Por que choramos?

Por , em 22.04.2013

Seja um filme, uma música, um ferimento sério ou o término de um relacionamento, todos nós já tivemos (e teremos) motivos para chorar. Mesmo que os motivos sejam claros, fica a pergunta: qual é, afinal de contas, a utilidade do choro?

Para responder a esta pergunta, a equipe do canal do YouTube “AsapSCIENCE” preparou o vídeo acima (que pode ser visto com legendas em inglês ou traduzidas para português, embora nesse caso a tradução contenha falhas).

Antes de partir para o mistério do choro, os autores lembram que existem, na verdade, três tipos de lágrimas: as de base, as de reflexo e as emocionais. “Lágrimas de base estão continuamente lubrificando seus olhos e evitando que eles sequem, enquanto lágrimas de reflexo agem em resposta a coisas irritantes, como cebolas ou poeira”, explicam.

Curiosamente, as lágrimas emocionais são, até onde se sabe, uma exclusividade humana (outros animais choram, sim, mas não derramam lágrimas no processo). “Em muitos casos, lágrimas emocionais agem como um sinal para mostrar aos outros nossa tristeza ou incômodo genuínos”.

Embora possa passar a impressão de fragilidade (além de borrar a visão, o que atrapalharia outras ações), o choro pode justamente sensibilizar outras pessoas e servir como um pedido de ajuda. No caso de lágrimas de alegria, a ideia também seria a de comunicar emoções (positivas, no caso). Afinal, tanto tristeza como alegria estão relacionados às mesmas regiões do cérebro, como o hipotálamo e gânglia basal, que por sua vez estão ligadas às glândulas lacrimais.

Existe também a ideia de que chorar literalmente “derrama” um pouco do seu estresse: lágrimas emocionais têm níveis mais elevados de proteínas (em comparação com as de base ou de reflexo) e contêm hormônios ligados ao estresse. “Há quem diga que chorar ajuda a liberar essas substâncias químicas de estresse, mas a pesquisa nessa área é limitada e ainda não conclusiva”, avisam os autores do vídeo.

De qualquer forma, não tenha vergonha de expressar o que sente, pois se conter demais pode ser pior do que passar uma imagem “frágil” e, às vezes, chorar realmente pode fazer bem.[AsapSCIENCE]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

4 comentários

Deixe seu comentário!