Como os homens perderam os temíveis espinhos no pênis

Por , em 30.11.2014

Os cientistas acreditam que os homens já tiveram pequenos espinhos em sua genitália, como têm hoje os chimpanzés, gatos e ratos. Como eles os perderam, então?

A análise dos genomas de humanos, chimpanzés e macacos indica que uma sequência de DNA desempenha um papel na produção desses espinhos. Também sugere que uma outra deleção genética pode ter levado à expansão de regiões específicas do cérebro humano.

Os pesquisadores compararam o genoma humano com os do chimpanzé e do macaco, e chegaram a 510 trechos de DNA que foram conservados em nossos parentes primatas, mas excluídos nos seres humanos.

Quase todas essas regiões do DNA pareciam desempenhar um papel regulador na função de genes próximos. Então, eles se concentraram em duas exclusões, uma ligada às espinhas no pênis e outra ao crescimento de áreas específicas do cérebro.

Os cientistas testaram os efeitos das sequências eliminadas da pele humana e do tecido neural, e encontraram mais provas para sustentar alegações da evolução humana.

Espinhas penianas são estruturas semelhantes a barbas encontradas em muitos mamíferos. Sua função continua em debate, e elas podem desempenhar papéis diferentes em diferentes espécies.

Elas podem aumentar a estimulação para o macho durante o acasalamento. Podem também desempenhar um papel na indução da ovulação feminina em um pequeno número de espécies, mas há indícios de que também causam danos ao sexo feminino.

Depois, há a sugestão de que elas podem ter evoluído para remover um certo material que os machos depositam no trato genital feminino para bloquear tentativas de outros machos de fertilizar a mesma fêmea.

Os pesquisadores acreditam que a perda desses espinhos em seres humanos pode estar relacionada a alterações na forma de relacionamento humana. A perda dos espinhos resultaria em menor sensibilidade e maior cópula, e pode estar associada com maior ligação entre humanos e maior cuidado paternal com os filhos.

[BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

  • Gean Medeiros:

    acho q s ainda houvessem esses espinhos os japoneses fariam mais sucesso hoje em dia kkkkkkkkkk

Deixe seu comentário!