Pessoas poderosas tendem a tomar más decisões

Por , em 5.03.2012

Pesquisadores da Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles (EUA), fizeram um estudo interessante: acompanharam a rotina e as ações de pessoas em situação de poder em vários setores da sociedade, fizeram testes com tais indivíduos, e são taxativos ao afirmar que pessoas detentoras de poder são mais propensas a fazer escolhas ruins.

A razão dessa realidade, conforme explicam os cientistas, é a soberba: o ser humano é naturalmente levado a abandonar a cautela e superestimar seu bom senso de decisões quando tem o poder em suas mãos. Quanto mais poderoso um líder fica, menos ele considera que precisa de ajuda, e grande parte dos problemas partem deste ponto.

Exemplos não faltam. Os pesquisadores citam os executivos da companhia de Petróleo Britânico (BP, na sigla em inglês), que ignoraram os riscos em potencial de perfurar poços no Golfo do México, alegando que um acidente era virtualmente impossível. Em 2010, o que se viu foi uma explosão que matou 11 trabalhadores e causou mais de 100 bilhões de dólares (equivalente atual a cerca de R$ 173 bi) com custos de limpeza e reparos.

Os melhores líderes, de acordo com os cientistas, são os que conseguem controlar a arrogância e reconhecem que precisam de auxílio para conduzir um grupo. Dessa maneira, o segredo para um bom comando seria a capacidade de escolher uma boa equipe de assessores e colaboradores. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

7 comentários

  • Bovidino:

    Fazer escolhas ruins? Ruins para quem? Depende do ponto de vista e do interesse de cada um.
    Realmente chegar ao poder é relativamente fácil e geralmente os caminhos são tortuosos, inescrupulosos, imorais e destituídos de ética. Claro que há excessões, mas a característica fundamental do poderoso realmente é a arrogância. Portanto, não se pode esperar decisões muito acertadas, da arrogância aliada a todos os desvios de conduta moral.

  • Walrus:

    Sei lá…. Acho que a arrogância é normal (até por quê é-se arrogante por pouca coisa – isso é mais comum do que se admite… mesmo entre “não poderosos”).
    .
    Mas as decisões erradas que um poderoso toma parece mais devido a recursos de sobra e auto-estima elevada (já que é “poderoso”!), enquanto que o inverso é mais cauteloso (menos recursos e “acanhamento” para agir…)
    .
    No mais…

  • Lelo:

    Arrogancia não quer dizer tomar a decisao certa ou não.Conheço arrogantes que tomam a decisão certa varias vezes, e também conheço arrogantes que no fim das contas, mesmo sabendo o que falavam se lascaram.

  • Felipe:

    Afirmar isso é muito perigoso. Se o cara é poderoso é porque tomou as decisões certas na hora certa.
    E outra, você pode tomar 10 decisões erradas, porém pode acertar a 11ª e ofuscar as 10 anteriores…

    • Gustavo Augusto R. Abreu:

      Quer dizer então que se alguém estar num cargo que lhe da poder, é porque ele apenas adotou posições certas?
      Perigoso pra mim é este tipo de pensamento, quase sempre cargos de poder são conquistados com desonestidade, malandragem, falta de etíca e outras coisas a mais.

      E na grande maioria das vezez, infelizmente essas pessoas estão pensando apenas nos seus próprios bolsos, pouco se importanto com os impactos de suas ações ou o que disso vai gerar de bom pra sociedade.

    • R^ml:

      É exatamente isso.

      Terás água doce de fonte amarga?

    • Felipe:

      Discordo meu caro, quantos empregos são gerados por pessoas poderosas???
      Concordo que alguns (não todos) chegam aonde chegam com desonestidade. Porém veja o custo-benefício disso.
      Meu caro…

Deixe seu comentário!