Pandemia da gripe aviária (H5N1) é possível

Publicado em 22.06.2012

A gripe aviária, também conhecida pela sigla H5N1, mata mais da metade dos infectados, mas desde que foi descoberta, em 2003, apenas 332 pessoas morreram dela, e isto por que ela não é transmitida por via aérea, só por contato direto entre aves e humanos.

Dilema letal

Agora, foi publicado um dos trabalhos escolhidos pelo site Wired como os mais importantes de 2011, que trata de uma descoberta aterrorizante: cinco mutações bastavam para que o vírus H5N1 passasse a ser transmitido pelo ar. Uma gripe tão letal causaria uma pandemia se pudesse ser transmitida como a gripe comum ou a gripe suína, por espirros e tosse.

Assim que o cientista Ron Fouchier, do Erasmus Medical Centre, em Roterdã, Holanda, anunciou que havia identificado as mutações, surgiu a polêmica: publicá-las ou não publicá-las. Temia-se que laboratórios produzissem a cepa com mutações para praticar o bioterrorismo, ou que um acidente ou falha na segurança das amostras resultassem em um vazamento do vírus letal para a atmosfera. Nos dois casos, terror e morte se seguiriam.

Depois de muita discussão, foi decidida a publicação do trabalho científico com todos os detalhes das mutações. A esperança dos cientistas é que a publicação permita o desenvolvimento de vacinas e uma rotina de investigação em campo das mutações existentes, para verificar se alguma cepa na natureza possuía alguma das mutações necessárias – a estimativa é que se alguém for infectado por uma versão com duas das mutações, nos cinco dias de infecção normal as outras três mutações poderiam ocorrer, e o vírus poderia passar a ser transmitido por espirro e tosse.

Família problemática

O Influenza A é uma “família” de vírus que ataca aves e alguns mamíferos. Os diferentes membros desta “família” recebem um nome relacionado à hemaglutinina (H) e à neuraminidase (N) específicas. Existem 17 diferentes hemaglutininas, de H1 a H17, e 9 diferentes neuraminidases, de N1 a N9. A gripe suína tem a hemaglutinina tipo 1 e a neuraminidase tipo 1 também, por isto seu “nome” é H1N1. Mas ainda é um vírus Influenza A.

Diferentes combinações H e N resultam em vírus que são mais ou menos perigosos, que atacam uma ou várias espécies. O vírus H5N1 por enquanto é bastante virulento para aves, tendo matado milhões delas, e também é letal para seres humanos, mas não tão virulento, pois não é transmitido por via aérea.

Sintomas

As pessoas que foram infectadas pelo H5N1 “pegaram” a versão do vírus das aves, já que ainda não existe uma versão para humanos, o que implica que o vírus vai causar uma pneumonia viral. Os sintomas comuns são febre, tosse, dor de garganta, dores musculares, conjuntivite e, em casos severos, problemas respiratórios e pneumonia que pode ser fatal.

A severidade da infecção depende em grande parte do estado do sistema imunológico da pessoa infectada e se ela já havia sido exposta ao vírus anteriormente (o que a deixaria parcialmente imune). Não se sabe se a versão para humanos terá outros sintomas.

Por enquanto, o vírus que está causando mais problemas é o da gripe suína, a H1N1, que já está causando mortes também neste inverno. Fique alerta aos sintomas desta gripe e, se puder, vacine-se.
[NewScientist, New York Times, BBC, foto de Eneas]

Autor: Cesar Grossmann

Sou formado em Engenharia Elétrica, mas trabalho no setor público, gosto de xadrez e fotografia.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

11 Comentários

  1. Putz. Se a doença for propagada pelo ar, ferrou. Aqui no Brasil a gente nem nota tanto isso, mas lá pra Ásia, Oriente Médio e tal, é muito comum haver abate de animais por suspeita de H5N1. No tempo que passei trabalhando em uma editora de agronegócios (nove meses), devo ter lido notícias sobre o abate de quase um milhão de pássaros por suspeitas da doença (ou, na minoria dos casos, por haver casos confirmados). O principal caso é na Indonésia, que, por sinal é o país com mais casos registrados e mortes confirmadas ela doença (189/157). E é algo bem recorrente.

    Imagina só se a doença for propagada pelo ar. Antes mesmo de haver o abate, só será necessária um caso da doença pra ferrar tudo :(

    Acho bem legal ver os dados divulgados pela OMS a respeito dos casos registrados. Entre 2003 e 2012, foram 606 casos e 357 mortes (isso, é claro, de casos que foram confirmados e reportados).

    http://www.who.int/influenza/human_animal_interface/EN_GIP_20120607CumulativeNumberH5N1cases.pdf

    Thumb up 1
  2. Para aí!!!!
    todas os virus e bacterias já estão dentro de nos, a espera de manifestarem-se!
    fortalece seu sistema imunologico a base de frutas citricas e o Polimineral Zinco. E zefinim!! O rsto é comercios R$ da saude de bilhoes de seres humanos!! Acordem. Reflitam! Ainda há tempo. Fui!

    Thumb up 0
    • Não é bem assim.É calro que fortalecer o sistema imunológico nos defende de muita coisa mas basta entrar em contato com uma mutação desconhecida de um vírus e ai já era.Veja por exemplo o caso dos índios que forma dizimados por doenças trazidads pelos europeus no início da colonização.

      Thumb up 1
  3. Cesar, me parece que o problema é mais antigo. Tenho fotos de uma revista chamada Saúde de junho de 2000 que já alertava sobre a possibilidade de mutações do virus.

    Thumb up 0
  4. A questão da pandemia não é SE ocorrerá mas QUANDO ocorrerá.Já é senso comum entre os cientistas que o uso indiscrminado de antibióticos já criou bactérias super-resistentes que podem causar sérias doenças aos homens.Além da mutação dos vírus conhecidos existe também o contato do homem com doenças desconhecidas,contato este provocado pelo avanço do desmatamento e a introdução do ser humano em locais antes inabitados.

    Thumb up 1
    • Ai,os macacos iriam evoluir e nós teríamos o verdadeiro Planeta dos Macacos.=)

      Thumb up 2
    • Não, pois tudo que a raça humana criou continuaria aqui… e mais fora de controle do que nunca!
      Só vai ser questão de tempo até que fábricas, usinas e armas nucleares explodam, provavelmente por causa de algum animal que desenvolveu uma mutação realmente sinistra devido à poluição desenfreada de… qualquer coisa.

      Thumb up 0

Envie um comentário

Leia o post anterior:
addicted_to_love-5949
Onde reside o amor?

Pesquisa revela quai...

Fechar