10 sinais de que você pode estar com Alzheimer

Por , em 23.09.2014

Milhões de pessoas vivem com Alzheimer, uma doença debilitante que não pode ser evitada, curada ou retardada.

Atualmente, o diagnóstico precoce é melhor arma que uma pessoa pode ter contra a condição. Ele é fundamental para ajudar os pacientes a viverem melhor no dia a dia. Os sintomas podem ser menos severos caso o diagnóstico seja detectado nos primeiros estágios da doença.

“Nossa esperança é que, se pudéssemos identificar os pacientes que estão desenvolvendo a doença no início, teríamos uma oportunidade muito melhor de intervir com tratamentos adequados, e também seria muito mais provável que esses tratamentos fossem eficazes da forma como gostaríamos”, disse o Dr. Keith Black, presidente de neurocirurgia do hospital Cedars-Sinai Medical Center.

Mas, enquanto o diagnóstico precoce permite a intervenção precoce, a maioria dos exames que existem por aí para identificar a doença é ineficaz e sem validade científica geral.

Então, se você suspeitar que um membro da família ou amigo possa estar desenvolvendo a doença de Alzheimer, dê uma olhada nessas 10 sinais de alerta feitos pela Associação de Alzheimer. Esses sinais são confiáveis e elaborados por especialistas. Mas, atenção: eles não são um diagnóstico completo. São um parâmetro para chamar sua atenção de que talvez seja hora de procurar ajuda médica especializada.

1. Alterações de memória que perturbam a vida diária;
2. Dificuldade em lidar ou resolver problemas de planejamento;
3. Dificuldade em completar tarefas em casa, no trabalho ou em momentos de lazer;
4. Confusão com o tempo ou lugar;
5. Dificuldade para entender as imagens visuais e relações espaciais;
6. Problemas com palavras na fala ou escrita;
7. Perder objetos constantemente, e dificuldade de “refazer os passos” para encontrá-los;
8. Diminuição ou falta de bom senso;
9. Afastamento de atividades laborais ou sociais;
10. Alterações de humor e personalidade.

Ao invés de diagnosticar a doença de Alzheimer em casa, a melhor conduta é sempre procurar um médico especialista. Não demore a fazer isso: quanto antes a condição for identificada, mais chances a pessoa terá de viver uma vida melhor e mais lúcida. [CNN]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 5,00 de 5)

4 comentários

  • Walterdes De Brito Barbosa:

    Alzheimer podem e devem ser evitados, é só se prevenir.
    Óleo de coco duas vezes ao dia é suficiente para que a doença não se manifeste.

    • Cesar Grossmann:

      Estudo comprovando isso, tem?

  • marcos s:

    6. Problemas com palavras na fala ou escrita;
    7. Perder objetos constantemente, e dificuldade de “refazer os passos” para encontrá-los;

    Vixeee, já nasci com alzeimher entao kkkk

  • Cesar Grossmann:

    O ex-presidente americano Ronald Reagan (1911 – 2004) começou a sofrer de Alzheimer mas não perdeu o bom humor, reza a lenda que ele chegou no médico dizendo que tinha duas queixas, a primeira era que estava tendo problemas de memória e a segunda ele não lembrava mais o que era.

    Na verdade, uma piada trágica, já que o paciente de Alzheimer perde mais que a memória, perde a própria personalidade.

Deixe seu comentário!