É por isso que algumas pessoas são alérgicas a exercícios físicos

Por , em 29.12.2017

Existem dois casos que exercícios físicos podem causar reações alérgicas em alguém: a urticária colinérgica e a anafilaxia induzida pelo exercício. Na primeira, aparecem pequenas erupções na pele que são causadas pelo aumento de temperatura do corpo. Elas aparecem alguns minutos depois do exercício, normalmente na região do pescoço e tórax, espalhando-se pelo corpo depois. Uma simples compressa fria ajuda a aliviar a coceira. Esta reação é mais comum e raramente evolui para algo mais sério como queda da pressão e alteração respiratória, segundo a BVS APS Atenção Primária à Saúde.

Já a anafilaxia induzida pelo exercício é muito mais grave, mas apenas 2% da população mundial sofre com o problema. Nele, acontece coceira generalizada, inchaço nos lábios, olhos ou região genital, sintomas gastrointestinais, falta de ar, chiado no peito. Quem sofre com essa reação alérgica pode chegar ao choque anafilático.

Na anafilaxia causada pelo exercício, os sintomas também aparecem poucos minutos da movimentação, e podem durar até três horas. Adultos jovens sofrem mais com ela, e alguns pacientes só têm a reação depois de ingerir algum alimento específico, geralmente o aipo, trigo e frutos do mar. Nesses casos, a pessoa deve evitar esses alimentos entre quatro e seis horas antes do exercício.

Confira sintomas leves da anafilaxia induzida pelo exercício:
– pele avermelhada
– urticária
– inchaço da pele em qualquer parte do corpo
– inchaço dos lábios
– dor abdominal, náusea ou vômito

Sintomas severos:
– inchaço da língua
– voz rouca
– dificuldade em engolir
– dificuldade em respirar, chiado ou tosse persistente
– sensação de fraqueza ou tontura

Veja algumas combinações que podem desencadear a anafilaxia induzida pelo exercício, segundo dados da Campanha Anafilaxia, do Reino Unido:

Alimento + exercício
Este tipo de reação se chama anafilaxia induzida pelo exercício dependente de alimento (FDEIA). Os sintomas acontecem quando um alimento ao qual a pessoa é alérgica é ingerido antes do exercício, normalmente trigo ou frutos do mar. Pessoas diagnosticadas com FDEIA devem evitar exercícios quando ingerem esses alimentos.

Aspirina + exercício
Sintomas acontecem quando aspirina é tomada no mesmo dia que os exercícios acontecem.

Alimento + exercício + aspirina (ou anti-inflamatório não-hormonal)
A combinação de aspirina, alergia a alimento e exercício pode causar sintomas severos. Um estudo analisou um paciente que tinha reações alérgicas quando ingeria alimentos feitos com trigo e tomava aspirina, e essa reação se tornava ainda pior se ele se exercitasse no mesmo dia. Apenas a ingestão do trigo não causava problemas ao paciente. Em outros casos, anti-inflamatórios não-hormonais causavam a mesma reação.

Exercício + exposição ao frio ou calor extremos
Pesquisadores relatam um caso de um menino japonês de 16 anos que sofria há 4 anos com reações alérgicas toda vez que se exercitava no inverno. Testes mostraram que a combinação de frio e exercício causavam os sintomas.

Como é o tratamento?

É muito importante que quem suspeite tenha anafilaxia induzida pelo exercício procure um médico o quanto antes.

Quem sofre com esse tipo de alergia normalmente tem que carregar uma EpiPen, injeção de adrenalina que ajuda a controlar os sintomas de fortes reações alérgicas. Depois da aplicação da adrenalina, a pessoa deve ser levada rapidamente ao hospital.

Como a reação tem sido estudada há apenas 30 anos, ainda não se sabe se os pacientes superam o problema naturalmente conforme ficam mais velhos ou se sofrem com ele a vida toda.

O ideal é que quem sofre com a alergia nunca se exercite sozinho, e que faça exercícios mais leves.

[BVS APS Atenção Primária à Saúde, Anaplylaxis Campaign, Science Alert]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (9 votos, média: 4,67 de 5)

Deixe seu comentário!