As 5 maiores falhas do Prêmio Nobel

Por , em 14.10.2011

Na sua última edição, o célebre Prêmio Nobel completou 110 anos de existência. Ao longo da trajetória, muitos prêmios merecidos já foram outorgados – mas nem todos. Confira uma lista com cinco decisões, digamos, controvertidas.

1 – Ausência de um prêmio para Gandhi

Idolatrado até hoje por ter libertado a Índia da colonização britânica, pautado por uma doutrina obstinada de não violência, Mohandas Karamchand Gandhi jamais foi agraciado com o Prêmio Nobel. Embora tenha sido indicado cinco vezes, o líder espiritual que passou para a história com o nome Mahatma não foi lembrado como um expoente na luta pela paz. Em 1948, ano em que a premiação ocorreria poucos dias antes de seu assassinato, a organização deixou o prêmio vago por “falta de candidato adequado”.

2 – Prêmio para o criador da Lobotomia

Você já ouviu falar em lobotomia? É um procedimento cirúrgico primário que consiste, basicamente, em cortar (literalmente, e às vezes de forma rudimentar) as vias que ligam o lobo cerebral ao tálamo. Inventada em 1936 pelo psiquiatra português António Egas Moniz, essa técnica era usada para acalmar pessoas com surto psicótico.

Em 1949, a “cirurgia” rendeu a Moniz o Prêmio Nobel de Medicina. Mas se revelaria um erro. Inicialmente concebido para ser usado apenas em casos extremos, onde o doente mental ameaçasse violência ou suicídio, a lobotomia foi banalizada por Moniz e por um médico americano chamado Walter Freedman. Hoje considerado selvagem e anti-ético, o procedimento chegou a ser aplicado mais de 20 mil vezes nos Estados Unidos.

A lobotomia jamais foi um método que realmente curou alguma coisa. Cortar ligações importantes do cérebro era apenas um paliativo, mas os surtos psicóticos retornavam no paciente pouco tempo depois, às vezes com violência. Em muitos casos, o paciente acaba ficando em estado vegetativo. O próprio Egas Moniz acabaria em uma cadeira de rodas, ao levar um tiro de um paciente que ele mesmo havia operado através de lobotomia. Apesar disso, levou o Prêmio de 1949.

3 – Israelenses e Palestinos vencem Nobel da Paz

No início da década de 90, foram muitas as reuniões entre o Primeiro Ministro de Israel Yitzhak Rabin, o Ministro de Relações Exteriores Shimon Peres e o líder da Organização para a Liberação Palestina Yasser Arafat. Apesar da série de encontros em Oslo (Noruega), mediados pela ONU entre os líderes, nenhuma proposta sólida para a paz na região foi alcançada, e eles nem chegavam a concordar em algum ponto das discussões. Apesar disso, os três foram laureados com o Nobel da Paz em 1994.

4 – Más indicações na literatura

Aparentemente, um erro de interpretação dos organizadores fez com que o Nobel de Literatura, entre 1901 e 1912, fosse entregue a autores sem expressão. Segundo a vontade expressa de Alfred Nobel, o fundador, a medalha deveria ir para o escritor que produzisse “no campo da literatura, o mais excelente trabalho de direção ideal”.

Quem outorgou os primeiros prêmios, conforme teoria do site americano LiveScience, imaginou que se tratasse de premiar autores com obras idealistas e puras. Por essa razão, autores renomados como James Joyce, Leo Tolstoy, Anton Chekhov, Marcel Proust, Henrik Ibsen e Mark Twain jamais foram lembrados. O motivo? Suas obras eram depressivas e pesadas.

5 – Ausência do criador da Tabela Periódica

O russo Dimitri Mendeleev criou, em 1869, uma ferramenta que iria revolucionar o mundo da química. Baseada no peso atômico dos elementos, a Tabela Periódica é até hoje o maior auxiliador dos cientistas em várias tarefas, e suas consequências indiretas estão em quase todos os campos da ciência.

