Você pode aliviar suas dores nas costas sozinho

Por , em 14.07.2010

Muitos adultos sofrem de dor nas costas, mas somente 1 em 10 consideram sua condição persistente e incapacitante.

Há muito tempo, estudos reconheceram que a atitude e as crenças do paciente em relação a sua dor podem influenciar muito em como controlá-la. Agora, uma nova pesquisa confirma que o nível de conhecimento sobre a sua condição também é crítica, bem como a vontade e capacidade do paciente de usar esse conhecimento.

Pesquisadores na Austrália examinaram a habilidade do paciente de encontrar, entender e usar informações sobre suas dores nas costas, um conceito que é conhecido como “alfabetização da saúde”.

Um alto nível de instrução em saúde tem sido associado a melhores resultados em pacientes com diabetes, artrite reumatóide, asma e outras doenças crônicas.

Para os estudiosos, a atitude pode influenciar tanto quanto fatores físicos. Você pode pedir a um paciente para se manter ativo, mas se ele não acreditar que o exercício vá ajudar ou achar que pode piorá-lo, ele não vai realizá-lo.

A pesquisa realizada descobriu que as pessoas que consideravam sua dor nas costas mais forte e incapacitante eram as mais propensas a acreditar que a razão para isso era física ou anatômica. Eles também eram os que menos acreditavam que um tratamento poderia ajudar.
Muitos pacientes tiveram problemas em encontrar, entender e usar a informação que receberam sobre sua condição, um problema mais comum aos que acreditavam que sua dor era mais incapacitante. [WebMD]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

3 comentários

  • Fabio:

    Marcelo L
    Olá
    Se vc arrastar o mouse(rato) por cima das letras como se fosse fazer uma selecção vc poderá ler com muita facilidade!
    Abraço
    Fabio

  • hector:

    Isso é verdade!
    eu sempre senti muita dor nas costas e tenho apenas 19 anos
    mas sempre dei meu jeito para estalar e fazer parar… no final é tudo psicologico mesmo e um pouco fisico, claro…
    quanto mais eu pensava na dor, mas me encomodava, e a medida de que fui deixando de lado mentalmente foi diminuindo gradativamente! E hoje sofro mt menos

  • Marcelo L:

    Permita-me um comentário fora do contexto da notícia.

    Uso monitor LCD e aqui as letras aparecem muito claras. Dá pra ler, mas confesso que preciso forçar um pouco a vista.

Deixe seu comentário!