A verdade por trás do R$1,99

Por , em 17.02.2011

Há mais de dez anos, as lojas de preço único, “tudo por R$1,99”, viraram febre no país. Lá se encontrava de tudo: potes plásticos para geladeira, flores artificiais, material escolar, fraldas descartáveis, lembrancinhas de todos os tipos. Se alguém precisasse comprar o presente do amigo secreto, pratos, copos ou talheres, pilhas para o controle remoto, era só procurar a lojinha mais próxima. Produtos eletrônicos importados da China, os famosos “ching-lings”, também estavam lá na estante esperando o comprador.

Depois de um tempo, os preços foram aumentando. De R$1,99, as lojas foram passando a vender seus produtos por R$3,99, R$5,99… Só uma coisa não mudou: o R$0,99. Já se tornou tão comum deixar aquele centavo para trás que quase não se vê as pequenas moedinhas circulando por aí. Mas, o pesquisador Lee E. Hibbett, professor de marketing da Freed-Hardeman University do Tennessee, revelou que há uma grande tática de venda por trás deste “troquinho”.

É tudo uma questão de leitura. O professor explica que, como a ordem em que lemos segue da esquerda para a direita, o primeiro número chama mais atenção. É por isso que se você vê um produto pelo famoso preço R$3,99 e outro por R$ 4, vai preferir o primeiro. Segundo o pesquisador, isso é a nossa tentativa de diminuir os esforços em comparar preços, vemos o valor cheio, descartamos os decimais e pronto, levamos o produto.

Outra estratégia de marketing é passar a impressão ao consumidor de que um produto com o final 0,99 está em promoção, e que ele está fazendo um ótimo negócio. “Alguns varejistas reservam preços que terminam em nove para seus itens com desconto. Comparações de preços em grandes lojas de departamento revelaram que isto é bem comum, principalmente em produtos de vestuário”, disse o professor da escola Kellogg de marketing, Eric Anderson da Northwestern University, e o professor de administração da escola Sloan, Duncan Simester, do M.I.T. Desta maneira, o cliente fica condicionado a achar que, se tem 0,99 no final do preço, o produto está em promoção.

Segundo artigo lançado pelos professores, até grandes marcas americanas como J. Crew e Ralph Lauren usam esta tática. Quando as roupas são de uma coleção nova ganham um preço inteiro, quando recebem algum desconto, o preço termina em 0,99. Muitas lojas evitam colocar estes centavos em seus preços para não causar a impressão de serem “baratas”. Por outro lado, outras lojas usam os decimais de propósito para criar a ilusão de liquidação.

De um em um centavo que são “deixados pra lá” no troco, essas lojinhas vão crescendo. Não é à toa que nas cidades existam várias “lojas de R$1,99”. O negócio é pensar se realmente se está fazendo um bom negócio. [Lifes Little Mysteries]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votos, média: 5,00 de 5)

34 comentários

  • Roberto Daniel Utzig:

    De uma coisa tenho certeza.
    Na cidade de Gaspar/SC, tem o Lojão do Abreu. Há 7 anos c/ 1,99 sem alteração. Se tem segredo, é esse!!!

  • gloria:

    Nosso tempo ,saúde, sol, família trabalho bem estar valem muito mais q 1 centavo!Se realmente esses centavos enrriquecesse alguém veríamos os primeiros comerciantes desse tipo de lojas todos ricos c\ lojas luxuosas, e ñ é assim vemos q as lojas vão perdendo clientes e deteriorando, c\ mercadorias cada vez mais sem qualidades, muitos fecham as portas no segundo ano de funcionamento devido os encargos trabalhistas e os preços altos das materias primas, então praque brigar p\ nada”Se fora ‘do Brasil eles devolvem até o último centavo, azar deles, estão falidos do mesmo jeito. Vamos valorizar a vida e deixar a burrice de lado q ser sovina ñ ajuda em nada, alguem já conseguiu comprar uma casa ou um carrão c\ centavos de troco, a vida é p\ ser vivida, e dinheiro é bom mas bastante muito ,migalhas ñ serve p\ matar a fome de ninguém, só agusa mais…

    • Esquadros:

      Eu valorizo todas as coisas que citou no início, assim como valorizo quem não tenta passar a perna em mim. E deixar de lado a questão dos 99 centavos é como cruzar os braços quando eles aumentam as tarifas de ônibus por alguns centavos, porque não faz diferença né? Tem muita gente rica com esquemas como esse, porque ele não é só pelo 1 centavo, mas é manipulação psicológica. Eu e você, e talvez uma pequena minoria tenhamos entendimento do impacto disso, mas a grande massa não. E olha, no Brasil tem muita gente.

  • Luna:

    Até parece que funciona assim. Alguém que entra na loja de 1,99 dificilmente compra UM produto. Aí o valor ainda acaba saindo quebrado, mas mais passível de troco.

