Ateísmo e crença em Deus: Veja os percentuais dos países

Publicado em 28.04.2012

Pesquisadores investigaram os dados coletados de diversos países em uma ou duas oportunidades entre 1991 e 2008. Foi perguntado sobre suas crenças em Deus.

O estudo — que foi baseado em uma pesquisa realizada pela Universidade de Chicago, nos EUA — foi efetuado em 30 países e não incluiu o Brasil. Nós tiramos algumas conclusões destes dados.

Os participantes foram questionados se são crentes em Deus ou ateístas, a mudança em suas crenças de acordo com o tempo e suas atitudes sobre a noção de Deus intervir diretamente em suas vidas pessoais.

As informações abaixo vieram apenas dos extremos “estou certo da existência de Deus” e “não acredito em Deus”:

PARCELA DE RESIDENTES CERTOS DA EXISTÊNCIA DE DEUS
  • Japão: 4,3%
  • Alemanha Oriental: 7,8%
  • Suécia: 10,2%
  • República Tcheca: 11,1%
  • Dinamarca: 13,0%
  • Noruega: 14,8%
  • França: 15,5%
  • Grã Bretanha: 16,8%
  • Países Baixos: 21,2%
  • Áustria: 21,4%
  • Letônia: 21,7%
  • Hungria: 23,5%
  • Eslovênia: 23,6%
  • Austrália: 24,9%
  • Suíça: 25,0%
  • Nova Zelândia: 26,4%
  • Alemanha Ocidental: 26,7%
  • Rússia: 30,5%
  • Espanha: 38,4%
  • Eslováquia: 39,2%
  • Itália: 41,0%
  • Irlanda: 43,2%
  • Irlanda do Norte: 45,6%
  • Portugal: 50,9%
  • Chipre: 59,0%
  • Estados Unidos: 60,6%
  • Polônia: 62,0%
  • Israel: 65,5%
  • Chile: 79,4%
  • Filipinas: 83,6%
PERCENTUAL DE RESIDENTES ATEÍSTAS
  • Alemanha Oriental: 52,1%
  • República Tcheca: 39,9%
  • França: 23,3%
  • Países Baixos: 19,7%
  • Suécia: 19,3%
  • Letônia: 18,3%
  • Grã Bretanha: 18,0%
  • Dinamarca: 17,9%
  • Noruega: 17,4%
  • Austrália: 15,9%
  • Hungria: 15,2%
  • Eslovênia: 13,2%
  • Nova Zelândia: 12,6%
  • Eslováquia: 11,7%
  • Alemanha Ocidental: 10,3%
  • Espanha: 9,7%
  • Suíça: 9,3%
  • Áustria: 9,2%
  • Japão: 8,7%
  • Rússia: 6,8%
  • Irlanda do Norte: 6,6%
  • Israel: 6,0%
  • Itália: 5,9%
  • Portugal: 5,1%
  • Irlanda: 5,0%
  • Polônia: 3,3%
  • Estados Unidos: 3,0%
  • Chile: 1,9%
  • Chipre: 1,9%
  • Filipinas: 0,7%

[LiveScience com foto de Vinoth Chandar]

Autor: Marcelo Ribeiro

Amante do mergulho e da fotografia (com exceção das da própria cara), repudia exercício físico, mas faz mesmo assim; talvez para ganhar alguns anos a mais com a família, talvez por masoquismo. Escreve no HypeScience desde 2008.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

50 Comentários

  1. EVOLUÇÃO – A “RELIGIÃO” SEM DEUS!

    Acompanho seus comentários que geralmente são muito inteligentes e possui bons argumentos. Concordo com alguns pontos de vista mencionados por você no tocante a intolerância religiosa, haja vista homens bomba matando em nome de Alá no Oriente Médio. Podemos citar também, a “santa inquisição”, que realmente foi um massacre de pessoas que apenas discordavam dos dogmas da igreja católica, pois estes contrariavam as próprias escrituras a qual a igreja declarava ser a palavra sagrada de Deus!

    Discordo do ensinamento do inferno de fogo, pois realmente contradiz a concepção de um Deus amoroso. Infelizmente a religião católica manchou a reputação divina com ENSINAMENTOS FALSOS!

    Primeiramente, gostaria de esclarecer que a base do ensinamento cristão é a ressurreição dos mortos. Mas para crer nisso é necessário crer primeiro em um Deus que criou todas as coisas. Uma vez que você passa a exercer fé nisso, fica mais fácil entender e aceitar o restante.

    A ressurreição dos mortos é o meio pelo qual tem para desfazer qualquer injustiça e sofrimento que alguém tenha vivido nesse sistema corrupto e falido. Logo, o fato de tantas criancinhas morrerem nessa vida é minimizado pela esperança da ressurreição.

    Noto em seus comentários, duras críticas sobre Deus caso ele existisse para você, porém acho injusto culpar a Deus pelo sofrimento causado pelo próprio homem. Deus tem seus motivos para permitir a mazelas que ocorreram em todo a história da humanidade, mas aguardamos o dia em que ele vindicará Sua existência, Seu nome e porá fim a esse sistema em que vivemos e implantará uma nova sociedade justa que será conduzida a perfeição.

    Entendo também que a argumentos tanto para apoiar a existência do Divino quanto para negá-lo, no entanto, fica muito claro que para crer em Deus e obter provas de suas existência depende única e exclusivamente de cada um! Talvez não tenha chegado seu dia ainda! Talvez você esteja preso à razão e tenha como “seu Deus pessoal” a própria ciência. Como já comentei anteriormente, por 23 anos eu achava ridículo crer em Deus apenas porque eu não podia vê-lo ou explicá-lo através dos meios científicos atuais.

    Gostaria de ressaltar também, que existem provas contundentes na comunidade espírita a cerca da existência de espíritos. A mediunidade, a possessão espiritual, as cartas psicografadas e as curas espirituais são provas da existência do sobrenatural. Quer você acredite ou não, ache que é fruto da mente, são fatos para muitos que passaram por tais experiências ou praticam o espiritismo. Portanto, se podemos comprovar a manifestação espírita, não há por que duvidar da existência de Deus, uma vez que cientificamente não há como provar a existência de tais criaturas espirituais.

    Deixando de lado a conversa teológica. Discordo completamente do suposto apoio dado pela Biologia as teorias do acaso e da evolução. Pelo contrário, a biologia molecular e a bioquímica tem se mostrado uma pedra no sapato para aqueles que defendem a teoria da evolução.

