Um buraco negro que você pode visitar (e sobreviver para contar a história)

Por , em 4.11.2013

Considerando que nem mesmo a luz consegue escapar deles, buracos negros não são lugares que uma pessoa sensata gostaria de visitar – afinal, seu corpo seria estraçalhado em uma fração de segundo, e só Deus sabe o que aconteceria depois. Se você não é uma pessoa sensata, porém, temos uma boa notícia: existem buracos negros que, teoricamente, podem ser visitados sem que ninguém morra no processo.

Na década de 1960, o físico Roy Kerr descobriu que buracos negros giram. Embora não tenha sido uma revelação chocante (já que boa parte da matéria engolida por buracos negros gira em torno do próprio eixo), a descoberta feita por Kerr revelou uma possibilidade curiosa.

Se você girar um copo d’água com força suficiente, o líquido pode ficar concentrado nas bordas e deixar uma região livre no centro; com certos buracos negros, acontece algo similar. Assim, um objeto (ou uma pessoa insensata) poderia atravessar o buraco sem ser devorada pelo campo gravitacional ao redor.

Não se sabe o que haveria do outro lado, mas não faltam especulações: há quem acredite que seria possível viajar no tempo; outros dizem que essa passagem poderia levar a outro ponto do universo; já os mais ousados sugerem que essas regiões seriam passagens para outros universos.

Você atravessaria esse buraco negro, se pudesse? [io9]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (8 votos, média: 4,50 de 5)

18 comentários

  • Victor Paes Plinio:

    A partir dessas teorias de buracos negros, brancos, de minhoca, viagens no tempo, e universos paralelos, eu tenho minha teoria de como surgiu energia do Big Bang:

    Ela pode ter vindo de um buraco negro de outro universo e saído em um branco no nosso, e dando origem a tudo. Agora como surguiu o outro universo eu não sei.

  • WalterZ:

    Caramba.

    Mesmo que a rotação do buraco crie uma enorme força centrifuga que compense a força da sua descomunal gravidade, a força centrifuga só age sobre o que esta girando. Ou seja somente será sentida DENTRO do buraco negro Giratório. Assim, antes de cair no buraco negro garante o mané que se aproximar será estraçalhado pela gravidade. E se sobreviver, será esmigalhado pelo próprio giro do buraco negro.

  • Felipe Henrique da Silva:

    Por que se perderia o contato se não se sabe nem se existe outro lado? E se apenas passasse por ele e continuasse na mesma região?!

    • Cesar Grossmann:

      Perde contato por que nada escapa do buraco negro. A nave entra no buraco negro e é a última coisa que quem está do lado de fora fica sabendo dela. Não vai saber se ela encontrou um buraco branco “do outro lado”.

  • ~Verônica~:

    Na história da comparação com o copo d’água… não entendi: o que seria “seguro”, o centro ou as bordas??? õO

  • Rodrigo Luís Botecchia Galera:

    Já vi uma teoria dizendo que ao final de um buraco negro, existe um “buraco branco” que despeja matéria num outro canto do universo (ou em OUTRO universo). Seria uma possibilidade…

    • Cesar Grossmann:

      O problema é que, pela definição de “Buraco Branco”, ele externamente se parece com um “Buraco Negro”. Além de ter o sério defeito de ser totalmente hipotético…

      http://casa.colorado.edu/~ajsh/schww.html

      Mas seria interessante se eles pudessem ser usados como solução de transporte intergaláctica: você entra em um buraco negro e sai em um lugar desconhecido do Universo, através de um buraco branco (o problema é como escapar da gravidade do Buraco Branco).

    • Jairo Roberto Etchichury Morales:

      @Cesar Grossmann

      “(o problema é como escapar da gravidade do Buraco Branco).”

      Desculpa, mas o “buraco branco” não expeliria todo o seu conteúdo ao fim do trajeto? Digo, sempre imaginei que a “repulsão gravitacional” dele impediria que alguém fizesse o contrário (Vide: Usar um “buraco branco” como entrada para outro ponto do universo, ao invés de saída).

    • Cesar Grossmann:

      Eu também achava isso, mas pensa o seguinte, o buraco branco começa com a massa de um buraco negro. Ou seja, muita massa. E esta massa toda está concentrada em um pequeno ponto no espaço. Ou seja, por fora, é igual a um buraco negro, com horizonte de eventos e tudo. A diferença é que ele cresce com massa que surge dentro dele, vinda de um buraco negro.

      http://curious.astro.cornell.edu/question.php?number=108

    • Jairo Roberto Etchichury Morales:

      @Cesar Grossmann

      Huh eu não havia pensado por esse ângulo ainda, obrigado pela explicação. 😉

  • Andre Luis:

    Parece que ainda precisamos aprender muito sobre buracos negros, pois é um evento tão comum neste cosmo e tão pouco conhecido por nós! Eu acho esta ideia de buracos negros serem maquinas do tempo interessante. Porem o próprio Einsten considerava o tempo como uma quarta dimensão, enquadrando o tempo como um lugar no espaço, então logo, poderiamos considerar o buraco negro como um portal para viagem no tempo e espaço! “apenas um achismo” rs

  • Wesley Nathan Medeiros Sa:

    E talvez com uma camera pra filmar se possivel ne mkbraga

  • Eduardo Luiz Luiz:

    Se algum dia conseguirmos viagens de dobra,acima da velocidade da luz,teremos fabulosas e surpreendentes descobertas cientificas a nossa espera,o futuro promete.

    • Wagner Soares:

      E ja estão trabalhando para tornar este motor viavel…

  • mkbraga:

    Seria possível mandar uma nave não tripulada?

    • Cesar Grossmann:

      Seria, só que depois que ela atravessar o Horizonte de Eventos, você perderia o contato com ela. Totalmente.

      Outro problema é encontrar um Buraco Negro tipo Kerr. Até hoje não se sabe de nenhum BNK.

    • Wagner Soares:

      Se a nave permanecer intacta e ja tivermos dominado a comunização via entrelaçamento quântico . É possível receber dados.

Deixe seu comentário!