Falar consigo mesmo é loucura ou inteligência?

Falar sozinho faz bem, explica Ulrich Boser, o autor do livro Learn Better (Aprenda Melhor). Mas não é qualquer tipo de conversa que é benéfica; conversar consigo mesmo sobre o clima ou reclamar de alguma situação não ajuda. O que faz bem para a mente é falar em voz alta sobre alguma coisa que você aprendeu, como se estivesse ensinando a alguém.

Por que este tipo de monólogo faz bem? Boser explica que falar em voz alta desacelera o ritmo mental, o que permite que você forme os pensamentos de forma mais deliberada. Esse tipo de reflexão permite solidificar o que foi aprendido.

Para fazer isso, você pode responder a perguntas como “o que eu estou achando complicado?” e “eu realmente entendi isso?”. Em seguida tente responder da melhor forma possível, sem permitir que sua mente se distraia. Neste caso, falar em voz alta ajuda a manter o foco. Se você conseguir responder à pergunta de forma satisfatória, isso significa que o conteúdo foi bem aprendido.

Outra técnica que pode ser utilizada é resumir tudo em voz alta. Isso permite que você faça conexões que não havia visto antes. Basta realizar estes exercícios depois de uma aula ou palestra. Você pode se sentir bobo no início, mas vai ver que é uma forma simples e rápida de revisar e gravar um conteúdo. [Life Hacker]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (18 votos, média: 4,83 de 5)
Curta no Facebook:

Deixe uma resposta