Por que Vênus não tem luas?

Por , em 27.04.2014

Existem dezenas e dezenas de luas no sistema solar. Júpiter e Saturno tem mais de 50 luas cada um, e até mesmo Marte tem um par de pequenos satélites que lembram asteroides. Mas e Vênus, o planeta que por um tempo os astrônomos pensaram que era “gêmeo” da Terra?

A resposta é: nenhuma. Vênus e Mercúrio são os dois únicos planetas do nosso sistema que não têm uma única lua natural os orbitando. Descobrir por que é uma questão que mantêm os astrônomos muito ocupados.

Estudiosos chegaram a três explicações sobre como os planetas obtêm luas. Talvez o satélite seja “capturado” conforme flutua pelo planeta, que é o que alguns cientistas acham que aconteceu a Phobos e Deimos (perto de Marte). Ou talvez um objeto colida com o planeta e os fragmentos eventualmente se fundam em uma lua, que é a principal teoria de como a lua da Terra surgiu. Ou ainda luas podem aparecer a partir da acreção geral da matéria conforme o sistema solar é formado, semelhante à forma como os planetas surgem.

Não tem (mais)

Considerando a quantidade de coisas voando ao redor do sistema solar no início de sua história, é bastante surpreendente para alguns astrônomos que Vênus não tenha uma lua hoje.

Talvez, porém, o planeta tenha tido uma no passado distante. Em 2006, Alex Alemi e David Stevenson, do Instituto de Tecnologia de Califórnia (EUA), disseram que Vênus pode ter sido atingido por uma grande rocha pelo menos duas vezes.

“Muito provavelmente, Vênus foi acertado logo no início [de sua vida] e ganhou uma lua dos detritos resultantes. O satélite lentamente espiralou para longe do planeta, devido às interações das marés, da mesma forma a nossa lua rasteja lentamente para longe da Terra”, afirmaram.

No entanto, depois de apenas cerca de 10 milhões anos, Vênus pode ter sofrido outro golpe tremendo, e esse segundo impacto foi oposto ao primeiro, e reverteu a rotação do planeta.

A nova direção de rotação de Vênus fez com que o corpo do planeta absorvesse a energia orbital da lua via marés, em vez de adicionar energia orbital à lua. Ou seja, em vez de se afastar, ela colidiu e se fundiu com Vênus em um encontro dramático e fatal.

Poderia haver outras explicações para a falta de satélites em Vênus, entretanto. Por isso, astrônomos continuam interessados em revisitar este mundo. Encontrar uma resposta definitiva para essa questão poderia nos ensinar mais sobre a formação do sistema solar. [Phys]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (9 votos, média: 4,67 de 5)

8 comentários

  • Célio Azevedo:

    Mercúrio era lua de Vênus, que nem sempre teve essa rotação inversa e lenta.

    • Cesar Grossmann:

      Praticamente impossível, Célio. Se fosse o caso, a excentricidade da órbita de Mercúrio seria muito maior…

  • WalterZ:

    Verdade!!

    A rotação invertida de Venus levaria as suas eventuais Luas a perder energia cinética rapidamente o que causaria a sua “queda”.

    Incrivel, mas eu ainda não tinha pensado nisso! kkkk

    • Cesar Grossmann:

      Lembrando que esta é uma hipótese, existem outras hipóteses.

    • WalterZ:

      Sei disso meu caro Cesar, mas é uma bela hipótese! 🙂

    • Bruno Sabbado De Franco:

      Ou então Mercúrio era uma lua de Vênus e acabou escapando da gravidade do planeta e se afastou.

    • Cesar Grossmann:

      Eu gostaria de saber se tem um mecanismo que poderia explicar esta “perda” da Lua e a posterior migração até a órbita atual.

  • Pedro Henrique Costa:

    talvez a lua de venus tenha sido arrastada pra dentro do nosso sol

Deixe seu comentário!