Veja o que acontece quando arquitetos deixam algoritmos projetar uma casa de concertos

Por , em 2.10.2017

O projeto para construção da casa de concertos Elbphillarmonie, em Hamburgo (Alemanha) levou sete anos a mais para ser construída e custou dez vezes mais que os planos iniciais, mas tudo isso valeu a pena.

O local tem 2.100 assentos, é belíssima por dentro e por fora e tem a acústica mais perfeita que pode ser encontrada no mundo todo. Seu custo foi de US$843 milhões, ou R$2,6 bilhões. Ele foi projetado pelos arquitetos suíços Jacques Herzog e Pierre de Meuron, que são conhecidos pelos trabalhos do teatro Tate Modern em Londres e pelo Walt Disney Concert Hall em Los Angeles.

A dupla usou algoritmos para projetar os 10 mil painéis acústicos únicos para o salão. Feito de fibra de gesso, cada painel contém um milhão de “células” que forram o teto, paredes e balaustradas do auditório central.

Quando ondas de som atingem esses painéis, as células ajudam a moldar o som ao absorver as ondas ou fazê-las reverberar pelo ambiente. Nenhum painel absorve ou espalha as ondas sonoras da mesma forma, mas juntos eles criam um áudio perfeitamente equilibrado que pode ser ouvido de todos os cantos do auditório.

Este engenharia genial é complementada pela fachada impressionante, que se ergue do rio Elbe como ondas na água e é a construção mais alta da cidade. O prédio é coberto com telas que mudam de cor e podem criar um show à parte para o público que confere a apresentação de fora do prédio. [Bored Panda]

Confira a baixo o evento de inauguração do auditório:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (19 votos, média: 4,95 de 5)

3 comentários

  • Roberto Monteiro:

    Sete anos a mais e custou 10 vezes mais. Que absurdo! Chamem os homens bons da lava jato pra acabar com a corrupção alemã. Como é possível?

    • Cesar Grossmann:

      Está esquecendo a beleza e a qualidade sonora. Por 1/10 do preço e com sete anos a menos, a qualidade e a beleza não seriam as mesmas.

    • Luiz Lucas:

      Foi sarcasmo, Cesar.

Deixe seu comentário!