10 bizarras teorias sobre a Terra que as pessoas ainda acreditam

Conhecimento é difícil de se acumular, especialmente se considerarmos o curto tempo que existimos em comparação ao grande esquema das coisas. Sendo assim, temos de fato feito grandes progressos para compreender os mistérios que nos rodeiam, mas, como tudo na vida, chegar a este ponto necessitou de muita tentativa e erro. Confira uma lista com teorias sobre a Terra, que, acredite ou não, algumas pessoas ainda acreditam:

10. Lemuria e Atlântida

10

Não podíamos deixar de falar sobre os “continentes perdidos”, cuja existência as pessoas têm teorizado por anos. Assim como Atlântida, Lemuria teria sido um território gigante localizado nos Oceanos Índico e Pacífico. E por que as pessoas criaram tais teorias sobre terras perdidas? Geralmente, para explicar como espécies semelhantes podiam existir em dois locais tão longe um do outro. No caso de Lemuria, basicamente tudo se resume a um cara chamado Philip Sclater, que ficou perplexo ao se deparar com fósseis de lêmures na ilha de Madagascar e na Índia, mas não na África ou no Oriente Médio. De acordo com Sclater, a única explicação possível era que simplesmente deveria ter existido um território gigante que ligasse as duas nações, cujo nome foi dado em homenagem ao glorioso lêmure. Ao longo dos anos, os cientistas sérios têm praticamente descartado a noção de que Lemuria existiu, mas o mito continua em grande parte graças a escritores que gostam de falar sobre o “oculto” e outras coisas que demonstram o quão confiáveis eles são como fonte de informação.

9. O mundo em uma tartaruga

9

Não olhe agora, mas, de acordo com alguns, estamos vivendo nas costas de uma tartaruga gigante. Também podemos estar vivendo nas costas de um elefante ou uma serpente, mas vamos ficar com tartarugas, porque a tartaruga cósmica é a crença mais amplamente reconhecida nesta categoria particular. Esse mito foi trazido à atenção do público no século 17, depois de um homem chamado Jasper Danckaerts ouvir tal lenda de várias tribos de nativos americanos. Os nativos norte-americanos, no entanto, não são os únicos que acreditam que o mundo repousa sobre o casco de uma tartaruga gigante, já que a crença também é predominante na cultura chinesa e indiana. A NASA deve estar escondendo as imagens do gigante casco da gente.

8. Teoria da Tensão Tectônica

8

Ao contrário de outras teorias desta lista, que são destinadas a explicar a própria Terra e eventos que ocorreram ao longo dos milênios, a Teoria da Tensão Tectônica propõe uma explicação para avistamentos de OVNIs, fantasmas, combustão espontânea e basicamente qualquer outra coisa que tenha sido tachada de inexplicável. A ideia é do professor Michael Persinger que, em 1975, sugeriu que cada avistamento de OVNI e fenômeno inexplicável que as pessoas afirmam ter presenciado poderia ser explicado por campos eletromagnéticos que ocorrem quando a crosta da Terra se estica ou deforma perto de falhas sísmicas. Segundo Persinger, estes campos criam alucinações, que são baseadas em imagens de cultura popular.

7. Teoria da Terra Contratante

7

A Teoria da Terra Contratante, ou resfriamento global geofísico, surgiu antes da ideia das placas tectônicas ser conhecida. Ela diz que a Terra está ficando cada vez menor ao longo do tempo, e que esse encolhimento é o que causa desastres naturais, bem como as maravilhas naturais, como cadeias de montanhas. O pressuposto é de que a Terra é composta por rocha derretida, e conforme seu interior esfria e se contrai, o mesmo acontece com a superfície, levando ao surgimento de montanhas, muitas vezes se transformando em vulcões, quando o planeta precisa vomitar tudo o que não pode manter em sua própria versão de um “estômago”. A teoria foi de fato utilizada em pesquisas reais, nomeadamente por um cara chamado professor Edward Suess, a fim de explicar um terremoto.