    • Esquadros:

      Quando eles têm troco, você quis dizer…

  • wilson:

    O caro jefferson se refere aos 365,00 que poderiam ser poupados no período de um ano, se comprassemos 100 produtos por dia a 1,99, coisa que ñ é possível alguém comprar tanta besteira assim num só dia. Então seria a loja de 1,99 que lucraria 365,00 reais em um ano, pq ela sim pode vender 100 produtos num só dia.

  • Jefferson:/:

    Digamos q uma loja venda 100 produtos de1,99 em um só dia. No final do dia teria sido pago R$: 199,00. E aquele centavo que vc ñ fez questão se transforma em 1,00 real. Agora pegue esse real e multiplique por 365 dia (ano). Obviamente vc teria econoomizado R$: 365.00 em um ano. Q pena.
    Bom ñ tá pra combra um carro mais faz toda diferença no NATAL no ANO NOVO ou naquele PRESENTE de ANIVERSARIO DE CASAMENTO.

  • Rodrigo Paim:

    Tanta discussão por 1 centavo.

    Para quem não sabe, a Casa da Moeda gasta 6 centavos para fazer cada moeda 1 centavo.

    6 centavos que saem do seu dinheiro.

    Então pra cada centavo que você poupa 6 centavos seus são perdidos.

  • Luis Souza:

    Douglas LK / 17.02.201 – Daí começariam a cobrar 1,98.

  • Jéssica:

    eu tenho uma mania de q td q passa de 0,70 eu ja tomo em consideração por 1,00. Isso me ajuda mto no supermercado, sempre sobra dinheiro nas minhas compras.

  • Nina:

    O meu centavinho de troco é meu, sim, e faço questão. Uma vez, numa loja, ouvi na fila atrás d emim alguém me chamar de “miserável” porque reclamei da loja anunciar um preço e não ter troco para os clientes. Acontece que o “miserável” centavo é do meu trabalho, meu salário, e me pertence. Se oferecem bala como troco eu recuso sempre; é um desaforo!

    Pior é quando falta dinheiro no caixa por causa da falta de moedas de troco; no geral os pobres trabalhadores tiram do próprio salário para cobrir. Se sobra é da loja (em geral supermercado). Linda atitude… Se tanto os clientes quanto os trabalhadores de caixas tomarem uma atitude conjunta essa bandalheira pode começar a acabar.

    O chato é que essa mentalidade (não sei se é típica brasileira ou não, não importa) de deixar o tal centavo para trás para não parecer po-duro ou chato ou outra coisa é mais uma das maneiras de reforçar o péssimo costume do comércio de lesar os clientes, exercendo o abuso de poder econômico. Paguem então com cartão, apesar de isso dar dinheiro aos bancos por eles cobrarem cerca de 5% valor da compra.

    • Esquadros:

      Apoio em cada vírgula. As pessoas não entendem que não queremos moedas de 1 centavo sendo fabricadas novamente(Custo e produção não favorecem, além do valor ser muito pequeno para nós que “não temos” comércio), apenas que os comerciantes tomem vergonha na cara e comecem a colocar o valor real, para não tirar proveito de nossas “”distrações””. Até porque psicologicamente é mais viável um 1.99 do que 2.00. Tem gente aí falando que mercadinhos não lucram por conta disso, mas lucram sim! Onde não tem movimento de compra não vai ter lucro nunca, mas agora, e os supermercados grandes? Tipo extra, walmart e CIA? E as lojinhas de roupa tipo Marisa, C&A? Vocês acham que eles vendem uma peça por dia é? A maioria das roupas ou dos produtos destas lojas que citei, se pegarem a nota fiscal, é tudo ,99. No final do dia, o fechamento de conta nestas lojas aí, os 1 centavo faz muita diferença. Se alguém sabe, poderia me dizer se cobram impostos do excedente do pagamento? Até onde eu sei não.

  • Robert:

    Aqui no japão eles tb devolvem os um centavos! outro dia fui fazer compra no mercado e como de costume brasileiro não peguei meu um centavo de troco e fui embora, pra minha surpresa a moça do caixa largou tudo e foi atras de mim pra me entregar a moedinha, nossa eu ja estava bem longe, aqui as pessoas são muito honestas

  • Jonathan:

    E quanto custa produzir uma moeda de 1 centavo?!?!?

    Acho estúpido…

  • Rafaela:

    QUEEEEEEEM NÃO SABE DISSO ?
    KKKKKKKKKKKKKKKK
    aff .

  • SENAM:

    Isso rola nos outros trocos com 2 e 3 centavos sempre arredondando pra cima por isso eu uso assim; se o troco é de 2 eu deixo arredondar pra cima e no de 3 eu exijo que arredonde par baixo. Mas sacanagem mesmo é porque o preço dos combustiveis é em milésimos e não em centavos. A MOEDA NACIONAL É DIVIDIDA EM CENTAVOS e QUALQUER OUTRO que colocar o preço em milésimos da até policia. Porque ninguem reclama?????????

