Descubra 10 monumentos enigmáticos mais antigos que Stonehenge

Por , em 12.05.2015

Para a maioria das pessoas, Stonehenge é um símbolo da mais antiga das civilizações, o trabalho de seres humanos que mal tinham deixado para trás suas origens de caçadores-coletores. Essas pessoas poderiam muito bem ser surpreendidas ao saber quantos edifícios misteriosos sobreviveram ao tempo, de uma forma ou de outra, de épocas muito mais antigas e em lugares que poucos ainda se atrevem a olhar.

10. Templo Branco de Uruk – 3200 aC

construcoes enigmaticas stonehenge 10
Muito distante dos condados tranquilos que abrigam Stonehenge, está um edifício que é ainda mais antigo. Empoleirado no topo do mais antigo zigurate – tipo de templo criado pelos sumérios e comum para os babilônios e assírios – existente, no que hoje é a cidade de Warka, no Iraque, está o desgastado Templo Branco. Menos conhecido do que os complexos sobre o zigurate em Ur, o Templo Branco tem apenas 20 metros de comprimento. O nome, acrescentado em tempos modernos, vem de suas paredes de tijolos de barro caiados de branco, cujos lados ainda servem de sentinela sobre as areias do império sumério há muito desaparecido. Ninguém sabe qual era o nome original do templo, já que é dolorosamente difícil de compilar o início da história do local. Será que esse prédio poderia ter enterrado segredos relacionados a uma religião organizada verdadeiramente antiga?

O que torna o Templo Branco especialmente intrigante são suas conexões com Anu, o deus mais antigo do panteão sumério (e uma das estrelas da Epopéia de Gilgamesh). Também é fascinante pelos tesouros que ele pode muito bem ter alojado, incluindo o vaso sagrado de Warka. Este artefato de 5.000 anos de idade já esteve abrigado no Museu Nacional do Iraque, em Bagdá, antes do local ser saqueado, em abril de 2003. Meses mais tarde, foi devolvido em uma dúzia de pedaços, num triste reflexo do estado frágil do presente Iraque e a sua relação com o passado.

9. Templos Tarxien – 3250 aC

construcoes enigmaticas stonehenge 9
Os Templos Tarxien estão em meio a vizinhança construída de Paola, a apenas meia hora de Valletta, a capital de Malta. Menos conhecidos do que os Templos Ggantija e o templo subterrâneo Hipogeu de Hal Saflieni, estes edifícios acima do solo são o mais complexo de todos os sítios de templos antigos em Malta.

Existem três templos em Tarxien, todos de idades diferentes, com a datação mais antiga a 3250 aC. O mistério está nas crenças das pessoas que os construíram. Seriam simplesmente estruturas artísticas, o que é sugerido pelas belas e complexas esculturas de animais que podem ser vistas por lá, ou servem a um deus Sol? Talvez fossem uma homenagem a uma deusa da fertilidade obesa, cuja figura corpulenta surge com tanta frequência no local.

Os templos Tarxien foram descobertos acidentalmente por um agricultor em 1913 e, desde então, foram cuidadosamente restaurados, embora ainda estejam abertos à chuva e ao vento. Uma tenda e proteção contra inundações têm sido propostas para os templos, mas, no momento, eles permanecem sob o alcance do céu azul e do sol.

8. Sechin Bajo Plaza – 3500 aC

construcoes enigmaticas stonehenge 8
Todo mundo já ouviu falar do lendário Império Inca e sua cidadela de Machu Picchu, mas menos sabem sobre os restos de civilizações peruanas muito, muito mais velhas. Cinco mil anos antes dos incas terem alcançado seu pico no século XV, os grupos antigos do Novo Mundo estavam construindo Sechin Bajo. O lugar consiste de uma praça circular de 14 metros de diâmetro, 370 quilômetros ao norte da Lima moderna.

Desenhos de adobe mostram um guerreiro segurando uma faca numa das mãos e o que poderia ser uma cabeça ou um escudo na outra. Há controvérsias sobre a idade do sítios, mas as técnicas de datação de carbono realizadas por uma equipe de arqueólogos alemães e peruanos, em 2008, datam a praça em 3500 aC, tornando-a o mais antigo complexo de edifícios no hemisfério ocidental.

As coisas ficam ainda mais misteriosas com a menção da equipe de praças mais antigas que podem estar enterradas sob o sítio principal. Esse mistério vai ter que ficar para outro dia, no entanto, à medida que os arqueólogos esperam por mais subsídios para aprofundar suas pesquisas. Enquanto isso, eles preenchem o local com terra para preservá-lo e protegê-lo de ladrões de túmulos.