6. Teoria da Terra em Expansão

6

No outro lado da Teoria da Terra Contratante está a Teoria da Terra Expansiva, que é exatamente o que parece. Há quem defenda que a Terra está em constante expansão, assim como o universo que ocupa, mas, felizmente, desde que as pessoas começaram a perceber que as placas tectônicas são uma coisa real, passaram a rejeitar qualquer uma destas duas teorias bizarras. Claro, hesitamos em zombar demais das pessoas que teorizaram que a Terra expandia principalmente porque uma das mentes mais notáveis que analisaram a hipótese foi Charles Darwin. Felizmente, ele rapidamente percebeu que isso não fazia muito sentido e voltou a fazer o que fez de melhor: irritar criacionistas.

5. Teoria da Terra Fixa

5

Também conhecido como modelo geocêntrico, essa teoria afirma que a Terra está, apesar de todas as evidências do contrário, localizada no centro do universo, e o resto do cosmos gira em torno de nosso planeta. Embora esta teoria tenha sido questionada por Copérnico e Kepler e sido geralmente aceita como “baboseira”, algumas pessoas ainda se recusam a abandonar a ideia de que qualquer coisa a não ser os seres humanos poderiam estar no centro do universo.

A teoria foi mais notavelmente defendida por Ptolomeu, e seu modelo geocêntrico foi usado para cartas astrológicas por 1.500 anos. Apesar de diversos cientistas, incluindo Galileu, afirmarem que na verdade a Terra gira em torno do sol, que está localizado no centro da nossa galáxia, há ainda quem acredite na Teoria da Terra Fixa. Essas são as pessoas que você deve evitar conversar – ou melhor, encontrar.

4. Teoria Cubo do Tempo

4

Gene Ray é um cara estranho. Isso porque, tão recentemente quanto em 1997, ele decidiu ignorar todas as facetas da ciência e inventar sua própria teoria chamada Cubo do Tempo, que afirma que o que nós pensamos serem as regras da física está completamente errado, e que cada dia é na verdade quatro dias diferentes, acontecendo ao mesmo tempo. Basicamente, o que Ray está sugerindo é que a Terra é composta por quatro pontos equidistantes em “tempo”, porque temos coisas como o meio-dia, meia-noite, o nascer do sol e pôr do sol. É evidente que, de acordo com Ray, a única explicação lógica para isso é que existem quatro dias ocorrendo ao mesmo tempo, e isso não tem nada a ver com a rotação natural da Terra e o fato de que o sol atinge diferentes partes do mundo em momentos diferentes. O pior é que Ray quis apostar com professores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA) 10 mil dólares (cerca de R$ 20 mil) que eles não podiam refutar sua teoria. Ninguém levou o cara a sério, muito provavelmente porque acharam que ele só podia estar brincando.

3. Teoria da Terra Oca

3

Quando você olha para as estrelas à noite, você pode ter certeza de algumas coisas, como que você está olhando para cima e para o espaço. No entanto, no século 19, surgiu uma teoria infame que continua a prosperar hoje, apesar de ser totalmente insana, que diz que o que você está olhando é na verdade o centro da Terra. Essa teoria foi incitada em grande parte graças a John Symmes, um ex-capitão do Exército dos EUA na Guerra de 1812, que acreditava que a Terra era envolta por uma concha com milhares de quilômetros de espessura, com aberturas em cada polo magnético e várias camadas internas que compunham uma série de esferas concêntricas, em cada uma das quais as pessoas e os animais viviam. A imaginação do povo é incrível.

2. Teoria Cosmológica Celular

2

Uma extensão da Teoria da Terra Oca popularizada por Cyrus Teed, a Teoria Cosmológica Celular propõe que, ao invés de o universo existir à nossa volta, nós vivemos em um universo de dentro para fora, que ocupa uma “célula oca” de rocha com mais de 12.000 quilômetros de diâmetro. E no centro desta célula oca, dentro de uma rocha gigante, fica o sol, só que neste caso Teed acreditava que o sol era uma bateria eletromagnética. Sim, ele errou por pouco. Teed, um lunático certificado e alquimista que acreditava que tudo no universo era feito da mesma substância, foi informado de que o universo inteiro existia dentro da Terra pela “Maternidade Divina”, ao mesmo tempo em que ficou sabendo que era o novo Messias. Tirem suas próprias conclusões.

