Quais suas chances de se divorciar?

Por , em 5.02.2012

É muito fácil dizer que seu casamento é estável nos momentos felizes e períodos em que as coisas vão bem. Mas é nos momentos de desequilíbrio que o casal mostra se seu relacionamento é realmente profundo e resistente a crises. É o que defendem psicólogos da Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA, na sigla em inglês), lançando aos casais pesquisados a seguinte pergunta: o que significa ser realmente comprometido em seu casamento?

Para responder a essa questão, foram procurados 172 casais, que tiveram sua vida conjugal analisada ao longo dos 11 primeiros anos com alianças nos dedos. Depois de mais de uma década, a seguinte realidade: 78,5% dos casais continuavam juntos enquanto 21,5% haviam se divorciado. O desafio, então, seria decodificar as razões que levaram a um destino ou outro.

Todos os 172 maridos e mulheres estavam em seu primeiro casamento durante a pesquisa. A cada seis meses durante os quatro primeiros anos, os casais eram chamados a uma reflexão sobre a história de seu relacionamento até ali, avaliando o nível de comprometimento que cada cônjuge empenhava na relação.

Em geral, quanto mais preocupados eram os cônjuges com a manutenção do relacionamento, mais estável o casamento tendia a ser. Em outras palavras, o homem e a mulher devem estar vigilantes quanto a atitudes e palavras: ambos os fatores devem ser pensados em prol da conservação do comprometimento, que deve ser visto como prioridade.

Obviamente, conforme explicam os pesquisadores, não é uma tarefa fácil. De acordo com a pesquisa, a honestidade e a vigilância são os dois atributos mais valorosos nesse sentido. Embora as discordâncias sejam inevitáveis, o conflito que desgasta o relacionamento é opcional: basta saber ouvir e dialogar.

Não se trata, no entanto, apenas de atitudes visíveis. Algumas “forças ocultas” também influenciam a relação marital. Recentemente, foi descoberto um gene, o 5-HTTLPR, que estaria diretamente condicionado às oscilações de serotonina, hormônio responsável pelo bom humor e estabilidade emocional.

Os cientistas descobriram uma interferência clara deste gene nas variações de emoções entre marido e mulher, o que pode dar uma pista de como anda um casamento depois de vários anos. Na maioria dos casos, os níveis de serotonina especialmente ligados à relação com o cônjuge são afetados conforme a atenção dada ao casamento: quanto mais atenção, maior harmonia entre as partes.

Em suma, a segurança do seu casamento e as chances de não se divorciar podem ser mensuráveis a partir de sua própria vontade em manter o casamento. Quanto mais o marido e a esposa viverem pensando como um par, e não individualmente, mais seguros devem ser os casamentos. É basicamente este o segredo dos 78,5% que continuavam casados após os longos onze anos de pesquisa. [Science Daily]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

6 comentários

  • Edmar:

    Antes do casamento, cada indivíduo deve desenvolver uma personalidade que permita viver bem no casamento. O quanto esta personalidade estiver desenvolvida é que vai permitir um maior sucesso na vida do casal.
    O princípios morais adquiridos na vida e a forma de caminhar por eles, são de fundamental importância.
    Um casamento entre pessoas pobres de caráter faz com que cada um fique infernizando a vida do outro em nome do próprio egoísmo.
    No casamento não se deve ter vida própria, mas sim do casal.

  • Flor de Lis:

    Não me achei com coragem de ler essa matéria. Ainda nem casei, se eu ler isso aí posso ficar com trauma antes da hora kkkkkk.

    • Ezio Jose:

      Bobagens! Tive um casamento e depois vivi dois concubinatos onde tudo isso não deu certo!… Não desisti da idéia ainda de encontrar uma flor para meu jardim! Só ganhei experiências, um pouco de medo e otras cositas mas que me tornou mais seletivo.

    • Flor de Lis:

      Querido Ezio, eu só estava brincando. Nunca me casei realmente, mas apesar de ter acompanhado casamentos que acabaram (e os sofrimentos consecutivos) não desisti disso, que pra mim é um sonho. Espero que encontre uma bela flor pro seu jardim e que ela possa lhe fazer feliz. Beijo.

  • iPedro Martins:

    As chances de um casal não se divorciar aumentam em 99% se o marido ganhar na Mega Sena da Virada

    • Ezio Jose:

      Pode ser.
      Se casamento é em comunhão de bens pode sofrer um reverso. Tudo depende de várias circunstâcias e em certo caso a metade de um premio desses para cada um dá bem para se virarem e aventurar novas buscas.

Deixe seu comentário!