7. Grand Túmulo de West Kennet – 3650 aC

construcoes enigmaticas stonehenge 7
Setecentos anos antes de Stonehenge começar a nascer, o Grande Túmulo de West Kennet já havia sido construído, a apenas 25 km do famoso círculo de pedras. Túmulos como esse eram onde, tradicionalmente, a elite social enterrava seus mortos, e este é um dos mais bem preservados na Grã-Bretanha. Ele domina a área próxima, com mais de 100 metros de comprimento, entre 12 e 24 metros de largura e é alto o suficiente por dentro para que uma pessoa fique em pé. Datado de 3650 aC, estava em uso há quase mil anos, guardando os ossos de 50 pessoas.

Há muita especulação a respeito de porque o túmulo foi abandonado. Simples negligência ou algo mais enigmático? Foi uma mudança nas crenças que levou a uma mudança na prática do enterro e a um bloqueio destes túmulos velhos? Poderia ter algo a ver com a chegada do círculo de pedra de Avebury, construído em torno da época da morte do Grande Túmulo, a apenas 2 quilômetros de distância?

6. Knap Of Howar – 3700 aC

construcoes enigmaticas stonehenge 6
As duas estruturas de pedra que formam o Knap of Howar podem parecer insignificantes à primeira vista, mas, na verdade, têm 5.700 anos de idade e são as mais antigas casas de pedra conhecidas no norte da Europa. As paredes destas casas ainda estão de pé, com mais 1,6 metros de altura, mas foram descobertas apenas na década de 1930, depois de severa erosão marinha e vendavais terem soprado a sua cobertura.

As casas podem ser encontradas na ponta norte das Ilhas Órcades, na Escócia, um arquipélago de mais de 70 ilhas, das quais 20 são habitadas. Juntamente com os mais famosos locais das Órcades, como Skara Brae e o Anel de Brogar, o Knap é parte do Coração Neolítico das Órcades, monumento listado como Patrimônio Mundial da UNESCO. O nome do local vem do nórdico antigo e significa “monte de montes”.

Várias perguntas curiosas permanecem sobre estas casas pré-históricas. Qual é o significado dos cacos de cerâmica e ferramentas de pedra e rocha encontradas em todas as casas? Seria o Knap um ateliê, cujas ferramentas eram negociadas muito além das ilhas? As casas tinham aposentos espaçosos, e há indícios de estruturas ainda mais velhas abaixo. O quão antiga e avançada foi a civilização que fez essas casas tão ao norte da Europa?

5. Monte D’Accoddi – 4000 aC

construcoes enigmaticas stonehenge 5
Se várias pessoas fossem questionadas sobre onde poderiam encontrar uma pirâmide verdadeiramente antiga, poucas mencionariam a costa noroeste da Sardenha, no Mediterrâneo. Mas é aqui que você encontraria o Monte d’Accoddi, um edifício de 6.000 anos de idade, cujo objetivo verdadeiro é ainda debatido. Com suas primeiras fundações datando entre 4000 e 3650 aC, este sítio arqueológico não apenas antecede Stonehenge, mas também é mais antigo que as pirâmides mais antigas do Egito, que só entram em cena mais de mil anos mais tarde.

Estudiosos traduziram seu nome como “Monte de Pedra”, e o prédio consiste de uma rampa com mais de 40 metros de comprimento, levando a uma pirâmide íngreme que teria tido 8 metros de altura. Excepcionalmente, a área próxima também hospeda tanto um menir de 4,44 metros de altura e uma esfera de pedra calcária com uma circunferência de quase 5 metros. O site de viagens Lonely Planet descreve o local como “diferente de qualquer outra coisa no Mediterrâneo” e, para um lugar fenomenal, surpreendentemente poucos turistas se aventuram na região.

O Monte d’Accoddi já foi definido alternativamente como um altar, um zigurate e até um templo. Apenas para colocar mais tempero nesse mistério, há um “quarto vermelho” no centro do local, cujas paredes estão manchadas com ocre vermelho. Apesar de repetidos estudos, não há uma resposta clara quanto ao que aconteceu neste lugar enigmático.

4. Túmulos de Bougon – 4700 aC

construcoes enigmaticas stonehenge 4
Os Túmulos de Bougon são uma das poucas estruturas remanescentes do mundo que teriam sido consideradas antigas mesmo na época de Stonehenge. Este tipo de túmulo é um montículo artificial, normalmente construído sobre um cemitério. O sítio arqueológico em Bougon, no departamento de Deux-Sevres da França, perto da costa do Atlântico, é composto por nada menos do que seis destes túmulos.

