Amigos íntimos são menos comuns hoje em dia

Por , em 7.11.2011

Olhe para a página de seu perfil no Facebook. Observe, na tela, qual é o número de amigos que aparece abaixo do seu nome. Conte com quantos, a partir desse número, você realmente tem amizade e divide confidências. Na população, segundo pesquisadores americanos, esse resultado é menor do que era há 25 anos.

Pesquisadores da Universidade Cornell (Ithaca, Nova Iorque), nos EUA, conduziram um estudo com dois mil adultos maiores de 18 anos, a partir de um estudo feito pela internet em abril e maio de 2010. A todos os pesquisados, era questionado o número de pessoas com quem eles discutiram “assuntos importantes” nos últimos seis meses.

A maior parte dos pesquisados (48%) afirmou ter apenas um amigo para confidências. 18% afirmaram ter dois. E 29% dos participantes declararam ter mais de duas pessoas íntimas com quem compartilharem um assunto importante.

Esses números, segundo os pesquisadores, são significativos, mas não revelam necessariamente que estejamos nos isolando uns dos outros. Eles afirmam que essa realidade pode ser apenas uma tendência, uma nova forma de classificar nossas amizades a partir das formas de comunicação que surgiram há menos de 25 anos.

Além disso, apenas os 4% restantes da pesquisa afirmaram que esse número para eles foi de zero. A esse grupo, era questionado em seguida se o número era nulo porque não houve de fato um “assunto importante” nos seis meses anteriores, ou se realmente não dispunham de um amigo em quem confiar. E o grupo de pessoas verdadeiramente “isoladas” foi de 36% dessa parcela. Segundo os pesquisadores, esse índice não é maior hoje do que há três décadas. [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos, média: 4,50 de 5)

17 comentários

  • CAIPIRÃO:

    -Amigo íntimo!Tem que saber o limite dessa intimidade….

    • Ezio José:

      Lógico! Segredos não se compartilha com qualquer um que achamos que pode saber. Intimidade entre mesmos do mesmo sexo supõe confiança e certeza que não será difundidos assuntos pessoais. Se você dá uma escapadela fora do casamento e o bicho está pegando, não irá expor suas verdades para quem não é digno de confiança, e, então, aí que o amigo está presente.

  • Amistad:

    Para “ter” amigos é preciso “ser” amigo!

    • CAIPIRÃO:

      Amistad e Ézio José;muito bom,VCS são realistas,como dizem aquí na terrinha,são os ‘home’ de pé no chão.(homem)…

  • Leyde:

    NENHUMA PESSOA NORMAL CONSEGUE VIVER SEM AMIGOS.
    DUVIDO SE É REALMENTE VERDADE O QUE MUITOS ESCREVERAM AI. EU QUE NÃO QUERIA SER AMIGA DESSES. QUANDO ESTÃO NA LAMA QUEM SERÁ QUE ESTENDE A MÃO?
    SERÁ O PAPAI NOEL?
    OU UM ROBÔ?
    ACREDITO NA AMIZADE SIM. SE EU DISSER AO CONTRÁRIO VOU ESTÁ CONTRADIZENDO E FERINDO PROFUNDAMENTE MINHAS SINCERAS AMIZADES.

  • Ezio José:

    Nem todo colega é companheiro e nem todo companheiro é colega, mas todo amigo pode ser isso tudo e um pouco mais.
    Nossos colegas se resumem mais nos espaços escolares do fundamental ao superior. Muitos desses tornam-se companheiros como os que temos no âmbito do trabalho e por vezes amigos. Companheiros são aqueles que participam da vida ou das ocupações de outrens. O amigo já é diferente. Ele está mais ligado por uma afeição recíproca.

  • ALX:

    Na verdade a culpa, é a mudança da vida, rotinas do dia a dia, trabalhos, casamentos, e por ai vai… Agora se a pessoa foi falsa ou fez algo de desagrado a voce, pode ter certeza q ela nunca foi amiga. Dentro da propria casa é raro encontrar amizades verdadeiras.

  • Glauco:

    Não me lembro a última vez q conversei com alguém…

    • Prego:

      Um psiquiatra pode ser um bom amigo.

  • Gui Melo:

    Tudo isso é resultado de um efeito que tem surgido ultimamente, as crianças não brincam mais juntas, não jogam bola na rua, não tomam banho de chuva, andam de bicicleta e etc, poxa, “robôs não tem sentimentos”. Espero q tenham entendido xD

  • Dayanny:

    Estamos ocupados por de mais da conta hoje em dia, e outro problema basico k temos é que cada vez mais não estamos sabendo ouvir, estamos sendo egoístas mas tudo isso se resume em uma palavra: MEDO,pois sabemos que não podemos mais confiar nas pessoas como antes… o que é um fato muito triste.

    • Ezio José:

      É um fato muito triste, porém, necessário.

  • Muchu Bueno:

    Os valores mudam, mas as pessoas continuam as mesmas.
    Carentes, solitárias e loucas para encontrar um ombro amigo para comparti suas alegrias e lágrimas.

  • Patricia:

    Hoje em dia com tantos assuntos, por conta da globalização, nos acabamos ficando em “segundo plano”.

  • André:

    A falsidade é mais comum hoje em dia. Uma lastima.

  • x Antonio Vandré:

    A nossa espécie está em evolução acelerada desde a Revolução Industrial.

    Estamos desviando nossas energias sociais para outros fins.

    Nos países desenvolvidos vemos isto com mais clareza.

  • laender:

    Na verdade cada vez menos confiamos nas pessoas porque uma nova forma de viver está ficando cada vez mais comum.Solidão.Cada vez mais o Homem está solitário por opção própria e conviver fisicamente não é mais um bom negócio para a nossa própria segurança. Cada vez mais se perde a confiança no ser humano e isto é uma tendencia mundial. Hoje em dia está muito mais difícil e complicado achar uma pessoa para namorar e casar. Observem isto.

Deixe seu comentário!