Geleiras do contra ganham gelo

Publicado em 24.04.2012

Enquanto a maioria das geleiras do mundo está derretendo a passos rápidos, muitas outras em uma cadeia de montanhas ao longo de toda a borda do platô Tibetano (Karakoram) têm colecionado ganhos significativos de gelo nos últimos anos.

A conclusão é de um estudo conjunto entre várias universidades francesas, mas liderado pela glaciologista Julie Gardelle, da Universidade de Grenoble, também na França. A descoberta aconteceu durante um esforço internacional que pretende estudar em detalhes 25 geleiras tibetanas – uma pequena amostra das 46 mil massas de gelo que fornecem água para 1,4 bilhões de pessoas na Ásia Central e no sudeste do continente.

Estudos de campo e subsequentes análises por satélite indicaram que as massas de gelo estariam aumentando, de fato. Segundo a pesquisa, as geleiras na região de Karakoram estão se tornando mais robustas. A cada ano, entre 1999 e 2008, as geleiras ganharam novas camadas de gelo de cerca de 11 centímetros.

O glaciologista Graham Cogley, da Universidade de Peterborough, Canadá, destaca: “Essa é uma pesquisa sólida baseada em medições muito bem feitas”.

Contra a maré

“Não temos dúvidas de que as geleiras de Karakoram estão aguentando firmes contra o aquecimento global, mas o porquê ainda não sabemos”, afirma o geógrafo Kenneth Hewitt, da Universidade Wilfred Laurier, do Canadá.

Segundo alguns cientistas, escombros rochosos de avalanches estão cobrindo as geleiras asiáticas, protegendo-as do mesmo calor que aflige outras geleiras pelo mundo. Mas Gardelle desmistifica, afirmando que seu estudo mostra que a perda de gelo é a mesma.

Alguns estudos complementares afirmam que o clima na região pode estar se resfriando, ao contrário da tendência mundial. Entre 1961 e 2000, estações meteorológicas registraram um aumento da precipitação de inverno e uma diminuição nas temperaturas médias durante o verão. [Nature]

Autor: Luan Galani

é jornalista. Entusiasta da Teoria-M, é um rato de biblioteca apaixonado pelo que a ciência pode nos proporcionar. Nas horas vagas, é um amante inveterado de música erudita, que pede perdão aos russos por ainda considerar Mozart a grande lenda.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

Envie um comentário

Leia o post anterior:
5565696408_8819b64a61_z
Herpes está destruindo nossos corais?

Os corais estão morr...

Fechar