Apesar disso, o cientista russo nunca teve a honra de levar o Prêmio. Ele morreu em 1907, seis anos depois da criação do Nobel, e não foi lembrado em nenhuma das edições. E se você acha que isso aconteceu porque o Nobel dá preferência a méritos mais recentes, é um engano: na edição de 2011, alguns dos premiados fizeram suas descobertas há mais de trinta anos. [LiveScience]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos, média: 5,00 de 5)

87 comentários

  • Xandão:

    Alguém sabe se Jhon Lennon já levou algum? O cara também mereceu…

    • Peter Byron:

      falta o Nobel do brasil.

  • Adriano:

    No fundo o que se quer eh que, pelo menos daqui em diante, o premio nobel seja atribuido tendo enconta o minimo de racionalidade e isencao de influencias…

  • Orlando Rios:

    Deveriam dar um Nobel para mim. Motivo:

    Salvei meu namoro ontem.

    Eu mereço pessoal. Me indiquem, por favor.

  • Miguel:

    Outra falha: o prémio Nobel da paz de 2007 que foi atribuído a Al Gore por apresentar uns slides sobre o aquecimento global. Quem o devia ter ganho era Irena Sendler, que nesse ano foi propósta para ganhar o prémio nobel. Ela, na 2ª Guerra Mundial trabalhou no gueto de Varsóvia, onde conseguiu salvar cerca de 2500 crianças de serem mortas pelos nazis! Isto também foi uma grande falha!

  • André:

    O McCanney e o Glauco também mereciam. Em muitos casos, a premiação é injusta!

  • claudemir da silva:

    na minha conserpição GANDHI era o quer merecia mais

  • dieux:

    porque n um nobel para george bush tambem, afinal o cara sabe fazer descobertas por onde passa petroleo nê!!!??????

  • dieux:

    porque n um nobel para george bush tambem!!!??????

  • jurandyr de souza coutinho:

    O prêmio nobel da paz de 1988 agraciou coletivamente as forças de manutenção da paz da ONU.6300 soldados brasileiros tomaram parte nesta missão na Palestina entre 1957 e 1967.Portanto o brasil também tem prêmio nobel!

  • Max Allois:

    Outra falha: Não existe Prêmio Nobel para Matemática 🙁

    • Eduardo:

      Mas existe o Prêmio Abel, ou medalha Abel, como queira chamar, para laurear importantes avanços na matemática. 😉

    • Gil Cleber:

      Consta que não há prêmio nobel para matemática porque Alfred Nobel era inimigo visceral de um matemático. O brilhante John Nash (cuja vida foi filmada em “Uma mente brilhante) recebeu o prêmio não pela Matemática, mas pela Economia (parece que sua teoria foi de grande importância para a Economia).

    • Ducas:

      Me explique como Alfred Nobel poderia ser inimigo ou ter qualquer desavença com John Nash, se o primeiro morreu em 1896, e o segundo só nasceu em 1928?. Essa provavelmente é mais uma daquelas “histórias” que rodam a internet e ninguém se dá ao trabalho de observar o óbvio, propagando contos sem fundamento. sobre John Nash expecificamente vc disse certo, só acrescento que o Nobel de Economia ganho por ele(junto com 2 outros estudiosos) é referente a “Teoria dos jogos”, um ramo da matemática aplicada que estuda situações estratégicas onde jogadores escolhem diferentes ações na tentativa de melhorar seu retorno( é amplamente usado na bolsa de valores até hoje).

    • Gilberto M.:

      Gostaria de comentar que o Sr John Nash era portador de esquizofrenia grave e isso não o impediu de fazer um grande trabalho. Muitos esquizofrênicos conseguem ter uma vida produtiva.

    • Tiago Emilio Siller:

      mas na matematica existe a medalha fields, equivalente ao nobel

  • AZTECA:

    O autor do livro a que me referi é o Doutor Chernovitz.