1. Teoria da Terra Plana

1

Mãe de todas as teorias da conspiração, a mais famosa teoria maluca sobre a Terra é também aquela que, neste momento da história, é praticamente universalmente conhecida por ser completamente equívoca e falsa, mas, acredite ou não, existem algumas pessoas que ainda perpetuam a Teoria da Terra Plana Moderna. Essas pessoas compõem a Sociedade da Terra Plana, que surgiu em 1956 e existe até hoje, apesar de todas as evidências científicas do contrário. Em 1980, um membro da Sociedade da Terra Plana chamado Charles Johnson até conseguiu publicar um artigo na revista Science Digest, no qual ele afirmava que a Terra deveria ser plana, pois caso contrário haveria uma curvatura nos corpos de água, como no Lago Tahoe, e não havia provas de que a água era outra coisa senão plana. Grande coisa uma fotografia da Terra a partir do espaço mostrando que ela é esférica, não é mesmo? Uma superfície plana em um lago é prova suficiente para nós![Listverse]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,33 de 5)
Curta no Facebook:

71 respostas para “10 bizarras teorias sobre a Terra que as pessoas ainda acreditam”

  1. eu gostaria de saber o seguinte…..
    como vcs tem certeza de que nao existe vida em outro planeta?eu acredito que do outro lado da lua….do lado escuro ou ate em marte possa sim existir vida por que
    marte nao é nem tao longe e nem tao perto do sol e se aqui na terra pode haver vida….pq na lua tbm nao pode?

    • Ninguém tem certeza, mas sabemos que não tem vida na Lua por que ela já foi toda mapeada (e não existe lado escuro da Lua) e não há onde a vida se sustentar, na Lua – não tem água, não tem atmosfera, e não tem proteção contra a radiação cósmica.

      Temos certeza também que até agora ninguém foi contactado por alienígenas. O resto é suposição. Alguns lugares parecem mais propícios que outros para abrigar a vida como conhecemos, é só o que sabemos.

  2. eu tenho uma teoria também, e ela se resume que alguém tem que ser o primeiro. Acredito que somos o primeiro, sei que o universo tem bilhões de anos de existência, e sei também que todo esse tempo não foi o suficiente para a existência de vida inteligente fora da terra. Acredito que a natureza precisa fazer testes e experimentar ou seja, tempo. talvez podemos ver vida em outro planeta, mas ela vai ser de forma celular e no máximo um homem das cavernas na melhor das hipóteses, pois acho que a vida fora da terra seja como dinossauros. A vida para continuar também precisa de sorte. Espero que não seja a unica pessoa a pensar dessa forma pois estou começando a ficar preocupado pois nunca achei ninguém que pensa assim.

    • Na verdade esta hipótese já foi considerada por outros cientistas. Sir Arthur Clarke resumiu a questão assim “Existem duas possibilidades, ou estamos sozinhos no universo ou não estamos. As duas possibilidades são aterrorizantes” (“Two possibilities exist: Either we are alone in the Universe or we are not. Both are equally terrifying”).

      Toda a busca por vida inteligente é para tentar provar que não estamos sozinhos no Universo.

  3. Eu tenho uma “teoria” a respeito de vida extraterrestre. Como sabemos, estrelas há longas distâncias da Terra demoram anos para a luz chegar aqui, ou seja, uma estrela que vemos no céu agora, já pode estar morta há tempos mas ainda recebemos a imagem dela.
    Então, e se algum outro planeta bem distante daqui, estiver fazendo os mesmos estudos sobre o universo como nós, mas, como aqui, a imagem demora a chegar lá também, então ele está vendo uma imagem da Terra de milhões de anos atrás, e assim acha que não há nada aqui.
    Paranoia minha ou alguém concorda?

    • Depende da distância que se encontra a estrela e do tipo que ela é. As estrelas que vemos à noite, sem telescópio, estão lá. Elas estão muito perto e no tempo que a luz levou para chegar até aqui, nenhuma delas teve tempo de completar o ciclo atual de vida e explodir.

    • “a longas distâncias”.
      Bem, penso que, tenho a certeza, que não é comparável uma estrela a um planeta, suponho que te referes à luz emitida pelo corpo celeste. Agora, se com “extraterrestres” nos referimos a seres que não são do nosso planeta, porque não? Não diria propriamente que existem criaturas verdes a rondar o nosso planeta, mas não há nada que nos confirme a inexistência de outras criaturas, humanas talvez, em outros planetas igualmente habitados. Demasiada imaginação? Só acho que com certeza não andam preocupados em sondar o Planeta Terra porque uuuui é especial e a querer nos abduzir. Pronto.

