Vulcão no Havaí agora está lançando “blocos balísticos” e causando terremotos

Por , em 17.05.2018

O vulcão Kīlauea, no Havaí, começou a causar terremotos depois de explosões de “blocos balísticos” até três vezes maiores que bolas de boliche, na última quarta-feira (16).

A cratera entrou em erupção há quase duas semanas, com lava destruindo dezenas de casas e obrigando centenas de pessoas a serem evacuadas.

Além disso, uma nuvem de cinzas de mais de 3 mil metros, que pode ser vista da Estação Espacial Internacional, se elevou do vulcão, causando problemas para a aviação – um alerta vermelho aos pilotos para evitar a nuvem potencialmente danosa foi emitido.

“Blocos balísticos”

Projéteis de até 60 centímetros foram encontrados a algumas centenas de metros da cratera, conforme informou o Observatório de Vulcões Havaianos do Serviço Geológico dos Estados Unidos.

Tais “blocos balísticos” podem refletir o início da atividade explosiva a vapor.

“Durante explosões a vapor, blocos balísticos de até 2 metros de diâmetro podem ser lançados em todas as direções a uma distância de 1 km ou mais”, disse o comunicado do Serviço Geológico. “Esses blocos podem pesar de alguns quilos a várias toneladas. Pedras menores (do tamanho de pedrinhas) podem ser enviadas por vários quilômetros, principalmente na direção do vento”.

Terremotos

Além disso, terremotos de magnitude 4,4 foram sentidos na maior ilha havaiana. O piso da caldeira do vulcão (a bacia onde a lava entra em erupção) está desinflando, gerando tensão na sua base. Isso, por sua vez, promove tremores e novas fissuras no solo.

Por exemplo, rachaduras surgiram na estrada Highway 11, embora ela ainda esteja transitável.

Espera-se que os terremotos continuem e se tornem mais frequentes, mas, devido à sua pouca profundidade, serão mais danosos para a região vizinha ao vulcão.

Lava, terremotos e projéteis não são as únicas preocupações dos havaianos. Eles também precisam lidar com a poluição vulcânica do ar, que contém dióxido de enxofre e pode causar problemas respiratórios e irritação ocular; com as cinzas vulcânicas, que ameaçam a saúde humana e animal, a agricultura, a energia e o abastecimento de água; e com ligações de transporte interrompidas, uma vez que o Havaí é um dos centros populacionais mais isolados do mundo e voos para a ilha podem ser cancelados. [ScienceAlert, BBC]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (19 votos, média: 4,79 de 5)

1 comentário

Deixe seu comentário!