  • AZTECA:

    Tenho um livro de medicina editado em meados do século
    dezenove,cuja leitura hoje,mesmo para leigos,é divertidíssima
    pelos conceitos (e preconceitos!)médicos vigentes à época.
    Hoje,podemos achar engraçados,ridículos e até mesmo desumanos
    mas não temos o direito de chamar de ignorantes ou loucos a
    que os adotavam.
    É o caso da lobotomia adotada pelo doutor Egas Muniz,que representou um avanço para a Ciência Médica de então.
    Imaginem qual era o tratamento dado aos doentes mentais da-
    quele tempo,considerando-se a realidade atual…
    Lembremo-nos do doutor português,se não pelo pioneirismo,
    pelo menos pela invenção da Angiografia Cerebral (obrigada
    pela aula,Luciano!),que permitiu-me o diagnóstico precoce de
    um aneurisma cerebral.
    Ademais,vocês já pensaram o que os nossos pósteros pensarão de nós,ao saberem da atual Colonoscopia?…..

    • Gil Cleber:

      Muito bem lembrado!

  • WILSON:

    O premio Nobel é e sempre será tendencioso pois ele está mais para políticagem do que as causas pelo qual foi criado ! Tem muito prestígio mas deixou de ser confiável !

  • Susana A.:

    Já não há paciência para brasileiro a rir com português, meu deus. Quanta ignorância… Acha muita graça também ao Nobel da Literatura José Saramago? E aos prémios Pritzker da arquitectura do Álvaro Siza Vieira e Eduardo Souto Moura?

    Nem sei porque estou a perder o meu tempo. Talvez esteja apenas a ser o meu momento patriota (português).

    • Gilberto M.:

      Susana, por favor, não me leve a mal, mas eu concordo com a reportagem sobre o equívoco do Nobel ao criador da lobotomia. É claro que foi em um período sem recursos farmacológicos para a Psiquiatria, mas o prêmio deveria ser para os melhores avanços nessa área e a lobotomia não foi o melhor avanço. O tal médico poderia ser de qualquer nacionalidade, poderia ser até um brasileiro e minha opinião seria a mesma. Não tenho nada contra o povo português. Muito pelo contrário. Nacionalismo é algo ultrapassado, em minha opinião. Nessa questão eu sei que sou minoria, por enquanto.

  • Campos:

    O premio Nobel dado para três cientistas pelo estudo feito para provar a descoberta da eceleração do universo. Este premio além de precipitado foi injusto. Afinal quem descobril que o unverso estava se acelerando, foi Edwin Hobble, no século passado. Em segundo lugar, foi uma equipe de astronomos que colaboraram nos estudos atuais. Alem do mais “brasileiro questionam a aceleração da expansão do Universo” (veja na internet). Isto deveria ser levado em conta. Além do mais, existem mais de dez evidencias de que o universo não se expande, no blog: “Olhando o Universo”. Talvez, se tudo isto for levado em consideração, este premio pode ser anulado.

    • Gil Cleber:

      Hubble não descobriu que o universo estava acelerando, descobriu que o universo estava em expansão, o que é bem diferente. A aceleração do universo foi descoberta em 1997.

  • Skill:

    sem contar que o próprio premio já é uma aberração:

    Alfred Nobel criador o prêmio foi uma dos maiores negociantes de armas do Mundo…e para Hitler durante as guerras.

    E sabe como é né…chega a velhice e a morte começam a tentar fazer benfeitorias na humanidade que ele mesmo sujou.

    Não tem nada de bobinho este Alfred Nobel.

    • Carlos:

      Nobel morreu em 1896. Como ele poderia negociar armas para Hitler!?!

    • Neloir:

      Mercado futuro, meu caro!….

    • Ian:

      rachei!

    • Gustavo J C. S.:

      auhahu rachei²

    • Ducas:

      Esse é mais um daquele contos da internet que as pessoas propagam achando que estão prestando um serviço, mas não se dão ao trabalho de fazer uma simples verificação de datas para atestar o básico de sua veracidade, e acabam promovendo um deserviço a todos.

  • Mochileiro:

    rsrsrs Obama merece um Nobel da paz… Gandhi não 😉

    • Mochileiro:

      Alguem entendeu a “ironia” do fato?

