Robô cientista faz descoberta sem ajuda de humanos

Por , em 4.04.2009

Adam (ao fundo) é bem diferente de seus dois colegas de jaleco branco.

Os cientistas criaram um colega ideal. Um robô, batizado de Adam, que consegue realizar os mesmos experimentos, repetidamente. E, aparentemente, esse não é o único mérito da máquina: é o primeiro robô que, de forma independente, descobriu algo considerado “conhecimento científico”.

De acordo com seus criadores, Adam já descobriu o papel de vários genes do DNA da levedura. Além disso, ele consegue planejar, com antecedência, experimentos que provem suas próprias conclusões.

Ross King, professor da Universidade de Aberystwyth, que liderou o desenvolvimento do robô, disse esperar que projetos como o Adam dêem aos cientistas humanos mais tempo para se preocupar com pesquisas mais significativas, que necessitem de mais esforço.

“O Adam ainda é apenas um protótipo, mas acredito que ele estará, daqui a dez ou quinze anos, trabalhando em laboratórios pelo mundo” declarou King.

Atualmente, o Adam pode realizar mil experimentos por dia, e foi desenvolvido para identificar a função de cada gene nas células de levedura. Até agora, já descobriu o papel de 12 genes.

“Quando seqüenciamos os genes da levedura, que são seis mil, sabemos quais são seus componentes, mas não sabemos qual é a tarefa de cada um” explica King.

O robô conseguiu descobrir o papel desses 12 genes observando a levedura enquanto ela crescia. Então, ele combinou essa informação com o que era sabido sobre a levedura e seus genes – e conseguiu determinar quais deles causam o crescimento da planta.

Duc Pham, da Universidade de Cardiff, declara que o robô é um projeto muito inteligente, mas funciona apenas como um assistente de laboratório. “Ainda vai levar muito tempo para que os robôs possam substituir os humanos dentro de um laboratório” explica. [BBC]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

5 comentários

  • artur s silva:

    As universidades públicas do brasil poderiam economizar muito com esse robô dispensando muitos dos nossos improdutivos e custosos cientistas

  • Mark:

    Como assim planta? [2]

  • Ian:

    Ñ tinha como trocar o nome da universidade nao?

  • Yuichi:

    Então, ele combinou essa informação com o que era sabido sobre a levedura e seus genes – e conseguiu determinar quais deles causam o crescimento da planta.

    Como assim planta?

  • Bataja:

    A Skynet vem aí, olê olê olá!!!

Deixe seu comentário!