Astrofísica: As 3 perguntas mais frequentes

Por , em 29.01.2012

Esteja na sala de aula, em uma festa ou conversando com visitantes do planetário onde trabalha, Charles Liu sabe que cedo ou tarde alguém vai fazer uma dessas três questões.

“Eu nunca estive em um local público onde as pessoas soubessem o que eu faço e ninguém perguntasse algo do tipo”, comenta o cientista. Ele é professor de astrofísica e trabalha no planetário Hayden.

Ao longo dos anos, Liu desenvolveu algumas respostas muito sólidas, baseadas em evidências científicas e em sua opinião, para essas três questões. Aqui vão elas:

Astrofísica e suas perguntas mais frequentes

Existe um Deus?

“O que eu digo para as pessoas é que a ciência, em geral, e a astronomia, em particular, não ficam pensando se existe ou não um Deus. Na ciência, as conclusões são tiradas a partir de evidências e confirmações de previsões, e é isso que diferencia o conhecimento científico do não científico.

Recentemente, o Papa Bento disse algo do tipo: ‘A teoria do Big Bang é a prova de que Deus existe’. Na verdade não é. É só uma prova de algo aconteceu no começo do universo, quando não havia tempo ou espaço, e então começou o tempo e o espaço. Para muitas pessoas, as descobertas astronômicas confirmam o que elas já pensavam: que Deus está lá. E para muitos outros, as descobertas dos astrônomos confirmam o que eles já pensavam, que Deus é desnecessário – que Deus não existe.

Então o Big Bang não prova realmente que Deus ou deuses existem ou não, ou se um monstro voador de espaguete é real ou não; é simplesmente muito, muito legal.

“Uma última coisa sobre essa pergunta: as pessoas perguntam, ‘bem, o que você acha?’. E eu digo, ‘eu não sei’. Eu penso que o universo é lindo, complexo e fascinante. E eu não vi nenhuma evidência que mostre um ser divino onisciente no controle do universo. Mas não há nada que diga que isso não existe, também”, conta.

Existem alienígenas?
Astrofísica

“Sim. O universo é tão vasto e as leis da natureza tão consistentes que as chances da vida se desenvolver em apenas um local é essencialmente zero. Se a vida apareceu em um lugar, tem que ter aparecido em outros”, diz.

Então, os extraterrestres existem? Sim. Mas eles pousaram na Terra? Não. Nenhuma das chamadas evidências extraterrestres aqui na Terra passou por um teste científico rigoroso.

Vamos, em algum dia, fazer contato com eles? Desde o advento do rádio, sinais são enviados da Terra e viajam cerca de 50 anos-luz, ou 430 trilhões de quilômetros. Mas só a nossa galáxia tem quase 900 trilhões de quilômetros. Então os sinais de rádio teriam que viajar muito mais para pegar pelo menos uma fração da Via Láctea. Então um civilização em algum lugar da nossa galáxia teria quase nenhuma chance de captá-lo, a não ser que estivesse muito perto.

E, ao mesmo tempo, com todos nossos esforços, quase não conseguiríamos detectar sinais de rádio de uma estrela próxima, muito menos uma distante. Então existem chances de conseguirmos fazer contato com vida extraterrestre? “Sempre é possível, mas as chances são muito, muito remotas”, explica.

O aconteceria se eu caísse em um buraco negro?

“Essa é uma pergunta dividida em duas. Aqui na Terra, nós temos as marés. Elas funcionam basicamente com a lua puxando mais um lado da Terra, e como resultado o globo se alonga levemente, dependendo da posição do satélite. Mas a Terra é robusta, então você não a vê se movendo muito, mas a água é líquida, fluindo para o lado alongado”, diz.

Agora, quando você chega perto de um buraco negro, essa interação é aumentada absurdamente. Se você fosse, por exemplo, pular de ponta no buraco, o topo da sua cabeça sentiria muito mais a força gravitacional, até que você parecesse pasta de dente saindo do tubo. Eventualmente você viraria um amontoado de partículas subatômicas que são sugadas para dentro do buraco negro.

O que pode ser ainda mais interessante de se pensar é o que acontece se você entra em um buraco negro e de algum modo consegue não ser estraçalhado. Acontece que, quanto maior o buraco, menos extrema sua superfície é. Se você tem um buraco negro, digamos, do tamanho da Terra, com certeza iria virar espaguete. Mas se ele for do tamanho do sistema solar, então as forças no “horizonte do evento” – isso é, o ponto sem retorno do buraco negro – não são assim tão fortes. Nesse caso, você até poderia manter a integridade.

Nessa situação, o que acontece quando você começa a experimentar os efeitos da curvatura do tempo e do espaço, prevista pela teoria geral da relatividade de Einstein? Primeiro de tudo, você se aproximaria da velocidade da luz, conforme entra no buraco negro. Então, quanto mais rápido você se movesse pelo espaço, mais devagar se moveria o tempo.

E ainda mais, conforme você cairia, coisas estariam caindo na sua frente experimentariam uma dilatação temporal ainda maior. Então se você olhasse para frente, veria cada objeto que caiu lá no passado. E se você olhasse para trás, conseguiria ver tudo que um dia vai cair atrás de você. O ponto é: você veria a história inteira daquele ponto do universo simultaneamente, do Big Bang até o futuro distante. Incrível, não?[Life’sLittleMysteries]

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (8 votos, média: 4,88 de 5)

232 comentários

  • davidson k:

    estou estudando e formando uma teoria minha onde vou tentar provar que o universo foi feito em seis dias!

    • davidson k:

      se o tempo é relativo, então os milhões de anos da formação podem apenas ter sido 6 dias, mas na perspectiva de quem viu ele se formando.

    • Cesar Grossmann:

      Hmmmmm…. Não. Não é assim que funciona a dilatação do tempo.

    • davidson k:

      o tempo foi escrito muito mais rápido do que nós vivemos ele, por isso sempre chegamos atrasados!!

  • Ricbrsp Ricardo:

    Sobre bigbang, e existência de Deus, comentei outra postagem deste site, que acabou virando postagem no meu blog, confiram minha versão.
    http://ricbrsp.blogspot.com/2013/01/a-origem-do-universo-big-bang-ou-deus.html

  • PhysicistJB:

    Eu discordo apenas da afirmação técnica do pesquisador q diz q em um buraco negro menor o efeito gravitacional no seu horizonte de eventos é mais forte do q naquele em q o horizonte de eventos é maior. Não é verdade, pois nessa região, independente do tamanho do astro é lá a fronteira onde a luz perde a capacidade de escapar daquele buraco. Em outras palavras, alí o efeito é o mesmo.

  • Rogério:

    A segunda pergunta está errada!! Informações via rádio já viajaram 50 anos-luz, correto. A via láctea tem 100.000 anos luz de comprimento, ou seja, 2.000 vezes a distância percorrida pelas ondas de rádio. Mas o texto diz que já foram percorridos 430 trilhões de quilômetros em 900 trilhões de quilômetros da galáxia, ou seja, um erro de 1.000 vezes o tamanho. Porém, sei que ninguém irá ler isso rsrs

    • Alekine Nepomuceno:

      Eu li

  • flávio plácido:

    Na ciência, as conclusões são tiradas a partir de evidências e confirmações de previsões, e é isso que diferencia o conhecimento científico do não científico.

    CONCORDO COM ESSA AFIRMAÇÃO. ENTÃO MOSTRE PARA TODOS O EXTRA TERRESTRE QUE VC CONHECEU.OU A FOTO QUE PROVA SE É QUE FOTO É O MELHOR QUE OS UFOLOGOS TEM À APRESENTAR.

  • João Alberto da Silva Frota:

    Sem debater aspctos de religião. Creio que nossa capacidade de observação vai se espandido de forma infinita na medida dos recursos tecnologicos vão avancando e vencer as dificuldades que sugem neste processo das descobertas e suas minuncias necessarias a melhores vislubramentos das causas e seus efeitos. Por isso lembro o que está escrito em O Livro dos Espíritos: “O que não é criação do homem é criação de um ser superior.” Que transende ainda a nossa capacidade de percepção e entendimento. Pois afirmo que o Universo existe de todos os tempos misturando-se ao prazer da Física Espacial e os seres viventes são criados
    apartir das reações quimicas existentes, inradiações luminosas ionizantes uo não, calor, frio, pressão e outas que interferem nos processos de adasptação metamorfose, símbiose ou extinção para que os mais adptaveis sobrevivam e evoluam à formas mais complexas mais otimizadas pelo esforço empreemdido em si mesmo. Neste ajuste a criatura espiritual que anima a forma biologica que é a duplicata do seu bio-tipo, esperimenta as mesmas necessidades processando em si os mesmos desenvolvimentos e nos milênios que se seguem, Ele vai aprimorando-se até chega a Perfeição dentro dos limites permitido pelas leis físicas e morais do Criador “DEUS” por ter sindo criado SIMPLES E IGNORANTE: surgido de reações de sobrevivencia extintiva até chegar a lúcides da razão em tudo que representa os designeos do seu Criador.

