A “história do mundo” está escondida em rochas brasileiras

Por , em 24.04.2012

Apesar da maioria achar que só servimos para jogar futebol e fazer caipirinhas, o Brasil também é um importante centro de coleta de fósseis e análise de rochas e solos antigos. Um grupo de pesquisadores de diversos países está nessa semana na bacia da Paraíba, perto da cidade de Pastos Bons, analisando a história por trás da nossa natureza.

Essa área é onde o primeiro espécime do Prionosuchus foi encontrado. Ele é um anfíbio arcaico que viveu na época em que a formação geológica da cidade de Pedras de Fogo estava sendo depositada. E a análise dessas rochas sedimentares também nos dá uma noção histórica das mudanças ambientais.

Muita evidência encontrada sugere que as rochas dessa região se formaram quando havia água ali, mas com o clima muito seco (lembrando que, hoje, essa não é uma parte litorânea). Conforme a água foi saindo, as rachaduras se formaram e foram preenchidas com sedimentos. Também estão presentes rochas derivadas de dunas de areia.

De acordo com os pesquisadores, essa região provavelmente era um sabkha, um tipo geológico geralmente encontrado nas margens oceânicas. E apesar de parecer um ambiente um tanto hostil, vários fósseis já foram encontrados. A maior parte são fragmentos de peixes, mas os pesquisadores encontraram também o que parece ser uma parte da coluna vertebral de um animal terrestre. Ainda é incerto se é um anfíbio, réptil ou mamífero. Isso dá esperança de encontrar um tetrápode no local. [NYTimes]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

6 comentários

  • Sergio Ramos:

    A Geologia do Brasil é da era terciária, ou seja, são as mais antigas.

  • Renato Almeida:

    Aqui nao se encontra fosseis nem pegadas por que é tao antigo q o propio tempo fez o favor de apagar tudo , olha o tamanho da floresta q temos , seia impossivel ali nao ter varios dinossauros

    • Henrique Zimmermann Tomassi:

      Nossas rochas sedimentares estão repletas de fósseis. E a vegetação densa de algumas partes do país atrapalham, sim, a escavação de fósseis. Mas volte e meia, mesmo com essas dificuldades, conseguimos encontrar dinossauros no Brasil. A escassez de profissionais também desacelera a descoberta de novos fósseis.

  • iperxp:

    certo, fósseis são registros arqueológicos deixados no solo ou no subsolo, são restos de animais e plantas que se conservaram de maneira natural ao longo de milhões ou até bilhões de anos.

    São conservados em sedimentos minerais, principalmente a sílica; o processo de fossilização consiste na transformação da matéria orgânica em um composto mineral, mas que não perde sua característica física. Um fóssil pode ser definido como a substituição da matéria orgânica de um animal ou vegetal por minerais. Por meio desse elemento arqueológico, o paleontólogo (profissional que estuda os fósseis) realiza descobertas de fatos que aconteceram há milhões anos.

    O elemento arqueológico em questão revela, além de restos de animais e plantas, pegadas e restos de comida. Esses registros podem ter diferentes tamanhos, variando, desde dinossauros e ancestrais humanos, até seres microscópicos, como os protozoários.

    Para a realização de estudos pré-históricos é preciso analisar os fósseis, eles são fontes imprescindíveis para desvendar acontecimentos que ocorreram em tempos distantes.

    • Henrique Zimmermann Tomassi:

      Bem, algumas correções: fósseis são registros PALEONTOLÓGICOS deixados no solo ou no subsolo, ROCHAS, CAVERNAS, PICHE, GELO, ÂMBAR, SEDIMENTO… são restos de animais, plantas OU SERES VIVOS DE OUTROS REINOS que se conservaram.

      NA MAIOR PARTE DAS VEZES são conservados em sedimentos minerais, principalmente a sílica.
      o processo de fossilização NÃO consiste NECESSARIAMENTE na transformação da matéria orgânica em um composto mineral.
      Um fóssil pode ser definido como QUALQUER RESTO BIOLÓGICO PRESERVADO, INDEPENDENTE DE HAVER OU NÃO a substituição da matéria orgânica por minerais.
      Por meio desse elemento PALEONTOLÓGICO, o paleontólogo (profissional que estuda os fósseis) realiza descobertas de fatos que aconteceram há DEZENAS, MILHARES, milhões, OU BILHÕES DE anos.

      O elemento PALEONTOLÓGICO em questão revela, além de restos de animais e plantas, pegadas e restos de FEZES. Esses registros podem ter diferentes tamanhos, variando, desde dinossauros e ancestrais humanos, até seres microscópicos, como os protozoários.

      Para a realização de estudos DO PASSADO é preciso analisar os fósseis, eles são fontes imprescindíveis para desvendar acontecimentos que ocorreram DE tempos distantes ATÉ OS DIAS DE HOJE.

  • Hilana Sousa:

    Há pegadas fossilizadas na Paraíba também, já li sobre isso. Muito interessante!

Deixe seu comentário!