    • Successor:

      Faltou o meu!!!!!!!!!!

    • Cabeção:

      Eu entendi xD

  • Luiz Francisco Guimarães:

    Outro prêmio equivocado, na minha análise, foi a concessão de NOBEL DA PAZ ao Mister Presidente americano Sr. OBAMA. Deveria ser revisto e confiscado esse título ao Sr. Obama. Nada a ver com paz.

    • Marcus:

      Concordo. Ia falar isso.

    • Mrodrigues:

      Concordo.

    • DColombo:

      Eu ia falar disso, concordo plenamente com vc

    • Jonatas:

      Tens toda a razão.

  • AZTECA:

    Os franceses consideram Santos Dumont como o verdadeiro inventor do avião´.
    Na Avenue Champs Élysées existe um prédio onde se pode ler em uma placa:
    ” Aqui viveu Santos Dumont,o Pai da Aviação”
    No antigo Ginásio,os da minha geração,aprendíamos a cultuá-lo e havia até um hino em sua homenagem (meio piegas,reco-
    nheço!)que dizia:
    ” A Europa curvou-se ante o Brasil
    e clamou parabéns em meigo tom.
    Brilhou lá no céu mais uma estrela
    Apareceu Santos Dumont!.
    Hoje,porém,os valores mudaram -para melhor ou para pior – e até a concessão do Nobel ,muitas vezes atende à injunções políticas espúrias,premiando quem não merece.
    Não me espanta que um certo” ex-prezidente ” pretenda
    ser laureado,já que diversas universidades de prestígio lhe concederam o Doutorado “honoris causa”.
    Cruzes!!!!!!

    cas espúrias,

  • Gil Cleber:

    Algumas falhas aí são evidentes, mas não é verdade que os autores premiados entre 1901 e 1912 com o Nobel de literatura eram sem expressão, e é uma injustiça dizer isso. Rudyard Kipling, p. ex., autor de “A Luz que se Apagou”; Frederic Mistral, autor de “Miréia”; Selma Lagerlof, autora de contos lindos, todos excelentes autores. Alguns autores muito ruins foram mesmo premiados, no entanto: Gabriela Mistral (1945), Kal Spiteller (1919), Hemingway (1954). Foi injustiça que Marguerite Yourcenar e Virgína Woolf não tenham sido premiadas, Yourcenar que poderia ter sido premiada juntamente com algum dos laureados no anos 70, e Woolf num dos anos em que o prêmio não foi atribuído: 35 e 40. Quanto a Joyce e Proust não mereciam nobel nenhum mesmo, e foi bom que não receberam o prêmio. Seriam premiados pelo quê? Joyce pelo romance mais chato de todos os tempos (Ulisses), Proust pelo récorde imbatível de dizer o menos possível com o máximo possível de palavras: Os sete volumes de Em busca do tempo perdido poderiam ser reduzidos a um só e bem magrinho, e toda a história seria ainda assim contada em detalhes. Tempo perdido mesmo é ler essa merda.

  • magoado:

    Esqueceram de mencionar os que descobriram
    a” LUA”….

  • Steve:

    Israelenses e Palestinos vencem Nobel da Paz

    LOL LOL LOL LOL LOL LOL LOL !!!

  • Successor:

    faltou o meu…

  • Fernando Ramos – Portugal:

    Isso não é um momento patriota. Isso é um momento racista e preconceituoso.
    Momento patriota seria se o senhor apresentasse as razões que justificariam a atribuição do prémio a um brasileiro e não a um português.

    O seu mal (e o de muitos brasileiros) é que não conhece o povo português. O seu mal é que cresceu com ideias preconcebidas e erradas sobre a cultura portuguesa e sobre o povo português.
    As mulheres de pelos nas pernas e buço, o “Manel” com bigode, o “Óh pá”, etc, não fazem parte do visual ou léxico português.
    Olha se eu aplicasse a todas as brasileiras e brasileiros o estereótipo que é aplicado cá em Portugal, relativo ao que de mau cá se conhece dos brasileiros (e brasileiras) que cá vivem???

