2011 foi o ano de maior perda econômica por catástrofes naturais

Por , em 5.01.2012

De terremotos devastadores a tornados, 2011 foi o ano mais caro para catástrofes naturais em todo o mundo.

Segundo um novo relatório de uma empresa de seguros, Munich Re, as perdas econômicas globais chegaram a 380 bilhões de dólares (cerca de 700 bilhões de reais) por causa de desastres naturais – um gasto dois terços maior do que em 2005, ano recorde anterior, que teve perdas de 220 bilhões de dólares (cerca de 400 bilhões de reais).

O tremor de magnitude 9,0 seguido de tsunami no Japão causou mais da metade das perdas do ano. Nos Estados Unidos, uma dúzia de desastres mortais cada causaram mais de 1,82 bilhões de reais em danos.

Enquanto 90% das catástrofes naturais foram registradas relacionadas com o clima, os terremotos grandes foram os desastres mais caros.

Normalmente, são os desastres relacionados ao clima que representam as maiores perdas seguradas. Nas últimas três décadas, eventos geofísicos como terremotos representavam menos de 10% das perdas seguradas.

Cerca de 70% das perdas econômicas em 2011 ocorreram na Ásia, onde 16 mil pessoas morreram no Japão durante o terremoto e tsunami de 11 de março.

Mesmo sem considerar as consequências da explosão de um reator nuclear em Fukushima após o terremoto, as perdas econômicas causadas pelo desastre chegaram a 383 bilhões de reais, a catástrofe natural mais cara de todos os tempos.

Em fevereiro, o terremoto de magnitude 6,3 em Christchurch, na Nova Zelândia, causou 30 bilhões de reais em danos. Outros desastres caros incluem a temporada de tornado nos Estados Unidos, que causou 84 bilhões de reais em danos, e o furacão Irene, o primeiro furacão que desabou terras nos Estados Unidos em três anos, e que causou 27 bilhões de reais em danos.

“Felizmente, uma sequência de graves catástrofes naturais como a do ano passado é uma ocorrência muito rara”, disse Torsten Jeworrek, membro da Munich Re.

Cerca de 27.000 pessoas morreram em catástrofes naturais em 2011. Este número não inclui as inúmeras mortes por fome após a pior seca em décadas no Chifre da África, que foi a maior catástrofe humanitária do ano.[LiveScience]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

22 comentários

  • Novac:

    acho engraçado que somos evolucionista e ainda assim morremos de fome por secas, devíamos está devidamente preparados para este evento já que somos cria de uma evolução, não devíamos sucumbir a eventos que a evolução deveria prever no nosso corpo, acho complicado dessa forma até explicar a evolução.

  • Danilo:

    O que é a Munich Re?

    • Danilo:

      Será que vocês não percebem?! Não será nenhum ser divino ou previsão maia que vai extinguir a vida neste planeta. Quem vai acabar, e já esta acabando, com a Terra seremos NÓS, humanos!

  • Chico Lobo:

    Vamos deixar bem claro uma coisa aqui:

    Ateus não são anticristãos.

    Ateus simplesmente não acreditam ou não se interessam por divindades,

    mas isso não quer dizer que ateus sejam contra quem quer que seja o cristão, muçulmano, judeu, espirita, budista…

    Alias, ateus nunca fizeram guerra em nome de sua não crença.

    Por outro lado, principalmente os sacerdotes cristãos pregam contra os ateus e os agnosticos, dizem que ateus são do diabo, que não prestam como pessoas, que ateus são “desumanos”, que são sem carater por não acreditar no seu deus.

    Vamos ver se a gente começa a se entender aqui.

    Ateus nada tem contra cristãos, e podem viver harmoniosamente, mesmo porque cada um acredita no que quiser: eu posso acreditar no Senhor dos Aneis e tudo bem…

    Viveremos em paz, ou esse mundo vai ficar em guerra em nome de jesus, e isso os cristãos nunca vão querer (ou vão?)

  • José San Martín:

    Aceitem os anticristãos, ou não, o sinal previsto por Cristo não trata de meros fenômenos cíclicos, mas a MULTIPLICIDADE dos eventos, o que está mais do que comprovado nesta notícia. O que os inimigos da Bíblia não podem refutar é a profecia sobre a INTENSIDADE dessas catástrofes muitos anos ANTES de elas ocorrerem. A tecnologia holandesa ou norte-americana (que o digam os japoneses no último tsunami!) não pode conter as forças “naturais” cada dia mais devastadoras – CONFORME A PROFECIA BÍBLICA! Quem tem ouvidos para ouvir que ouça a natureza e a Palavra de Deus!

