Estranha criatura marinha deixa cientistas confusos

Por , em 22.03.2018

Uma estranha criatura marinha foi encontrada em uma praia no Wolf Island National Wildlife Refuge, uma região protegida no sudeste do estado americano da Geórgia.

Jeff Warren, o homemque supostamente se deparou com os restos da criatura, enviou fotos e vídeos a vários meios de comunicação, e a história rapidamente se tornou viral.

No entanto, como os cientistas não puderam analisar o “espécime” pessoalmente, não está claro de que tipo de animal se tratava, ou até mesmo se era um animal de verdade.

Mistério

Dos cientistas marinhos que viram as imagens, as interpretações variam desde ser provavelmente algum tipo de peixe em decomposição até uma farsa total.

Sem amostras físicas para serem estudadas, é impossível determinar as origens da criatura.

“Parece um tubarão que vive no fundo do mar, como um tubarão-enguia. Embora eu não veja fendas branquiais”, opinou Chantal Audra, do Tybee Island Marine Science Center.

De fato, não seria a primeira vez que o corpo de um peixe em processo de decomposição fica tão desfigurado que se torna irreconhecível.

Em fevereiro de 2017, uma “bola peluda” apareceu em uma praia nas Filipinas. Embora quase impossível de distinguir, os restos foram confirmados como os de uma baleia morta cujas fibras musculares começaram a parecer “pelos”.

Pegadinha

Outros cientistas não estão convencidos de que a criatura sequer é real.

O biólogo marinho Quinton White, da Universidade de Jacksonville, pensa que a filmagem é falsa. A criatura não se parece com nada visto antes, e não possui sinais de decomposição.

Além disso, existe uma lenda local na Geórgia de uma criatura chamada “Altamaha-ha”. Uma espécie de monstro do lago Ness, o espécime do vídeo mostra semelhanças com as representações artísticas da besta mítica, de forma que pode ser uma pegadinha. É o que pensa John Crawford, naturalista da Universidade da Geórgia, observando que os “restos” foram vistos próximos ao local de origem da lenda.

Se o espécime fosse os restos decompostos de uma verdadeira criatura marinha, como um tubarão, a carcaça estaria em piores condições.

“Normalmente, a pele se desprende [durante a decomposição]”, explica White. “Você tem manchas de epiderme exposta. Você descobre que as extremidades foram mordidas por outros animais marinhos”.

Viu algo estranho? Chame as autoridades!

Nesse ponto, tudo o que os cientistas podem fazer é especular. O correto seria estudar o espécime.

Qualquer um que encontrar animais bizarros (em terra ou no litoral) deve entrar em contato com autoridades da vida selvagem que podem examinar adequadamente os restos mortais.

Nancy Butler, representante do Departamento de Recursos Naturais da Geórgia, disse que ela e seus colegas só ficaram sabendo da criatura depois das fotos terem se tornado uma sensação online.

No momento em que puderam inspecionar a praia, não encontraram vestígios dos restos mortais. [NatGeo]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (12 votos, média: 4,08 de 5)

Deixe seu comentário!