Verdades e mitos sobre roubos de órgãos em todo o mundo

Por , em 23.12.2009

No começo deste ano, um jornalista sueco afirmou que soldados e médicos do instituto de medicina forense de Tel Aviv, em Israel, estavam matando palestinos para roubar seus órgãos. O governo israelense negou as acusações, mas teve que reconhecer que havia alguma verdade na afirmação depois que um jornalista estadunidense liberou uma entrevista que havia feito em 2000 com o então chefe do mesmo instituto, o médico Jehuda Hiss.

Naquela entrevista, Hiss confirmava que partes como córneas, artérias e ossos foram retirados de cadáveres de israelenses, e palestinos sem consentimento durante a década de 90. De acordo com ele, as partes eram usadas para transplantes em soldados feridos. Após a divulgação da entrevista, o exército israelense admitiu os procedimentos, mas afirmou que eles haviam parado de ocorrer há mais de uma década.

» Ouviu médicos o declararem como morto

Fenômeno global

A polêmica em Israel foi grande, mas outros casos chegaram aos noticiários nos últimos anos: em 2008,o médico indiano Amit Kumar foi preso no Nepal, acusado de ser o líder de uma organização criminosa que teria retirado mais de 500 rins sem a permissão dos doadores. Boatos afirmam que camponeses indianos eram forçados a permitir a retirada dos rins e eram ameaçados com armas, embora as acusações ainda não tenham sido provadas, e o médico não foi a julgamento.

O governo chinês nega a acusação, mas há afirmações que órgãos são retirados de prisioneiros naquele país. O governo afirma que a retirada de órgãos só é feita com o consentimento dos prisioneiros, mas organizações de direitos humanos acreditam que a vontade não é respeitada.

Em 1994, a organização Human Rights Watch/Ásia conseguiu provas de que alguns prisioneiros chineses eram mortos rapidamente e tinham os órgãos retirados logo após a execução. O relatório da organização também concluiu que estes prisioneiros executados eram a principal fonte dos órgãos transplantados na China.

» Faca assustadora congela e explode seus órgãos, assista

Já na fronteira dos Estados Unidos com o México, as histórias de terror também não são muito diferentes: dezenas de jovens mexicanas foram executadas próximas à cidade de Juarez. Em abril de 2003, um delegado mexicano anunciou que algumas das vítimas haviam sido assassinadas para que seus órgãos fossem retirados e transplantados em cidadãos estadunidenses. Entretanto, não há fatos para apoiar a apoiar a história.

Fatos e boatos

As acusações sobre o roubo de órgãos em Israel não são fatos, mas não são necessariamente rumores. O problema é que a questão é levada como um problema político, carregado de fatos anteriores. O governo israelense afirma que a história é irrelevante e falsa, enquanto o governo palestino usa a história como fato que prova que seus cidadãos e soldados estão sendo assassinados por seus órgãos.

» 10 Inacreditáveis erros médicos

Por enquanto, não há provas suficientes para apoiar a história publicada pelo jornalista sueco, entretanto, a admissão de Jehuda Hiss quanto ao roubo de órgãos, somado à negação do governo, expõe um escândalo muito perigoso – e muito real. [Live Science]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

14 comentários

  • Olivares Rocha:

    AQUI NO BRASIL, OS CRIMES ENVOLVENDO A MÁFIA DOS TRANSPLANTES SÃO ABAFADOS SOB A ALEGAÇÃO DE Q PREJUDICARIA AS DOAÇÕES… MAS MESMO ASSIM, PIPOCAM LÁ OU CÁ, DENÚNCIAS DE ROUBO DE ÓRGÃOS E MESMO MMORTES ENCOMENDADAS… NÃO DEIXO PARENTE INTERNADO SEM ACOMPANHAMENTO E REZO QUE Ñ ME DEIXEM SÓ, SE PRECISAR INTERNAR… Investiguem caso Kalume, caso Paulinho Pavesi, caso do roubo de córneas e por ai vai… Quando o $ fala, a Verdade se cala. (por$ q$ o caso Kalume levou 25 ano$$ p/ ir a julgamento?)

