Estresse durante o início da vida muda os genes

Por , em 16.12.2009

Um estudo realizado no Instituto de Psiquiatria Max Planck, na Alemanha, mostrou que traumas e stress no início da vida têm um grande impacto sobre os genes e podem resultar em problemas de comportamento. Os pesquisadores realizaram o estudo em ratos, e observaram que os ratos estressados produzem hormônios que modificaram os genes, afetando o comportamento dos animais durante toda a vida.

O cientista Christopher Murgatroyd, que participou do estudo, afirma que a pesquisa mostra, em detalhes moleculares, exatamente como experiências estressantes podem reprogramar o comportamento em longo prazo. Para fazer essa análise, os pesquisadores causaram stress a ratos recém-nascidos e monitoraram como a experiência afetou o resto da vida dos animais.

“Separamos os filhotes das mães durante três horas diárias durante dez dias”, explica o pesquisador. “Este é um nível baixo de stress, e os animais não foram afetados nutricionalmente, mas a experiência faz com que eles se sintam abandonados”, diz Murgatroyd.

A equipe de pesquisadores descobriu que os ratos que tinham sido “abandonados” durante a infância têm menos habilidade para lidar com situações estressantes no resto da vida, além de ter uma memória mais fraca. Murgatroyd explica que estes efeitos acontecem devido a mudanças epigenéticas, ou seja, as experiências estressadas mudaram o DNA de alguns genes dos animais.

Quando os filhotes foram estressados, eles produziram altos níveis de hormônios de stress, que “torcem” o DNA de um gene que decodifica um hormônio de stress específico, a vasopressina. “Isto deixa uma marca permanente neste gene, e ela é programada para ser produzida em grandes níveis na idade adulta”, afirma Murgatroyd.

O estudo inicial foi realizado em ratos, mas os cientistas também estão interessados em descobrir como traumas na infância em humanos podem levar a problemas no futuro, como a depressão. O neurocientista Hans Reul, da Universidade de Bristol, na Inglaterra, afirma que o estudo é uma importante adição aos trabalhos sobre os efeitos em longo prazo sobre o stress na infância. “Existem evidencias que adversidades como o abuso ou a negligência durante a infância podem contribuir para o desenvolvimento de doenças psiquiátricas”, explica Reul.

http://news.bbc.co.uk/2/hi/science/nature/8346715.stm

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

5 comentários

  • re:

    pena que muitas maes mesmo sabendo da importancia de cuidar muito bem de um bebe nos estagios inicias da vida,nao abrem mao de outras atividades e assim mancham a vida de alguem por se desenvolver pro resto da vida.

  • Fabio:

    Interessante, mas nao surpreendente, na verdade é daquelas coisas que todo mundo já sabe mas só falta uma comprovação ciêntifica!

  • tamires:

    Muito interessante essa pesquisa vem pra tirar varias duvidas…

  • Alexandre SILVA:

    Interessante,…

  • Bruno:

    Muito Maneiro!

Deixe seu comentário!