    • Carlos:

      Vou copiar a resposta do Jonatan, abaixo, para esse comentário:
      ==============================================================
      Religioso não perde a oportunidade de citar sonhos da bíblia, isso é uma tentativa de conseguir fiéis religiosos querendo assustar as pessoas com previsões apocalípticas que nunca deram certo.

      Cara, esse planeta chamado Terra é e sempre foi assim, dinâmico e ativo, terremotos e vulcões sempre ocorreram, desde antes da humanidade existir. O fato é que o planeta precisa ser assim, são eventos como erupções que renovam a superfície, para que novas florestas possam surgir. São movimentos oceânicos que renovam os continentes, são as chuvas que irrigam as terras, tudo é um sistema de interação entre sistemas. O aquecimento global é algo que já aconteceu antes, na era do gelo, e vai acontecer denovo.
      ========================
      E mais a do Chico Lobo
      ========================
      enquanto os insanos e incompetentes procuram por deus, os ajuizados vão buscar na ciência e tecnologia uma maneira de amenizar as causas naturais das catástrofes
      =======================================================

      Vamos aprender a raciocinar, cambada !!
      .

    • Jonatas:

      Não viaja, a Terra hoje ainda está muito mais estável do que na época dos dinossauros e da era do gelo, quando havia intensa atividade vulcânica. A história humana está repleta de eventos como enchentes, terremotos e furacões. A grande diferença é que não havia a mídia e a globalização pra que europeus da idade média soubessem que estava acontecendo terremotos no arquipélago japonês ou inundações na américa latina. Outra, o Japão reconstruiu-se como potência mundial depois de duas bombas atômicas, comparado a isso, em breve estarão reconstituídos. Brinque de Deus, destrua um formigueiro. Vai ver as formigas reerguerem tudo de novo.

    • Chico Lobo:

      Ateus não são anticristãos.

      Ateus simplesmente não acreditam ou não se interessam por divindades,

      mas isso não quer dizer que ateus sejam contra quem quer que seja o cristão, muçulmano, judeu, espirita, budista…

      Cada um acredita ou não em quem quiser, cabeça de cada um…

    • Chico Lobo:

      Caro José. Eu como estudioso da ciência, entendo que fenômenos na natureza sempre existiram em maior ou menor quantidade dependendo das épocas, mas acontece que de um tempo para cá um grande fenômeno aconteceu que fez evidenciar qualquer outro fenômeno natural, seja a Midia.
      A mídia divulga hoje qualquer coisinha que acontece e que no passado nem era divulgado. Em resumo: o que aumentou consideravelmente foi o poder de fogo da divulgação, que nada tem a ver com professias bíblicas ou outras lendas religiosas.

  • ísis:

    Esses eventos podem ter sido catastróficos, porém foram puramente naturais. A natureza é assim, destruições acontecem desde o início dos tempos, é assim que se mantém um equilíbrio. Afinal, um vulcão causa imensos estragos, mas suas cinzas fertilizam o solo; no início da história, as cheias do Nilo perturbavam os antigos egípcios, até que eles aprenderam a usar o humo que elas deixavam na terra.
    O nosso planeta é, sempre foi e sempre será assim, e se até agora nenhum acontecimento causou danos insuportáveis para a humanidade e nenhuma predição bíblica sobre o fim do mundo se realizou, não há motivo para acreditar que algo acontecerá agora.
    Aprendemos e nos adaptamos, é assim que sobrevivemos há milênios. Construímos, aprendemos e nos protegemos, a Terra se comporta dessa maneira há bilhões de anos, não vamos desistir ou odiar o nosso planeta apenas por ele seguir seu ciclo natural.

  • Instigante:

    Há previsões bíblicas de que para os fins do tempos haveriam pestilências, terremotos num lugar após outro, filhos desobedientes aos pais e ingratos….eu acho que o fim ta muito próximo, vamos procurar Deus!!!!

    • Jonatas:

      Religioso não perde a oportunidade de citar sonhos da bíblia, isso é uma tentativa de conseguir fiéis religiosos querendo assustar as pessoas com previsões apocalípticas que nunca deram certo.

      Cara, esse planeta chamado Terra é e sempre foi assim, dinâmico e ativo, terremotos e vulcões sempre ocorreram, desde antes da humanidade existir. O fato é que o planeta precisa ser assim, são eventos como erupções que renovam a superfície, para que novas florestas possam surgir. São movimentos oceânicos que renovam os continentes, são as chuvas que irrigam as terras, tudo é um sistema de interação entre sistemas. O aquecimento global é algo que já aconteceu antes, na era do gelo, e vai acontecer denovo.

    • Evandro:

      visões apocalipticas que nunca deram certo?

      o que não deu certo?

    • Jonatas:

      Guerras, catastrofes naturais e Falsos profetas, francamente isso já acontecia antes como agora e não há nada de estraordinário nisso. Armagedon e Fim do mundo, também não há nada de previsão nisso afinal, nada dura para sempre.