  • Peregrin:

    Tentar provar por argumentos ou apenas pelo bom senso assuntos que não estão fundamentalmente provados, como a origem da vida ou do universo, em detrimento de outra é um convite para passar pelo ridículo ou pela ignorância.

    Senhores nunca lhes passou pela cabeça uma terceira opção válida? Que Deus existe, e que a maneira que ele criou pode ser descrito pelo big bang + teoria inflacionária do universo + teoria sintética da evolução? Essencialmente a teoria de um Ser Inteligente Criador não é antagônica às teorias científicas da origem do universo e da vida. Ou ainda, as duas podem estar erradas e uma terceira teoria desconhecida pode ser a explicação de tudo. Enfim senhores, são teorias, não são a verdade absoluta!

    Tradicionalmente uma afirmação de uma ocorrência poder ser classificada dentro destas quatro categorias:

    Advinhação – baseada na pura especulação
    Hipótese – baseado num raciocínio lógico ou no bom senso
    Teoria – uma hipótese fundamentada em pelo menos uma prova plausível
    Fato – uma teoria suficientemente comprovada pelo tempo ou testemunhada por várias pessoas, o mais próximo da verdade

    Que tal em vez de medirem forças para tentar provar quem está certo unirem os raciocínios a fim de encontrarmos uma verdade única? Todas as duas grandes teorias(Evolucionista e Criacionista) possuem grandes buracos que não se sustentam sozinhas como a definitiva verdade sobre tudo.

    • PhysicistJB:

      Peregrin, eu acho q essa hipótese é válida e muito bem vinda. Então vamos considerá-la:

      Não precisamos discutir q se existe um deus, é algo bem diferente da fantasia q é o deus bíblico (estamos sendo racionais,certo?);

      Mas, como, nós humanos chegamos a conclusão q existe deus? Bem, por meios enganosos como a falta de explicação do relâmpago q era associado a fúria de deus. Nesse aspecto foram criadas as religiões com suas tradições e ensinamentos (inclusive a bíblia) e esse conhecimento foi se “modernizando” e se adequando a realidade q conhecemos hoje (usando a ciência, é claro).

      Logo, se existe deus, através da razão e experimentação um dia chegaremos até ele, exceto se ele realmente for muito capaz e não querer se meter com nossas vidas e se fizer indetectável. Aí caimos naquela velha história: estamos sozinhos de qualquer maneira, pois, nesse caso, deus é inútil pra nós.

      Sendo assim, como nós humanos deveríamos lidar com esses fatos? Bem, vou expressar minha opinião: continuemos com nossa ciência buscando saber como as coisas funcionam independente de se preoculpar com o q deus pode querer, pois ele jamais se apresentou realmente para nós pra dizer o q ele quer (aquelas lorotas da bíblia não convencem nem as crianças hoje). E as religiões devem ficar na suas respectivas igrejas ou templos falando o q quiserem e tentando resolver os problemas do mundo com reza e misticismos. Contudo, só na igreja onde quem quiser ouvir tais doutrinas q vão para lá. Na vida real deixe os médicos, cientistas, e os humanos buscarem a solução das coisas como vêm fazendo desde quando ficamos um tiquinho mais inteligentes.

  • spopovich:

    deviam proibir evangélicos e reliosos fanáticos de comentar sobre assuntos científicos.

  • sidnei:

    Acho muito interessante que alguns (que não leram senão uns livros paradidáticos impostos pelo professor do ensino básico), por acaso lêm partes salteadas da Bíblia e á se acham doutores no assunto. verdadeiros teólogos. E querem contestar conhecimento científico com uns versículos bíblicos interpretados por alguém, às vezes com menos conhecimento ainda. Gente, PARA COM ISSO!

    • PhysicistJB:

      Sidnei e quanto a aqueles q leram e releram a biblia toda, inclusive estudou anos pra chegar a uma conclusão e notaram q realmente se trata de uma mera fantasia? Só pq não estão de acordo com os teístas não podem argumentar? Olha lá hein?

  • Lokman:

    para acompanhar a entrevista com Michael Behe:procure ALABASTER BOX – Michael Behe, autor de “A Caixa-preta de Darwin”postado por Guilherme,quarta-feira,6de julho de 2011 at 06:00,in marcadores:A Caixa Preta de Darwin,Planejamento Inteligente,Sistema de complexidade irredutível.

  • José Luiz:

    a) Respeito é o principal: aos outros comentaristas, ao site e redator.

    Comece respeitando então, apedeuta.

  • Lokman:

    Michael Behe,autor de “A Caixa-Preta de Darwin”:planejamento inteligente,sistemas de complexidade irredutível.
    Michael J.Behe nasceu em 1952 e cresceu em Harrisburg,Pennsylvânia.Bacharelou-se em Química,em 1974,pela Universidade Drexel,em Philadelphia.Fez pós-graduação em Bioquímica,na Universidade da Pennsylvânia,e obteve seu doutorado em 1978,sendo o tema de sua tese a anemia falsiforme.De 1978 a 1982 fez pós-doutorado sobre a estrutura do DNA,no National Institute of Health.Entre 1982 e 1985 foi professor assistente de Química no Queens College,na cidade de Nova Iorque.Em 1985 mudou-se para a Universidade Lehigh,onde atualmente é professor de Bioquímica.

    Em sua carreira profissional escreveu mais de 40 artigos técnicos e um livro,”Darwin Black’s Box”:The Biochemical Challenge to Evolution” no qual argumenta que os sistemas vivos,em nível molecular,são melhor explicados como sendo resultado de planejamento inteligente.Esse livro foi resenhado por mais de uma centena de periódicos,entre eles:The New York Times,Nature,Philosophy of Science e Chistianity Today.Atualmente,o Dr Behe e sua esposa residem nas proximidades de Bethlehem,Pennsylvania,com seus oito filhos.
    Nesta entrevista,concedida por Michelson Borges,Behe fala sobre suas ideias,e explica por que abraçou a Teoria do Design Inteligente.
    – Em seu livro A Caixa Preta de Darwin o senhor descreve os sistemas de complexidade irredutível.O que são eles?
    Sistemas de complexidade irredutível são aqueles que necessitam de partes múltiplas para funcionarem;se uma parte é removida, o sistema não funciona mais.
    Para Darwin e seus contemporâneos do século XIX,a célula, por exemplo,era uma “caixa preta”.Era simplesmente muito pequena,e a ciência daquela época não dispunha de ferramentas para investigá-la.Os microscópios daquele tempo eram bem rudimentares e as pessoas só podiam ver os contornos da célula.Assim,muitos cientitas pensavam que as células eram bastante simples,como um pedacinho de gelatina microscópica.
    A partir daquela época,a ciência tem mostrado que a célula é um sistema extremamente complexo,que contém proteínas,ácidos nucléicos e diversos tipos de “máquinas miniaturizadas”.No meu livro eu examino várias dessas “máquinas”e argumento que a seleção natural darwiniana não pode tê-las reproduzido justamente por causa do problema da complexidade irredutível.
    Acredito que tais sistemas são melhor explicados como resultado de um deliberado planejamento inteligente.E eu cheguei a essa conclusão por um argumento lógico indutivo:sempre que vemos tais sistemas no mundo real,no mundo macroscópico de nossa vida cotidiana,concluímos naturalmente que eles foram,de fato,projetados.Ninguém se depara com uma ratoeira e se pergunta se ela foi projetada ou não.
    – Essa é uma das analogias usadas em seu livro.Explique melhor que relação o senhor estabelece entre uma ratoeira e os sistemas bioquímicos.
    Certo.Suponhamos que queiramos fabricar uma ratoeira.Na garagem,podemos ter uma tábua de madeira velha(para a plataforma ou base),a mola de um velho relógio de corda,uma peça de metal(pera servir como martelo)na forma de uma alavanca,uma agulha de cerzir para segurar a barra,e uma tampinha metálica de garrafa,que julgamos poder usar como trava.Essas peças,no entanto,não poderiam formar uma ratoeira funcional sem modificações excessivas e, enquanto elas estivessem sendo feitas,as partes não poderiam funcionar como ratoeira.Suas funções anteriores as teriam tornado impróprias para quase qualquer novo papel como parte de um sistema complexo.
    Assim,para que a ratoeira exista e funcione,é preciso que todas as suas partes funcionem perfeitamente,da mesma forma que deve ocorrer com os sistemas bioquímicos.Nada pode faltar e,por isso, não podem ter evoluído em etapas sucessivas.
    -Poderia mencionar algum desses sistemas irredutivelmente complexos?
    Os sistemas de complexidade biológica irredutível incluem o flagelo bacteriano,que é literalmente um motor externo que algumas bactérias usam para nadar:tem hélice,eixo acionador,motor,uma parte fixa,um mancal e outras partes mais.Outro exemplo é o transporte intracelular,que é um sistema de “rodovias”,”sinais de trânsito”e”vagões moleculares”…(CONTINUA>>ESSE TEXTO SERÁ APRESENTADO NA INTEGRA;SIGA LOKMAN OU ACESSE DIRETO).