    • CESAR GROSSMANN: as estrelas que vemos à noite, não estão necessariamente próximas (em termos astronômicos)o suficiente, para se crer que a hipotese do nosso amigo David Matheus seja improcedente. Existem estrelas muito grandes, ou de grande magnitude (atividade em seus núcleos e superfícies que levam à intensidade do seu brilho) a centenas de milhares de anos-luz – ou mesmo milhões – que podemos observar a olho nu, numa noite campestre, livre de poluição visual. Os exoplanetas que provavelmente orbitariam essas estrelas, encaixam-se nessa possibilidade.

    • MarioMF, eu perguntei certa vez no Yahoo! Respostas a distância em que se encontram as estrelas visíveis a olho nu, e recebi esta resposta aqui:

      http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20070823070728AADrCgY

      Qual a mais distante estrela visível a olho nú?
      Supondo que o observador tenha acesso completo ao hemisfério sul e norte, e condições ótimas de observação do céu, qual a estrela mais distante que ele consegue ver sem auxílio de binóculos ou telescópio?

      Pergunta intrigante e muito interessante, César:

      Vou por 3 caminhos alternativos para cercar as respostas possíveis:

      (… omitindo uma explicação extensa e que vale a pena conferir, por isto estou colocando o link para a mensagem original)

      RESUMO DAS ALTERNATIVAS
      1) As estrelas que compõe a galáxia de Andrômeda (2,5 milhões de anos luz) são as mais distantes mas não são visíveis individualmente

      2) A Supernova SN1885A observada em 20/08/1885 na galáxia de Andrômeda foi a estrela mais distante já observada a olho nú.

      3) Rho Cassiopeiae – 8 a 10 mil anos luz, visível nos dias de hoje, é a canditada a estrela mais distante observável a olho-nú
      (ou talvez Eta Carinae – 7 a 8 mil anos luz quando as distâncias destas estrelas for apurada e confirmada com maior precisão)

      E tem a resposta do Bad Astronomer (em inglês):
      http://www.youtube.com/watch?v=2UHGLcNDGvA

      Acredito que nenhuma destas estrelas poderia ter explodido e ainda não termos sabido (exceto, talvez, a Pistola).

    • Nossa estrela não está nem próxima do centro da via-láctea, estamos atualmente entre o “Braço de Perseus” e o “Braço Carina-Sagittarius”, em uma ramificação bem pequena chamada “Órion”. Resumindo, estamos a 30.000 Anos-Luz de distância do centro ou “halo” da via-láctea.

    • esta claro qua foi o universo né? nenhum ser humano conseguiria por o som la!ele foi parar no centro do mundo assim como a terra pela explosao do big bang

  4. A única dessas teorias que eu realmente acredito (e não está citada no artigo), é que nós não damos uma volta ao redor do sol, e sim ao redor do “nada”. pra mim, faz muito sentido, tendo em vista que as estrelas que vemos no céu são sempre as mesmas.

    • Lander, as estrelas “serem as mesmas” não diz nada. Já notou que as estrelas que nascem no início da noite são diferentes para cada estação do ano? E as constelações que dominam a noite também? Por exemplo, no Verão é Órion que domina o céu, mas onde está Órion hoje (4 de junho)?

      Vá à noite para fora de casa, olhe para cima, e procure Órion no céu.

    • Se alguém mostrar uma foto de pelo menos 50% da terra tirada do espaço que fosse realmente verdadeira, talvez as pessoas não tivessem essas dúvidas.
      Nossa ciência é patética quando se refere a tempos passados, que fora dos contextos históricos que estão com o objetivo e intuito de enganar e manter a pessoas presas ao medo. Chegará o dia em que as pessoas iram saber toda a verdade e perderam o medo. Isto é, deixaram de alimentar os fabricantes destas prisões.

    • Mikael, existem fotos feitas de satélites geoestacionários (a 35.000 km de altitude, portanto), existem fotos feitas por estudantes usando máquinas fotográficas comuns e balões meteorológicos, tem fotos feitas de sondas em viagem a outros planetas, etc.