    Deve-se evitar falar daquilo que se desconhece.

    (que me desculpem os restantes mas revolta-me particularmente este tipo comentários racistas)

    • MRodrigues:

      Portugal é um dos berços da cultura mundial. Principalmente na literatura.

      Entre os brasileiros, creio que aquele que mais tem chances de vencer um Nobel é Miguel Nicolelis.

  • Wladimir:

    Ates de crucificar Egas Moniz, temos que lembrar que no caso dele , naquela época, não haviam medicações ou outros métodos eficientes para os pacientes violentos e de risco. Não nego que esta intervenção é considerada hoje mais do que ultrapassada, perigosa e ineficaz. Mas da mesma forma, antigamente se faziam cirurgias sem anestesia e assepsia e ninguém hoje critica aqueles primeiros cirurgiões, acho que ele errou sim, não com intenção de piorar, mas tentando ajudar.

    • Luciano:

      Concordo plenamente, temos que analisar a cirurgia de leucotomia frontal dentro do contexto da época que foi criada, onde pouco se podia fazer pelos pacientes psiquiátricos graves, em uma época onde a psicofarmacologia praticamente inexistia, onde os pacientes viviam isolados da sociedade às vezes durante toda sua vida. Um fato interessante sobre Egas Moniz é que ele foi o idealizador da angiografia cerebral, um método diagnóstico que ainda hoje é essencial na investigação de pacientes neurológicos, com certeza uma contribuição muito mais importante.

  • DOUGLAS:

    NA MINHA CIDADE APARECE UM PESSOAL FAZENDO PESQUISA DE MELHOR “VEREADOR”, MELHOR “MÉDICO”. MELHOR “ESTABELECIMENTO COMERCIAL” E ETC… ENFIM GANHA QUEM PAGAR PRA EMPRESA O VALOR QUE ELES PEDEM PARA A DIVULGAÇÃO E PROPAGANDA…

  • Afonso:

    Afonso / 14.10.2011
    Seu comentário está aguardando moderação.

    cof cof…

  • Leila Maria Rinaldi Vieira:

    Se observarmos atentamente, muitos fatos históricos são considerados estranhos para nós, é que o ser humano tem uma característica muito forte, de dar vazão às suas preferências. Daí aparecerem erros muito grandes em escolhas deste tipo.
    Espero, que em datas mais próximas a inteligência humana, com tanto desenvolvimento tecnológico, possa desenvolver um pouco mais a nossa capacidade de conhecer a verdade dos fatos, e sermos mais corretos nas nossas escolhas.

  • Afonso:

    Agora o hypescience desceu mesmo baixo.

    A lobotomia hoje considerada uma grande agressividade, na altura, levou a grandes avanços em conhecimentos do funcionamento do cérebro humano. Ele próprio, Egas Moniz, e como vocês aqui escreveram, dizia que apenas se aplicava em casos extremos, em que havia agressividade e violência dos pacientes mentalmente deficientes. Os americanos é que banalizaram o processo e faziam o processo em qualquer doente mental.

    Hoje em dia é um processo agressivo, e nunca é usado em qualquer caso de deficiência mental. Mas há quase 100 anos atrás foi um grande avanço para a medicina.

  • Anderea:

    cortar as vias que ligam o lobo cerebral ao tálamo?António Egas Moniz deve ser loco como deram premio nobel a ele? por que ele não retirou celebro todo dos pacientes então cortar essa vias é mesma coisa que jogar futebol com celebro de alguem a ponto de ter danos na mentalidade sérios.totalmente banal

    • Anderea:

      4 pessoas sabem sobre neurologia

    • Gustavo J C. S.:

      Se ele não tivesse feito isto, provavelmente hoje você não saberia a metade do que sabe hoje sobre o cérebro humano..

    • Fernando Ramos – Portugal:

      Será que não leva em linha de conta a época em que isto aconteeu ou julga que sempre se pensou como hoje e sempre se tiveram os conhecimentos que hoje em dia temos???

