Conheça uma dieta que não exige que você perca peso (no começo)

Publicado em 2.11.2012

Todo ano é a mesma coisa: poucas semanas antes do verão, muita gente decide que vai se alimentar melhor e fazer exercícios para ficar “em forma” e curtir uma praia sem culpa. Apesar do sucesso inicial, com o tempo a motivação diminui, e não é comum que boa parte do peso perdido seja “encontrado” novamente. O que fazer?

Recentemente, um grupo de pesquisadores dos Estados Unidos decidiu testar uma abordagem alternativa, dando destaque para a manutenção do peso saudável (ao invés de focar apenas no emagrecimento).

“As pessoas chegam realmente motivadas”, conta a pesquisadora Michaela Kiernan, do Centro de Pesquisa de Preservação de Stanford (EUA). A proposta do programa idealizado por Kiernan e seus colegas é “fazer com que elas canalizem essas boas energias para manutenção”.

Estabilidade na balança

Para testar o programa, a equipe reuniu 267 voluntárias de 21 anos ou mais, com sobrepeso ou obesas. Elas foram divididas em dois grupos: “manutenção primeiro” e “perda de peso primeiro”. Ambos se reuniram durante 28 semanas, mas com propostas diferentes nos 8 primeiros encontros: o primeiro grupo aprendeu técnicas para não ganhar peso, e o segundo, técnicas para emagrecer.

Além disso, o grupo de manutenção passou por alguns experimentos – houve uma semana em que os participantes fingiram estar “de férias” e comeram cinco refeições altamente calóricas – para exercitar as técnicas que aprenderam, como alterar a dieta ou seus níveis de atividade conforme a demanda, mas sem se preocupar em anotar tudo (o que Kiernan chama de “consciência relaxada”).

Ao final do programa, as participantes de ambos os grupos conseguiram perder aproximadamente o mesmo peso (cerca de 8 kg, ou em torno de 9% de seu peso inicial). Um ano mais tarde, os pesquisadores procuraram novamente as voluntárias, e descobriram que aquelas do grupo “manutenção primeiro” ganharam em média apenas 1,3 kg, enquanto as demais ganharam em torno de 3,2 kg.

“Eu acho que isso apenas abre o leque de alternativas que as pessoas têm”, diz Kiernan, que pretende conduzir estudos similares com homens e com mulheres em situações mais variadas.

Para o psicólogo social Paul Fuglestad, da Universidade de Minnesota (EUA), o resultado alcançado pelo primeiro grupo se deve mais ao conteúdo do programa do que à ordem em que as técnicas foram ensinadas. “Acho que ele fez as pessoas ficarem um pouco mais satisfeitas com o processo de manutenção/controle”, opina. “Parece algo mais realista, algo que as pessoas poderiam adotar e continuar seguindo a longo prazo”.[WebMD]

Autor: Guilherme de Souza

É jornalista empenhado e ilustrador em treinamento. Curte ciência, cultura japonesa, literatura, seriados, jogos de videogame e outras nerdices. Tem alergia a música sertaneja e acha uma pena que a Disco Music tenha caído no esquecimento.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

3 Comentários

  1. Olha, eu boto fé no chá verde. Mas não é qualquer um não pra dar resultado. Tem que ser o chá verde solúvel concentrado, senão vai ter que tomar muito chá pra ter efeito.

    Eu sempre tive dificuldade para perder, e mais ainda para manter o peso. Essa coisa de contar calorias, controlar o que come, tudo isso pra mim não era natural, era um tormento sem resultados que valessem a pena.

    No fim tive que apelar para produtos para ajudar a perder peso, e não me arrependi. Tentei vários e o único que posso falar que deu resultado foi uma combinação, recomendada por um nutricionista, de Shake de baixa caloria mas rico em nutrientes, mais um chá verde solúvel concentrado.

    Hoje já consegui meu objetivo de perder 20kg e consigo manter. O melhor de tudo é que como o que eu gosto.

    E pra quem pensa que esse tipo de produto é caro, aqui vai um toque! O que eu deixei de gastar com comida, guloseimas e porcarias, deu pra pagar os produtos com folga! Caro é ficar jogando dinheiro fora com fastfood e outras tranqueiras que não prestam.
    Hoje gasto coisa de R$200 por mês com esses suplementos, mas reduzi em mais de R$300 a conta com alimentação, ou seja, estou no lucro!
    Sem contar a economia indireta, com médico, remédios, etc.

    Mas fica uma dica importante. Pra valer a pena, o melhor jeito pra comprar é online, direto do distribuidor, pois o preço é imbatível e não tem enrolação nem empurração. Eu pesquisei bastante e o site onde eu compro atualmente é o http://www.herbadireto.com.br pois tem o melhor preço, parcelam e o atendimento é ótimo.

    E pra quem precisa de uma orientação sobre qual produto mais adequado para os seus objetivos eu recomendo ler essa página: http://www.herbadireto.com.br/perderpeso

    Bjs!

    Thumb up 3
  2. Informacoes muito interessantes, eu acho a cada instante de nossas vidas vam apareciendo coisas que nao conhecemos, coisas como que acomtece depois da vida ? o civilizacoes extraterrestre, onde comenca e termina o universo, em fim, muitas preguntas que ainda nao tem uma resposta. Obrigado por tudas estas informacoes.

    Thumb up 2

Envie um comentário