      Fotos verdadeiras (não sei de nenhuma foto falsa, você sabe de alguma?) existem às pencas.

  5. O principal absurdo da Teoria da Terra Plana é de que “Contra argumentos não há fatos…” Inacreditável que em pleno século XXI, existam sociedades pseudo-científicas obtusas deste nível. Parece até a defesa dos mensaleiros do PT.

    • Quem te enganou com essa conversa? O Criacionismo não ensina isso, meu chapa. “a terra era sem forma e vazia”. Não fale injustiças em nome do preconceito, falou?

    • Gleiton, acho que o que o Jonatas comentou foi que segundo os criacionistas, o planeta tem só seis mil anos de idade, e neste tempo exíguo apareceram formas de vida evoluídas.

      Mas continua errada…

    • Gleison… vou explicar porque ao que me parece nem criacionismo você conhece: a maioria dessas dez teorias bizarras são diretamente criacionistas. Lê de novo meu comentário: criacionismo de terra-nova.
      Vou explicar, existem basicamente dois tipos principais de criacionismo:
      De terra-nova: o planeta tem apenas a idade citada a partir de interpretações bíblicas, uns 6.000 anos *tudo mais que a ciência apresenta é mentira para os adeptos dessa. Ele segue a geologia do dilúvio, surgida algumas décadas atrás nos EUA, uma espécie de ceita pseudocientífica que não se sustentou por fundamentar-se nesse tipo de criacionismo, rivalizando com criacionistas de terra-antiga, causando divergências internas e no fim, desfazendo a fundamentação desse grupo social de estudos induzidos.
      De terra-antiga: a fé é fundamentada da mesma forma que o criacionismo anterior, bíblico-criacionista-DI, no entanto reconhece a Terra de acordo com a idade estimada na ciência, e reconhece também os bilhões de anos do processo da vida *apenas substitui processo natural por sobrenatural, e evolução por ato criativo sobrenatural.

      Não tenho preconceito, tenho conceito. Passar bem.

    • E é justamente isso que eu estou falando. O criacionismo DI não afirma que o planeta tem 6 mil anos. Como eu disse: “era sem forma e vazia”. O planeta já existia antes da criação da vida através da ação divina, entende? Agora obviamente os DI’s acreditam na criação da vida há cerca de 6.000 anos. Você também não leu com atenção no que digitei.

    • Sem forma e vazia, base do contexto, tudo bem, no entanto, os Planetas ficam esférico a tamanhos bem menores que o da Terra, mesmo quando estão em formação, efeito da gravidade vencendo a forma rígida, que da a forma quase esférica *achatada nos pólos, pela rotação, equilíbrio hidrostático, e vazia não era, era quimicamente muito ativa, como sempre foi, só que diferente em composição. *Então não era sem forma, nem vazia.
      No entanto, ao que lembro o criacionismo de terra-nova é diretamente gênesis, não só a terra, mas todo o universo, criado a 6.000 anos, *uma falsa afirmação tanto a nível geológico quanto astronômico, negando todas as descobertas científicas que já datam de séculos. Aí o criacionismo de terra antiga aceita terra e vida antigas, apenas põe processos criativos no lugar da evolução. Esse criacionismo de terra-antiga mas vida de 6.000 anos eu desconheço, seria um terceiro tipo básico então *mas também é incoerente, de acordo com conhecimento geológico e biológico, bem com datação fóssil, a vida é apenas um pouco menos antiga que o próprio planeta, tendo na ordem de 3-4 bilhões de anos, surgida pouco depois da solidificação da crosta.

    • Quem mais afirma que a terra e o universo foi criado há 6 mil anos são as pessoas que não estudam sobre o assunto mais profundamente. Ratificando: os criacionistas crêem que a vida foi criada a 6000 anos, mas o universo já havia sido criado, assim como o planeta terra. O termo “sem forma e vazia” quer dizer que não era habitada e não que realmente não tinha forma. Levemos em consideração a regionalização linguística da época. Em outras palavras seria o planeta ainda não habitado, sem as plantas, gramas, da forma que vemos a superfície do planeta hoje.

    • De qualquer forma, continua uma teoria bizarra, a vida não tem 6.000 anos, ela é muito mais antiga. Por favor… até a humanidade é mais antiga que isso, até a civilização.

