Cientistas descobrem a causa do zumbido misterioso da Terra

Por , em 15.04.2015

Um novo estudo do Instituto Francês de Investigação para a Exploração do Mar e do Instituto de Física da Terra de Paris, publicado na revista Geophysical Research Letters, descobriu a causa do misterioso zumbido da Terra.

Sim, para você que não sabia, o nosso planeta faz um barulhinho constante. No final de 1990, os sismólogos descobriram que ele vibra em frequências muito baixas, mesmo quando não há terremotos (o que também pode fazer a Terra “cantar”). Esta atividade é muito fraca para os seres humanos a sentirem, mas existe.

Agora, pesquisadores dizem que as ondas do oceano são as culpadas por esses tremores misteriosos.

A análise

Muitos cientistas já haviam teorizado que as ondas do oceano poderiam explicar o zumbido incomum do nosso planeta. Eles propuseram que as vibrações são geradas por ondas enormes, que podem se estender até o fundo do mar. Essas ondas podem abalar a Terra conforme alcançam os cumes do fundo do mar e plataformas continentais subaquáticas. Outra ideia sugerida é que a colisão de ondas do mar entre si desencadeia esses tremores.

Mas nenhuma dessas hipóteses sozinha poderia ser responsável por toda a gama de vibrações vista nos sensores de terremotos. O novo estudo combinou essas duas ideias em um modelo que responde por todos os sinais microssísmicos.

Usando modelos de computador levando em conta o oceano, os ventos e o fundo do mar, os cientistas descobriram que a colisão de ondas do mar pode gerar ondas sísmicas que levam 13 segundos ou menos para completar uma ondulação. Quando se trata de ondas lentas, eles descobriram que as que se deslocam ao longo do fundo do mar podem gerar ondas sísmicas com uma frequência de 13 a 300 segundos.

A maior parte do zumbido misterioso da Terra vem dessas ondas mais longas.

As ondas e o mapa da Terra

Uma melhor compreensão destas vibrações poderia ajudar os cientistas a gerar melhores mapas do interior da Terra. Estas ondas sísmicas penetram profundamente o manto do planeta, e possivelmente chegam até sei núcleo.

Isso significa que sua análise pode produzir uma imagem mais detalhada da estrutura da Terra.

Os pesquisadores acrescentam que poderia haver ainda mais fontes que contribuem para esse zumbido microssísmico. Por exemplo, talvez ondas do mar que viajam ao longo das costas ou que viajam para baixo em montanhas submarinas e cristas médio-oceânicas podem gerar ondas sísmicas. [LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

1 comentário

  • Guilherme Augusto C:

    No trecho “podem gerar ondas sísmicas com uma frequência de 13 a 300 segundos”, você quis dizer período, e não frequencia.

Deixe seu comentário!