Médicos têm menos respeito por pacientes obesos

Por , em 28.10.2009

Médicos respeitam menos os seus pacientes gordinhos do que aqueles com peso normal, de acordo com uma pesquisa realizada na Universidade John Hopkins, nos Estados Unidos. O estudo levanta questões sobre as atitudes negativas dos médicos sobre pacientes obesos e o efeito disso na saúde desses pacientes em longo prazo.

Segundo a pesquisa, quanto maior o Índice de Massa Corporal (IMC) dos pacientes, menor era o respeito que os médicos afirmavam ter por eles. Em um grupo de 238 pacientes, um nível de IMC 10 pontos mais alto era acompanhado por uma queda de 14% do respeito que os médicos diziam sentir. O IMC é um cálculo feito com a altura e peso da pessoa, que determina em uma escala se a pessoa está magra, tem o peso normal ou tem sobrepeso. Os índices normais de IMC ficam entre 18 e 25.

» Compaixão do médico ajuda a curar a gripe mais rapidamente

Mary Margaret Huizinga, professora da Universidade que participou do estudo, afirma que a ideia da pesquisa partiu da sua experiência trabalhando em uma clínica para perda de peso. A médica diz que, na clínica, percebeu que muitos pacientes sentiam que não recebiam o mesmo cuidado que outros porque tinham sobrepeso.

Os dados para o estudo foram coletados a partir de 238 pacientes em 14 hospitais em Baltimore, EUA. Pacientes e médicos responderam a questionários sobre a consulta, suas atitudes e percepções sobre o outro. Na média, os médicos expressavam sentir menos respeito por pacientes com os maiores IMCs.

A importância do respeito

Pesquisas anteriores mostram que, quando o médico respeita seu paciente, ele recebe mais informações. Pacientes que não se sentem respeitados podem evitar todo o sistema de saúde e não ir mais ao médico.

Uma limitação sofrida pelo estudo, de acordo com Huizinga, é que ele não conseguiu fazer uma ligação clara entre o respeito do médico e o efeito final dos tratamentos médicos. “Nosso próximo passo é compreender como as atitudes dos médicos perante a obesidade afetam a qualidade de cuidados com esses pacientes”, diz.

» Médico perfura crânio de menino com furadeira caseira e salva sua vida

Por fim, a pesquisadora diz que médicos têm que ser conscientizados que a discriminação contra a obesidade existe. Ela também afirma que as escolas médicas deveriam começar a discutir o assunto para reduzir ou compensar este comportamento. “A conscientização sobre o próprio preconceito pode levar a uma mudança de comportamento e sensibilização que precisam cuidar sobre como agem junto dos pacientes”, afirma a médica. [Science Daily]

Vote: 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars

11 comentários

  • Carlos Eduardo:

    Médico de hoje em dia não respeita ninguém. Descaso e indiferença são as marcas registradas desses profissionais de saúde. Enriquecimento rápido e duradouro, pouco trabalho e nenhum comprometimento com os semelhantes são a máxima deles.

  • diele:

    meu irmão é medico, espero que não tenha preconceito, já que eu sou obesa, mas, em relação ao comentario de um participante meu irmão já disse uma vez, TODOS MENTEM para o medico, pricipalmente sobre sua dieta, não os obesos

  • indis:

    Sou obesa, confesso que na grande maioria das vezes não me senti discriminada ou tratada com indiferença pelos médicos. É claro que trabalhar na área de saúde também ajuda. A única vez que me senti discriminada numa consulta foi justamente numa endocrinologista, o especialista que deveria me ajudar a encontrar um caminho na perda de peso. Nunca mais voltei nessa profissional.

  • wilson:

    Tendo um bolso obeso qualquer paciente será respeitado pois há muito tempo que medicina deixou de ser um sacerdócio e sim um tremendo negócio!
    “Diga-me quanto tens e eu te curarei”

  • Cristina Cátia:

    Bem creio que essa afirmação esta correta. A mesma discriminação que sofrem os gordos, sofrem os fumantes, os alcolatras e os anorexicos e pq nãop dizer os pobres.

  • ylser:

    CONCORDO PLENAMENTE POIS TENHO SOBRE PESO E SINTO ESSA REJEIÇÃO POR PARTE DOS MÉDICOS E POR ISSO EVITO-OS,SÓ COMPAREÇO PERANTE UM MÉDICO QUANDO ESTOU MUITO DOENTE.

  • Cla:

    Um medico conhecido diz que pacientes gordos costumam mentir sobre sua alimentaçao, exercicios, etc, e isso deixa ele puto (o outro lado da história).

  • Ameli:

    Olá! Será que os pacientes também acreditam menos em médicos obesos?

  • CIMONEIA AMARO:

    Bom,o que se pode dizer disso? Nem ha o que dizer porque,os medico de hoje são despreparos ,e nem nos olham,como saber se vç é ou não uma pessoa á cima do peso ? ou que ser magríssimo(a) seja o ideal para vç ser ouvida ,ha algo errado nesta pesquisa.Porque nem nos olham,e nos medicam conforme ouvem,e sem nos olhar e ate apalpar.

    Antigamente para ser um medico havia pós Doutorado e hoje em dia é no OBA OBA, ha muito que ainda tem nome de DOUTOR COM LOUVOR MAS NA MAIORIA….

  • Aldo Daniel Poccioni:

    Aqui no Brasil isto não acontece pois para o SUS a regra e a igualdade custe o que custar !!! e para isso segue a risca a seguinte conduta – NÂO RESPEITA NINGUÊM E PRONTO !!!! nem gordo, nem magro, nem alto, nem baixo, etc.etc.

  • Lestat:

    Meus amigos isso era de se esperar, vivemos num mundo aonde apenas a casca é valorizada

Deixe seu comentário!