Anticoncepcional DIU corta risco de câncer do colo do útero pela metade

Por , em 18.09.2011

O anticoncepcional DIU é um método anticoncepcional como vários outros, com vantagens e desvantagens. As mulheres que o experimentaram acreditam, desde as últimas duas décadas, que uma das desvantagens é não proteger o útero do risco de contrair câncer. Mas pesquisadores espanhois garantem que o anticoncepcional DIU é capaz, realmente, de diminuir a possibilidade da doença em 50%.

Anticoncepcional DIU e efeitos colaterais

Alguns médicos, de fato, chegam a desaconselhar a implantação do DIU no útero feminino devido a um suposto aumento nas chances de câncer do colo do útero, o segundo mais comum entre as mulheres.

Um estudo do Instituto Catalão de Oncologia (ou Cancerologia), na Espanha, conduziu uma pesquisa com 20 mil mulheres, e chegou a uma conclusão inusitada.

O DIU, em última instância, não protege as mulheres de uma possível infecção do vírus HPV, responsável por algumas doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) e também pela contração de câncer do colo do útero. Ou seja: usando ou não o DIU, a mulher está sujeita a contrair HPV da mesma forma. Aquelas que usavam o contraceptivo, no entanto, apresentaram metade de incidência de câncer (mais exatamente, 54%) em comparação com as que não usavam.

O desafio dos cientistas, portanto, está sendo descobrir o motivo desse índice: se o DIU não protege o útero da infecção por HPV, por que os riscos de câncer diminuem? Uma das teorias mais aceitas afirma que a inserção e a retirada do DIU no útero, feita por um médico, acaba matando células pré-cancerosas e evitando problemas futuros. Outra possibilidade, segundo os pesquisadores, é que o DIU causa uma inflamação benéfica que confere imunidade a longo prazo quanto à ação do vírus HPV.

Sendo um corpo estranho no organismo feminino, o DIU não fica inerte. Os cientistas estudam cada vez mais a fundo as influências que o dispositivo tem no útero, para o bem e para o mal. Já se sabe que ele pode aumentar, em algumas mulheres, a vulnerabilidade a certas DSTs, além de causar cólicas e sangramento excessivo na menstruação. Mas a possibilidade de o DIU ser um agente na prevenção do câncer de colo é uma ideia muito interessante, e merece ser examinada mais atentamente. [Reuters]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

2 comentários

  • Jairo Wilson Muller:

    Para mim, todo o qualquer corpo estranho introduzido no útero de uma mulher e que fica mais de um dia lá, se tornaria um mal, exatamente como um espinho na carne…. acho que existem tantos métodos anticoncepcionais por ai que evitaria esse risco.

  • filipe eduardo lusakueno:

    Defacto a vossa pagina e muito exelente com as materias bem resumida nota 10.queria mais comentarios a cerca da doença de diabete,que provoca,sintomas, tratamento.

Deixe seu comentário!