    Esses estudos estão mostrando cada vez mais a complexidade da célula. Antigamente, os cientistas consideravam os protozoários (organismos unicelulares) muito simples, achando que eles poderiam ter surgido do nada. Isso era conhecido como “geração espontânea”. E era fácil acreditar na geração espontânea, pois se considerava que a célula era simples como um pedacinho de gelatina. Mas quando se começou a estudar as células em microscópios mais potentes, verificou-se que uma simples célula de um protozoário, por exemplo, é altamente complexa. Não dá para explicar a origem desses sistemas como vindo do nada. A teoria da evolução não consegue explicar nem a origem de proteínas. Até hoje, o máximo que se conseguiu produzir em laboratório, utilizando as supostas condições da “terra primitiva”, foram alguns aminoácidos e proteinóides, que não são proteínas. E mesmo que se conseguisse produzir uma molécula de proteína ou de DNA funcionais, isso ainda não seria vida. Precisaríamos colocar todas essas moléculas em uma célula viva, que tivesse uma membrana, e que conseguisse se reproduzir.
    As proteínas nas células são produzidas pelo DNA. E o DNA, para se duplicar, precisa de muitas proteínas e de enzimas. Aí vem aquela história do ovo e da galinha: “Quem surgiu primeiro: o DNA ou a proteína?” Os evolucionistas arranjaram a história de um RNA autocatalítico, ou seja, um RNA que pode se autoproduzir. Só que, na verdade, mesmo que isso tenha existido no passado, hoje em dia os sistemas biológicos não funcionam com esse RNA, e sim com DNAs. As proteínas são produzidas numa organela da célula chamada ribossomo, que, por sua vez, é formado por dezenas de proteínas diferentes e mais alguns tipos de RNA (que também são produzidos a partir do DNA). Então, para fabricarmos a “máquina” de produzir proteínas, teremos que ter muitas proteínas. Mesmo que elas tivessem surgido por acaso, no começo, como poderiam ter sido produzidas depois?

    É PRECISO MUITA FÉ PARA CRER QUE TAMANHA COMPLEXIDADE OBSERVADA NOS SERES VIVOS TENHA SIDO PRODUTO DO ACASO EVOLUTIVO!

    A ciência atual prefere não aceitar a presença do sobrenatural e tenta explicar tudo pelos mecanismos naturais. Os cientistas procuram explicar o comportamento do universo físico, em termos de causas puramente físicas e materiais, sem invocar o sobrenatural. Mas por que não podemos invocar o sobrenatural?

    Na verdade, os cientistas têm medo de que, se o sobrenatural for invocado, pare de se fazer ciência, atribuindo-se ao sobrenatural tudo o que a ciência não puder explicar. Só que invocar o sobrenatural para explicar, por exemplo, a origem da vida – que é algo que ninguém conseguiu explicar de modo satisfatório e muito menos reproduzir – não parece ser uma coisa tão ilógica.

    TEORIAS! TEORIAS E MAIS TEORIAS!

    Thumb up 3
    • exelente comentario meu camarada, bem logico se ve com certeza que sabes das coisas, meus parabens.

      Thumb up 1
  2. pelo visto nunca leste a biblia,pois devia, pelo visto nunca estudastes espiritismo pois devia,DEUS tenha piedade de ti, quando vier a escuridão.

    Thumb up 0
  3. Caros Senhores Mocam, Wendel e Alles e todos aqueles que compartilham vossas ideias!

    Eis algumas questões históricas, filosóficas, biológicas e geológicas a se ponderar quanto a existência ou não de Deus! A fé é sempre abordada nesses assuntos e tratada em sentindo pejorativo pelos ateus como sendo algo pertencente a crentes ignorantes, mas vejamos!

    Fé (do Latim fides, fidelidade e do Grego pistia) é a firme opinião de que algo é verdade, sem qualquer tipo de prova ou critério objetivo de verificação, pela absoluta confiança que depositamos nesta ideia ou fonte de transmissão.

    Diante disso podemos nos perguntam? O Big Bang foi provado? Existem provas concretas desse evento? Obviamente que não! Nem mesmo esses experimentos, na minha humilde opinião, patéticos, de reproduzir o Big Bang são capazes de provar alguma coisa. Uma até porque se o que existia era a singularidade, seria impossível recriar tal evento não estando mais dentro da própria singularidade.

    Ou seja, diante deste único fato, ateus compartilham da mesma fé que tanto a ridicularizam, haja vista que fé é a firme opinião de que algo é verdade!

    Ponderemos também sobre o seguinte aspecto. Que cientista, físico, químico, filósofo, pensador, etc, diria que Albert Einstein não possuía um intelecto brilhante muito além do que possui qualquer participante deste fórum?

    Albert Einstein foi considerado por 100 físicos renomados como sendo o mais memorável físico de todos os tempos. Embora este não tivesse muitas respostas acerca de Deus e sendo conhecedor profundo da física, sabia que o universo não poderia ser explicado satisfatoriamente sem uma concepção Divina e Inteligente. René Descartes, famoso filósofo, físico e matemático francês, também defendeu belamente a existência de Deus.

    Então, por favor, não venham me dizer que crença em Deus é coisa de crente ignorante e que fé é algo ridículo!

    Além disso, não é possível conceber a Bíblia como um livro qualquer. A Bíblia foi escrita por escravos, pastores, reis, juízes, médicos, pescadores, entre outros e mesmo assim conserva em seu todo uma harmonia histórica muito peculiar, com muitos fatos comprovados arqueologicamente, além de muitas profecias bíblicas que comprovadamente se cumpriram, um livro que segundo o Wikipédia, já foi traduzido, até 31 de dezembro de 2007, para pelo menos 2.454 línguas e dialectos, sendo o livro mais vendido de todos os tempos com mais de 6 bilhões de cópias em todo o mundo. Ela sobreviveu a inquisição católica e a nada mais nada menos que Adolf Hitler!

    Alguém já ouviu apenas falar de algum best-seller que tenha chegado perto dos números que a Bíblia Sagrada ostenta? Eu desconheço!

    Bem! Além disso podemos falar da evolução. É verdade que a teoria da evolução faz algum sentido, porque, se ela fosse totalmente absurda, não haveria milhares de cientistas e uma boa parte da população que a aceitaria. O evolucionismo tem alguma lógica, mas também tem muitas incoerências, além de não conseguir explicar a origem da vida!

