Você deve alongar antes de fazer exercícios: mito ou realidade?

Por , em 17.02.2014

A cada ano, mais de 10 milhões de lesões relacionadas a esportes acontecem no mundo todo e, para evitar que seus atletas façam parte desta estatística, a maioria dos treinadores adota técnicas de aquecimento e alongamento antes das atividades esportivas. Mas o que a ciência tem a nos dizer sobre o aquecimento e o alongamento?

O alongamento pode prejudicar ou ajudar, dependendo da atividade desportiva. Esportes como patinação no gelo e snowboard, que usam movimentos amplos para impressionar os juízes, estão entre os esportes em que o alongamento traz benefícios para o atleta.

Praticantes de esportes que requerem o uso de força física, ou explosão muscular, por outro lado, sofrem um decréscimo temporário na força muscular, principalmente se alongarem demais — o músculo perde os reflexos e a força por um período de 30 minutos.

Além disso, há pouca evidência que o alongamento antes ou depois de uma competição possa diminuir as dores musculares e, pior, uma flexibilidade extrema pode aumentar a amplitude do alongamento que o atleta é capaz de fazer sem sentir dor. Sem saber quando parar, o resultado são ferimentos.

Outro estudo mostrou que os participantes mais flexíveis tinham 2,5 vezes mais chance de sofrer alguma lesão. A conclusão é que para esportes competitivos, o benefício é maior para quem é moderadamente flexível.

Sobre o aquecimento, estudos mostram que um bem planejado apresenta grandes benefícios, aumentando a temperatura do corpo antes da competição. O aumento da temperatura muscular permite que o músculo contraia com mais força, resultando em um ganho de força e energia do atleta.

Além disso, quando o atleta começa a se exercitar lentamente, as veias e artérias vão se abrindo, permitindo um fluxo maior de sangue, diminuindo o esforço que o coração precisa fazer.

Mais ainda, o aumento da temperatura do sangue faz com que o oxigênio não fique tão preso nas células sanguíneas, e fique livre para ser usado pelos músculos, aumentando a oxigenação.

Em resumo, é importante não alongar demais quando se trata de ter flexibilidade, mas o aquecimento antes da prática esportiva pode melhorar a performance do atleta. [AsapSCIENCE]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

3 comentários

  • Rafael Ramos:

    Ainda sou da “velha” escola de que DEVE-SE fazer alongamento antes e depois das atividades físicas intensas. Acredito que as lesões tenham mais a ver com postura inadequada, excesso de carga, exercícios feitos de forma errônea, etc, mas pouco tem a ver com o alongamento, que por sua vez, leva ao aquecimento, que por seu tempo, aumenta a espessura dos vasos sanguíneos, facilitando o trabalho do coração.

    • Marcelo Ribeiro:

      Se a matéria não foi suficiente para convencê-lo basta falar com um educador físico atualizado que ele vai confirmar estas informações. E não depende apenas do tipo de exercício que terá ou não alongamento e aquecimento, depende também da temperatura ambiente.

    • Herlon Henrique Macedo:

      Agora ficou difícil em que acreditar, faço ou não aquecimento para malhar? rsrs.
      Pelo que entendi se for alongar que seja algo bem básico.

Deixe seu comentário!