441 novas espécies foram descobertas na Amazônia nos últimos três anos

Por , em 30.10.2013

De acordo com o World Wildlife Fund (WWF), organização não governamental internacional que atua nas áreas de conservação, investigação e recuperação ambiental, centenas de espécies foram descobertas na Amazônia nos últimos anos.

Para ser exata, a organização compilou uma lista com 441 novas espécies, dentre elas 258 plantas, 84 peixes, 58 anfíbios, 22 répteis, 18 aves e um mamífero, todas encontradas entre 2010 e 2013.

A Amazônia se estende por oito países, incluindo o Brasil, que é o que possui a maior porção da floresta, e é o lar de milhões de espécies – aproximadamente 1 em cada 10 encontradas na Terra. Não dá nem para imaginar, né?

Para te ajudar, confira imagens de algumas destas espécies incríveis que vivem tão perto de nós:

Allobates amissibilis - Possivelmente altamente ameaçado, este anfíbio encontrado na Guiana é a terceira espécie Allobates encontrada lá

Allobates amissibilis – Possivelmente altamente ameaçado, este anfíbio encontrado na Guiana é a terceira espécie Allobates encontrada lá

Apistogramma cinilabra - Este animal faz parte da família ciclídea de peixes de água doce, e está potencialmente ameaçado de extinção

Apistogramma cinilabra – Este animal faz parte da família ciclídea de peixes de água doce, e está potencialmente ameaçado de extinção

Callicebus caquetensis - Cerca de 20 espécies de macacos sauá vivem na bacia amazônica. Esta espécie recém-descoberta ronrona como um gato

Callicebus caquetensis – Cerca de 20 espécies de macacos sauá vivem na bacia amazônica. Esta espécie recém-descoberta ronrona como um gato

Cercosaura hypnoides - Cientistas conseguiram coletar filhotes a partir de ovos deste lagarto evasivo, na Colômbia

Cercosaura hypnoides – Cientistas conseguiram coletar filhotes a partir de ovos deste lagarto evasivo, na Colômbia

Chironius challenger - Nas montanhas do norte da Amazônia, a descoberta de serpentes é rara, mas esta foi encontrada em Tepuis, a 1.500 metros de altitude

Chironius challenger – Nas montanhas do norte da Amazônia, a descoberta de serpentes é rara, mas esta foi encontrada em Tepuis, a 1.500 metros de altitude

Dicrossus warzeli - Este peixe foi nomeado em homenagem a um aquarista alemão que foi capaz de observar o comportamento do animal no Brasil e na Colômbia

Dicrossus warzeli – Este peixe foi nomeado em homenagem a um aquarista alemão que foi capaz de observar o comportamento do animal no Brasil e na Colômbia

Gonatodes timidus - Na Guiana, este lagarto, que possui cabeça preta com listras e manchas irregulares, pode evitar de ser visto se movendo entre rochas

Gonatodes timidus – Na Guiana, este lagarto, que possui cabeça preta com listras e manchas irregulares, pode evitar de ser visto se movendo entre rochas

Passiflora longifilamentosa - Essa nova espécie de flor de maracujá, com filamentos que lembram espaguete, foi encontrada no estado do Pará, no Brasil

Passiflora longifilamentosa – Essa nova espécie de flor de maracujá, com filamentos que lembram espaguete, foi encontrada no estado do Pará, no Brasil

Sobralia imavieirae – Essa flor foi descoberta na parte da Amazônia que fica em Roraima, uma das zonas menos povoadas do Brasil

Sobralia imavieirae – Essa flor foi descoberta na parte da Amazônia que fica em Roraima, uma das zonas menos povoadas do Brasil

Potamotrygon tatianae - No Peru, no rio Madre de Dios, uma raia de água doce foi encontrada

Potamotrygon tatianae – No Peru, no rio Madre de Dios, uma raia de água doce foi encontrada

Tometes camunani - Uma espécie herbívora de piranha foi achada na bacia do rio Trombetas, no Brasil

Tometes camunani – Uma espécie herbívora de piranha foi achada na bacia do rio Trombetas, no Brasil

Campylorhamphus gyldenstolpei – Ave encontrada no sudoeste da Amazônia brasileira, a oeste do rio Madeira, e possivelmente também pode ser encontrada no leste do Peru

Campylorhamphus gyldenstolpei – Ave encontrada no sudoeste da Amazônia brasileira, a oeste do rio Madeira, e possivelmente também pode ser encontrada no leste do Peru

Você pode consultar a lista completa das espécies descobertas nos últimos três anos aqui. Ela está dividida por categorias (primeiro plantas, depois peixes, anfíbios, répteis, aves, e por último, o único mamífero) e obedece ordem alfabética. Além dos nomes em latim das espécies, você pode conferir o cientista responsável pela descoberta, e o ano e local em que foi feita. [CNN, TIB]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 4,67 de 5)

5 comentários

  • homonimundo:

    Com relação ao lagarto Cercosaura hypnoides, se não estiver enganado, já vi um idêntico em meu pátio. Moro em Porto Alegre (RS)

  • SALES CANTANHEDE:

    Apistogramma cinilabra- esse é conhecido proximo da minha cidade e não estar em extinção

  • Kalebe Rosa:

    que droga heim https://hypescience.com/wp-content/uploads/2013/10/828-600×337.jpg
    tem uma dessas aqui em casa não é nova não heim

    • Cristiano Berserker:

      E como tu tem certeza que é igual a essa? Tu usou uma chave para o gênero Passiflora, tem um indivíduo em mãos para comparar com a espécie tipo, conseguiu identificar todos os caracteres da flor e realmente chegou a essa espécie? Ser parecido não é ser igual, cuidado! E de qualquer forma, Kalebe Rosa, espécies ainda não catalogadas podem estar bem no quintal ou jardim da nossa casa e nem temos conhecimento disso. Infelizmente falta pesquisador pra estudar muita coisa, ainda há muito por descobrir!

    • Anderson Thiago:

      Provavelmente só não tinha sido catalogada antes.

Deixe seu comentário!