Lavagem a seco é cancerígena

Por , em 19.02.2010

Cientistas descobrem que uma substância química usada na lavagem a seco em lavanderias pode ser cancerígena. A belezinha se chama percloroetileno é um solvente usado em praticamente todas as lavanderias que fazem lavagem a seco.

Sabe-se que o percloroetileno existe no ar, no solo e até mesmo no leite materno – mas então qual é o perigo? De acordo com os cientistas, o perigo está no nível de concentração do produto químico. Há um limite de “uso seguro” para o percloroetileno, uma certa porcentagem que determina se o produto pode, ou não, causar danos à saúde.

Ainda não foi comprovado que o percloroetileno é um produto cancerígeno, mas os cientistas consideram que seja “altamente provável” – sabe-se que o componente químico causa câncer em alguns animais. Além de causar câncer, o percloroetileno também pode causar danos cerebrais a quem é exposto a altos níveis da substância.

Na Califórnia, EUA, empresas de lavagem a seco já foram notificadas desde 2007 e o uso do percloroetileno está terminantemente proibido. Eles também apreenderam máquinas de lavagem a seco que usavam o produto e tinham mais de 15 anos de uso. [WebMD]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 4,00 de 5)

5 comentários

  • Rosângela Gomes:

    Trabalho com o percloroetileno todos os dias a mais de um ano e estamos expostos a ele diretamente . seu uso é através de pistolas que soltam o liquido sobre as peças ,onde sentimos o mal cheiro pois nao usamos mascaras e muitas as vezes respigam sobre nossa pele.. Qual o risco que corremos a ficarmos tao expostos ao produto por tanto tempo.?

  • kelly:

    trabalho diretamente com percloro etino ,todos os dias
    gostaria de saber se é possivel que ao respira o ar contaminado possa vir causar inflamacoes nas amidalas, garganta ou coisa assim

    • Janice Pisniaki:

      trabalho diretamente com percloretileno enao usamos mascara quero saber se isso todos os dias pode causar alguma doença

  • Antonio Aurélio Crestani:

    Não sei mais em quem ou em que acreditar. Por exemplo: quando do inicio da industrialização da soja, dizia-se que a gordura animal (banha, principalmente) era a causa das altas taxas de colesterol. Passou-se a usar o óleo da soja cokmo alimento. Agora surge a notícia de que a banha não é tão prejudicial como se proclamava, sendo até mais benéfica que o óleo. Tudo para atender interesses de um e de outro lado. Assim não dá para aguentar!

  • Daniel:

    Hoje em dia tudo da cancer, por isso as industrias farmaceuticas são multi bilhonarias…

Deixe seu comentário!