Tesla x Edison: quem foi melhor?

Por , em 11.07.2014

10 de julho de 2014 marca o 158º aniversário de nascimento de um dos maiores gênios que a humanidade já conheceu, o cientista sérvio-americano Nikola Tesla.

Brilhante e excêntrico, Tesla foi o autor de invenções que permitiram o uso da energia como nós o conhecemos hoje e os sistemas de comunicação em massa.

Seu inimigo e ex-chefe, o estadunidense Thomas Edison, foi o icônico inventor da lâmpada elétrica, do fonógrafo e da imagem em movimento. Os dois gênios rivais travaram uma “guerra das correntes” na década de 1880, sobre que sistema elétrico iria alimentar o mundo – o sistema de corrente alternada (AC) de Tesla ou o sistema de corrente contínua de Edison (DC).

Entre os aficionados por ciência, os debates são muito aquecidos, mas dá para dizer mesmo quem foi o melhor inventor?

“Eles são inventores diferentes. Você não pode dizer com certeza que um é maior que o outro, porque a sociedade precisa de alguns Edisons e ela precisa também de alguns Teslas”, defende Bernard W. Carlson, o autor de “Tesla: Inventor da Idade Elétrica” ​​(tradução livre).

A partir de suas personalidades totalmente diferentes até os seus legados duradouros, veja uma pequena comparação entre estas duas mentes incríveis.

O mais brilhante

Tesla tinha uma memória fotográfica, o que significava que ele conseguia se lembrar com muita precisão de imagens e objetos. Isto permitia-lhe visualizar com precisão objetos 3D complexos e, como resultado, ele podia construir protótipos usando apenas alguns desenhos preliminares.

“Ele realmente desenvolvia suas invenções em sua imaginação”, explica Carlson.

Em contraste, Edison era mais uma espécie de desenhista e carpinteiro. “Se você fosse ao seu laboratório vê-lo trabalhando, você veria coisas espalhadas por todo o canto: fios e bobinas e várias partes de invenções”, compara Carlson.

No final, no entanto, Edison registrou 1.093 patentes, de acordo com o Parque Histórico Thomas Edison, nos EUA, enquanto Tesla teve menos de 300 em todo o mundo, de acordo com um estudo publicado em 2006 no Sexto Simpósio Internacional de Nikola Tesla.

Claro, Edison teve mais assistentes ajudando-o a desenvolver algumas invenções, além de ter também comprado algumas de suas patentes.

Aquele mais a frente de seu tempo

Embora a lâmpada, o fonógrafo e as imagens em movimento sejam tidos como as mais importantes invenções de Edison, outras pessoas já estavam trabalhando em tecnologias similares, de acordo com Leonard DeGraaf, um arquivista do Parque Histórico Thomas Edison e autor de “Edison e a Ascensão da Inovação” (tradução livre).

“Se Edison não inventasse essas coisas, outras pessoas inventariam”, supõe DeGraaf.

Em um movimento precipitado, Edison rejeitou a ideia “impraticável” de Tesla de um sistema de corrente alternada (AC) de transmissão de energia elétrica. Em vez disso, promoveu o seu sistema de corrente contínua (DC), mais simples, mas menos eficiente.

Por outro lado, as ideias de Tesla eram muitas vezes tecnologias que não tinham uma demanda do mercado interno, por isso sua capacidade de inovação é tão admirada. Seu motor de corrente alternada na hidrelétrica em Niagara Falls, por exemplo – a primeira usina deste tipo – eletrizou o mundo, quase que literalmente.

Tesla também passou anos trabalhando em um sistema projetado para transmitir vozes, imagens e imagens em movimento sem fio – fazendo dele um futurista e o verdadeiro pai do rádio, telefone, telefone celular e televisão. “Todo o nosso sistema de comunicação de massa é baseado no sistema de Tesla”, afirma Marc Seifer, autor de “Gênio: A Vida e o Tempo de Nikola Tesla” (tradução livre).

Infelizmente, o grande projeto de Tesla falhou quando seu financiador, JP Morgan, cansou-se de anos de fracasso.

Aquele com maior impacto

Segundo DeGraaf, o legado mais duradouro de Edison não é uma patente ou uma tecnologia específica, mas suas fábricas de invenção, que dividiram o processo de inovação em pequenas tarefas que foram realizadas por uma legião de trabalhadores. Por exemplo, Edison teve a ideia de uma câmera de imagem em movimento, ou cinetoscópio, em uma palestra do fotógrafo Edward Muybridge, mas, em seguida, deixou a maior parte da experimentação e prototipagem para seu assistente William Dickson e outros colaboradores. Por ter várias patentes e invenções em desenvolvimento em paralelo, Edison, por sua vez, garantiu que seus assistentes tivessem uma situação financeira estável para continuarem a executar experimentos e encorpar mais projetos. “Ele inventou a inovação moderna como a conhecemos”, sentencia DeGraaf.

As invenções de Tesla são a espinha dorsal dos sistemas de energia e de comunicação modernos, mas ele desapareceu na obscuridade no final do século XX, quando a maior parte de suas invenções foram perdidas para a história. E apesar de suas muitas patentes e inovações, Tesla foi de certa forma destituído de suas criações quando morreu, em 1943.

Melhor convidado para o jantar

No auge de sua carreira, Tesla era carismático, educado e inteligente. Ele falava várias línguas e escritores como Mark Twain e Rudyard Kipling e o naturalista John Muir eram seus amigos, de acordo com Marc Seifer. “Ele se movia em círculos sociais muito altos”, afirma.

Mas Tesla também podia ser arrogante e era conhecido por ser uma aberração higiênica. Em seus últimos anos, os seus tiques obsessivos, como o medo de brincos de mulheres, por exemplo, ficaram mais fortes, e ele morreu sem um tostão e sozinho em um hotel em Nova York.

Edison, por sua vez, era uma pessoa introvertida, com poucos amigos íntimos. Ele também tinha acessos de raiva, que exibia amplamente em seus ataques ferozes contra Tesla durante a Guerra das Correntes. Thomas Edison também deu conselhos sobre como construir a primeira cadeira elétrica usando corrente contínua (DC), entrando até mesmo em detalhes sangrentos sobre as técnicas necessárias para a execução do ato, de acordo com Seifer. [Live Science]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votos, média: 4,00 de 5)

5 comentários

  • Caco Gimenez:

    A eletricidade é oque é hoje graças a JP. Morgan e o capitalismo é claro., T. Edison teve melhor visão ao usar JP. Morgan ao seu favor.

  • Marcelo Rodrigues:

    Jp Morgan não aceitou a proposta de tesla porque tesla queria fornecer enrrgia gratuita e Jp Morgan queria cobrar e cobram até hoje!

  • Roberto Santos:

    Erro editorial. “Thomas Edison deu conselhos de como construir a primeira cadeira elétrica usando corrente contínua (DC)”, foi com (AC).

    • Joao Mendes:

      Não, não foi!

    • Marcos Vinicius:

      sim; foi sim . para contra atacar tesla edison mostra por meio da cadeira eletrica como o uso da ac seria perigoso para a humanidade.

    • Jucemar Diego Teichert:

      edison queria provar que ac era mais perigoso que dc um elefante foi eletrocutado com dc e o primeiro homem nome de William Kemmler com ac

Deixe seu comentário!