  • Zé:

    Eu sei disso desde os 6 anos de idade, que os 0,99 são uma estratégia, não precisava desses professores do M.I.T e etc terem explicado isso.

  • Balacobaco:

    Funciona na teoria, na prática pra qualquer ser ciente e racional isso é puro papo-furado.

  • Davidson Lima:

    Quem deseja a volta da nota de 1 real dê um up!

  • Anderson Dantas:

    O melhor é sempre comprar com cartão pra não sobrar troco.

  • Marte:

    Em Comunicação isso tem nome: preço aparente.

  • Rodrigo:

    Falo mesmo, 1 centavo serve pra porra nenhuma.

    Nada de encher cofrinho, se juntássemos 500 moedas de 1 centavo daria 5 reais. Todo esse trabalho, tempo e espaço vai dar pra comprar o que ?

    Demorar Meses para comprar 2 passagens de ônibus e umas balinhas ?

    Quer ficar com meus 1 centavo ? Ótimo, nem ligo.

  • João Antonio Guarneiri:

    Existem lojas que dão um vale de um centavo para cada compra de R$1,99, o que resta saber é quantas pessoas vão guardando aquele vale, ou se elas fazem uma compra grande o suficiente para conseguir um outro objeto nesse valor!!!

  • Gray:

    Na verdade, não é tão simples.

    Economicamente falando, sobrar dinheiro é tão ruim quanto faltar, pois altera toda a contabilidade, influi sobre impostos, etc

  • Bruno de Jesus Mota:

    Isso é uma forma das lojas sempre ganharem 1 centavos de nos consumidores.
    Fica efidente que é um crime de extorsão contra o consumidor!
    Somente quem ganha com isso é o governo e os comerciantes.

  • Natasha Romanzoti:

    Essa mania de não dar troco é só do brasileiro. Em muitos países da Europa eles dão o troco certinho, assim como esperam que o consumidor pague certinho. Voltei de viagem agora com milhares de moedas de 1 e 2 centavos. Não é querer falar do Brasil, pois sem dúvida prefiro o meu país, mas a gente tem que se cuidar se quiser tirar essa ideia de aqui só tem sacanagem e malandragem pra tirar vantagem dos outros.

  • Erico:

    # Gabriel

    Vc sabia que é direito teu de cobrar esse R$0,01 (um centavo)?

    E vc sabia que se loja não o tiver, ela é obrigada a dar o menor troco que tiver, ou seja, uma moeda de R$0,05 (cinco centavos)? E se não tiver cinco centavos terá que te dar 10, 25, 50, 1 real…

    A lei proteje sim o consumidor, porém é o consumidor que não cobra.

    Sem contar que as pessoas consideram vergonhoso parar a fila do mercado, por exemplo, pra cobrar um centavo.

    Mal imaginam elas o quanto as lojas lucram com esse um centavo. rsrs

    Vendo por esse lado, até que os cartões de débito e crédito ganham um ponto positivo.

  • RAMON VALDES:

    SÓ TEM UM NOME ATRÁS DO R$,199 LAW KIN SHON KKKKKKK

  • Harley Eugenio:

    preços como R$ 13,00 nao é bom para colocar em oferta, vende mais colocar 14,99, assim o cliente acha que é menos de 20, 13 é maior que 10, isso é estratégia de venda.

  • Z3hr0_C00l:

    Fico com a ideia de que em 1 em 1 centavo o cofrinho enxe o corpo.

  • Gabriel:

    Talvez esse caso dos 99 centavos se enquadre no crime de extorsão. A loja ganha um centavo do cara sendo que ele não pode fazer nada contra – ele não tem nem a moeda de 99 centavos e nem a loja tem 1 centavo de troco. O que é outro erro, parece que o governo conspira pro consumidor se ferrar e deixar mais dinheiro com ele. Cadê a moeda de 1 centavo? Por que ela sumiu? Ah, sim, foi pra deixar essr 1 centavo com as lojas.

    De um em um centavo, imagina o quanto essas lojas não ganham dos consumidores. Tô falando dessas lojinhas mesmo de 1,99 que a gente vê por aí.

    A saída é usar cartão sempre que possível, mas ninguém vai passar no débito uma conta de 1,99. Estamos cada vez mais fadados a nos prejudicarmos, tá louco ¬¬

  • Marcelo Ribeiro:

    Faça como eu e sempre arredonde para cima. O R$ 3,99 vira R$ 4 ao invés de virar R$ 3.

  • Douglas LK:

    com todo o sucesso q as lojas de 1,99 fazem fico me perguntando por que a casa da moeda não lançou a nota de 1,99 ao invez da de R$ 2,00.

  • Douglas LK:

    Muito legau a matéria apesar de eu ja saber disso.

Deixe seu comentário!