Veja como é o teste cognitivo em que Donald Trump teve um resultado perfeito

Por , em 20.01.2018

O presidente dos EUA, Donald Trump, fez um exame médico ontem, e os resultados foram bons, tanto em relação à sua saúde física quanto à sua avaliação cognitiva. O Dr. Ronny Jackson disse que Trump está “apto para o dever” e em excelente saúde, apesar das críticas e das afirmações de que ele estaria apresentando os primeiros sinais de demência.

Conheça o remédio que melhora as funções cognitivas do cérebro

A parte mais interessante do exame, sem dúvida, foi a avaliação cognitiva. Várias figuras públicas americanas, como o cineasta Michael Moore, que é um feroz crítico de Trump, afirmaram que ele estaria mostrando sinais iniciais de demência. Sua saúde mental também é objeto de muitas especulações on-line, mesmo que ele tenha afirmado ser, “um gênio muito estável” no Twitter.

Em seu teste cognitivo, no entanto, ele conseguiu ter um resultado perfeito, marcando 30 pontos em 30 possíveis. Mas qual foi este teste – e, mais importante, quão desafiador ele era?

A avaliação, realizada por seu médico, foi a Avaliação Cognitiva de Montreal. Ele é projetado para auxiliar profissionais médicos na detecção de deficiência cognitiva e doença de Alzheimer, e é uma parte padrão de um exame médico completo realizado em pessoas da idade de Trump.

O teste de 10 minutos avalia a memória de curto prazo, atenção, concentração, linguagem e habilidades visuoespaciais, dando aos médicos uma indicação das habilidades cognitivas do sujeito. Não é projetado para diagnosticar a função cognitiva prejudicada ou já sofrendo de Alzheimer, mas pode levar a outras investigações, caso o sujeito tenha uma baixa pontuação.

Aqui está o teste que Trump fez de acordo com seu médico. Veja como você se sairia:

Relógio


Em uma área do teste, o sujeito é solicitado a desenhar um relógio, mostrando um horário especificado pelo médico. O paciente desenha o relógio e recebe um ponto para cada um dos itens abaixo:
Desenho do relógio como um círculo (pequenas imperfeições são permitidas)
Acertar os números e sua ordem
Colocar a hora correta, com o ponteiro da hora sendo mais curto do que o de minutos

Na imagem, alguém com sinais precoces de Alzheimer desenharia o relógio mais ou menos corretamente, mas esqueceria que a hora solicitada era 2h30.

Abstração

O paciente recebe grupos de duas palavras e deve descrever a relação entre elas. Por exemplo:
Bicicleta e trem – ambos são tipos de transporte
Laranja e banana – ambos são tipos de frutas
O paciente recebe um ponto por identificar a relação entre as duas palavras.

Desenhando o caminho certo


Neste teste, os indivíduos são convidados a desenhar um caminho que leve da letra A até a letra E. Cada letra é correspondida com um número (A-1, B-2, etc) e a pessoa deve desenhar sua trilha em ordem crescente. A ordem correta é 1-A-2-B-3-C-4-D-5-E.

Novo exame de sangue detecta Alzheimer em seus estágios iniciais com 100% de precisão

Um ponto é dado para cada emparelhamento bem sucedido de uma letra ao seu número correspondente. Se um paciente cometer um erro que não é imediatamente corrigido, zero pontos são dados.

Cubo


Nesta parte, o desenho de um cubo é mostrado para o paciente. Ele então é convidado a replicar a figura, e ganha um ponto se seu desenho corresponder ao desenho na página.

Orientação

O paciente deve ser capaz de identificar corretamente onde ele está fazendo o teste, incluindo a cidade em que estão. Para Trump a resposta certa seria a Casa Branca em Washinton D.C., nos EUA. Um ponto é concedido por identificar sua localização corretamente, e nenhum ponto é concedido se qualquer parte estiver incorreta.

Identificar os animais


Os pacientes são convidados a identificar três animais a partir de desenhos. Um ponto é dado por animal.

Lista de palavras

O médico solicita ao paciente que lembre uma lista de cinco palavras. Eles são então convidados a lembrar uma segunda lista de cinco palavras. Depois disso, o paciente é convidado a recitá-las de volta ao médico.

Nesta fase, nenhum ponto é dado por lembrar as palavras. Em vez disso, os pontos são deduzidos do total se as palavras estiverem erradas ou incompletas.

Mais tarde, no teste, no entanto, o médico pede ao paciente para recitar a lista novamente. Aqui, um ponto é dado para cada palavra.

Vocabulário e fluência

6 maneiras simples de afiar sua memória

O paciente recebe uma letra. Ele deve então listar quantas palavras conseguir que começam com essa carta no intervalo de um minuto – substantivos próprios não são permitidos.

Um ponto é dado se a pessoa consegue lembrar de mais de 11 palavras dentro do prazo.

Resultados

O teste destina-se apenas a auxiliar profissionais médicos em seu trabalho, e uma baixa pontuação no teste não significa que você tenha doença de Alzheimer. No entanto, caso isso aconteça, outras avaliações são necessárias.
Qualquer pontuação abaixo ou em torno de 16 é consistente com alguém diagnosticado com doença de Alzheimer. Um resultado entre 16 e 25 indica que o paciente pode ter uma deficiência cognitiva leve. Acima de 26 é uma nota normal para um paciente saudável.

Trump teve um resultado de 30 em 30 – uma pontuação perfeita. [I Fucking Love Science]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (20 votos, média: 4,70 de 5)

2 comentários

  • VALDEMIR:

    Realmente, louco ele não é. O cara é ruim e de mau-caráter, uma dejeto de ser humano!

  • Joao Carlos:

    Viu? Ele conseguiu nota perfeita no teste de demência… agora se fosse no teste de sanidade… 🙂

Deixe seu comentário!