    Analisem comigo. No princípio do período Cambriano você tem praticamente todos os filos representados. Se todos os organismos aparecem no começo do Cambriano, de onde eles evoluíram? Onde estão os ancestrais deles? Alguns dizem: Ah, no Pré-Cambriano”. Mas olhando para o Pré-Cambriano, não encontramos absolutamente nada, a não ser bactérias e algas azuis. E todo mundo sabe que, para uma bactéria dar origem a um trilobita, seria um salto absurdo, porque os trilobitas são seres altamente complexos. De onde evoluíram então? Alguns poderiam dizer: “Evoluíram de animais mais simples”. Mas por que nenhum deles se fossilizou? Esse é o “grande salto” que a evolução não explica.
    A falta de elos intermediários no registro paleontológico é outro grande problema para a evolução. Se o darwinismo é verdadeiro, onde estão os fósseis intermediários entre os grupos de organismos? Deveria haver, na coluna geológica, milhares de fósseis de organismos em transição, com características intermediárias, entre dois grupos, mas estes nunca foram encontrados.

    Aí eu faço um paralelo. Deus das lacunas ou lacunas na evolução?!

    Continuemos. Não dá para explicar a origem dos sistemas vivos pela evolução. Isso não era um problema para os evolucionistas do século passado, como Darwin, que acreditavam que as células eram organismos muitos simples. Mas, hoje em dia, cada vez mais os estudos de biologia molecular e bioquímica estão mostrando que a célula e os sistemas celulares são altamente complexos e o surgimento desses sistemas não pode ser explicado através de etapas sucessivas. É o problema da “complexidade irredutível”. Muitos sistemas biológicos são considerados irredutivelmente complexos, ou seja, eles dependem de várias partes que têm que interagir. E essas partes não poderiam ter surgido gradualmente simplesmente porque, se tirarmos uma delas, o todo não funciona mais.
    Veja o nosso sistema imunológico. É algo tão intrincado que não se pode explicar seu surgimento de forma gradual. Esses sistemas biológicos irredutivelmente complexos indicam planejamento. Só que a ciência, ao invés de estar comemorando a existência do Planejador, se calou diante dessas evidências.

    Por quê? Porque admitir Deus exige compromisso com Ele. E as pessoas querem fugir de um compromisso com o Criador. Se, pelo contrário, surgimos pela evolução, somos livres para fazer o que quisermos, sem dar satisfação a ninguém.

    Vamos falar um pouco ainda sobre a defesa filosófica do “famoso ônus da prova”.

    Um argumento comum é afirmar que para que algo exista, deve ser provado. Se não é provado, nunca existirá. Assim, há grandes chances de não existir. Por exemplo: Alguém afirma que fadas existem, mesmo que ninguém possa provar que elas não existem, elas não passam a existir simplesmente porque não se pode provar sua inexistência. Até o momento, ninguém provou a existência de qualquer deus ou deuses, também não provou a inexistência. Com fadas, duendes, gnomos e outros seres mitológicos também é assim: eles não passam a existir somente por não terem sua inexistência provada.

    A crítica desse argumento é por não relacionar corretamente ausência e evidência. Carl Sagan, astrônomo e ateu, em o “O mundo assombrado por demônios” sintetiza que “ausência de evidências não se faz evidência de ausência”, logo taxar prematuramente que “pois Duendes não existem, tampouco Deus existe” é precipitado e equivocado, pois a expectativa de evidência caso exista uma deidade nem sempre corresponde a capacidade de achá-la, isso significa dizer que, caso haja uma deidade, sua evidência pode estar já agora presente e permanecer desconhecida (absolutamente ou por não haver método o meio para investigação). Os filósofos atomistas gregos se encontraram nesse conflito quando especulavam sobre a existência de átomos, contudo não tinham perspectivas para provar sua existência, e atualmente a Física especula sobre Multiverso e já a um tempo sobre Buraco de Minhoca, coisas das quais não temos capacidade alguma de provar ou investigar atualmente.

    A segunda falha é a confusão do plano do debate. Uma deidade no conceito mais espalhado (monoteísmo abraâmico) é um objeto postuladamente metafísico e não físico, isso significa que ele não pode ser investigado como fadas, duendes e gnomos, nem mesmo como deuses primitivos que eram materiais, mas como objetos próprios da metafísica, como números, a mente, a alma, e etc. E esse argumento por fim, é contraditório, porque o ônus da prova não reside no fato da existência e inexistência, mas é cláusula geral para qualquer disputa, isso significa que o mesmo pesado ônus para que se evidencie a existência de um Deus é igualmente compartilhado com o que sustenta isso, que este evidencie a inexistência do mesmo Deus. Sendo assim, esse argumento nunca poderá ser próprio para o ateísmo.

    Podemos concluir então, que na verdade, perpetuar a ideia da inexistência divina tem origem no desejo egoísta de muitos seres humanos em fazer o que bem entendem, ser senhores de si e não se comprometer com a Vontade e o Plano Divino para a humanidade, fazendo de si próprio um deus em lugar do Criador!

    Abraço a todos e vamos estudar mais!

    Thumb up 5
  4. é claro q DEUS sxiste, a teoria da evolução nos dis o seguinte DEUS criou a luz, o resto é evolução ate o espirito fas parte da evolução no inicio eramos so um atomo depois a evolução ate os dias de hoje, simples como voces conhecem pela siencia, DEUS ñ criou o espirito ele veio se evoluindo, atomo por atomo, ate se formar, ja estamos formados so falta, tornarmos puros, e subir mos para um mundo mais evoluido, e ai segue se a evolução DEUS simplesmente deu a partida com a sua infinita sabedoria, nos deu o livre arbitreo,e esta nos observando, para ver ate onde vamos tambem nos deu o livro magico [BIBLIA] de lambuja um impurranzinho.

    Thumb up 1
    • Aí você toma seus remedios tarja preta e percebe que só estava tendo alucinações.

      Thumb up 9
    • Cara….. kkkkk

      Thumb up 0
  5. Independente de qualquer coisa, da crença pessoal de cada um, ou da qualidade da pesquisa, os comentários são um show a parte!!!
    Os crentes sempre explicam o inexplicável através da fé pessoal, e dane-se o resto do mundo! rs
    É porque deus diz que é, e pronto! Não se explica porque deus não quer explicar! \o/

    Thumb up 9
  6. Existe uma explicação bem simples para que países mais desenvolvidos tenha um maior percentual de ateístas!

