Sangue artificial pode ser usado daqui 10 anos

Publicado em 31.10.2011

Uma esperança para o problema de doação de sangue surge: em dois ou três anos, devem começar testes clínicos com sangue criado a partir de células-tronco adultas, aumentando a perspectiva de que essa prática poderá em breve tornar-se rotina.

Os cientistas também estão desenvolvendo alternativas de substâncias parecidas com sangue que poderiam ser injetadas no corpo como um “tapa-buraco” até que uma transfusão de sangue real pudesse ser realizada.

Esse estudo poderia resolver muitos problemas da falta de sangue e dos riscos de infecção. O sangue produzido a partir de células-tronco poderia evitar esses riscos, e poderia ser fabricado como tipo “O negativo”, que é produzido por apenas 7% da população, mas é adequado para uso em até 98% dos pacientes.

Embora seja um substituto imperfeito de sangue real, o sangue artificial pode revolucionar o tratamento em ambulâncias, zonas de guerra, áreas de desastre, etc. Também poderia ser usado em certas situações em hospitais, e salvar centenas de milhares de vidas em partes do mundo onde bancos de sangue não estão disponíveis.

A equipe da Universidade de Edimburgo desenvolveu um método de fazer células-tronco adultas da medula óssea e cultivá-las em laboratório para produzir células que se parecem e agem quase identicamente às células vermelhas do sangue.

Os cientistas ainda querem aperfeiçoar a técnica, considerando o uso de células-tronco retiradas de embriões, ou células da pele reprogramadas, em vez de células adultas porque, embora o produto final não imite sangue vermelho tão bem, pode ser cultivado em quantidades muito maiores no laboratório.

Os ensaios clínicos devem acontecer daqui dois ou três anos, mas vai levar uma década ou mais para esses tipos de hemácias artificiais ou cultivadas entrarem para a prática geral de medicina.

Uma solução mais radical que pode ser aperfeiçoada dentro de 5 a 10 anos é desenvolver uma alternativa completamente artificial para o sangue, que execute as mesmas funções-chave e que seja segura para uso em pacientes de todos os tipos de sangue.

Isso poderia envolver a inserção de hemoglobina – que transporta oxigênio ao redor do corpo – em uma estrutura de células sintéticas, ou utilizar um produto químico para manter a hemoglobina junta para que possa ser injetada sem a necessidade de glóbulos vermelhos.

Um substituto artificial com base no sangue de vacas já é licenciado na Rússia e na África do Sul, mas, apesar de ser desenvolvido nos Estados Unidos, foi rejeitado pelas autoridades do país como inseguro, depois que testes demonstraram que ele aumenta o risco de acidente vascular cerebral, problemas cardíacos e pancreatite.[Telegraph]

Autor: Natasha Romanzoti

tem 24 anos, é jornalista, apaixonada por esportes, livros de suspense, séries de todos os tipos e doces de todos os gostos.

Quer copiar nosso texto? Siga estas simples instruções e evite transtornos.
Compartilhe este artigo

12 Comentários

  1. sangue aperfeiçoado e testado , depois de muitas cobaias usarem, será alternativa para emergencias, ñ se sabe seu desempenho ,mas c\ o uso, tudo se ajusta, tem q usar p\ saber , minha filha toma Humiraa , vacina a cada 15 dias q é feita de material humano, ñ tem nada de produto sintético ,vegetal,mineral ou animal, o laboratorio colhe imformação p\ saber o desempenho desse antibiótio inteligente, é caríssimo, o governo é quem paga, e parece q está surtindo efeitos na doença dela.Tenho fé q minha filha viverá melhor , a vacina tem q ser tomada por toda a vida.Humira é o nome da vacina.

    Thumb up 1
  2. A pior coisa é quando leigos em qualquer assunto emitem opiniões cheias de preconceitos ou falsas informações. É do tipo de pedreiro falar de medicina ou farmacêutico falar de aeronáutica. Depois ficam só no… Aé é. Leigos, falem do que entendem e calem-se diante do que não conhecem.

