Por que sua mão é uma das peças mais complexas e belas da engenharia natural do corpo humano

Por , em 20.02.2014

Sim, o cérebro é a peça humana mais importante, o fator que mais nos distingue de outros animais e nos permite ser a espécie dominante.

No entanto, outras partes do nosso corpo são tão brilhantes quanto o nosso cérebro, triunfos da engenharia complexa que requintadamente evoluiu para nos deixar realizar uma série de tarefas.

Por exemplo? Nossa mão.

Essa poderosa parte do nosso corpo nos permite manipular pequenos objetos com grande precisão e possui uma versatilidade que nos diferencia de todas as outras criaturas do planeta.

Anatomia perfeita

Nossos braços e pernas são membros pentadáctilos – eles têm cinco dígitos. Quando animais de quatro patas começaram a se mover do mar para a terra, cerca de 380 milhões de anos atrás, alguns tinham até oito dígitos. O familiar “modelo” de cinco dígitos logo se tornou padrão, e desde então foi modificado em certos grupos, tais como sapos e aves.

Segundo o anatomista Quentin Fogg, da Universidade de Glasgow (Escócia), a mão tem um dos arranjos de músculos mais estranhos no corpo.

A maioria dos seus movimentos é controlada por músculos que não estão localizados nela, mas sim no antebraço. Os músculos do antebraço se conectam aos ossos dos dedos através de tendões longos, que passam por um pulso flexível.

Esta musculatura remota dá movimento e força aos dedos, que não seria possível se todos os músculos tivessem que ser ligados diretamente a eles.

Com efeito, a mão é simplesmente um fantoche ósseo, sustentado por ligamentos e controlado pelo antebraço.

As mãos são infinitamente úteis

As mãos são infinitamente úteis

Mas esse arranjo permite-nos fazer muitas coisas. Em um extremo, possui uma impressionante força, que nos deixa escalar montanhas, por exemplo. Através do uso habitual e treinamento, até mesmo um único dedo pode suportar todo o peso do corpo. No outro extremo, um pianista precisa de grande fineza e isso vem de dentro de músculos da mão, chamados de músculos intrínsecos.

Alguns destes músculos controlam especificamente o polegar e o dedo mínimo, enquanto outros, como os lumbricais, não estão diretamente ligados aos ossos, mas a tendões, dando a maravilhosa sutileza aos nossos movimentos.

[box type=”shadow”]Curiosidade: ninguém duvidaria que o dedão é o mais importante de todos os dedos. Ele é responsável por 40% da capacidade da mão. Mas não se engane e pense que o oposto também é verdadeiro: o dedo mínimo está longe de ser o mais dispensável; pelo contrário, ele é o segundo dedo mais importante da mão. Estranhamente, o dedo que podemos perder com o mínimo de inconvenientes é o indicador. Ele pode ser incluído ou excluído de tudo o que fazemos com nossas mãos.
[/box]

A pele nas pontas dos nossos dedos também é muito especializada. Se você cortar a ponta de um dedo, verá células de gordura, que funcionam como almofadas de proteção para o enorme número de terminações nervosas embaixo delas. Receptores na pele dos nossos dedos respondem à luz, pressão, toque, dor e temperatura.

As unhas desempenham um papel crucial também. Se você não tivesse essa estrutura rígida contra a qual pressionar, não seria capaz de julgar com quanta firmeza teria que segurar qualquer coisa.

…E o pé

A mão pode parecer, à primeira vista, um pouco mais interessante que o pé, mas este é igualmente complexo.

Contendo 26 ossos, 33 articulações, 19 músculos e 57 ligamentos, é uma das poucas peças de anatomia que podem competir com a mão em complexidade.

Aliás, em muitos aspectos, é por causa do pé que evoluímos mãos tão extraordinárias. A capacidade de andar na vertical dos primeiros seres humanos significou que eles ficaram com a mão livre para desenvolver a sua anatomia e capacidades únicas. [BBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votos, média: 4,20 de 5)

3 comentários

  • André Reis:

    Matéria muito interessante e curiosa, gostei.
    Um detalhe apenas e tbm uma curiosidade: Os dedos dos pé não tem nome específico, são numerados, mas os da mão sim: Polegar, indicador, médio, anelar e mínimo. “Dedão” é costumeiro no Brasil nomear o maior dos dedo dos pés. Espero ter contribuído… Bjs Natasha!

  • Carlinhos-32:

    Diria que essa matéria foi uma mão na roda!

  • engvictorh_10:

    Simplesmente Magnífico!

Deixe seu comentário!