      Às vezes temos de pensar um pouco, colocarmo-nos na pele e situação dos outros para conseguirmos entender os seus actos.

      O senhor(a) por vezes não lhe parece demasiadamente medieval alguns tipos de tratamentos que se fazem hoje, principalmente algumas intervenções ao cérebro onde se utilizam serras, brocas, berbequins, etc?
      Como é será que no futuro nos vão chamar por este tipo de coisas?

    • Jadson:

      Imagino como deve ser o seu “celebro”…

  • Glauco:

    Também teve o Bush que ganhou o Nobel da Paz pelos seus esforços como presidente americano ANTES de se tornar presidente e ANTES de manter todas as tropas intocadas no Oriente Médio. Prêmio Nobel da Guerra!

    • Hugo:

      O Glauco como sempre falando besteiras e os bobos leitores aprovando sem saber o que estão fazendo. Bush nunca foi laureado com prêmio Nobel.

      Editores desse site, por favor, bloqueie esse Glauco.

    • Glauco:

      Fica na tua aí… todo mundo percebeu que eu confundi o Bush com o Obama.

    • Fernando Ramos – Portugal:

      Tem graça, eu percebi logo…
      Talvez o restante pessoal não se lembrasse que o Obama, vergonhosamente, recebeu o Nobel da Paz…

    • EltonPaes:

      Eu avisei, ninguém quer me dar ouvidos…

    • Eduardo Amaral:

      Esse Glauco é um panaca metido a sabido. Premio Nobel prá Bush?
      Quando? Onde?

    • Glauco:

      Eu tb acho q eu exagero.

    • Fernando Ramos – Portugal:

      Ainda gostava de perceber qual é o vosso problema com o Glauco.
      Pelo que tenho lido, ele apenas contrapõe o que é escrito e o que alguns de vocês dizem.
      Chama-se a isso dar opinião, troca de ideias.
      Ainda não reparei nenhma ofensa dele para com os outros, no entanto o contrário já.

      Tenho reparado que muito pouca gente aceita ser contrariado na sua opinião.

      Podem-me explicar?

    • João Paulo:

      Prezado Fernando Ramos. Esse Glauco (não sei se é um ateu ou fanático religioso) sempre ofende os leitores desse site, cometendo erros, mas principalmente agredindo gratuitamente autores e leitores com opiniões do tipo “Ciensia [sic] porca!!!!”. Veja mais exemplos no Google: http://tinyurl.com/4xpq55m

    • Fernando Ramos – Portugal:

      João, desde quando cometer erros é uma ofensa? No mínimo é falta de conhecimento, distracção, etc.
      Eu cometo erros. O senhor não?
      Se dar opinião dizendo “ciência porca” é uma ofensa, então quem está ele a ofender?
      Será que um cristão praticante, quando é confrontado com alguém que não acredita em Deus, tenta apresentar as suas razões de uma forma vigorosa está a ofender ou a defender o seu ponto de vista?

      Deixe-me dizer-lhe que o senhor me ofendeu. Escreveu mal a palavra “Ciensia”.

      O Mauro poderá, quanto muito, julghar que sabe e não saber. Mas isso todos nós somos assim. Uns mais do que outros. Ou há aqui alguém que se ache melhor que alguém?

    • Glauco:

      Credo, vcs tão de bulling comigo!! Abaixo o bullyng virtual!! Vou andar com medo na rua!!

    • Glauco:

      Eu não sei tb o q ocorre bixo! Às vezes pego pesado, mas o máximo q fiz foi um comentário à respeito do bigode do César… de resto só falo mal da ciência que nos é empurrada, a forma como ela ignora cientistas como o Velikovsky, o McCanney, o Lattes, o conhecimento que os antigos nos deixaram…

      Eu acho que eles tem medo de estarem errados.

