A cor do seu carro pode aumentar as chances dele ser roubado

Por , em 15.07.2010

Para os entendidos do ramo, é muito importante que você faça uma minuciosa avaliação antes de escolher a cor do carro que pretende comprar. Há uma série de consequências, tais como a dificuldade ou facilidade em vender o veículo depois e a quantidade de sujeira que fica aparente. E um estudo da Holanda apresenta mais uma preocupação para os potenciais compradores de carro: algumas cores aumentam a chance do carro ser roubado.

As cores preta, azul e prata representaram, em 2009, 86% das vendas de carros novos. São as cores mais populares. Para focar o estudo em um tópico, os pesquisadores observaram quais os carros mais roubados entre os 15 modelos mais populares, com no máximo três anos de uso.

A partir de dados estatísticos sobre furtos de carros, eles descobriram que as cores mais populares são justamente as mais visadas por assaltantes. O carro azul, preto e prateado foi mais roubado do que o das demais cores, tais como verde, amarelo, vermelho, laranja, rosa… quanto mais o carro é visado por compradores, mais é visado por ladrões.

E a principal razão para essa preferência, segundo os pesquisadores, não é propriamente o fato de que carros com cores comuns passam despercebidos nas ruas e cores exóticas chamam uma indesejada atenção. Sem dúvida, esse fator também pesa na decisão, e é devido a isso, como também apurou a pesquisa, que eles preferem carros opacos aos brilhantes.

Mas o principal motivo é mesmo o maior valor que se consegue revendendo o veículo roubado para um receptador. De acordo com o estudo, 85% dos ladrões de carros o fazem para revender o automóvel – os demais 15% se dividem entre desmontar o carro para vender as peças ou usá-lo para algum outro tipo de assalto.

E o estudo percebeu que os ladrões estão sempre atentos à popularidade temporária dos carros para fazer essa escolha. Conforme um gráfico que compuseram, pode-se perceber que o carro vermelho teve grande popularidade de compra nos anos 90, período em que os roubos a veículos dessa cor também eram altos, apesar de chamar atenção da polícia nas ruas. Na última década, a procura por novos carros vermelhos caiu, e com ela foram reduzidos os assaltos nessa cor. [Life’s Little Mysteries]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

12 comentários

  • Rosângela:

    Desculpe,falha minha, leia-se “roubo de carro”

  • Rosângela:

    raphael talvez você fôsse melhor compreendido se no seu comentário você tivesse apenas colocado a tradução do texto em inglês. Please! don’t fight with me.Ok?
    “Embora possa ser sugerido que os carros com as cores populares estão mais propensos a serem roubados, simplesmente porque há mais deles na estrada, ou que as cores incomuns podem atrair mais atenção indesejada, Vollaard constatou que o valor de revenda é de fato um importante fator determinante no carro roubo.”

  • Renato Bueno:

    Eu acho que o escritor não conseguiu passar a noção do estudo, se conseguiu esse bagulho ganha o ignobel, talvez nem isso!

  • Rita B.:

    No Brasil não haverá necessidade de tal pesquisa pois os ladrões roubam qualquer carro e de qualquer cor, já tive uma lata velha de cor branca e eles levaram, descuido meu. Mas achei interessante o artigo.

  • João:

    Esta pesquisa é tão ridícula que se compara a esta: ‘100% dos usuários de pão acabam MORTOS.’ É ÓBVIO que se rouba mais o carro popular do que o não-popular, sabe porquê? POIS ELE É O QUE MAIS TÊM POR AÍ PRA ROUBAR!!

  • Rogério:

    “(como se alguma universidade fosse aprovar um estudo idiota como os srs estão supondo)”???? Caro Raphael, se não acredita que as universidades aprovam estudos idiotas ou inúteis, conheça o prêmio ig nobel:http://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_ganhadores_do_Pr%C3%AAmio_IgNobel
    “Mobral”??? você nem deve saber do que se trata. MOvimento BRAsileiro de ALfabetização, o maior programa de educação de adultos já levado a cabo pelo governo brasileiro. quem teve o privilégio de estudar na infância e adolescência deveria pensar duas vezes antes de debochar daqueles que não tiveram. fikdik.

  • Renê:

    Nossa Raphael, quanta amargura e revolta. Este espaço é destinado a troca de idéias e opiniões, sendo assim é justo que você exponha a sua mas sem usar de agressividade para com os outros. Seja mais humilde e tenha certeza de que suas críticas desde que construtivas serão muito bem aceitas por todos.

  • Nana:

    Os populares são mais fáceis de serem revendidos.

  • raphael:

    Caso algum outro MOBRAL tenha outra sugestão idiota de que o estudo não tem nada de científico (como se alguma universidade fosse aprovar um estudo idiota como os srs estão supondo), LEIAM ISSO (Retirado do site citado):
    While it may be suggested that cars in popular colors are more likely to be stolen simply because there are more of them on the road, or that unusual colors may attract more unwanted attention, Vollaard found that resale value is actually a major determining factor in car theft.

  • Renê:

    Por outro lado, o fato de certas cores serem mais comercializadas faz logicamente com que haja um maior número de veículos dessas cores em circulação. Digamos hipoteticamente que existam 10 carros prata para cada carro vermelho em circulação e que por exemplo 3 carros sejam roubados fica claro que mais carros prata foram roubados.

  • GUIGUI:

    Besteira, nada a ver. – coloque 100 bolotas laranjas em um saco; acrescente mais 5 tipos de outras cores, 4 de cada; misture e agite. Mande alguem meter a mão no saco e pegar uma bolota. O resultado mais provável será…..LARANJA.
    Estatística que analiza só um fator não é estatística. É simples aritimética. Probabilidade de 100 para 20, ou, de 5 para 1. Acima da probabilidade, houve escolha. Dentro, foi aleatório e abaixo, burrice.

  • Maycon:

    vamos ter que seguir o “restart” (tudo colorido) …. amarelo, vermelho, verde, laranja, etc… menos azul neh? uahauhauahauah

Deixe seu comentário!