  • Joao Paulo:

    Os meus parabéns ao Jonatas, seu post tem elementos mais que consistentes, pra ninguém colocar defeito, pura sobriedade, raro neste site.

  • Anonimus:

    Acho que quero morrer em um buraco negro. Mas tenho uma pergunta, uma pessoa sendo sugada pela gravidade do buraco negro não sentiria o tempo passar para si? Ou seja ela não iria ter reações quimicas no corpo, ela iria completamente se congelar no espaço tempo? Claro, no ponto de vista do sugado. Ou seja, ela não poderia olhar pra frente nem para trás, mas mesmo se tivesse com a cabeça direcionada a uma dessas direções ela não veria nada nem pensaria nada?

    • aguiarubra:

      Assista “O BURACO NEGRO”, um filme da Disney de 1979.

      Há interessantes especulações sobre o que ocorreria na passagem próxima ao horizonte de eventos no Buraco Negro.

  • [Niv.Tav]8:

    Jonatas: JÁ se perguntou por que todas as coisas, das partículas atômicas às vastas galáxias, são governadas por leis matemáticas precisas? Já parou para pensar na vida em si — sua variedade, complexidade e projeto espantoso? Muitas pessoas dizem que o Universo e a vida nele resultaram de um grande acidente cósmico e da evolução. Outras dão crédito a um Criador inteligente. O que você acha que faz mais sentido?
    É claro que os dois conceitos envolvem fé. A crença em Deus é fundamentada na fé. Como a Bíblia diz, “nenhum homem jamais viu a Deus”. (João 1:18) Do mesmo modo, nenhum humano viu o Universo sendo formado ou o início da vida. Também ninguém nunca viu um tipo de vida evoluir para uma espécie superior ou até mesmo diferente. Os registros fósseis mostram que os principais grupos de animais apareceram de forma repentina e permanecem praticamente inalterados.* Assim, a pergunta fundamental é: qual fé é baseada num alicerce sólido — fé na evolução ou fé num Criador?
    Sua fé é baseada em evidências sólidas?
    A “fé” genuína, diz a Bíblia, é a “demonstração evidente de realidades, embora não observadas”. (Hebreus 11:1) A Bíblia na Linguagem de Hoje verte esse versículo assim: “A fé é a certeza . . . de que existem coisas que não podemos ver.” Você com certeza pode pensar em muitas realidades não vistas em que acredita com convicção.
    Para ilustrar: muitos historiadores respeitados acreditam que Alexandre Magno, Júlio César e Jesus Cristo realmente existiram. É válida a fé desses historiadores? Sim, pois eles podem se basear em evidências históricas autênticas.
    Os cientistas também acreditam em realidades não vistas, por causa da “demonstração evidente” de que essas realidades existem. Por exemplo, Dmitry Mendeleyev, um químico russo do século 19, ficou fascinado com a relação entre os elementos, que são as unidades estruturais básicas do Universo. Ele observou que eles tinham características em comum e podiam ser agrupados tanto pela massa atômica como pelas propriedades químicas. Por causa de sua fé na ordem desses grupos de elementos, ele elaborou a tabela periódica dos elementos e acertadamente predisse a existência de vários elementos desconhecidos na época.
    Arqueólogos tiram conclusões sobre civilizações antigas, em geral com base em artefatos que ficaram enterrados por milhares de anos. Imagine, por exemplo, que um arqueólogo tenha desenterrado dezenas de blocos de pedra que haviam sido cortados com precisão para ficarem do mesmo tamanho e que haviam sido colocados um sobre o outro, de forma bem alinhada. Além disso, estão posicionados num padrão geométrico peculiar que não ocorre naturalmente. A que conclusão o arqueólogo chegaria? Será que atribuiria sua descoberta ao acaso? Dificilmente. Em vez disso, ele interpretaria a descoberta como evidência de antigas atividades humanas, e essa seria uma conclusão lógica.
    Para sermos coerentes, não deveríamos aplicar o mesmo raciocínio ao projeto evidente na natureza? Muitas pessoas chegaram a essa conclusão, incluindo cientistas respeitados.

    • Ezio Jose:

      (Hebreus 11:1) A Bíblia na Linguagem de Hoje verte esse versículo assim: “A fé é a certeza . . . de que existem coisas que não podemos ver.”

      Então, o homem tinha certeza que havia micróbios e vírus que não podiam ser vistos. Porém, provavam, teoricamente, com A+B que existiam e daí nventaram o microscópio e tudo resolveu-se.

      A luta pela busca de provas objetivas continuam e continuarão para provar ou reprovar aquilo que ainda é subjetivo.

    • PhysicistJB:

      Quem disse isso [Niv.Tav]8? Claro q já vimos o Universo em formação. não pudemos ver o próprio big bang, mas, o universo bem no início já conseguimos. E pasme amigão, ele realmente se formou a partir de uma expansão rápida. Outra coisa, quem te falou q os fósseis mostram q a vida veio de repente e se mantiveram praticamente inalterada? Além disso, sim, já fizeram experimentos com moscas da fruta em q elas se modificaram e ocorreu também a evolução das borboletas de Londres no início da revolução industrial.

      Usando tua boa lógica vamos repensar. A pergunta é: baseado no achado de um arqueólogo sobre pedras bem cortadas e alinhadas, o q o arqueólogo inteligente iria sugerir?

      a) Seria o acaso q faria tais trabalhos?
      – Não, de jeito nenhum! Seria realmente tolice achar q aquelas obras viriam do simples acaso! Essa hipótese tá descartada!

      b) Seria obra de um ser divino q é todo poderoso e q sabe tudo e q nunca nasceu e nem vai morrer?!
      – Também NÃO!!! Tão ilógico quanto achar q é acaso é achar q é coisa sobre-natural! A segunda hipótese também tá descartada!

      Nesse caso fica a c), é coisa de humanos, criaturas naturais q sangram como animais, dormem como animais, defecam como animais, estão sob as leis físicas, químicas , biológicas e outras como animais e etc! O q nos diferencia dos animais é q nós temos cérebros mais desenvolvidos, e não é por causa de deus, é por causa da nossa eterna busca por conhecer e explorar! Sacou?

      Atente-se ao q diz! Ainda não sabemos pq as coisas são como são! Se fosse obra de deus ele já tinha falado com todos nós de uma forma inconfundível (tipo uma voz do céu com o próprio deus voando como o super homem com luzes e efeitos milagrosos pra todo mundo ver), sem arrudeios, sem esse jogo de esconde-esconde!

  • maximo pereira dos santos:

    miquéias cap. 05 verss.11,12,13,14 e 15.