O maior deles tem de 72 metros de comprimento. Eles variam em tamanho e forma; alguns são circulares, outros retangulares ou trapezoidais. Estas escolhas de forma seriam baseadas simplesmente em gostos estéticos ou há um significado mais profundo, talvez relacionado com as crenças dos construtores na vida após a morte?

Outros mistérios cercam estes edifícios de 7.000 anos de idade. O crânio de um homem foi encontrado dentro deles, e tem evidências verdadeiramente antigas de trepanação. Trepanar um crânio significava fazer um buraco no meio dele, com o suposto objetivo de curar transtornos mentais. Será que o homem sobreviveu a sua aflição ou teria sido apenas enterrado às pressas no Bougon? Hoje em dia é fácil considerar aqueles que realizaram este procedimento como loucos, mas agora podemos ver o quão antiga era essa técnica.

3. Cairn de Barnenez – 4800 aC

construcoes enigmaticas stonehenge 3
Um retrato sem rosto – repetidas e intrigantes formas em U – em frenéticos zig zags. Símbolos gravados em lajes de pedra, que resistiram por mais de 68 séculos. Estes são alguns dos segredos que foram sepultados dentro da Cairn de Barnenez, no norte de Finistère, na região francesa da Britânia.

A Cairn de Barnenez não é a lápide de apenas uma pessoa, mas abriga 11 túmulos diferentes, adicionados um a um ao longo dos séculos, a partir de 4800 aC. Este monumento é tão antigo que o mesmo grande abismo de anos que separa os construtores deste monte de pedras dos escritores do Antigo Testamento também separa os autores bíblicos do século XXI.

Além disso, ele também não é um local pequeno. O monte de pedras tem 75 metros de comprimento e 25 metros de diâmetro na sua parte mais larga. O peso estimado das pedras que compõem o monumento é de 12 mil toneladas, tornando o monte de pedras o maior mausoléu megalítico na Europa.

2. Torre de Jericó – 9000 aC

BP23BA 162. JERICHO, THE NEOLITHIC (8500 - 4500 B.C.) TOWER -- BibleLandPictures/Alamy
A Torre de Jericó coloca na mesma panela mistério e fama bíblica, beleza e medo, grandeza e energia. As origens da torre de pedra de 8,5 metros, com surpreendentes 11 mil anos de idade, justificam que ela tenha sido descrita como o arranha-céu mais antigo do mundo.

A torre é um marco na história do progresso humano, erguida muito alto antes da maioria das tribos humanas terem se estabelecido em comunidades sedentárias. Sua construção da torre marcou uma das primeiras realizações que podem ser chamadas de urbanas.

O mistério está no seu propósito. Quase todos os anos que se passaram desde que ela foi descoberta, há 65, forneceram uma nova teoria para a sua função. As ideias abrangem tudo, desde a torre ser um dispositivo de marcação de tempo até ser uma construção para defesa de inundações, passando por ser um símbolo de riqueza e chegando à possibilidade de ser um marcador territorial defensivo. Até mesmo a forma como ela foi construída continua sendo um enigma. Como parte da cidade bíblica de Jericó, cujas paredes foram tão famosas em sua queda, o futuro da torre como um marcador monumental na história da humanidade está assegurado.

1. Tell Abu Hureyra – 11.000 aC

construcoes enigmaticas stonehenge 1
As paredes retangulares das casas de Tell Abu Hureyra realmente têm uma história épica a contar – e com um final inesperado.

A história começa no início da agricultura humana, um capítulo notável no conto do Homo sapiens. Deixando qualquer um boquiaberto, alguns dos primeiros cereais cultivados são encontrados entre os antigos restos de Tell Abu Hureyra, no que é agora o norte da Síria. A aldeia foi datada por radiocarbono como tendo a alucinante idade de 13 mil anos.

Esta pode ter sido a primeira incursão na agricultura totalmente desenvolvida, de acordo com uma pesquisa da University College London. Conforme as gramíneas silvestres e sementes das quais as pessoas dependiam para alimentação morriam, as pessoas da região podem ter sido forçadas a começar a cultivar o que crescia mais facilmente para sobreviver. Nós nunca saberemos ao certo o que inspirou esses primeiros agricultores a lançar a raça humana em sua mais recente época.

Mas e o final inesperado? Estas estruturas antigas foram deliberadamente inundadas e agora preservam seus segredos nas profundezas das águas do Lago Assad. [Listverse]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (4 votos, média: 4,50 de 5)

Deixe seu comentário!