    1 – Quanto mais desenvolvido o país, maior é a corrida por dinheiro, posição, poder, bens materiais e os prazeres da vida!

    2 – Não sobra tempo nem energia para se aprofundar em assuntos espirituais, profecias bíblicas que comprovadamente se cumpriram, promessas relacionadas ao futuro e a harmonia da história bíblica, um livro que segundo o Wikipédia, já foi traduzida, até 31 de dezembro de 2007, para pelo menos 2.454 línguas e dialectos, sendo o livro mais vendido de todos os tempos com mais de 6 bilhões de cópias em todo o mundo.

    3 – Porque se sujeitar a um Deus, uma vez que a própria pessoa assume o papel de Deus? Essas pessoas decidem o que é certo e errado para elas. Vivem a vida sem regras e muitas vezes sem moral alguma! Quem quer perder essa tal “liberdade” de fazer o que bem entende!?

    4 – O orgulho é mais um fator que impede a crença em um Deus Pessoal e Inteligente. É preciso muita humildade para aceitá-lo e reconhecermos que neste vasto universo e na diminuta vida que possuímos, somos apenas pó! Um sopro passageiro!

    Interessante que é justamente essa descrença crescente que tem levado o mundo em que vivemos a ruína. Vejamos! Países ricos, mas com pessoas morrendo de fome em países africanos. Liberdade e paz fictícia, com guerras constantes no Oriente Médio e conflitos que NUNCA acabam. Doenças, que apesar de todo avanço da medicina, CONTINUAM A MATAR milhares de pessoas ao redor do mundo todo o dia! Intolerância racial, CORRUPÇÃO política em alto grau e de forma desmedida, DESTRUIÇÃO dos recursos naturais como a água e o ar, aquecimento global diante da GANÂNCIA do homem, liberdade sexual ao extremo que produz uma prole de pessoas despreparadas para viver em sociedade, CRIMES de toda natureza que ocorrem diariamente, roubo, sequestro, assalto, homicídio, estupro, violência doméstica, um abuso de drogas sem precedentes e incontrolável que leva a destruição de muitos lares!

    Tudo isso, nada mais é que o reflexo de uma sociedade que de fato em sua grande maioria ou não acredita em Deus, ou acredita e não cumpre seus mandamentos!

    Simples assim!

    Abraço!

    Thumb up 11
    • Entendo que seu texto é dissertativo e baseado em opiniões pessoais, onde você tenta racionalizar de forma que mantenha-se um preconceito (talvez seu) em relação aos ateus, ou seja qual for seu propósito.

      O problema é que: Carece de fontes, e se você se dispor a pesquisar a taxa de criminalidade em tais países, é bem menor, mesmo havendo um número maior de ateus. Um exêmplo disso é a Alemanha.

      Outra coisa que você deve levar em conta é que: Muitos ateus não revelam que são ateus (advinha por quê?) mas nesses países há liberdade maior pra isso sem sofrer estigma social, e embora você possa contestar a idéia de estigma social em relação aos ateus: Isso é fato, inclusive havendo pesquisas feitas em relação à isso, nos EUA, por exêmplo, os ateus são a minoria mais odiada, ficando à frente dos negros, das mulheres, e outros alvos da ignorância popular.

      O que quero dizer aqui é que, fora o péssimo hábito despercebido que temos de fazer conjecturas e inventar bobagens (demonizar) em relação à qualquer outra pessoa ou grupo que não concorde com nossas idéias (pois vivemos num país onde a liberdade de pensamento e expressão reina por lei), devemos evitar o excesso de confiança em nossas opiniões, pois todos somos falíveis, e um nível mínimo de questionamento em relação às conclusões que tiramos certamente vale a pena, pois aparentemente não fazemos muito (miséria cognitiva), e em alguns casos de fato nos sabotamos pra nos mantermos no conforto (vide “Crença no mundo justo”, “dissonância cognitiva”, etc…).

      PS: A decadência do mundo não ocorre pela descrença, afinal a maioria das pessoas no mundo se dizem crentes em deus e praticantes de suas respectivas religiões, e mesmo que pudesse se chegar a asserção dessas (que desculpe ser honesto, é desarrazoada pelo seguinte motivo: Correlação não implica causa, o pensamento oposto, justamente é uma falácia conhecida no ambiente de debates: Post hoc ergo propter hoc), teríamos que descobrir quais as fontes de tais problemas. Se eu estivesse pra opiniar em relação à isso, diria que um dos possiveis motivos seria que, com o desenvolvimento da tecnologia, nós “relaxamos” (digamos assim) demais em relação ao próximo.

      Thumb up 7
  7. Caro Oiced,
    Vc falou do Big-Bang, mas ele também tem base bíblica: Gn 1:3 “E disse Deus haja luz; e houve LUZ”, eis aí o Big-Bang! assim como as condições iniciais que vc mencionou da fração de milésimo p/o início; mostram o princípio antrópico fortíssimo (universo feito p/o homem). O problema é a incrível ordem que segue após o Big-Bang como:

    -O oxigênio compõe 21% da atmosfera da Terra. Se a porcentagem fosse 25%, a atmosfera começaria a pegar fogo, se fosse 15% os seres humanos morreriam asfixiados.
    -A força centrífuga dos planetas se não equilibrasse exatamente as forças gravitacionais, NADA ficaria em órbita em torno do sol.
    -Se o universo estivesse se expandindo a velocidade de um MILIONÉSIMO menor que está agora, a temperatura na terra seria de 10.000 Cº
    -Se a inclinação axial da terra fosse levemente alterada, diferenças de temperaturas seriam grandes demais impedindo a vida de várias espécies
    -Se Jupíter não estivesse em sua órbita atual seríamos bombardeados com material espacial. A sua poderosa gravidade age como um aspirador de pó puxando asteróides e cometas que de outra forma atingiriam a Terra…etc.

    Ora, o acaso jamais iria originar existência de grandezas como: matéria, energia, espaço, tempo, em proporções matemáticas precisas de equilíbrio em nosso sistema solar, com leis e processos e mecanismos regulatórios finos para a harmonia e vida orgânica; e ainda inteligente na Terra e outros seres.
    O universo manifesta criação organizada e inteligente, é razoável supor um Projetista Inteligente Incausado Ilimitado, isto é uma NECESSIDADE!

    Uma explosão amoral, impessoal, material ter dado origem a seres morais, pessoais e inteligentes. Do nada ao tudo, do caos a ordem, do sem sentido ao sentido.
    Na origem e ordem da vida, nas fartas evidências empíricas materiais/não materiais ao nosso redor corroboram um Criador Pessoal.