  • Joao Paulo:

    O andre fez um boa conotação mostrando bastante clareza no raciocinio, eu sou um que acredito que tem motivos de sermos especiais acima das outras criações e dos animais, que habitam a terra, embora devemos respeitar toda forma de vida, mas a ciencia creio ter tambem este tipo de entendimento muito compatível com ela sobre aparente insignificancia de nós humanos, e com as espectativas dela, porém pode acreditar somos unica forma de vida inteligente abre aspas fecha aspas, que tem no inteiro cosmos, se hover vida pouco provável que há, não tem capacidade evolutiva, ou seja não utiliza do raciocinio e sim das mesmas caracteristicas dos animais aqui no nosso lar, caso alguem queira lê o livro A grande descoberta, foi o meu primeiro livro recem terminado pode requisitá-lo na editora scortecci de João Ricardo scortecci acesso pela net e se informe da disponibilidade do exemplar ele ainda não se encontra nas bancas, la cita algumas razões pra sermos especiais, e qual forma de aniquilar a dúvida da existencia ou não de forças governantes, aviso Não é muito detalhado pois pequeno com 120 páginas apenas infocando o assunto, seria nescessário um livro muito maior para resumir melhor, mas dá ênfase ao caso. Bom ele sacrificou a vida não dele (Deus) o onipotente mas do próprio filho para que os humanos compreendecem a magnitude do amor, pois a humanidade ja estava condenada e não podia mais existir, a menos que fosse feito o sacrificio compatível com o perdão para não ir há destruição, agora por causa de pessoas inclinadas a servir a DEus e não o mundo corrupto, fomos todos poupados para viver até o dia do juízo que irá aniquilar tds que não se enquadrar no propósito, este resgate pago a preço de sangue cobre somente aqueles que aceita-lo, caso contrário não terá efeito pois a validade esta disponível aos que creem, lembre-se que o mundo ja estava condenado o destino era um só A-N-I-Q-U-I-L-A-R toda vida na terra, no último instante, cristo aceitou ser o resgatador. tudo que significamos para Deus esta registrado em um único lugar no corpo humano um mistério pra muitos mas simples pra alguns, o cerebro vence o próprio corpo, pois é capaz de deixar o corpo ser estraçalhado apenas defendendo a razão da fé da mesma forma de Cristo muitos ainda hoje suporta o corredor da morte ainda assim entoando canticos em louvor a Deus ciente que serão lembrados e resuscitados no grande dia dele
    Esta escrito, “Quanto ao amor não existe lei” o amor supera é a lei maior no universo, pelo amor não fomos esmagados, o amor é o resultado da fé compreendida pela entrega total e incondicional em nome de Deus para morrer sem absoluta certeza da sua salvação mas acreditando na enorme misericórdia daquele que não falta com a sua promessa baseado no que esta escrito nos evangelhos, então muitos poderão dizer assim… como não acreditam em DEus menos ainda no livro inspirado, ao voltar ao passado e buscar informações de como esse livro dito inspirado passou por intensas perseguições, mas resistiu para que estivesse ao meu alcance hoje nutrindo o meu conhecimento acerca dele e ficando há disposição de milhões que cre e aceita como inpiração divina destruído aos montes queimado junto com os seus portadores ploclamado dentre todos os livros ditos sagrados o mais conhecido difundido no mundo todo como verdade absoluta mesmo por aqueles que ousam não seguir de forma correta os dógmas cristãos, ainda assim é o mais vendido e traduzido em variadas linguas dentre vários povos, Deus teve um cuidadado para que fosse levado as mãos daqueles que tinham verdadeiro apreço em manter fidedígnas toda a sua escrita e traduzir para outras nações. Em contráste com antigos manuscrito encontrados em escavações e cavernas, deixando ainda mais certeza de que foi colocado as mãos de quem podia traduzi-lo da forma original. embora muita coisa soe fantasiosa na mente das pessoas, isso ainda é mais comum no meio científico, possui muitas coisas as quais não faz muito sentido, eu não desmereço a pesquisa pelo contrário acho estraordinário e gosto muito de ciencias, porém não podemos negar que muito do que afirmam, parece absoluta loucura, mas entendo este ponto de vista, neste atual sistema não vamos aprender muito, pois o grau de imperfeição humana não permite utilizar toda capacidade de compreenção que a mente deveria receber. no entanto na nova ordem podemos dar um salto quântico na evolução e descobrir muito alem da ciencia atual por meio de quem seguramente tem estas respostas. Esta escrito; que do que aprender sobre DEus nunca terá fim.

  • Andre:

    1-a chance de existir um deus é ainda milhoes de vezes menor do que a de existencia de vida em outro planeta….vamos parar pra analizar uma coisa….se nao temos ainda nem uma insignificante parte do conheçimento do universo….e as pessoas acreditam em um ser superior que cuida e auxilia todo o universo….o que faz as pessoas pensarem que ele escolheria nosso planeta pra por seu filho…e porque sacrificaria ele para beneficiar nossa vida…sendo que o universo é tao imenso ? qual o sentido em acreditar nisso ? eu nao frequento igreja nenhuma porque acho que o ser humano é capaz de mudar seu proprio destino se tiver força de vontade….e a igreja tira essa confiança de nos e deposita num ser que ao menos podemos escutar…muitas pessoas perdem tempo fazendo oraçoes e promessas a deus para que influencie na melhoria de algum conheçido ou por alguem(o que na minha opiniao é influenciado pela vontade das pessoas de ajdar o proximo,,,,eis ai o ”dar sem receber”) e mesmo se por de modo impossivel aos olhos da ciencia deus existir mesmo que ele nao venha a me punir…pois falo isso considerando os fatos cientificos e pessoais……
    2-chega a ser tremendamente estupido acreditar que em todo o universo só exista *1* planeta q abrigue vida……até mesmo os cientistas vem de modo simples a tentativa de descuberta de vida em outros planetas….eles buscam tentando encontrar planetas que busquem as mesmas condiçoes que o nosso tem…me diga porque? sera q eles nao acreditam quer a vida possa de formar com outros modos se nao o nosso modo de vida ? a alguns dias atras li um arquivo sobre eles encontrarem uma forma de vida em um lago americano que sobrevive sem a presença de fosforo ou algo parecido…nao me lembro exatamente qual elemento era…mais talvez a partir dessa descoberta eles começem a procurar a vida em formas diferentes da nossa pelo universo…e na segunda pergunta eles tbm comentam que nuca levaram nenhuma investigaçao sobre extraterrestres a serio…por acaso eles ja esqueçeram do famoso :CASO ROSWELL ???
    3-agora fiquei curioso…….eles falam la que se o buraco negro fosse do tamanho do sistema solar a força centrifuga nao seria tao forte….e que antes de entrar olhariamos pra tras e veriamos as coisas que ainda vao ser sugadas e se olhassemos pra frente iriamos ver as que ja foram….mais se o buraco negro faz com que as coisas se fragmentem em pequenas particulas como veriamos o que ja foi sugado ???? nós só veriamos particulas mesmo hahahaha……agora me pergunto..se o buraco fosse do tamanho de nossa galaxia e nao fossemos neurodividos em particulas e entrassemos no buraco negro vivos…onde iriamos apareçer ??? iriamos sair de dentro do universo ?? iriamos ficar soltos no nada ???

    OBS:o bom é que se nao gostarem do meu texto nao vao poder me negativar…

    • Vitor:

      Cuidado…é capaz de alguém aquí se intitular assessor de deus.hahahaha

    • Zeca:

      Sua argumentação e última frase merecem positivo. Mas conheÇimento é negativo com louvor!

    • Joao Paulo:

      Me parece que uma frase mal falada, precisa ser retificada, conhecimento não me parece compatível com louvor? é igual dizer que um carro não precisa de qualquer combustível para se locomover, a falta de interação neste caso seria fatal para não evoluir nescessitando do campo espiritual para o progresso físico. o conhecer não abrangente, desfoca da realidade tal forma que frases assim se torna como fato para alguns. quando na realidade ele não é capaz de enxergar alem dos sentidos. por isso encontra uma barreira imaginando essa ser o seu limite na lógica? não, mas o seu limite do conhecer, prega tamanha peça no raciocinio que ele mesmo imagina que basta aquilo que ainda não chegou nem na metade.

