Você é mais feliz do que ela? Cuidado!

Por , em 25.05.2010

Uma nova pesquisa mostrou que maridos que são mais felizes do que a esposa têm maiores chances de acabarem divorciados. Se o homem da casa for o triste do casal então as chances do casamento durar são maiores.

Usando dados de milhares de casais em três países diferentes, cientistas descobriram que a diferença de estado de espírito entre um casal pode, realmente, fazer uma grande diferença – mas separações tendem a acontecer mais quando o homem é feliz e a mulher não. Nesses casos, era esposa quem, normalmente, iniciava o processo de divórcio.

As esposas normalmente eram infelizes por causa de diferenças culturais com seus maridos, se elas faziam a maior parte dos trabalhos domésticos e se elas possuíam um salário maior. Os casamentos, em geral, eram mais felizes se a esposa era estudante ou aposentada e também quando as tarefas domésticas eram divididas de forma igualitária.

Os relacionamentos também estavam mais em risco quando as pessoas não eram legalmente casadas, mas apenas moravam juntas. [Telegraph]

Último vídeo do nosso canal: A Terra não orbita exatamente o sol mas um ponto virtual no espao

7 comentários

  • Erica Cavalcante:

    Acredito que 90% da tristeza das mulher é o tédio…

  • Bidoof Antonio:

    Tenha cuidado é se de um momento para o outro a sua mulher se demonstra demasiado feliz. É provável que esteja com algum par.

  • Solange Azambuja:

    Os homens são mais acomodados sim, eles não gostam de mudanças radicais. Embora existam mulheres que suportam a tristeza do casamento pela troca de um conforto material.

  • Samantha:

    Na minha opinião, as mulheres são mais corajosas para enfrentar mudanças. Não tem nada a ver com sonhar com casamento conto de fadas, esse comentário é extremamente equivocado e machista. Quer dizer que não devemos ter expectativas com relação a um casamento? Nós mulheres, estamos muito mais exigentes e independentes e os homens continuam dependentes sentimentais, basta ver que pouquíssimos homens conseguem ficar solteiros por muito tempo, são verdadeiros viciados em casamento, como se a companheira fosse uma “muleta” emocional. E não acho que ninguem tem que agradar ninguém, ninguém completa ninguém, as pessoas devem entrar inteiras em uma relação. A insatisfação começa quando aquele que entra pela “metade”, vem cobrar do outro que o “complete”.

    • Rogerio Zimmermann:

      Samantha, parabéns!!! Resposta inteligentíssima e completa! Concordo com você em todos os pontos. Os tempos mudaram, os direitos têm que ser iguais entre os dois, não pode haver parasitismo ou dependência, deve haver respeito entre ambos, colaboração mútua e companheirismo. A falta de um destes requisitos e o machismo é motivo forte para a infelicidade e fim da união.

  • Celso:

    O que acontece também, é que a mulher desde a infância sonha com um casamento de sonho de fadas do tipo “…e viveram felizes para sempre.” Ou pode ser que as novelas e filmes românticos tenham criado um sentimen to mais forte de que esse sonho de conto de fadas pode ser real. E quando isso não acontece, o culpado passa a ser o marido. Claro, que em alguns casos, o marido tem alguma culpa por não saber cultivar o romance num casamento, mas não é desculpa para deixar de lutar pelo casamento. Muitas vezes o cara acha que está tudo bem porque não enxerga as coisas com a sensibilidade que só as mulheres têm. E procuram agradar as suas esposas à sua maneira. Os homens têm uma maneira diferente de demonstrar amor e isso às vezes não é compreendido pelas mulheres.

  • Edu:

    Mulheres tristes pedem divórcio, mas homens tristes não. Normalmente são as mulheres que têm esta atitude pois os homens são mais conformados (ou acomodados) com relacionamentos que não estão indo bem.

Deixe seu comentário!