Primeira nave espacial privada é lançada com sucesso. Voa em direção a ISS

Por , em 22.05.2012

O dia de hoje ficará marcado na história espacial: é a primeira vez que uma nave privada é lançada em direção a Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), e, se completar a missão com sucesso, vai render bons bilhões para a SpaceX, empresa envolvida no voo.

A NASA anunciou há pouco tempo que deixaria de fazer tais viagens, aposentando seus ônibus espaciais para se dedicar a outros projetos. A parceria com companhias privadas faz parte de uma chamada “nova era espacial” da NASA.

O contrato entre a agência norte-americana e a SpaceX, do engenheiro e empresário sul-africano Elon Musk, conhecido por ter investido na Tesla Motors, ser um dos cofundadores da PayPal e ter feito fortuna na internet, prevê que se ele for bem sucedido dessa vez, fará 12 missões à ISS, embolsando US$ 1,6 bilhões (R$ 3,23 bi) ao longo de quatro anos.

As missões da SpaceX envolvem transportar cargas (água, roupas e equipamento científico) e astronautas para a ISS, responsabilidade antes da NASA, antes de cortes de orçamento da agência.

Nessa terça-feira, às 3:44 da manhã em Cape Canaveral, Flórida, EUA, próximo ao Centro Espacial Kennedy, o foguete Falcon 9 lançou com sucesso a cápsula Dragon não tripulada à ISS. O lançamento foi um alívio para a SpaceX e a para a NASA, já que o voo já havia sido adiado várias vezes, inclusive no último dia 19 por conta de uma falha técnica.

Essa missão é chave para os planos americanos, já que o fim da era dos ônibus espaciais colocou em cheque sua tão aclamada “liderança espacial”.

O assistente de Ciência e Tecnologia do presidente Barack Obama, John P. Holdren, falou sobre o lançamento em nome da Casa Branca: “Parabéns para as equipes da SpaceX e da NASA pelo lançamento bem sucedido esta manhã do foguete Falcon 9 (…).
Cada lançamento para o espaço é um evento emocionante, mas este é especialmente importante porque representa o potencial de uma nova era na exploração espacial norte-americana. A parceria com empresas norte-americanas como a SpaceX para fornecer carga e, eventualmente, serviço de tripulação para a Estação Espacial Internacional é uma pedra angular do plano do presidente para manter a liderança americana no espaço. Este papel ampliado do setor privado vai liberar mais recursos da NASA para que a agência faça o que faz de melhor – enfrente os desafios tecnológicos mais exigentes no espaço, incluindo voos espaciais tripulados além da órbita baixa da Terra”.

A cápsula Dragon pesa seis toneladas e tem 5,9 metros de altura e 3,6 metros de diâmetro. Ela precisa ser acoplada à ISS para entregar a carga que leva, que inclui alimentos e material de laboratório.

Três países – EUA, Rússia e Japão – além da União Europeia já viajaram à ISS. Para dizermos com certeza que pela primeira vez uma empresa privada chegou a Estação, é preciso que Dragon realize vários procedimentos de segurança no espaço a fim de se acoplar com sucesso à ISS.

Sendo assim, daqui dois dias, em 24 de maio, a cápsula vai sobrevoar a Estação a uma distância de quase três quilômetros para garantir aproximação segura. Na sexta-feira, 25, a SpaceX pode fazer história e se tornar a primeira companhia comercial a desembarcar na ISS.

Dragon deve voltar a Terra pelo Pacífico ao largo do estado americano da Califórnia dia 31 de maio, trazendo 660 quilos de experiências científicas e equipamentos. Vamos aguardar![DailyTech, LiveScience, PublicoMovel, Cienctec]

Cápsula Dragon

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

7 comentários

  • Marcio Braga Machado Braga:

    Precisamos acelerar mais, estamos muito atrasados.

  • Andre Luis:

    Muito interessante esta missão. Sem dúvida será muito gratificante para a empresa privada responsável se a missão for completada com sucesso!

  • Glauco Ramalho:

    Foguetes são a pior forma de se viajar no espaço.

    E esse é uma piada. A mais de 30 anos atrás o Saturn V carregava mais carga, ia mais longe, e ainda carregava astronautas.

    • Douglas:

      o saturn foi projetado para isso carregar equipamento, satelites pricipalmente,astronautas, ir longe…
      essa espacionave dragon foi feita para abastecer a estaçao espacial, levar suplimentos, e deve gastar menos combustivel-energia para fazer isso, q o saturn deve ser um beberao.

      o setor privado
      pode dar um blom na exploraçao espacial, porem daqui alguns anos vejo querra espaciais, por causa de recursos

    • Glauco Ramalho:

      Bixo, a questão é que ninguém mais sabe fazer foguetes como o Saturn V. Nem a NASA e nem ninguém. Eles não sabem resolver nem os problemas de vibração dos foguetes, mas a trinta anos atrás sabiam. Pq não sabem mais??

    • Germano:

      porque nunca o fizeram ?
      a muito tempo que eu não duvido mais de nada

    • Germano:

      calma véi é a 1° missão

Deixe seu comentário!