    • Zeca:

      Muito bonito, cara! Só que eu estava me referindo à palavra ‘conhecimento’, que o colega escreveu com Ç (cedilha).. Talvez vc não tenha percebido, por isso criou ‘O Senhor dos Anéis – Parte 4’ acima.. E eu não ia falar nada, mas neScessitando também não existe.. Só pra ser chato 😉

    • Cesar Crash:

      Dois pontos finais seguidos, ou reticências com dois pontos (..) também não. 😉

    • [Niv.Tav]8:

      André, veja a crença baseada em evidências:
      A fim de compreender nossa natureza, será que devemos fazer igual aos evolucionistas, que recorrem a formas de vida menos complexas como macacos e outros animais? Ou devemos recorrer a uma fonte mais complexa — Deus — em busca de respostas? É verdade que temos algumas coisas em comum com os animais. Por exemplo, precisamos comer, beber, dormir e temos a capacidade de nos reproduzir. Mesmo assim, somos incomparáveis de muitas maneiras. O bom senso sugere que as características distintas dos humanos vêm de um Ser superior a nós — isto é, Deus. A Bíblia expressa essa ideia de forma direta, dizendo que Deus formou o homem “à sua imagem”, em sentido moral e espiritual. (Gênesis 1:27) Que acha de meditar nas qualidades de Deus, algumas delas descritas em Deuteronômio 32:4; Tiago 3:17, 18; e 1 João 4:7,8?

  • Joao Paulo:

    É o que sempre digo… uma coisa é a ciencia na sua forma mais sublime a outra é opnião indiscliminada, de pessoas cheias de desilusão por se envolverem com as religiões falsas de falsas doutrinas de uso exclusivo do Diabo e nutridoras de puro preconceito e ódio, tanto ateus quanto ditos religiosos ou simplesmente curiosos que entram no site atirando as sua bombas sem mesmo saber em que e porque, contra quem faz opção de crer na palavra e na essência de Deus, a ciencia faz o seu papel e cumpre bem, sem desmerecer o crédito por isso, e Deus o dele, assim um e outro podem viver em harmonia, porque não passa o tempo atacando e sendo atacado. a minha mais pura opnião sobre os que não conhecem nem a Deus nem ciencia ou qualquer outra coisa que existir é de que Deus perdoa os por tanta fraqueza, não apenas espiritual como tambem na ausencia total do conhecer. Estou equilibrando os meus comentários, pois jamais se deve descer ao nível de determinadas expressões no quais vi nos posts, ira e preconceito junto a outros sentimentos mesquinhos no quais nem quero tentar decifrar, pois ao fazerem isso só podem detonar a si próprios, pois as coisas inaltecidas jamais irão se deter a tão pobre e chulo pensamento expressos em palavras das mais variadas possiveis, a minha vontade e nem a de opositores madará o rumo determinado desde o fundamento do mundo, pois elas são soberanas e imutáveis, seja quem quer que seja e deseja se opor, tanto humanos quanto espirituais, tudo segue o seu curso e se manterá assim por tempo indefinido, eu ou outro a favor ou contra não terá efeito, a não ser auto destrutivo, não haverá êxito em qualquer execusão de qual ordem que for, perdem os seus tempos úteis ou futeis pra caluniar colocar culpa onde não há culpado, preferindo assim mais assumir a fraquesa que os acompanha e não deixa evoluir na forma do aprendizado, para tentar justificar por meio das suas próprias fraqueza e falta de desejo de buscar se aprofundar no conhecimento, para evoluir para o exato ser que ele é. “O deus deste sistemas de coisas controla as vossas mentes assim as falas com um único intuíto, joga-los na escuridão mais profunda para não enxergar a luz, assim descer rumo a destruição eterna que esta reservado para satanás e seus demônios para serem julgados, são ferramentas nas mãos do opositor, pois mesmo ciente de que não pode vencer o seu Sr. e mestre não desiste até descer no exato lugar que o aguarda”

  • adnaildo:

    a ciencia é um universo deslumbrate para os leigos e para os conhecedores é uma fonte inesgotavel de prazer…..

  • Lokman:

    O conhecimento científico é um saber hipotético,pois ele sempre baseia-se em modelos sujeitos a modificações de acordo com o incremento da capacidade observacional dos métodos empíricos.Desde as conjecturas de Demócrito,passando por Dalton,Ruthenford,Bohr,citando apenas os que são mais conhecidos ,até Heisenberg e o princípio da incerteza(e creio que não podemos achar que para por aí ou( manter uma mentalidade “científica”que subestime antagonicamente a própria ciência e seus métodos);o homem não para de produzir tecnologia para fabricação de equipamentos que utilizamos seja direta ou indiretamente no nosso dia a dia.Utilizamos aparelhos que vão de um simples chuveiro elétrico até um satélite ou um acelerador de partículas;mas isso não significa que se for descoberto um novo Modelo Padrão,o nosso liquidificador ou rádio parará subitamente de funcionar por não atender mais às exigências das concepções e dos modelos recém descobertos;contudo se o desenvolvimento dos modelos científicos estagnarem não teremos nenhum equipamento que seja mais tecnológico do que os que já temos!A resposta então sobre se estes modelos servem ou não é paradoxalmente sim e não!servem de forma hipotética como um degrau para a própria vida da ciência!Então parece que Popper não errou ao dizer que uma teoria não pode ser “científica”se não for”falseável”,constituindo desta maneira a própria essência da natureza científica.

    • gonçalo francisco:

      lokman vou te dizer de uma maneira menos complicada.
      o nosso corpo e uma maquina toda maquina precisa de energia ok.
      se toda maquina precisa de energia,logo vemos que ela produz combustao,para locomover.
      quando estou falando nesse assunto e para haver logica no assunto que estamos tratando.
      o motor nao se sustenta sozinho,alguem tem que por combustivel certo.
      quanto ao universo o que fez ele existir,nao estou falando sobre DEUS,PORQUE CADA UM ACREDITA DE SUA FORMA LOGICA.
      mas essa força motriz que fez existir o nosso universo alem de ter muita energia ela age de forma inteligente e nao no acaso.
      mesmo no caos a ordem.
      voce ja reparou que tudo ha um padrao e em outras coisas na ha.
      mas mesmo nesse caos todos ha uma inteligencia por traz.
      agora entrar nesse tubilhao desconhecido do universo que e a questao.
      por isso que eu disse como intender o imenssuravel se o diminuto nao compreedemos.
      estamos engatinhando no genoma,curas de doenças,diminuiçoes de poluintes.
      ainda assim e o minimo que sabemos.

    • Vitor:

      A energia necessária para um organismo,animal ou vegetal,é obtida por organelas chamadas de mitocôndrias. Pode ver isso em citologia.
      O orgão possui quantidades de mitocôndrias dependendo da quantidade de energia para que ele possa funcionar.
      A fonte de matéria SEMPRE será glicose. Isto ocorre da seguinte forma: a mitocôndria quebra a molécula de glicose introduzindo oxigênio no carbono, capturando, assim, sua energia. Após este processo, sobrará apenas o gás carbônico, que sairá na expiração.

      A mitocôndria faz exatamente o contrário do que ocorre na fotossíntese, ou seja, ela retira sua energia através da quebra da glicose e libera gás carbônico.

      Nada de energia imaginária,mística ou afins.

    • Lokman:

      Caro vitor,a fonte “original”da energia,não está na glicose; nem inclusive em qualquer outra forma de matéria.A matéria funciona como simples receptáculo da energia;ela não é a fonte.É isto que diferencia um corpo vivo de um corpo morto por exemplo.Quando a Centelha espiritual ou a entidade viva propriamente dita abandona a máquina corpórea,as atividades vitais do organismo cessam,embora possa existir ali glicose ou qualquer outra forma de energia similar.É por este motivo que os cientistas não podem criar nem uma folha de grama no laboratório.Você pode todos os ingredientes materiais disponíveis,mas mesmo assim você não pode criar um organismo vivo com estes elementos.Isto é uma evidência de que a energia”original”não está na matéria.

    • Lokman:

      Caro Gonçalo Francisco,compreendi agora que sua menção a respeito da energia do alimento é em relação ao corpo orgânico.Eu interpretei errado suas palavras,pois havia entendido que você estava referindo-se à “força viva” ou “centelha espiritual” pois é esta energia que mantém o organismo funcionando,como um motorista que dirige um automóvel;é evidente que o veículo precisa do combustível para se mover,mas não o “motorista” propriamente dito(no caso a partícula espiritual);o motorista não bebe o combustível,evidentemente,e só utiliza o carro;e na pior das hipóteses se acabar o combustível do automóvel,estando este em movimento,o motorista pode descer e sair andando.Um abraço.

