10 razões para trabalhar com o que você ama

Por , em 30.09.2012

Embora não seja fácil encontrar um trabalho que possamos “amar” e que, além disso, nos ajude a pagar as contas no fim do mês, especialistas garantem que a busca vale a pena.

Veja a seguir dez razões para trabalhar com aquilo que você ama (ou, pelo menos, para tentar “amar” seu trabalho atual):

10 – Sua autoestima aumenta

Para a coach Sherry Mirshahi-Totten, ao trabalhar com o que ama, “sua autoestima irá aumentar porque você se sentirá energizado pelo que faz, e seu empregador estará mais propenso a recompensá-lo pelo trabalho”.

Se gostar do que faz, é quase certo que o fará com mais capricho e, no final, ficará orgulhoso com o resultado.

9 – Você estará motivado

Não importa a área em que você trabalhe: sempre haverá momentos em que a situação vai “apertar”. Contudo, quando você ama seu trabalho, estará mais motivado para lidar com esses problemas, diz a coach Ellen Ercolini. “Ao invés de se sobrecarregar com estresse por causa de um trabalho do qual você nem gosta, o que afeta outras áreas de sua vida, você terá conexão e inspiração para fazer as coisas funcionarem”.

8 – Você se torna um funcionário mais valorizado

Somando motivação e produtividade, você terá mais chances de ser reconhecido, tanto por seus chefes quanto por seus colegas, destaca Mary Hladio, fundadora e presidente do Ember Carriers Leadership Group.

7 – Você será melhor remunerado

“Odiar seu trabalho gera ansiedade e, muitas vezes, afasta promoções, vendas, aumentos etc”, alerta a escritora e coach Karen Garvey. Gostar do trabalho, por sua vez, pode trazer “reconhecimento financeiro”.

6 – Você será mais saudável

O escritor Walter Meyer acredita que os benefícios de se trabalhar com aquilo que ama não se restringem à vida profissional: eles se estendem à saúde também.

Por outro lado, “a tensão e a dor de fazer todos os dias um trabalho que você detesta cobram seu preço: maior pressão sanguínea, dores de cabeça e tudo o mais”, avisa Meyer.

5 – Você será mais respeitado

Com energia extra, quem faz o que gosta acaba “indo acima e além do esperado, ganhando respeito daqueles com quem trabalha”, diz a coach Kathi Elster. Superar expectativas, nesse caso, é menos penoso, quase natural.

4 – Sua vida doméstica melhora

“Ao invés de chegarmos em casa com estresse e dores de cabeça, chegamos à noite com mais energia para nós mesmos e para nossas famílias”, garante a coach Melissa Heisler.

3 – Você será mais produtivo

A elevação da produtividade não é segredo, mas nem por isso deixa de ser importante: “Especialmente quando empregados estão exigindo mais de seus funcionários, amar o que você faz ajuda a estar à altura dos desafios do trabalho”, diz a coach Cheryl Palmer.

2 – Sua saúde mental melhora

O professor Angelo Kinicki, da W. P. Carey School of Business (EUA), garante que os trabalhadores que fazem o que amam costumam ter melhor saúde mental. “É importante trabalhar com o que amamos porque isso nos dará mais significado e propósito, que estão associados à saúde e ao bem-estar psicológico”.

1 – Você poderá ajudar mais os outros

Além de fazer um trabalho melhor, a pessoa que gosta do que faz tem mais chances de atrair mais clientes, aponta o consultor financeiro Derek Olsen. Ou por acaso você prefere entrar em uma loja e ser atendido por funcionário que não queria estar ali?[LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

5 comentários

  • Murilo Mazzolo:

    Muito bom!!
    Mas o que ferra mesmo, é que muitas vezes, o que gostamos, queríamos, ou amaríamos trabalhar, acaba sendo inalcançável!
    Seja por uma universidade que não lhe dê chances, por qualquer motivos. Seja por distância do serviço. Seja por ter muita concorrência na área que desejas. Ou até mesmo um sonho muito distante… como, quem nunca quis ser músico ou jogador por exemplo? kkk

  • Leonardo Alves:

    Boas Dicas =)

    Thank You’ X_X

  • Jailson Joventino:

    eu jamais faria algo que odeio, mas isso de fazer o que ama e nao ganhar grana pra mim é sem futuro, prefiro ganhar a grana e com ela fazer o que gosto.

  • José Marcello Vertemati Pinto:

    Exceto se você for professor.

    • Cassio:

      *No Brasil

Deixe seu comentário!