    Thumb up 0
    • Não sei o que vc disse, mas a julgar pelo comentário anterior…
      a moderação até que está sendo boazinha, por mim todo comentário agressivo, preconceituoso, debochado ou com linguagem suja seria cortado.

      Thumb up 0
    • Quer saber sobre as realidades da transfusão de sangue. Entre no site do ciencia hoje e procure por “perigo nas transfusões”, vai encontrar a realidade das transfusões no Brasil, e isso não é só no Brasil mas no mundo.Por isso que muitas pessoas estão rejeitando as transfusões mesmo as que não são TJ. Vamos dizer que uma pessoa escolhesse o tratamento com radioterapia ao invés de quimioterapia, deveria essa pessoa ser julgada por escolher um tratamento que ela considera menos agressivo, ou que seja de sua preferencia?
      O mesmo se dá com o sangue, se tirarmos o fator religioso fora, essa questão resume-se a escolha de tratamentos médicos só isso. Qualquer um tem o direito de escolher o tratamento que melhor lhe convém, se um TJ ou outra pessoa escolher ser tratado com um tratamento alternativo a transfusão é um direito dela. Ninguém ta querendo morrer esta querendo o melhor tratamento. E sim existe melhores tratamentos que transfusões, isso já esta bem desenvolvido o que acontece é que a maioria da população não sabe disso. Na verdade a mídia e grande parte das pessoas preconceituosas aproveitam desta posição tomada pelas TJ para fazer um alarde e disseminar inverdades.

      Thumb up 4
    • Gosto de observar o nível de inteligência e bom senso dos que comentam aqui. Nesta sequência, o primeiro foi lamentável, nada mais além de preconceito; o segundo, elogiável, pesquisou um pouco, e no lugar certo; o terceiro está bem informado e é imparcial, características não muito apreciadas neste espaço, infelizmente. Mas há quem goste de comentários abalizados e imparciais. As TJ são muito conscientes de suas escolhas e acompanham com interesse os avanços da medicina, e procuram o melhor tratamento médico que não viole sua consciência treinada pela Bíblia.

      Thumb up 3
    • Bullshit. Em relação a tratamento quimoterápico e radioterápico, depende de qual tipo histológico de câncer, qual local e qual estágio que está. Se forem seguir somente o desejo do paciente(que não tem a menor capacidade para optar pela mais eficaz e menos dolosa), não conseguiremos salvar ninguém. Obviamente, o tratamento só será realizado com o consentimento do mesmo, mas é dever do profissional de saúde(leia-se MÉDICO) orientar o paciente quais são as opções e qual é a mais apropriada para o tratamento. Já em relação a transfusão, em casos graves de hemorragia e/ou anemia, a melhor opção é a transfusão. Existem situações críticas em que não há como abrir mão da mesma.

      Thumb up 0
  3. Acabei de fazer uma breve pesquisa a respeito no site deles, segue o pensamento deles:

    É errado aceitar uma transfusão de sangue? Lembre-se de que Jeová requer que nos abstenhamos de sangue. Isto significa que de forma alguma devemos receber em nosso corpo o sangue de outras pessoas ou mesmo nosso próprio sangue armazenado. (Atos 21:25) Portanto, os verdadeiros cristãos não aceitam transfusões de sangue. Aceitam outros tipos de tratamentos médicos, tais como transfusões de produtos não derivados de sangue. Querem viver, mas não tentarão salvar a vida por violar as leis de Deus. — Mateus 16:25.

    Então, como podemos ver, uma vez que o sangue artificial será feito a partir de outro sangue, ainda acho improvável que eles aceitem…

    Quanta bobagem u.u^

    Thumb up 3

Envie um comentário

Leia o post anterior:
111020115027-smartphone-heart-monitor-patient-story-top
Dispositivo em smartphone detecta risco cardíaco em segundos

Muitas pessoas morre...

Fechar