    • gonçalo francisco:

      e nessa logica que eu me baseio,ora se temos uma centelha em que nos anima.em todo esse universo tambem ha uma centelha muito maior que anima esse universo grandioso.
      agora o antes de ser ou o que fez.
      eu parto da pergunta,se sou uma centelha de vida,logo alguem me fez,e se quem me fez e uma centelha tambem.
      concluo,ela e igual a mim,mas com uma centelha com muito mais vida que eu e com muito mais possibilidades do que eu.
      essa e minha logica

    • Lokman:

      Caro Gonçalo Francisco,pra mim também é isto; não consigo ver de outra forma.

  • Lokman:

    Não é por uma ação coercitiva que devem ser engendradas as verdades concernentes ao verdadeiro conhecimento;mas certamente,se é conhecimento útil,há de ser científico,senão tornar-se-á uma mera especulação sem embasamento.Dizer que acredito nisto ou naquilo sem ter um suporte adequado às afirmações é simplesmente a manifestação de um “gosto”pessoal e isto não condiz com atitude científica(temos que provar).O argumento que sempre é usado para refutar a existência de um controle superior ,ou mesmo um conhecimento superior é o do “ver pra crer” e nesse sentido,na primeira parte do texto,o autor é coerente ao colocar que ele não pode evidenciar a existência de um deus,pelo único e exclusivo motivo de não poder especificar qual é a natureza do controle que é observado e admirado pela mente científica do astrofísico.A descoberta da eletricidade e do magnetismo , as técnicas para seu controle e todas “facilidades” que proporcionaram para a civilização foi precedida pelo legado científico de um dos maiores gênios que a humanidade jamais conheceu(Isaac Newton).O próprio Newton jamais ousou duvidar da existência de um controle;e se isto estava além da compreensão de uma mente que tanto contribuiu para o “conforto”da vida moderna o que dizer da compreensão que pode ser atingida por uma mente que admira apenas a facilidade proporcionada pelo nobre esforço do trabalho científico.

    • Ana:

      Parabéns Lokman!! Respondeu legal, concordo com v.Sou fascinada pela ciência, mas infelizmente muitos a usam para se dizerem senhores da verdade e se prendem apenas no que se conhece da ciência”até o momento”. Porque será que muitos tem medo de pensar, se os “melhores” cientistas se prendessem apenar no que era sabido e conhecido o que seria de suas grandes descobertas?

    • Lokman:

      Cara Ana,com certeza os métodos científicos estão sempre em evolução e como você mesma disse, se eles estagnassem a ciência ainda seria arcaica.Creio contudo que os “verdadeiros cientistas” (e quando digo isto,refiro-me aos que estão realmente buscando a verdade subjacente aos fenômenos)conhecem as suas limitações em relação ao que podem efetivamente fazer e divulgar como ciência.Ficar apenas jogando palavras fora,sem base argumentativa constitui,na minha opinião,um desserviço.Parece também , que de certa forma,sempre ocorre uma reinterpretação equivocada sobre os resultados dos trabalhos científicos e o sua devida abrangência e pertinência.Considero saudável que este artigo do Hype Science(como já era de se esperar)pudesse já estar criando um “campo de debate permanente” sobre o Tema que já intrigou grandes Gênios do conhecimento e ainda continua intrigando a todos de uma ou de outra maneira.Um abraço.

    • Yuken Master:

      Comentario perfeito.

    • Yuken Master:

      Obs:o Sr Isaac era um apreciador da Biblia.

  • Vitor:

    Existe um Deus?

    – Se existir um deus,ele é o cara mais sádico de sacana. Criou o diabo,as trevas,o inferno…afinal ele é superior á tudo! Se deus ( considerando que exista) fosse a bondade,o amor, a justiça,etc..porque ele próprio não destrói todo mal. Afinal, tudo provem dele!! Então, não existe um deus, na minha opinião.

    – Vida extraterrestre – Qualquer coisa que pertença ao planeta Terra é extraterrestre,como o nome diz. O site extrapola para vidas inteligentes. Não há na Terra nenhum organismo que sobreviva á condições fora daqui.
    Entretanto as passibilidades de terem vida em outras partes do universo são muito altas, quase uma certeza.

    Cair no buraco Negro: “cair” não é bem a palavra certa…mas certamente o sujeito morreria, antes de chegar perto.

    A ciência está aí….e os que a atacam deveriam parar de tomar medicamentos, usar eletricidade,ir ao dentista,ao médico e passar a viver em alguma caverna.

    Minhas opiniões….em 45 anos de vida, 20 anos dedicados á física e cálculo.

    • Vitor:

      OPa….corrigindo::: Qualquer coisa que NÃO pertença ao planeta Terra é EXTRAterrestre.

    • Yuken Master:

      Deus criou o Diabo?De onde voce tirou isso,fisico?
      Falta de conhecimento.
      Voce disse tudo…”na sua opniao”
      Opniao é o que menos interessa nesse universo cheio de possibilidades.

  • Lokman:

    Como disse Karl Popper:O saber científico é um saber hipotético.Resta-nos saber onde firmaremos nossa”crença verdadeira justificada”;que é a definição epistemológica de “conhecimento”.A “Criação”em si é um processo secundário no desdobramento da Ciência Espiritual;a questão fundamental é “O Controle”,seja ele participativo em processos evolutivos,de seleção ou de qualquer que seja o mecanismo que possa vir a ser descoberto pelos métodos de investigação empírica.

    • Vitor:

      Ciência Espiritual?

      Pra não encher de ladaínha..só consigo pensar numa palavra: ridículo. Gostaria de ver um ” cientista espiritual ” em ação!!!hahahahaha

    • Lokman:

      Caro Vitor, você pode entrar em contato com a “ciência espiritual” e ver um cientista espiritual em ação;para isto há a necessidade de um pequeno empenho.Muito menor do que aquele que você teria que ter(mas com um resultado não menos valioso)para poder ver um cientista aplicado à Astrofísica, por exemplo,em ação.Seria muito difícil você compreender dois cientistas(astrofísicos)conversando sobre algum desenvolvimento em algum trabalho específico,você,muito provavelmente não teria as “ferramentas”necessárias para compreender as palavras e as ações deles.Você teria que ter um preparo para poder compreender as atitudes propriamente ditas dos cientistas,seja em qualquer âmbito da atuação deles;muitas vezes só podemos apreciar os resultados.Um Abraço.

    • Jonatas:

      Saber hipotético, da onde? O conhecimento científico define-se amplamente no que há de mais avançado em observação, experimentação, cálculos e análises.

    • Abraão Isvi:

      Velho o saber científico é válido, mas não pode ser encarado com absoluto. A ciência não pode explicar tudo. E nem tudo que os cientistas afirmam pode ser tomado por certeza. Se vc acompanha a evolução conhecimento científico, vc verá que muitas das crenças científicas se revelaram falsas.
      Por exemplo: Geração expontânea, Lamarkismo, entre inúmeras outras.
      Acreditar que o método científico pode explicar tudo é pura inocência.

    • Jonatas:

      A ciência avançou em relação aos desacertos, o que houve antes não vai se repetir, o pensamento científico se aperfeiçoou. E também não se afirma como absoluta, pelo contrário, a ciência sempre se auto-questiona e é assim que se aprimora, por isso o Evolucionismo ainda é considerado teoria mesmo a evolução sendo um fato comprovado.

      O absolutismo é uma prática religiosa, a ciência moderna não trabalha desse jeito.

    • Abraão Isvi:

      O evolucionismo está então para a religião na sua concepção. Não velho, não existe nenhum fato comprovado da evolução, onde estão os fatos comprovados? Apresente-os. É teoria por justamente não ser fato. A evolução é uma hipótese de um homem que enxergava as bactérias como simples bolinhas endoplasmáticas, ou seja, não tinha conhecimento da complexidade de uma célula, nem dos mecanismos de complexidade irredutível encontradas em todas as células e maioria dos animais. O próprio criador da teoria da evolução, afirmou que a descoberta deste tipo de mecanismo jogaria a teoria dele no ralo. Seguem a teoria da evolução por simples ideologia, para se agarrarem na sua ignomínia como algo de valor. Por fim, ninguém falou de religião aqui, e vc alavancou isto, acredito eu, com o simples intuito de novamente criar o embate religião vs método científico. Para mim vc está querendo comparar ventilador com o Sol.

      Pelo que vejo vc é um reducionista.

    • aguiarubra:

      Portanto, não há como adivinhar prá onde a Ciência vai se encaminhar, dentro dos próximos anos.

      Qualquer possibilidade de “previsão” nesse andamento das coisas já traz em si mesmo o “substrato” de um dogma ou determinismo absolutista.