      Todo religioso que sonha com esse juízo final e arrebatamento é uma pessoa triste com a vida aqui, infeliz como ser humano, um mero espectador de sua própria existência, se iludindo que será salva e subvivendo esperando por deus sem fazer nada de sentido em sua vida. Uma pessoa que não acredita em sua própria espécie humana. Pensar em vida eterna e paraízo é a saída pra quem não gosta de sua própria vida.

      É isso o que eu penso.

    • Marcelo II:

      Querido amigo,

      Ao fazer menção a estes fatos, Jesus continua sua explicação dizendo que “ainda não é o fim”, mas “o princípio das dores” (Mt 24:6 e 8). O entendimento aumenta quando estudamos o texto bíblico sistematicamente e não em passagens isoladas. Paulo compara os eventos finais a “dores de parto” (1Ts 5:3). O Sermão Profético de Cristo (Mt 24) é profecia de dupla aplicação: ela fala da sucessão histórica de acontecimentos desde aquele momento até o tempo do fim, que irão se intensificando, como dores de parto, e alerta: “Quando, pois, virdes o abominável da desolação de que falou o profeta Daniel, no lugar santo (quem lê entenda)” (Mt 24:15). Além dos eventos finais, a profecia fala da própria destruição de Jerusalém em 70 d.C. pelo Império Romano. Apenas a título de curiosidade, o Livro do profeta Daniel teve suas predições tão precisamente cumpridas, que por muitos anos a Alta Crítica negou sua veracidade, chegando à conclusão de que teria sido escrito após os eventos nele narrados. Hoje, temos comprovações arqueológicas que coloca sua escrita no período do cativeiro babilônico, tempo e local em que Daniel o escreveu. No capítulo 1 é desvendada a sucessão de impérios que dominariam o mundo, terminando com a fragmentação do império romano (em reinos europeus) as sucessivas tentativas de reunificação dos reinos pelo casamento e o surgimento de um poder político-religioso oriundo de Roma. O Livro foi escrito mais de 500 anos antes de Cristo e é a chave de interpretação de Apocalipse. Por isso Jesus disse: “quem lê entenda”. Se tiver interesse em fazer um estudo científico da Bíblia posso dispor algum material, tenho certeza que irá se surpreender.

      Um abraço,
      Fique com Deus.

      Marcelo II.

    • Lucio Freire:

      Jonatas, até concordo com você quando afirma que religioso não perde a oportunidade para citar sonhos da Bíblia, na tentativa de conseguir fiéis para a religião. Meu amigo saiba de uma coisa, você aceitando ou não a veracidade da Bíblia, colocando-à na mesma categoria dos livros de sonhos. O MUNDO TERÁ SEU FIM quem sabe enquanto você existir. E ficarei feliz se você tiver oportunidade de se arrepender antes que isso aconteça. Não se iluda com religião, creia no autor e inspirador da Bíblia Sagrada. Um abraço

    • Marcelo II:

      Apocalipse 11:18 (90~105 d.C.)

      “Na verdade, as nações se enfureceram; chegou, porém, a tua ira, e o tempo determinado para serem julgados os mortos, para se dar o galardão aos teus servos, os profetas, aos santos e aos que temem o teu nome, tanto aos pequenos como aos grandes, e para destruíres os que destroem a terra.”

      O potencial humano para destruir a terra não é tão antigo assim.

      Apesar do alarmismo, o Livro de Apocalipse é um Livro de Esperança. Estude a Bíblia e entenda porquê.

      Fiquem com Deus.
      Marcelo II.

    • Jonatas:

      É porisso que amo a ciência e o naturalismo. Veja os Holandeses, em vez de resarem pra que o mar do norte não engula seu território, desenvolveram sua tecnologia para contê-lo. Resando teriam morrido afogados, trabalhando são um povo próspero e usam as antigas igrejas como bibliotecas e danceterias, porque da religião não precisam pra nada, são um povo desenvolvido.

    • Chico Lobo:

      enquanto os insanos e incompetentes procuram por deus, os ajuizados vão buscar na ciência e tecnologia uma maneira de amenizar as causas naturais das catástrofes

    • Chico Lobo:

      Instigante amigo. Vamos procurar ser éticos, justos, benfeitores da natureza, respeitadores dos seres humanos… isso independe de divindades ou não. Alias, as maiores atrocidades cometidas pela humanidade foram cometidas por pessoas que creem em alguma divindade ou lenda bíblica ou tem alguma religião… A história está aí, repleta de fatos evidentes, é só procurar saber que você vai achar…

  • nepavitard:

    Qual terão sido os top 3 mais fortes ja registados??
    Uns 9,5?

  • João:

    É como dizem: “O mundo está louco!”

Deixe seu comentário!