Fim de uma era: última missão de um ônibus espacial da NASA é lançada

Por , em 11.07.2011

Uma era acaba: o último ônibus espacial da NASA, Atlantis, foi lançado dia 8 de julho, para a missão final STS-135.

Foi um momento histórico: a última vez que uma nave espacial, ícone americano, se direciona aos céus rumo ao desconhecido.

Atlantis embarcou em uma missão de 12 dias à Estação Espacial Internacional, para onde levará cerca de 4.318 quilos de suprimentos e peças de reposição para o laboratório em órbita.

O material deve manter a estação bem abastecida e funcionando nos anos seguintes à aposentadoria do programa de ônibus espaciais da NASA.

Atlantis também realizará um experimento destinado a testar a tecnologia que poderia reabastecer e potencialmente reparar satélites em órbita.

A missão STS-135 transporta uma tripulação de apenas quatro astronautas, ao invés dos seis ou sete habituais. Os últimos quatro astronautas que voarão em uma nave espacial são o comandante Chris Ferguson, o piloto Doug Hurley e os especialistas em missões Rex Walheim e Sandra Magnus.

O programa de ônibus espaciais

O programa de ônibus espaciais da NASA nasceu em 1972, quando o presidente Richard Nixon anunciou sua existência à nação. As naves começaram a voar em 1981 e, com a última missão do Atlantis, farão um total de 135 voos.

Enquanto o programa talvez não tenha conseguido fazer jus às expectativas elevadas da NASA, a frota orbital realizou muita coisa.

Ônibus espaciais da NASA implantaram, fixaram e atualizaram o Telescópio Espacial Hubble, por exemplo, e ajudaram a montar a estação espacial. Os ônibus também tornaram o acesso ao espaço uma rotina, mais fácil do que anteriormente foi possível.

Ao longo de sua vida útil, os ônibus espaciais se tornaram uma instituição americana, um símbolo da tecnologia e do know-how americano, bem como a vontade de “sonhar alto” do país.

Especialistas acreditam que, mesmo após a parada do programa, ele ainda vai representar muito para a nação dos EUA e para o mundo – quem nunca imaginou uma nave espacial, sonhou estar em uma, ficou pensando no que a NASA poderia estar vendo no espaço?

Você pode conferir um pouco disso. Após sua aposentadoria, os ônibus espaciais continuarão a ter os olhos do público: eles passarão a residir em museus em todo canto dos EUA. Atlantis é dirigida ao Kennedy Space Center (Centro Espacial Kennedy), em Orlando, Flórida; as naves Endeavour e Discovery irão para o California Science Center (Centro Científico da Califórnia), em Los Angeles, e Smithsonian estará em Washington.[Space]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

10 comentários

  • levita:

    rsrsrsrsrsr calma gente nada mudou em relação a exploração espacial , o que vai mudar é os Onibos espaciais, recentemente o Governo Americano fechou negócio com uma grande empresa para a construção de novos Onibos Espaciais , que pelo jeito poderemos chamar de naves espaciais ,pois esses novos veiculos não preisara de foguetes para alcançar o espeço voarão como aviões direto para o espaço graças a novos sistemas de propulsão que já estão em desenvolvimento

  • zeus:

    Desperdício de tecnologia e dinheiro…

    • burro:

      Concordo com VC,zeus.

    • Moura:

      “zeus” vc é “burro”!!! tsc, tsc…sabe mesmo avatar…

  • mauro:

    O programa do ônibus espacial chegou ao fim, mas isso não significa que vamos deixar de explorar o espaço. Novos programas surgirão com novas aeronaves utilizando novas tecnologias. A possibilidade de um consórcio entre países interessados na exploração espacial possa ser criado, justamente na tentativa de amenizar os custos operacionais. A exploração espacial está apenas começando, é mais um novo desafio para a humanidade e creio que devemos seguir em frente.

  • Rodrigo Paim:

    O começo de uma nova era do programa espacial norte-americano, ou simplesmente a consequência dos atos irresponsáveis de cortes no orçamento da NASA que vem sendo feito a um bom tempo pelos congressistas americanos ?

  • NERDÃO:

    E agora oque vai ser então? O homem nao vai mais para o espaço? o.O

    • Cesar:

      Vão, mas não de ônibus espacial. Vão para o espaço do jeito que os russos, japoneses, chineses e indianos vão, usando foguetes.

      Num primeiro momento parece que os americanos farão o mesmo que o Brasil: pagar passagem para os russos.

  • Moura:

    Dizem os “paranoicos de plantão”, que a Atlantis foi em missão de ataque com uma arma de anti-matéria, desenvolvida pelo CERN, para acabar com Elenin…E teve a benção especial do Papa…rsrsrs

  • Carlos:

    O final de uma era fantástica.

    Um passeio ao Kennedy Space Center, Flórida, é (ou era) algo impressionante, especialente se uma das naves estivesse em posição para lançamaneoo.

    Estive lá em Favereiro de 2011 e vi a Discovery preparada, um dia antes de ser lançada.
    .

Deixe seu comentário!