      O Mecanicismo, se permanecer imutável, irá fazer companhia à Astrologia, à Alquimia e à Magia, como sistemas que “explicam tudo, cabalmente”.

    • Jonatas:

      Não viaja, a evolução é fato sim senhor, aqui mesmo no hypescience há uma reportagem com oito exemplos de EVOLUÇÃO. Leia sobre o assunto, sobre as evidências fósseis, não só uma prova, há inúmeras provas. Agora o criacionismo, não tem nenhuma.

    • Yuken Master:

      Realmente nego deposita sua fé na ciencia.
      A Ciencia não é tudo e nunca sera.
      Por exemplo.A ciencia afirma que Deus não existe,mas não pode provar.Não tem meios pra isso.
      Entao so afirmam e ponto final.

    • Vitor:

      A ciência SEMPRE estará evoluindo. Técnicas surgem todos os dias..novas técnicas. O saber ” religioso” é estático, quadrado e não avança,pois se isso ocorrer os próprios fanáticos virariam ateus. Pois a bíblia,que é um compêndio de livros escritos em línguas mortas( ou quase ) e nunca provou nada. A ciência, ao contrário ,trabalha com o rigor de metodologias,para provar ou não um fenômeno. A ciência stá sempre de portas abertas para refutar teorias, desde que sejam mais elaboradas através de do julgo da metodologia utilizada e sua aceitação no mundo científico. Em religião não há como refutar , afirmar, sim e não. Acrescentar algo em livros religiosos é proibitivo.Resumo : a ciência avança sempre. A religião é estática e não aceita argumentos .

    • aguiarubra:

      A hipótese, nesse caso geral, é a de que o Mecanicismo Fisicalista responde a todas as questões futuras da Ciência e se limite a ela.

      Mas os debates entre Espiritualismo x Materialismo começaram desde a Grécia Antiga. E se restringem ao pensamento (e cultura!) ocidental. Alguns teóricos contemporâneos (R. Dawkins, Daniel “Demmentt”) fizeram do “reducionismo metodológico” uma reedição distorcida do “essencialismo metafísico medieval”, derrubada pelo advento da Ciência Moderna. Assim, o que era “método científico” tornou-se “lei”…da Realidade!!! (ou seja, inclui até o “cerne” da pura metafísica, que é a Ontologia). Ignoram-se, solenemente, o pensamento e a cultura orientais, que seriam “primitivos e simplórios” diante da pujança da Tecnologia do Ocidente: uma TOMOGRAFIA POR EMISSÃO DE PÓSITRONS é mais do que suficiente para elucidar todos os pretensos segredos da alma humana – aliás, nesse “sistema”, a alma humana é propriedade da topologia neuronal humana.

      Os psicólogos da linha “transpessoal” (iniciada por C.G. Jung, Stanislav Grof, Pierre Weill, Roberto Assagioli)na qual estão engajados físicos como Fritjof Capra, Fred Allan Wolf, Amiti Goswami, formam a reação a esse tipo de materialismo ingênuo contemporâneo, que pré-anuncia o próximo paradigma a substituir o que persiste ainda hoje. Levam em conta os diferenciais do pensamento oriental, que um dia fez Leibnitz lançar as bases da contemporânea linguagem binária dos computadores (Leibnitz, para traduzir um manuscrito chinês, criou um código que era composto por “zeros” e “uns”…).

      E na fileira dos mecanicistas, há Mário Bunge (físico e filósofo da Ciência) que critica seus colegas “maquinicistas” (onde a Natureza é um ‘mero problema’ de Engenharia) com sua proposição do “Mecanicismo Emergentista”.

      No entanto, é bom que os “engenheiristas” vasculhem a realidade como o LHC: é preciso que esse sistema se feche, em si mesmo, para que surjam as inconsistências feito “buraco negro” para abrir as portas de outros universos teóricos (vide o conceito de Incompletude, de Kurt Gödel).

    • Jonatas:

      Não abandonaram as culturas orientais, ao contrário, a ciência muito tem trabalhado com elas, porque de lá vem muitos dos maiores cientistas do mundo. Os mais salientes pesquisadores geralmente são induístas, budistas ou judeus.
      Recentemente, os benefícios da Meditação Oriental foram comprovados. O espiritismo ocidental prega baseado no cristianismo os termos espírito, carma, darma. Mas esses conceitos já são milenares e desde antes de Cristo uma prática Budista.

    • aguiarubra:

      Não é o que dizem físicos como Amiti Goswami e Fritjof Capra. Eles foram estigmatizados por tentarem uma aproximação com o ponto de vista oriental. Seus colegas americanos e europeus veem “problemas” nos orientais. Nossa Medicina “adaptou” a Acupuntura, descaracterizando-a totalmente como contribuição chinesa: imagina tratar “meridianos” como um acupunturista chinês faria! (yin/yang??? Exótico demais para nossos médicos!) “Nossa” OMS trata a Acupuntura como tratamento “secundário”!!!

      Mas o melhor, mesmo, é conhecer os estudiosos que se tornaram especialistas no Oriente, como René Guenon (taxado e assumido como místico, mas incomparável no conhecimento do Oriente e na crítica que ele faz sobre “nós”),

      Joseph Campbell (mitologista americano) e Mircea Eliade (historiador das Religiões, romeno naturalizado americano) são mais palatáveis ao gosto ocidental.

      Se vc quiser a opinião de um psicanalista, assista no site “Invenção do Contemporâneo” a palestra de Ricardo Goldenberg intitulada “A Utopia do Autoconhecimento”.
      —> http://www.cpflcultura.com.br/site/2009/12/01/integra-a-utopia-do-autoconhecimento-com-ricardo-goldenberg/

      Na seção de perguntas e respostas ele diz que o modo de pensar dos orientais é tão diferente de nós que não são permeáveis à psicoterapia “cartesiana” (baseado na razão) que nos caracteriza.

      Na TV Escola há 4 vídeos que tratam dessas diferenças. Abaixo, uma sinopse deles:

      ORIENTE E OCIDENTE
      Episódio 1(duas partes de 30 min.): “Os ocidentais veem substantivos, os orientais veem verbos”

      Sinopse: Este Programa, dividido em duas partes, discute – a partir das diferenças culturais entre os orientais e os ocidentais – entre outros temas, arte, acontecimentos históricos e e o próprio pensamento humano.

      http://tvescola.mec.gov.br/index.php?option=com_zoo&view=item&item_id=5189

      Episódio 2 (duas partes de 30 min.): “As diferenças entre Ocidentais e Orientais”

      http://tvescola.mec.gov.br/index.php?option=com_zoo&view=item&item_id=5190

    • Yuken Master:

      O Evolucionismo é fato?
      Era pra sorrir?
      Todo dia vejo teorias evolucionistas sendo refutadas.
      O que mesmo que foi provado?
      Que voce veio do macaco?Ou de um ser unicelular?
      Me prove isso e eu fico calado.
      Bom,acho que voce conhece os meios de se provar algo,entao não vou lista-los.

    • Lokman:

      Caro Jonatas, quando me refiro ao saber hipotético estou falando sobre a fundamentação teórica que é base para o desenvolvimento de todo aparato científico,tanto no sentido pragmático do que há de”mais avançado em observação,experimentação, cálculos e análises”quanto no sentido da verdadeira conceituação sobre “de que”realmente a ciência está falando.Os “conceitos primitivos”de(espaço;tempo;massa)ainda não foram definidos nem por Newton,nem por Einstein,nem por ninguém.A Teoria da Relatividade e o espaço/tempo distorcido pela ação de massas é apenas uma aplicação de um “modelo geométrico” para tentar explicar a “gravidade”,cuja natureza específica e forma de ação ainda não foi explicada(constituindo,você sabe,um dos maiores desafios da Ciência.O que realmente está curvando-se:uma substância?o campo G;como um tensor fundamental simétrico descrito num “espaço”?O que está sendo tensionado?o tensor energia da matéria?mas o que é massa?Esta dúvida entre o primeiro e o terceiro postulado da Relatividade Geral confundiram até o próprio Einstein.Agora podemos nos utilizar de todos os benefícios proporcionados pelo trabalho científico(efeito fotoelétrico,por exemplo)de tal Gênio da Ciência e “facilitar” a nossa vida na prática,através dos benefícios de satélites,computadores e celulares;mas não podemos reinterpretar este legado científico,desconsiderando o entendimento que possam nos proporcionar.

