Analgésicos durante a gravidez podem afetar desenvolvimento de testículos nos fetos

Publicado em 10.11.2010

Segundo um novo estudo dinamarquês, mulheres que tomam analgésicos leves, como aspirina e paracetamol, durante a gravidez são um pouco mais propensas a ter meninos com criptorquidia, ou testículos não-descidos, que é uma condição médica na qual não há uma descida correta do testículo da cavidade abdominal, onde ele se desenvolve, para o escroto.

O risco da condição aumenta significativamente para as mulheres que tomam mais analgésicos, particularmente entre 8 e 14 semanas de gravidez. No estudo, o risco aumentou 21 vezes se as mulheres tomaram mais de um tipo de analgésico por dia durante mais de quinze dias, neste período da gravidez.

Porém, segundo os pesquisadores, tomar um paracetamol ocasionalmente não vai causar nenhum dano ao bebê. É o uso prolongado que pode ser um problema. Com ou sem analgésicos, o risco de ter um filho com essa doença continua a ser baixo, mas a descoberta pode explicar por que se tornou mais comum nas últimas décadas.

O estudo seguiu várias gravidezes, 834 das quais resultaram em meninos. Os pesquisadores então identificaram as mulheres que tomavam aspirina, paracetamol ou ibuprofeno para alívio da dor durante a gravidez, e pesquisaram se isso aumentou a probabilidade de que seus filhos tivessem criptorquidia.

Em 2001, 8,5% de todos os meninos nascidos na Dinamarca tinham criptorquidia. No grupo de mulheres estudadas, tomar qualquer analgésico multiplicou o risco de criptorquidia em 1,43. Mas apenas 42 dos 834 meninos nasceram com essa condição, e dos 42, as mães de apenas 27 tinham tomado analgésicos.

As outras 249 mulheres que tomaram analgésicos tiveram meninos saudáveis. Portanto, apesar do risco ligeiramente aumentado, a maioria das mulheres que tomou analgésicos teve meninos saudáveis. Além disso, 15 mulheres que nunca tomaram analgésicos deram à luz a meninos com a doença.

O risco aumentou mais se a dosagem das mulheres era alta ou se elas tomaram mais de um tipo de analgésico. As mães que tomaram qualquer um dos analgésicos mais de quinze dias tinham um risco 2,47 vezes maior.

Os pesquisadores acreditam que o analgésico acaba causando a doença pelo mesmo mecanismo que permite que a droga suprima dores de cabeça, que é inibindo a síntese de prostaglandinas. Além de combater a dor, isso reduz a produção da testosterona vital para a formação saudável dos testículos em fetos do sexo masculino.

Em experimentos de acompanhamento, os pesquisadores deram doses de paracetamol a ratas grávidas, e isso reduziu a testosterona em 50% nos testículos de fetos de ratos.

Esses resultados revelam os efeitos subestimados de analgésicos leves no desenvolvimento sexual dos fetos do sexo masculino. Um único comprimido de paracetamol de 500 mg suprime a testosterona em maior medida do que os produtos químicos a que as mulheres estão expostas em um ambiente natural. Para os pesquisadores, os analgésicos oferecem a melhor explicação para um aumento de casos de criptorquidia de 1,8% em 1961 para 8,5% em 2001.

Os pesquisadores afirmam que são necessárias mais pesquisas para estabelecer os efeitos dos analgésicos no desenvolvimento fetal, mas, enquanto isso, eles aconselham as mulheres a não tomá-los no segundo trimestre da gravidez, que é quando os testículos são formados. [NewScientist]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 25 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

3 Comentários

  1. Concordo com a Jenny… Se fossem os homens q engravidassem, eles não perderiam tempo pesquisando “o efeito de analgésicos no feto” e sim um analgésico específico para gestantes.
    Ser mulher é fo*a!

    Thumb up 10
  2. Não acho q os sintomas da gravidez sejam uma droga. Porém nunca estive grávida, mas pretendo curtir com amor cada um dos sintomas quando eu estiver. ;)

    Thumb up 2
  3. Muito fácil eles dizerem para não tomar enquanto as mulheres sofrem com com as drogas dos sintomas da gravidez.

    Thumb up 9

Envie um comentário

Shares
Share This

Compartilhe

Seus amigos vão adorar!