Pesquisadores conseguem controlar a velocidade da luz e até enviá-la para trás

Por , em 6.04.2019

Pesquisadores da Universidade da Flórida Central (EUA) desenvolveram um novo jeito de controlar a velocidade da luz. Agora, eles conseguem controlar a velocidade dos pulsos e luz, reduzir a velocidade a até fazer luz ir para trás.

Os resultados deste trabalho foram publicados na revista Nature Communications. Esta conquista pode ajudar a tornar a comunicação óptica mais eficiente, prevenindo perda de informação e congestionamento de dados.

O estranho raio de energia que parece viajar cinco vezes mais rápido do que a velocidade da luz

Esse tipo de evolução tecnológica será cada vez mais importante conforme utilizamos mais e mais objetos conectados à internet.

Tentativas anteriores de controlar a velocidade da luz foram feitas utilizando materiais que eram percorridos pela luz para que a velocidade fosse ajustada. A nova tecnologia, porém, permite este ajuste sem depender de nenhum material.

“Esta é a primeira demonstração clara do controle de velocidade de um pulso de luz em um espaço aberto. Isso abre portas para muitas aplicações, sendo o buffer ótico apenas uma delas. Mais importantemente, porém, é que isso é feito de forma simples, replicável e confiável”, diz Ayman Abouraddy, co-autor do trabalho.

Abouraddy e o outro co-autor, Esat Kondakci, demonstraram que eles podiam acelerar um pulso de luz em 30 vezes a velocidade da luz, que podiam reduzir a velocidade para metade da velocidade da luz e também fazer o pulso viajar inversamente.

A técnica foi desenvolvida com um equipamento chamado modulador de luz espacial, que mistura propriedades do tempo e espaço da luz, consequentemente permitindo que a velocidade seja controlada. Misturar o tempo e espaço são a chave para obter sucesso na técnica.

“Conseguimos controlar a velocidade do pulso ao reorganizar a energia do pulso de forma que o espaço e tempo são misturados entre si”, diz Abouraddy. Os pesquisadores comemoraram os resultados e esperam desenvolver mais trabalhos na área. [Phys.org, Nature Communications]

Um conceito bizarro sobre a luz e o tempo que vai bugar seu cérebro

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (35 votos, média: 5,00 de 5)

Deixe seu comentário!