Pequenos animais são os “aspiradores do fundo do mar”

Por , em 10.08.2010

Você já viu uma Salpa? Provavelmente não, tratam-se de pequenos animais marinhos, do tamanho de uma bola de tênis, que vivem em todos os Oceanos, mas sua maior incidência está nos mares antárticos: elas preferem as águas gélidas. Pouco estudados mais a fundo até o início do século, estes pequenos animais parecem ter uma importante função nos mares: filtram a água dos oceanos.

O estudo de um instituto oceanográfico em Massachussets (EUA), está se dedicando a aprofundar as pesquisas sobre este pequeno animal. Uma salpa se parece com um pequenino barril, mas seu corpo tem consistência gelatinosa. Andam em colônias com mais de 100 indivíduos, que nos últimos anos passaram a migrar com mais freqüência para águas mais quentes. Elas tiram seu alimento das impurezas dos mares, geralmente digerindo o fitoplâncton e zooplâncton presentes, que são as bases da cadeia alimentar marinha.

Para nadar ou para comer, as Salpas realizam movimentos rítmicos (e sincronizados, quando em colônias). No caso da alimentação, abrem a “boca” (uma abertura na parte dianteira) periodicamente, engolindo o que tiver pela frente. O alimento (fito e zooplâncton) é selecionado, e o resto é filtrado por uma camada de muco que se estende até a parte traseira das Salpas, exatamente como um aspirador de pó.

O filtro da Salpa captura alimentos com tamanho inferior a 1,5 mícron (medida que equivale a um milésimo de milímetro), que param na sua malha mucosa. Para efeito de comparação, o diâmetro de um cabelo humano tem cerca de 100 mícrons, ou seja, para não ficar nesse filtro o plâncton tem que ser muito pequeno.

Mas as Salpas parecem também ter outras importâncias ainda pouco investigadas. Uma delas, fundamental, estaria na captura de CO2 dos oceanos. Segundo descobertas recentes, este carbono seria engolido junto com os alimentos e fundido às impurezas, depois sepultadas nas fezes dos animais. Com isso, estima-se que cerca de 4.000 toneladas de carbono são sepultadas por dia graças às Salpas. Com esse auxílio no equilíbrio, as Salpas seriam também fundamentais no controle do aquecimento global, que tem na liberação do CO2 um dos principais vilões. [Live Science]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)

1 comentário

  • mara cleia farias:

    muito bom esclareceu algumas das minha duvidas! muito completo e objetivo essse site!

Deixe seu comentário!