    O príncipio da causalidade bem aceito pelos físicos diz: todo efeito requer uma causa, ou seja, do nada não pode advir nada, porque não existe. Inexistência não gera existência. Até o grande cético David Hume disse:”jamais afirmei uma proposição tão absurda como a de que algo pode surgir sem uma causa”.
    Lembrando que o próprio “nada” e seu sentido, também requer uma origem.

    Logo, a fé é fundamentada na razão e evidências científicas e não somente numa crença cega irracional num deus obscuro.

    Thumb up 11
    • A fé por séculos, foi mais forte e mais influente e mais poderosa que a ciência. O choque entre as duas tem raízes profundas na história da humanidade.
      A começar por Demócrito, que, cinco séculos antes da era cristã, intuiu a existência do átomo em um exercício mental de um vigor espantoso. Diante da afirmação de que tudo era matéria, tudo era átomo, a fé sentiu-se contrariada, porque se tudo é assim, Deus não pode ser imaterial.

      Há cerca de dois mil anos, em Roma (acreditavam que o mundo era formado por 4 elementos: fogo, terra, água e ar), o poeta Lucrécio escreveu:
      “Do nada não pode sair nada”.

      Concordo com ele se estiver se referindo a um criador divino, MAS para a ciência, do nada pode sair tudo: espaço, tempo, matéria e até mesmo, ordem. Ou seja já conhecemos mais 7 elementos: Neutrinos, elétrons, quarks, glúons, bósons, fótons, grávitons, que comandam átomos e moléculas que interagem entre si.

      Dito isso, fica claro que o conceito e necessidader de Deuses e a imagem dos céus como moradia, está outra vez excluído das preocupações da ciência, pois as leis da Física e pela nova Cosmologia são suficientes para explicar todo o Universo, inclusive sua aparição, e dos Planetas: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte. Júpiter, Saturno, Urano, Netuno e agora o Superterra GL 581c, que nada tem a ver com a Criação Teólogica.
      Para conhecer em detalhes as origens do Universo, realizar um tour através de telescópios, satélites e sondas espaciais, sugiro através da Web acessar, baixar e instalar o software [www.worldwidetelescope.org]. Clique em Search, digite “mars landings” na opção Panorama para visitar Marte; “helix nebula” para ver o “olho de Deus”; “milky way” a criação da nossa galáxia.

      Por que a Bíblia não diz nada sobre a eletricidade ou sobre a verdadeira idade e extensão do universo? A Bíblia é um livro que é a “palavra de Deus”, para nos instruir em detalhes sobre a maneira de manter escravos e de sacrificar diversos animais. Era a mente de Jesus ou Deus acima da espécie humana?
      Era a sua mente igual à de Kepler, Newton ou Einstein ?
      Se Cristo fosse de fato um deus (após o desastre da administração do deus colérico, temerário, castigador, sadomassoquista – Javé judaico), eles saberiam todo o futuro e do panorama da ciência e da história por vir. Saberia ele todos os fatos que sabemos, as descobertas as invenções, todas as máquinas maravilhosas com rodas e alavancas que parecem pensar como os computadores?
      Sabemos que o universo é em bilhões de anos muito mais antigo do que a Bíblia sugere. Isso não é espantoso ! Ou seja o antigo conceito de Deus Projetista e Criador, que tocou com o dedo um botão qualquer e pôs em marcha todo o universo, e “agora” se dedica a contemplar de forma arrependida o seu desenvolvimento.

      “Não é possível convencer um crente de coisa alguma,
      pois suas crenças, não se baseiam em evidências;
      baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar ”.
      -Carl Sagan

      http://irreligiosos.ning.com/forum/topics/papa-abra-a-o-big-bang

      Thumb up 9
  8. Cabe aqui um esclarecimento da minha parte.

    Eu já li diversos artigos científicos, pois como já postei anteriormente, gosto muito da ciência de modo geral, tanto que me formei em Química. O universo e sua composição química me fascina! O arranjo molecular é maravilhoso, seja ele orgânico ou inorgânico!

    Já aprofundei em leituras quanto ao funcionamento do universo e as teorias disponíveis da atualidade. Portanto a questão aqui não é ser curioso ou leigo no assunto!

    A questão aqui é transcender o raciocínio lógico que é limitado. Como disse anteriormente, nosso entendimento da vida e do universo é limitado! Assim como não podemos explicar o que são cores a quem nasceu cego, assim Deus não poderia explicar certas coisas aos seres humanos!

    Vou dar um exemplo da limitação do ser humano em relação a compreensão de determinados assuntos:

    A Teoria da Geração Espontânea foi aceita como oficial por diversos pensadores ilustres, como René Descartes, o físico Isaac Newton, entre outros.

    Observe nos que esses ilustres cavalheiros acreditavam até em meados 1650, quando Francesco Redi descobriu a verdade sobre esta teoria.

    ELES ACREDITAVAM QUE A VIDA ERA GERADA ESPONTANEAMENTE SOBRE UM PEDAÇO DE BIFE!….rsrs

    Sim senhores! O ilustre Issac Newton acreditava nisso! Até que Francesco teve “a brilhante ideia” de tapar o experimento da carne com gaze, o que impediam as moscas de colocar seus ovos!

    Talvez vocês estejam perguntando o que quero “provar” com isso! Teses que ainda hoje são tidas como “verdade” poderão cair por terra daqui a 400 anos!

    E o que talvez seja incrível, como a existência de Deus, pode ficar provado! Pensem nisso!

    É como disse nosso ilustríssimo Albert Einstein:

    “Devemos tomar cuidado para não fazer do nosso intelecto nosso deus; ele tem, é claro, músculos potentes, mas não tem personalidade.”

    Em suas sábias reflexões ele conclui o seguinte:

    “Sem Deus, o universo não é explicável satisfatoriamente.”

    Abraço!

    Thumb up 5
  9. Para simplificar ao máximo meu comentário, sugiro o blog: “Olhando o Universo”. Nele você tem resposta para vários problemas como: Matéria escura, energia escura, raios cósmicos, boson de higgs, expansão do universo, singularidade, matéria e antimatéria, uma nova ideia do início do universo e muito mais.

    Thumb up 4
  10. Primeiro, gostaria de dizer que acho a ciência formidável. Realmente se não fosse os estudos científicos a humanidade não estaria onde está. São inúmeros os avanços científicos que beneficiam nossas vidas hoje em dia!

