alta na hierarquia social” explicam os pesquisadores.

Pesquisas anteriores mostraram que a raiva, ao invés da repressão de emoções, é a chave para o sucesso na vida profissional e pessoal. O estudo, realizado pela Universidade de Harvard, descobriram que pessoas que reprimem seus sentimentos são até três vezes mais infelizes do que aqueles que brigam para achar soluções e expõem seus pontos de vista. [Telegraph]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

2 comentários

  • Pedro:

    a ciência está morta

  • Camila:

    Meu marido é pavio curto. Por isso que nosso casamento vai de mal a pior. Não posso falar nada que ele está sempre armado de arrogância e irônia. Explode por qualquer coisa. Não posso perguntar duas vezes a mesma coisa. Tá sempre de mal com a vida, implica com tudo e me faz infeliz. Homem desse tipo merece levar muitos chifres…viu rapazes, não sejam grosseiros com suas amadas. Se a mulher for mal tratada, enche a cabeça dele de galhos…kkk

Deixe seu comentário!