Medicamento combate o vírus da hepatite C com método inédito

Por , em 14.12.2009

Um novo medicamento poderá substituir o atual tratamento contra a hepatite C. O medicamento, que tem o nome experimental SPC3649, é menos tóxico que as drogas utilizadas no coquetel contra a doença. Os testes com o SPC3649 foram realizados em chimpanzés – os únicos animais além dos humanos a contraírem o vírus, e continuaram funcionando mesmo após várias semanas depois do tratamento ter sido interrompido.

O medicamento foi criado pela empresa farmacêutica dinamarquesa Santaris Pharma AS, e os estudos foram realizados nos Estados Unidos. A hepatite C é transmitida pelo sangue e causa danos ao fígado, podendo levar a problemas crônicos neste órgão, além de câncer de fígado, cirrose, além de poder levar à morte.

» Salões de beleza são foco para transmissão de hepatite

A hepatite C é a principal causa das mortes relacionadas a problemas hepáticos, e afeta cerca de 3,2 milhões de pessoas só nos Estados Unidos, e 170 milhões em todo o mundo. O tratamento tradicional para a doença dura 48 semanas, e a combinação de medicamentos utilizada normalmente funciona em apenas metade dos pacientes com a doença, e alguns sofrem com efeitos colaterais tão fortes que não podem continuar com o tratamento.

A ação do medicamento

De acordo com Robert Lanford, que participou da pesquisa que desenvolveu o SPC3649, o problema dos medicamentos atuais é que eles atacam o vírus diretamente. Assim, o vírus pode sofrer mutações e desenvolver resistência contra as drogas. “Isso pode acontecer em questão de dias, o medicamento destrói o vírus mas ele volta rapidamente”, explica Lanford.

A nova droga tenta uma nova abordagem para acabar com a doença: “Em vez de atacar o vírus, tiramos algo que ele precisa para viver”, diz o pesquisador. O medicamento é direcionado para destruir um material genético chamado de microRNA, que direciona a atividade dos genes.

No caso do vírus da hepatite C, o vírus utiliza o microRNA122, ativo nas células hepáticas, para se multiplicar. O novo medicamento tenta impedir este processo. Nos testes, os chimpanzés que receberam uma dose maior do medicamento tiveram uma queda de 350% nos níveis do vírus no sangue e no fígado.

“Esta é uma ótima queda para o vírus”, diz Lanford. “Existem outros medicamentos que têm o mesmo efeito, mas fizemos isso durante 12 semanas e o corpo não mostrou nenhum sinal de resistência”, completa. Além disso, o pesquisador aponta que a molécula do medicamento é tão estável que continua a combater o vírus mesmo após o fim do tratamento.

» Os 9 remédios emagrecedores mais populares do mundo

O medicamento também não teve efeitos colaterais tóxicos sobre os chimpanzés, e logo a empresa farmacêutica irá iniciar testes em humanos. Além dos benefícios mostrados contra a hepatite C, o medicamento causou uma queda de 45% nos níveis de colesterol. Entretanto, como ele é um medicamento aplicado via intravenosa, os médicos acreditam que ele não poderá substituir as pílulas utilizadas diariamente no tratamento contra o colesterol alto.

Lanford também afirma que, para pacientes com hepatite C, o SPC3649 poderá se tornar parte de um coquetel de tratamento sem Interferona, uma das substâncias que mais causa problemas durante o tratamento contra a doença. [Reuters]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

8 comentários

  • Jandira Souza:

    sou portadora do viros da hepatite c estou ja com cirrose comecei agora o tratamento mas ainda estou com medo .não sei ainda como vai ser o tratamento fiz o fribracon pela ASBPHC e autroson acusou cirrose me ajude estou com muito medo.

    • Marcelo Ribeiro:

      Dê uma olhada nestes resultados e veja o que há para na sua região http://goo.gl/U1ZkjZ

  • paulo:

    Sou portador de hepatite C genotipo I, com fibrose f4, cirrose avançada, iniciei tratamento com interferon e ribavirina, não adiantou nada, só me deixou louco, porque o efeito do interferon junto com a ribavirina é mil grau, eu cheguei a ver até disco voador,a muita suadeira, quando fiz os exames, os virús triplicaram, fique muito louco comecei a beber pinga e cheirar cocaina e fumar crack, pois achei que ia morrer de hepatite, entrei em paranóia delirante, conclusão não morri, parei de usar dróga e beber jah estah com 18 meses, vou iniciar retratamento em janeiro de 2012, com outras drogas diferentes, percebi que a vida tem valor, e que eu não sou culpado pelas doenças, mais sou responsável pelo tratamento. cachaça e drógas eu tô fóra, e aprendi á conviver com a hepatiteC. agóra aprendi que a vida é béla, e que pósso ser feliz mesmo com a doença e sem drogas e alcool

    paulomoraes318143@yahoo.com.br fone – 011 3904 2985

    • anderson:

      continue na batalha pela sua vida, garanto que assim como eu terá muitas pessoas torcendo pela sua cura!!!! – FELIZ ANO NOV – FELIZ VIDA NOVA. abs

  • Hugo:

    Como pode ser 350%? Seria 35 % ?

  • LUCIANO:

    Bom dia, sou portador do virus da hepatite C cronica, fiz o tratamento com interferon por 48 semanas e finalize em fev/2010 o efeito nao foi satisfatorio, o medico resolveu fazer por + 24 semanas que comecei no mes passado, quando chegara no mercado novos medicamentos, pois nao estou feliz com o resultado apos 1 mes que iniciei o tratamento.

    Luciano 89312743

  • sergio:

    ola nuno , estou iniciando um tratamento para a cura da hepatite c tipo 1 , que alias é bem pauleira , porem tem efeitos positivos e a cura e possivel .

    procure um hepatologista , gastro e ou infectologista , com a devida receita vc consegue o medicamento pelo SUS .

    boa sorte

  • nuno:

    sou portador do viros da hepatite c e gusta va muito de me curar eu acho que sou portador do viros nº 1. Podem-me dar comselhos? E que eu estou com medo de comesar o tratamento. Obrigado fico a esperra de uma resposta

Deixe seu comentário!