    No entanto, acho triste os cientistas, os ateus e seus adeptos atribuírem ao acaso algo tão grandioso, como a vida no planeta terra e suas espécies, sendo que o Criador deveria receber toda glória e honra!

    Sei que é intrigante e frustrante para os cientistas não encontrarem respostas significativas e concretas para explicar a vida. O que existem são teorias de uma explosão e especulações sobre uma suposta evolução que partiu de “uma sopa de nutrientes”.

    Não é possível explicar a origem do Criador assim como não é possível explicar a origem da matéria que originou a tal explosão do universo, o Big Bang! Portanto, eu pergunto aos cientistas e ateus de plantão: O QUE EXISTIA ANTES DO BIG BANG? Provavelmente vocês vão responder que o vazio absoluto! Aí surge outra questão. COMO PODE O NADA GERAR O TUDO?

    Observem que o ser humano é limitado e existem coisas relativamente simples que vão além da compreensão do próprio EINSTEIN. Desculpem, mas existem perguntas que vocês não conseguirão responder. Nem mesmo através do estudos científicos. No máximo, criaram teses que não poderão ser provadas. Logo, não passa de crença! E pode parecer estranho, mas um ateu chega a ter mais fé que um crente!

    Acreditar em Deus exige menos fé que acreditar no Big Bang e na sopa de nutrientes. Vou dar um exemplo bem fácil de entender!

    Todo mundo deve ter jogado The Sims um dia. Ou talvez assistiram os filmes Trol e Matrix. Pois bem!

    Suponhamos que, de modo fictício apenas, um dos personagens de The Sims ganhasse consciência no jogo, uma consciência virtual.

    Poderia ele saber que esta dentro de um simulacro eletrônico? Claro que não? Poderia ele conhecer o programador? Claro que não! Poderia ele sequer imaginar que existem outros inúmeros simulacros e outras milhares de máquinas ao redor do planetas com milhares de seres humanos capazes de criar programas semelhantes ou até melhores do aquele que ele “vive”? Claro que não! Por mais que ele tivesse o poder de inventar equipamentos dentro do simulacro, esses equipamentos se limitariam a explorar o ambiente do próprio simulacro!

    Só mais um pouquinho de raciocínio intelecto-espiritual para vocês! O ser humanos nada mais são que uma linguagem escrita de DNA. Alias, tudo o que é relacionado a vida tem DNA, que é a linguagem da vida, assim como existe a linguagem de máquina para criarmos programas de computador!

    Os átomos nada mais são que a linguagem da matéria inanimada do planeta. Dependendo de seu arranjo, ela forma uma infinidade de elementos diferentes, assim como o DNA. Até aqui observamos claramente que temos duas “linguagens” responsáveis por tudo que existe no planeta!

    Vamos um pouco mais longe agora. Tudo o que o ser humanos faz esta condicionado a eletricidade, ou melhor dizendo, a impulsos elétricos! É fato que a visão é a transformação da luz em impulsos elétricos que são enviados ao cérebro que o codifica! É fato que o tato, o paladar, o olfato e a audição são transformações bioelétricas interpretadas pelo cérebro!

    Portanto, qualquer coisa que exista diferente disso, e existe, você não seria capaz de captar com seus cinco sentidos!

    Você poderia neste exato momento estar dentro de um simulacro muito maior que imagina. Um simulacro de alta complexidade, preso aos cinco sentidos! Preso ao teu cérebro racional e limitado!

    Conclusão, existe muito mais coisa entre o céu e a terra que vocês possam sequer imaginar!

    Abraço!

    Thumb up 7
  11. Colega, mas há muitas provas do Criador Inteligente:

    1.o ajuste fino de várias leis no Universo.
    2.o fortíssimo princípio antrópico de várias grandezas e eventos no Universo.
    3.a existência de estruturas irredutivelmente complexas nos seres vivos, que tinham de funcionar perfeitamente desde que foram criadas, ou não chegariam aos nossos dias.
    4.a informação complexa especificada existente no material genético, que só a inteligência obviamente pode originar.
    5.a capacidade cognitiva singular; exclusiva nos humanos.

    Thumb up 3
    • Cícero, isto que você apresentou, no máximo seriam evidencias, mas jamais provas.

      O mais próximo de uma prova seria a complexidade irredutivel, mas até o momento, isso que seria uma prova, jamais foi de fato provada… Até o momento, para a grande maioria dos biólogos, não existe no reino animal nenhuma estrutura que seja considerada irredutivel.

      Todas as demais podem no máximo serem consideradas EVIDENCIAS, não provas. E mesmo enquanto evidencias, elas são questionáveis. Para mim por exemplo, o princípio antrópico forte é, pelo contrário, uma evidencia da NÃO existencia de um criador….

      Por fim, mesmo que se considere como evidencia de um criador, seria só isso mesmo, evidencia de um criador. Tais evidencias não nos diriam nada sobre o criador em si. O criador pode ser qualquer um dos deuses de qualquer religião existente ou mesmo inexistente…. poderia ser só um adolescente espinhento da 15ª Dimensão que joga um video game que conhecemos por universo.

      Thumb up 5
    • Marcos,
      As evidências são tão fortes, que podemos chamar até de provas.

      Existem várias estruturas que podemos chamar de irredutíveis,… que jamais forças cegas do acaso formariam. Como o sofisticado e complexo cérebro humano atual(sapiens) que jamais poderia ter surgido em apenas milhares de anos; do qual é objeto de estudo pra construção de computadores:
      http://www.sciencedaily.com/releases/2011/11/111115103518.htm

      O Criador certamente é o Deus Bíblico, visto a Bíblia apresentar várias evidências históricas, arqueológicas, científicas como:

      -O código genético específico para cada espécie de ser vivo na terra conforme está em Gn 1:21,25 “E Deus criou ..conforme a SUA espécie…” introduzindo as leis da genética que impedem qualquer evolução para uma nova espécie, nem por mutações, pois estas são destrutivas e não desenvolvem os organismos.

      -A Bíblia já dizia a 730 A.C que a terra era redonda pelo profeta Isaias em 40:22, e que paira sobre o nada (espaço) em Jó 26.7 bem antes de Galileu/Kepler.

      -Ela fala do número PI (3,1415) de forma aproximada como sendo 3 em 1Rs 7.23 de forma notável visto que a Bíblia no foi escrita para dar cálculos matemáticos e cientificos exatos.