    • Milena Karla:

      Glauco,muda essa foto cara.Tá fazendo as pessoas te odiarem e terem medo de você…

    • Marcus:

      mesmo sendo o Obama, ele ganhou o premio quando jah era presidente

    • Fernando Ramos – Portugal:

      Claro!!
      Antes disso ele não era muito conhecido…

  • Raphael:

    Esqueceram de citar César Lattes. Descobridor do Meson Pi, até hoje a causa dele não ter ganho o prêmio é um misterio obscuro cujo a revelação depende de uma carta de Niels Bohr que só poderá ser aberta ano que vem.

    • justcyber:

      Fonte?

    • Glauco:

      Procura no Google, as fontes são muitas.

    • Steve:

      Nao sabe como usar GOOGLE ?? :-/

  • Fábio Valentim:

    Esqueceu de citar o Barack Obama como Prêmio Nobel da Paz.

  • Clara Telis:

    Gandhi e Mendeleev não terem levado o Prêmio Nobel por seus respectivos feitos chega a ser ridículo.

    • Flor de Lis:

      Concordo em gênero, número e grau… a respeito de Gandhi principalmente.

  • Jumento:

    o mundo da ciencia é cheio de casos de pessoas baixas que roubam ideias alheias e no fim acabam se dando bem com a gloria de algo que nao criaram…

    exemplo: Santos Dumont, injustiçado, hoje nao é reconhecido como criador do aviao em lugar algum senao no brasil, foi vencido pela propaganda americana e provavelmente será esquecido de vez nos proximos seculos…

    • Mariana:

      Vale lembrar que na Torre Eiffel em Paris são feitas homenagens a várias pessoas e/ou eventos importantes que aconteceram na Torre. Em um dos andares é possível ver placa comemorativa em homenagem a Santos Dumont, considerado também por eles, pai da aviação!

    • Carlos:

      Interessante que, no memorial dos Irmãos Wright ( supostos os primeiros a voar, segundo os americanos ), na Carolina do Norte, há um enorme retrato de Santos Dummont no corrredor principal.

      Mas, de fato, Santos Dummont era mais francês do que brasileiro; aqui seus trabalhos nunca foram aprovados ou mesmo reconhecidos, antes da volta em torno da Torre Eiffel.
      .

    • JUMENTO:

      Ola Sósia.
      Não foi só Santos Dumont o injustiçado pela propaganda Norte-Americana… se voce observar, tudo passa por este crivo, tanto que, até hoje, a viagem Lunar Norte-Americana é questionada se realmente aconteceu ou não. Isso faz parte da predominancia. Até agora, não vi ou ouvi nenhum ser humano que tenha um telescopio que voce compra nas lojas, falar que viu a Bandeira Americana espetada lá. Mas daí vão dizer: Está colocada do lado escuro da Lua, por isso não vemos. Mas então, como havia luz solar nas filmagens? Foram pra lá num dia de Eclipse Solar (que é quando o Sol ilumina a parte escura da Lua e a Parte Clara, visivel para nós fica escura)???

    • Fernando Ramos:

      Jumento, provavelmente ninguém disse que viu a bandeira americana na Lua porque os telescópios que se vendem ao público não têm o poder de ampliação necessário para distinguir um objecto pequeno como esse.
      Por outro lado, ninguém pode dar a desculpa que ela não é vista porque está no lado escuro da Lua porque… a missão foi do lado iluminado. Daí o facto de haver luz nos filmes…

    • Bruno:

      Fernando,
      não existe lado escuro da lua. o que ocorre é que apenas um lado é apresentado para a terra pois a lua nao gira em torno do proprio eixo. Quando o lado “nao visivel” tem luz, aqui enxergamos como lua nova. Abraço.

    • Fernando Ramos (PORTUGAL):

      Bruno, eu sei disso muito bem. A expressão “Lado escuro da Lua” é usada para referenciar a face da Lua que NUNCA está virada para a Terra.
      Também se lhe chama “Lado oculto da Lua” ou “Lado negro da Lua”

    • Sandro Aléssio Vidal de Souza:

      Caro Bruno, a Lua gira SIM em torno do próprio eixo…

Deixe seu comentário!