  • mateus eduardo kraitlow:

    Olá o meu nome é Mateus Eduardo Kraitlow e compartilhando eu digo, gente bem vindo ao mundo em que se pode tudo!! Eu acredito nos raptos de crianças para matá-las e venderem os seus órgãos, repito, esse mundo pode tudo!! Fiquem atentos!! Abraços http://www.facebook.com/mateoKraitlove twitter @ mateuskraitlow

  • Alexandre:

    Atualmente estão aparecendo varios comentario sobre crianças tiradas de suas mães no caminho de escolas, entre outros. Isso vem se espalhando principalmente na zona sul de SP.
    Sempre tem alguem comentando que viu ou que conhece alguem que viu, porem não ha nenhum caso recente relatado se procurar na internet. É estranho não aparecer nada, nem que seja pra fazer uma brincadeira ou coisa assim. Espero que seja só boato ao inves de uma realidade, onde que tem dinheiro faz de tudo pra encubrir os fatos, jogando falsos casos na internet para fazer de conta que é lenda, fazer o povo acreditar e continuar pessoas desaparecerendo sem explicação. Não é teoria de conspiração mas que é estranho é.
    Nenhum caso recente com a quantidade de comentarios que vemos hoje, em pontos de onibus, escolas, no trabalho, etc.
    Disseram que até passou no Datena, porem não achei o video.
    As vezes fazer uma mentira virar lenda é mais facil pra encubrir a realidade. Espero estar enganado.

  • Ruben Zevallos Jr.:

    Lendas da Internet são muitas… já recebi um monte de gente que diz terem seus órgãos roupados… parece coisa de ficção, como na séria Star Trek Voyager, onde seres do quadrante delta roubam orgãos com transportadores e adaptam a outros rapidamente… um tripulante só conseguiu sobreviver, depois que foi implantado um pulmão holográfico… mas tudo coisa de ficção.

  • walker:

    Realmente o tráfico de órgãos têm se intensificado no decorrer dos anos porém estes não receberam grande atenção devido ao fato deste tipo de atrocidade ser cometido pelos governos e por pessoas que conseguem ocutá-lo por ser serem pertencentes a elite das classes.

  • iraja:

    Acho que o governo chinez está correto, sempre pensei que os presos sem recuperação ou pena elevadaque que o mesmo viesse a morer na prisão, deveriam sim serem executados, e aproveitados os orgãos, seria até mesmo uma forma muito justa de tentar reparar o erro, independente da vontade propria, pois pagamos impostos para alimentar presos desta natureza, e quando recebem algum indulto voltam a fazer a mesma coisa. DEVERIA TER UM PROJETO DE LEI REGULAMENTANDO ISTO. e que se dane direitos humanos pra presos de crimesediondos.

  • marco:

    resposta p/ cesar , talvez se os órgaos nao ser vi pode ser que eles fazem uma buchada de gente seu burro. “1@

  • julio:

    Tráfico de orgãos existe sim. O que pode explicar o desaparecimento de milhares de pessoas por ano só no Brasil?

  • julio:

    Os judeus de fazem de vítimas mas estão repetindo as mesmas atitudes dos nazistas…

  • Cristhofer Ronny:

    Uma coisa que também é considerada rumor mas tem muito fundo de verdade é a compra de orgãos de nordestinos aqui no Brasil…por valores extremamente pequenos…mas para as pessoas que não tem nada paracem que são valores extremamente grandes….

    eu não tenho dados completo…mas como eu disse este é um rumor que eu sempre ouvi falar, minha familia por parte de mãe é nordestina…

  • Cedric:

    Tráfico Internacional de órgãos existe sim, infelizmente. Já virou até piada popular quando se rpecisa de dinheiro, pergunte quanto vale um rim.
    Os maiores compradores são os milionários qe precisam de órgãos qando doentes e o próprio exército quando os soldados são gravemente feridos.

  • Livia:

    Tadinho dos prisioneiros que ficaram sem córneas ou rins né… deveriam ter recebido melhores acomodações na prisão….

    Absurdo!

    As pessoas perdem tanto tempo debatendo o direito destes marginais, que acabam se esquecendo da agonia das pessoas decentes que precisa de um órgão para viver, ou , até mesmo, do prejudicado pela ação do marginal, cuja única ação boa na vida pode ser o uso de seus órgãos por outras pessoas.

    É uma inversão absurda de valores nesse país…

  • Raffael Chacon:

    Quando eu era criança tinha o mito da Kombi que pegava as crianças para roubar orgãos. Eu nem ligava por que era bem pequeno ai pensava que os orgãos cresciam de novo. Quando descobri que não, ai sim fiquei apavorado!

  • Cesar:

    Como se uma pessoa qualquer pudesse ter seus órgãos aproveitados em qualquer paciente…

    Existe uma coisa chamada “compatibilidade”. Além do problema de compatibilidade, o órgão tem que estar saudável, e isto implica inclusive na técnica correta para a retirada do órgão.

Deixe seu comentário!