  6. Não vou aqui me perder em tecer comentários sobre coisas que, hoje, parecem-nos absurdas e, portanto, deveriam ter, já, caído no descrédito popular; vale, todavia, lembrar que a espécie humana é, hoje, composta por físicos teóricos de renome, cujas teorias não puderam até agora serem comprovadas, salvo por cálculos matemáticos… e devo dizer que nossa matemática não me é totalmente confiável… muitas das vezes criados apenas para darem suporte a tais teorias; uma vez que só têm aplicação para aquilo para que foram inventados, mas, também, por analfabetos… que não faz deles, seres de menor QI, apenas vivendo num mesmo tempo, em tempos diferentes:… Como poderíamos pilheriar de pessoas nascidas em culturas diferentes da nossa; com crenças diferentes e que nunca tiveram acesso a algum tipo de informação, ou de um casual evento que as levasse a duvidar da crença de toda uma vida? …Aliás, vou comentar sim! …Por que é que os teóricos famosos não admitem que esta estorinha de um deus semelhante ao homem, conforme prega a maior das crenças da atualidade, é tão absurda quanto as de antigos deuses, e de alguns ainda cultuados? Eles realmente acreditam nessas coisas, ou alguns não acreditam e não o dizem por motivos próprios? ……………………………………Taí uma que eu quero que me respondam, já que nunca encontrei quem me desse uma resposta exata, embora tenha, eu mesmo, minha própria teoria:
    Como se explica e justifica termos duas marés lunares diariamente, se a Lua é uma só e está sempre situada em um ponto diametralmente oposto sobre a Terra enquanto ocorre a segunda maré? …Como eu disse, se não souberem, eu tenho minha própria teoria.

  7. Eu seria mais cauteloso ao chamar de “bizarrice” e fazer graça destas teorias. Já houve tempo em que as mentes mais brilhantes acreditaram nestas teorias “bizarras”, e isso não faz deles burros.

    Muitas deles eu acredito que tenha uma crença semelhante a de uma religião: não é baseada em argumentos lógicos, e sim em fé. Não temos muito como argumentar contra isso. Isso também não quer dizer que “Essas são as pessoas que você deve evitar conversar – ou melhor, encontrar.”: um de meus melhores amigos acredita que vê fadas em todo lugar e eu adoro conversar com ele.

    • Hugo, eu tenho receio de encontrar com gente que acredita em bizarrices como a de que um ateu bom é um ateu morto. Evitaria passar na mesma rua que ele. Existem bizarrices e bizarrices. Estas bizarrices aqui vão contra as observações empíricas. E se você vai contra as observações, então não tem salvação para a tua bizarrice.

  8. E tem gente que acredita sinceramente em muitas das crenças listadas ai. Quando eu morava no interior do Paraná um tio meu dizia que “essas coisa de praneta, estrela ai é tudo mintira, tudo invenção”… Enfim…

    “Apesar de diversos cientistas, incluindo Galileu, afirmarem que na verdade a Terra gira em torno do sol, que está localizado no centro da nossa galáxia[…]”

    Na verdade o sol não está localizado no centro de nossa galáxia e sim em um dos braços das espirais dela…

  9. Sou leigo em astronomia e astrofísica, mas sou curioso. vou inserir uma dúvida e desculpem-me se estou sendo infantil.
    É a seguinte: ouvi em uma conferência o palestrante dizer que o universo está em expansão e que existem multiversos. Se o universo está em expansão, ele não é infinito, assim como os multiversos.

    • Funciona assim, Camilo: é impossível afirmar que existem multiversos, afinal não existe (e provavelmente nunca irá existir, mesmo que os multiversos existam) dado observacional que comprove tal. O universo estar em expansão acelerada (http://www.nobelprize.org/nobel_prizes/physics/laureates/2011/) não conflita com o fato de ser infinito/finito. O que creio (convicção minha) que seja o universo é algo do tipo: “se fosse possível congelar sua expansão e viajar em linha reta, haverá uma hora que você voltará ao mesmo lugar”. o fato de ele se expandir, so iria aumentar o tempo de “viagem” por percorrer um espaço maior. Mas sim, ele expande e aceleradamente, o que sugere a tal “pressão negativa” que chamamos de energia escura.