      -Que o mar tem sendas, veredas e limites confirmado pela descoberta de fossas oceânicas imensas de mais de 11 km de profundidade, em Salmos.

      -Que a vida está no sangue, e doenças podem se espalhar pelo contato físico e regras sanitárias diversas, conforme diz Levítico e confirmado hoje pela medicina.

      -Os elementos químicos do corpo humano são os mesmos encontrados na terra como diz a ciência, e também a Bíblia em Gn 2.7.

      -Os processos de evaporação, condensação e precipitação da água é relatado em Ec 1.7 e Jó 37.16.

      Já a evolução, mera teoria, é baseada num livro antigo do séc.19. Se Darwin soubesse dos complexos e intricados mecanismos da biologia molecular, jamais escreveria aquele livro.
      E ele não tinha formação em biologia. Sua única formação acadêmica era …adivinhe!… Teologia !!!!!!
      E nenhuma experiência provou evolução. Só especulação tipo: “acreditamos” “entendemos” “durante milhões de anos”…

      Vários eminentes cientistas hoje contestam duramente esta lenda como este:
      http://classic.the-scientist.com/2005/08/29/10/1/

      Thumb up 1
    • Cícero, com todo o respeito, mas parei de ler quando você disse que o cérebro é uma estrutura irredutivelmente complexa.

      Aqui você mostra total despreparo, não sabendo sequer o que significa o conceito de complexidade irredutivel.

      Se o cérebro humano possuisse complexidade irredutivel, não existiriam cérebros e sistemas nervosos menos complexos em outros animais….

      Enfim, boa sorte. Estude mais.

      Abraço.

      Thumb up 1
    • Marcos,
      Cada animal tem um cérebro específico feito pelo Criador. Por que todos deveriam ser iguais aos humanos? E se existisse uma tal evolução, por que só o cérebro humano possui várias qualidades cognitivas inexistentes em outros animais? Mesmo entre primatas, há um abismo de diferenças entre nós e eles.

      A própria idéia de Deus não nos seria possível se Ele não existisse para infundi-la em nossa mente, mas podemos negá-lo ou aceitá-lo (é a livre-escolha que Ele nos deu), porém só o homem possui esta capacidade reflexiva entre os animais.

      Hegel já dizia: “tudo quanto existe tem a sua razão de ser” ou seja, nada é por acaso. Certamente há um propósito para o homem na Terra.
      Propósito este já revelado na pessoa de Jesus Cristo – o Deus-Homem.
      Abçs.

      Thumb up 0
    • Cícero, repito: Você mostrou não saber sequer o significado da palavra “Complexidade irredutivel”

      Leia a palavra: se X tem complexidade irredutivel, isto significa que não pode existir uma forma menos complexa do que X.

      É ÓBVIO que existem formas menos complexas de cérebro do que o nosso… logo você está cometendo um erro básico ao dizer que o cérebro é uma estrutura irredutivelmente complexa.

      Um erro não só de conhecimento e sim de raciocinio e interpretação visto que a palavra “Complexidade irredutivel” se auto define, é auto explicativa.

      Então repito: Com todo o respeito, mas não vou debater com você. Se quer achar que evolução não existe, que somos feitos a imagem e semelhança de Deus… fique a vontade.

      Um abraço.

      Thumb up 3
    • Marcos,
      estamos apenas trocando idéias, de “papo” ou debatendo como queira; sem pressa …

      A complexidade irredutível seria um termo originado por Michael Behe, professor de Bioquímica. Ele define um sistema como irredutivelmente complexo com especificidade se ele consistir de um subsistema de diversas partes interrelacionadas que removendo-se até mesmo uma parte simples torna a função básica do sistema irrecuperável.

      O cérebro seria um bom exemplo desse sistema. Alterações ou perda de seus componentes ou substâncias afetariam seu funcionamento deixando inativo. Sua formação não poderia ser gradual e muito menos aleatória. Não pode ter evoluído de um estado mais simples, porque não funcionaria em um estado mais simples.
      São órgãos e estruturas tão complexos com todos elementos interligados; mostrando design com perfil teleológico (projeto, desenho) que jamais poderiam ser frutos do acaso às cegas.

      Outro ex. Temos mais de 60 milhões de fios duplos encapados em cada olho, se não fosse assim ele entraria em curto-circuito. Nosso olho é infinitamente mais sofisticado que as mais modernas câmaras de imagens que o homem já inventou.

      Mas diga-me… vc cre que o mundo e nós, somos resultado de acidentes quimicos/fisicos não dirigidos não intencional não inteligente?
      Se for, sua fé é bilhões de vezes maior que a minha!

      Abçs.

      Thumb up 1
    • Cícero, não é questão de pressa.. e sim de paciencia mesmo.

      Estou habituado a debater esse assunto e já não tenho paciencia para debater com teístas que possuam argumentos tão fracos como os seus.

      Prefiro gastar meu tempo com teístas mais esclarecidos que já superaram a etapa “evolução não existe” e entenderam que a mesma é um fato que não pode ser negado.

      Um abraço.

      Thumb up 2
    • Amigo Marcos,
      quando vc disse que a evolução é um “fato” quase caí da cadeira.
      Será que vc tem mais conhecimento que esses caras abaixo …

      “A evolução acabou de receber o seu golpe mortal. Após ler o livro Origins of Life [Origem da Vida] com a minha formação em química e física, é claro que a evolução biológica não poderia ter ocorrido”.
      Richard Smalley, Ph.D., prêmio Nobel em Química de 1996

      “O neodarwinismo está morto”
      Eric H. Davidson, geneticista, autor de livro didático
      California Institute of Technology

      E já são quase 1000 cientistas PHD Doutorados que rejeitam o mito da TE:
      Veja aqui: http://www.dissentfromdarwin.org/

      Abçs.

      Thumb up 1
    • são estes comentarios de voces q nos educa sem agressividade com claresa e respeito mutuo meus parabens grande abraço.

      Thumb up 0
  12. SER IRRELIGIOSO ou ATEU é Ser Livre !
    Tire deus , e o que sobra?

    Tem gente que não sabe o que é ser ateu…mas basicamente ser ateísta é não precisar de um Deus nem de deuses para justificar os próprios atos. Não é simplesmente “negar” a existência de deus/deuses. É assumir a responsabilidade de estar vivo e viver conforme a própria consciência, fruto do funcionamento cerebral.

