Madeira transparente vai substituir o vidro e revolucionar a indústria da construção

Por , em 4.04.2016

A melhor solução para iluminar uma casa ainda é deixar a luz do sol entrar. Para isso, arquitetos abusam dos janelões. Mas já imaginou se as próprias paredes puderem ser transparentes, sem o uso de vidro?

O novo material foi inventado pelo professor Lars Berglund, do Wallenberg Wood Science Center at KTH, e consiste de uma madeira comum, o pau de balsa, do qual se retirou a lignina, um polímero estrutural que bloqueia entre 80 e 95% da luz.

Sem a lignina, a madeira ainda não fica suficientemente transparente, o que é obtido impregnando-na com acrílico, também conhecido como Plexiglass.

O resultado não é claro como o cristal, mas o tanto de opacidade que o material tem pode ser uma vantagem para células solares, por exemplo. Como o material ainda captura um pouco de luz, pode ser usado para aumentar a eficiência destas células, segundo os cientistas.

Além da eficiência das células solares, o material pode ser usado para criar paredes transparentes, e bastante sólidas, já que a madeira transparente é pelo menos o dobro mais forte que o Plexiglass. A iluminação natural resultante ajudaria a economizar energia.

Por enquanto, o trabalho que falta ser feito para que a madeira transparente chegue a nós é melhorar a transparência do material, e ampliar o processo de manufatura, para atender uma demanda comercial. [Gizmodo, PHYS.ORG, ACS]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (12 votos, média: 5,00 de 5)

8 comentários

  • Edgardo Prado:

    Papel é branco pelo mesmo motivo que as nuvens o são. É porque a celulose (transparente) está misturada com ar, assim como na nuvem é água.

  • Aldo Finotti:

    Mais alguém lembrou do alumínio transparente de star trek?

    • Cesar Grossmann:

      O oxinitrato policristalino de alumínio pela nomenclatura IUPAC, também conhecido como ALON(TM)?

  • Lucas Pletsch:

    Agora sim: adeus Amazônia.

    • Cesar Grossmann:

      Por que? Florestas comerciais já são uma realidade e são mais fáceis de explorar do que a floresta amazônica…

    • Dovahkiin Abaporu:

      Seu português Cesar, pelo visto não conhece o BRASIL!! (olha sua cara, quero ver quem paga…)

    • Cesar Grossmann:

      Não entendi, Dovahkiin.

  • Maia Ferreira:

    Umidade, cupins, mofo e incêndios???

Deixe seu comentário!