  10. Teoria da terra oca, até onde sei dizia que a terra é da mesma forma como conhecemos, porém tais fissuras nas regiões polares davam acesso à vales inexplorados, como o próprio John Symmes diz ter sobrevoado no polo sul sob um vale fértil onde pode ver com seus próprios olhos animais há muito tempo extintos.

  11. A teoria da terra oca de que falo não é a que está exposta aqui mas sim aquela que dizem que por de baixo da nossa terra há outra civilização, o núcleo é o sol, é sempre de dia e que os avistamentos de óvnis etc têm a ver com o facto de serem dessa terra. fala-se que nos pólos existem dois pontos para se entrar, escondidos pela Nasa.

    • Falam muita coisa, mas se você começar a examinar o que os adeptos da terra oca falam, você encontra incoerências. Por exemplo, falam que o interior é iluminado pela luz solar que entraria pelos buracos, só que se você fizer um modelo da Terra Oca, com o tamanho do buraco que eles dizem que tem, vai descobrir que pela posição dos buracos a luz solar não entra no interior. Outra coisa é a forma que eles descrevem que funciona a gravidade lá dentro – não fecha com o que conhecemos de gravidade. Ou dizem que as pessoas ficam presas ao solo pela força centrífuga, só que se esquecem que se a força centrífuga fosse tal que tivesse este efeito sobre os intraterrenos, nós aqui fora seríamos arremessados para o espaço. E por aí vai…

    • O Sol já foi descartado há anos como possível causa para o aquecimento global. A atividade solar não tem crescido o suficiente para explicar o aquecimento global.

      Sobre o período dos ciclos solares, 11 anos é uma média, não é um “relógio”. Alguns ciclos são maiores, outros são menores. Mas só temos 400 anos de observação direta de ciclos solares, desde a descoberta das manchas solares por Galileu Galilei.

    • João Alberto, com 95% de certeza que a mudança climática é causada por nós (certeza apoiada em dados), então não, nem em 50 anos.

  12. Uma coisa eh colocar teorias ridículas q querem teor cientifico, outra eh colocarem no post movimentos e/ou manifestaçoes religiosas ou culturais (mundo no casco da tartaruga do Mestre Kame por exemplo), ñ precisa! ou entao teria q colocar tbm os deuses gregos,os dos indios astecas, incas, guarani, as lendas do boto, saci, peh grande bla bla bla. Ñ faz sentido! Assim o próprio autor do post tah misturando as coisas, ñ adianta! ciencia eh uma coisa religião/lendas/etc eh outra. E em um post:”10-bizarras-teorias-sobre-a-terra-que-as-pessoas-ainda-acreditam” em um ambiente de ciencia, nada melhor do q se restringir apenas ao campo científico ou bizarro para uma post como esse. 😉

  13. Cada uma que é até difícil de acreditar…
    Ah, em “Teoria da Terra Fixa”, tem algo estranho, já que o Sol não está no centro da nossa galáxia… 😉
    Minhas favoritas são sobre a “Terra Oca” e da “Terra Plana”, só consigo rir muito quando vejo algo sobre elas…

  14. pois é! ainda tem gente que acredita que a terra é plana.
    Quando uma pessoa está decidida acreditar em alguma coisa, não existe argumento que faça ela mudar de idéia.
    Isso acontece também com a religião.
    Mas nenhum de nós, seres humanos, podemos nos colocar como donos da verdade.
    Aliás, essa pergunta foi feita há dois mil anos atrás por pílatos a jesus e parece que a única coisa que conseguimos, é construir argumentos filosóficos em torno dessa questão.

    • Caro amigo, Neutrino, apenas endossando o que você disse, quero explicar aqui o que muita gente talvez não tenha entendido: …Não é que ainda tenha muita gente que acredita que a Terra seja plana: é que tem muita gente que nunca ouviu falar em planeta, e não sabe, simplesmente, onde vive. A propósito, ocorreu-me agora perguntar: “Por que planeta, e não esfereta? Quá, quá, quá!

    • Mandou bem, Douglas!
      Eu ia escrever dizendo o mesmo, mas vc já o fez!
      Somente acrescento uma observação sobre a má qualidade dos textos. Por pretender ser um site (blog) científico, deixa a desejar quanto à forma e precisão.

Deixe uma resposta