    Ser ateísta portanto é não ter vínculos com outras realidades supra-humanas, é estar livre para decidir por si mesmo, sem medo de estar indo contra ou esperando estar a favor de algum tipo de supra-consciência à qual se deva obediência e submissão cega. É reduzir as crenças a um número limitado delas, focadas no aqui/agora. É não se saber ligado aos demais por algum tipo de poder sobrenatural mas simplesmente pelo fato de “apenas” ser um ser humano convivendo entre os demais seres humanos e de acordo com as leis humanas. É não esperar recompensa por seus atos senão aquelas que outros seres humanos possam oferecer como recompensa.

    Ser ateísta é ser “simples”, é ter cortado todo excesso, é enxergar a vida pela perspectiva humana, sem a necessidade de deificá-la nem a necessidade de idolatrar a quem quer que seja. E lógico que ateístas têm Fé, Fé em si mesmos mas ela não os “cega”, pelo contrário, ela faz abrir os olhos para o que está acontecendo a fim de que se tomem as medidas necessárias, sem acreditar numa outra justiça maior do que aquela que possa ser levada a cabo por si mesmo ou pelos desígnios humanos.

    Da mesma forma como não há provas da existência de Deus e, caso alguém afirme categoricamente que Ele existe o ônus da prova (e suas falácias) recai sobre quem afirmar. Também não há provas de que ele “não existe” ( embora existam argumentações sólidas sim) e nenhum ateísta se engajará de buscar as provas de uma “não existência”, uma vez que não há meios de provar algo que não existe…

    Contudo, há meios sim de aceitar a existência de algo que comprovadamente existe. Portanto, para um ateu deixar de ser ateu bastaria que alguém provasse a existência de Deus, coisa essa que os teístas em sua Fé em Deus ainda não foram capazes de provar… e aí? Qual o problema em ser Ateu? Se para que Deus exista basta que se creia nele, alguém que negue a necessidade de crer em Deus não pode ser tomado como portador de uma Fé cega… apenas alguém não preocupado com o que não faz falta.

    Faça uma experiência sem medo: tire Deus/deuses do palco da existência e veja, perceba o que sobra. O que sobra? A mesma vida de sempre… contudo muito mais “ameaçadora” pelo fato de exigir a própria tomada de decisões ao invés de depositar-se tais decisões em alguém ou algo além de “si mesmo”. Perceba que não tem mais ninguém observando seus atos além de você mesmo e assim qualquer coisa que você faça estará de acordo apenas com a sua vontade, não a vontade de um ser superior a você. Pense nisso.

    A crença em Deus antes de ser uma “necessidade” é o maior dos vícios. Ela expressa imaturidade e a necessidade de um Pai guiando os próprios passos de quem estiver “viciado” em acreditar num “pastor”, num condutor. É alienante e altamente prejudicial ao desenvolvimento pleno da potencialidade humana… Visto dessa perspectiva, um Ateísta só perdeu o vício, como alguém que deixa de fumar, como alguém que deixa de beber, como alguém que deixa de se drogar e entorpecer… Um ateísta “sabe” que ele é o responsável por qualquer atitude que venha a tomar. Daí a opção pela Razão e Ética acima de tudo.

    continua…

    Thumb up 18
  13. Saber que em tudo há vida é muito simples! Estamos dentro do anel de vida, em distância perfeita do sol, calor, temperatura e luz, ainda os quatro elementos que favorecem até mesmo a abiogênese. Elementos têm formas atômicas e realmente tudo é vida (Veja física).
    As civilizações antigas perceberam que o sol é gerador de todas as condições de vida no planeta e lhe atribuíram o título de deus criador da vida. Foi assim que se desenvolveram as fábulas, mas foi em uma Roma fragmentada religiosa e politicamente que houve a necessidade de contratar 40 homens para formular uma grande mentira das coletâneas roubadas de outras civilizações num livro (bíblia) de normas políticas atribuídas a um imaginário deus, não mais o sol.
    Dizer que ser civilizado é acreditar neste deus é uma baita contradição com a realidade histórica e até mesmo criativa como está na bíblia. Sempre se matou por deus, civilizações foram dizimadas ao longo da história.

    Civilizados por acreditar em deus?

    Experiências com macacos têm mostrado que são mais inteligentes, concluem jogos de memória e equações mais rapidamente e nem por isso andam com uma bíblia debaixo do suvaco.
    Dizer que animais acreditam em deus?
    É assim que a crença funciona: acreditando-se no que dizem sem fundamentos e sem nenhum conhecimento!

    O resultado final?
    Fanatismo, prisão e ilusão!

    Thumb up 29
    • olha, acho que quanto mais a pessoa estuda, mais ela questiona a existencia de deus. principalmente pelo fragelo humano que se deteriora sem intervenção divina.

      Thumb up 13
    • Pelo jeito, mais um que caiu no conto do pseudo-documentário Zeitgeist.

      Amigo, quem acabou com os deuses mitológicos (baseados nos astros e fenômenos da natureza) foi o próprio cristianismo. Tanto que os cristãos eram acusados de ateísmo pelos romanos por não acreditar nos seus deuses.

      Acusar os primeiros MÁRTIRES cristãos de mentirosos é fácil, quero ver provar!

      Uma pergunta:

      Quem daria a sua vida por uma mentira?

      Thumb up 2
  14. Acho que esta pesquisa foi feita há muito tempo: lembremos que a Alemanha está unificda há mais de 20 anos.
    Abraços

    Thumb up 9
  15. acho que a crença clássica em um deus de aspecto cultural e histórico tende a diminuir no mundo ocidental, mas isso não significa que o ateísmo substitui essas crenças primárias. as pessoas passam a buscar outras formas de conexão espiritual.

    não creio que a realidade sociopolítica atual nos leve para este caminho de diminuição de crença em deus, uma vez que a população muçulmana é a que mais cresce no planeta e ocupa uma vasta região do globo.

    Thumb up 3
  16. A tendência é que o numero de pessoas que creem em Deus diminua com o tempo. Se observarmos a história, vemos que no passado, além da crença, acreditava-se em vários deuses. Os sacrifícios de animais e mesmo de pessoas praticamente desapareceu. Nos nos tornamos mais civilizados e ateus. A tendencia no futuro é um mundo ateu.

    Thumb up 65

Envie um comentário

Leia o post anterior:
8
8 coisas estranhas que mulheres tentaram trocar por sexo

Sexo é uma poderosa ...

Fechar