    • Yuken Master:

      Era assim que deveria ser ,ne?

    • gonçalo francisco:

      lokman,no filme matrix,ali da uma ideia de materia e energia.
      o homem preso no sistema,ou quando e falado que tudo que vermos e ilusao.proporcionado por um mundo virtual,que acreditamos que ele existe,mas que na verdade ele nao existe.
      em que o homem e controlado por forças,positivas e negativas.
      quando e falado que as pessoa acreditam estar vivendo em matrix,sem saber que fora do matrix ha um mundo que eles nao conhecem.
      ou quando lhe e perguntado,voce tem certeza que voce esta respirando,quando e dito nao pense que voce possa fazer faça.
      encontraram num papiro antigo escrito se olhares para uma pedra deus esta la,se olhares pra um pedaço de pau deus esta la,deus esta dentro de nos e fora de nos.

    • Lokman:

      Caro Gonçalo Francisco,este filme é incrível(um dos melhores pra mim)e você lembrou num contexto preciso; considero estes temas pertinentes a tudo que está sendo debatido aqui.A questão do efeito holográfico e de como as imagens são projetadas em nosso cérebro( na realidade não tocamos as coisas);as informações são efeitos eletromagnéticos e a ilusão de um mundo virtual como você disse.Quanto à questão de “deus”estar dentro e fora de tudo,isto constitui para mim uma verdade axiomática.Você já assistiu o “Quem somos Nós”?

    • gonçalo francisco:

      ainda nao assisti,mas vou assistir.
      cada um desses filmes mostra as leis que,estao em nossa volta.
      quando tocamos nesses assuntos,vemos que o fator religiao fica mais profundo.
      falo religiao e nao religioes:religar(religare latim=religar ha algo que estava desligado)
      muito bom conversar essas coisas com pessoas como voce,isso denota que voce busca o interno,muito mais que externo.

    • Vitor:

      Caro Sr. Gonçalo.
      Esse filme ” Quem somos nós?”, foi feito por um grupo pertencente a uma seita,sabia? Como físico, te garanto..é um filmeco ridículo.
      Mas assista, pra ver os absurdos!

    • aguiarubra:

      Caro Sr. Gonçalo

      O filme “Quem Somos Nós?” é um excelente filme para leigos em Física. Responde a certos paradoxos que só físicos como Amiti Goswami e Fred Alan Woff tem “coragem” prá responder.

      Recomendo-lhe, também, a série COSMOS, de Carl Sagan (na TV Escola) e UNIVERSO ELEGANTE, capitaneado pelo físico Brian Greene (disponível na Internet).

      São um excelente complemento para QUEM SOMOS NÓS?

      O físico AMITI GOSWAMI também está lançando um DVD (e livro) chamado O ATIVISTA QUÂNTICO. No site MEMÓRIA RODA VIVA há duas transcrições de duas entrevistas que ele deu no Brasil. As entrevistas também estão no youtube (se é que não tiraram de lá).

    • Lokman:

      Caro Gonçalo Francisco,o filme “Quem Somos Nós”, na minha opinião,contém informações interessantes sobre temas atuais da Ciência e a opinião de vários cientistas das mais variadas disciplinas,além de ter excelentes efeitos visuais elucidativos.Falei pra você desse filme pois percebo pelos seus textos que você entenderia a mensagem subjacente”aquela que neste caso particular importa” e também teria a capacidade de tirar suas próprias conclusões quanto ao conteúdo científico do mesmo.Existe um certo apelo ao “fantástico especulativo” e também algo de “comercial”,mas como já disse,dá pra extrair informações proveitosas.Se quiser,você mesmo verá.Existe até um outro vídeo que critica este filme, feito por professores de Física,mas na minha opinião,tal vídeo ,deixou muito a desejar;e a despeito de toda falha,ainda sou mais o “filme”.um abraço

    • gonçalo francisco:

      sa pessoas olham,ve e nao percebem a sua volta.
      nos enxergamos o que esta ao nosso alcance e limitado dentro do nosso campo visual.
      a aguia sua visao e a distancia 1km e com precisao de ataque sem margem de erros.
      nossos ouvidos 80decibeis ja nos prejudica.
      o cahorro escuta a nossa frequencia e micro frequencia que nao escutamos.
      nos em submarinos temos o sonar para detectar objetos.
      as baleias tem sonar proprio os morcegos tem sonar proprios.
      os nossos olfatos definem cheiros conhecidos.
      o cao define cheiro de alimentos que estao colocados e ate os que foram tirados e lavados do local tirado.
      cantamos lindamente,mas os paassaros cantam muito mas com vibraçoes muito mais harmoniosas.
      corremos muito bem,mas o guepardo chega quase a 110km por hora.
      constrimos belas casas,o joao de barro constroem suas casas com o bico.
      apesar de sermos animais racionais,os animais racinais usam seus sentidos melhores que o nosso.
      os animais sabem quando vai chover e nos denpendemos dos jornais ou metereologia.

    • gonçalo francisco:

      descupe pelos erros nas escritas nao deu para corrigir a tempo

    • gonçalo francisco:

      realmente lokman,o filme e interessante,da uma ideia muito ampla,sobre espaço e tempo.
      da para ampliar um pouco e ver que toda energia tem sua senha e digital,podemos dizer que em cada local,tem suas caracteristicas energeticas de si mesmas,e de pessoas que viveram em seu local.
      dado que cada um de nos com nossas caracteristicas,somamos valores e empregnamos o ambiente de vibraçoes sutis,que empermeia o campo,e as pessoas de sensibilidade sentem,algo em si que muitas vezes nao compreendem.
      tem muitas pessoas que em certos lugares chegam a passar mau,devido as vibraçoes sutis do ambiente causando,transtornos,pessoas ate adoecem.
      se voce perceber ha pessoas,que parecem estar doentes e que os medicos nao,diagnostica nada,poi eles nao compreendem que sao vibraçoes sutis.
      voce nunca parou e pensou que pode haver uma humanidade paralela entre nos em vibraçoes sutis,dando a impressao de estar tudo misturado,e que os nossos valores e os deles se misturam,numa simbiose de quase nao sabermos quem somos.
      vai chegar um dia que a humanidade,vai chegar nesse contato ou contatado,de uma forma ou de outra,tudo chegara pra esse fim.
      vamos esperar com calma,se entendermos que o fim e tambem o recomeço.
      um abraço

    • Vitor:

      O mercado de autoajuda movimenta cerca de 10 bilhões de dólares por ano só nos Estados Unidos. São cifras que atraem toda sorte de charlatões. Livros e filmes como ’O Segredo’ e ‘Quem somos nós’ atingem em cheio aqueles que por fraqueza, conveniência ou inapetência intelectual se deixam levar por sofismas do tipo “é preciso crer para ver” ou “você cria sua própria realidade”. Mentira. Não cria. Só os esquizofrênicos criam a própria realidade – um mundo que só existe na cabeça deles. Fico constrangido em ver amigos perderem tempo e dinheiro com ilusões do gênero.

      Concordo que nem todos os autores de autoajuda agem de má fé. Há também os que acreditam nas tolices que publicam. O DataDu, Instituto Kadu de Pesquisa e Estatística, estima que para cada dez autores picaretas existam oito que se autoenganam e apenas dois que prestam um serviço de qualidade. Em outras palavras, 90% deturpam a realidade e contribuem para disseminar inverdades. Apenas 10% são sérios.

      Não é o caso de Rhonda Byrne e JZ Knight, produtoras de ‘O Segredo’ e ‘Quem Somos Nós’ respectivamente. Ambas são picaretas.

  • John jones:

    tem uma questao que falta ai:para onde foi a antimateria?

    • Lokman:

      Caro John Jones,admiro muito a insistência,pertinência e a grande importância da sua pergunta e, recorro a um Antigo Texto da Cultura Milenar do Oriente:”Esta partícula antimaterial encontra-se dentro do corpo material.Este corpo material transforma-se progressivamente da infância a adolescência,da adolescência à juventude e à velhice,após o que a partícula antimaterial deixa o corpo velho e inaproveitável e aceita um outro corpo material”.Portanto,ninguém deve se lamentar pela perda da energia material.Todas as variedades de percepção sensorial nas categorias de calor e frio,felicidade e aflição,são senão interações da energia material que vêm e vão como as mudanças de estação.O aparecimento e desaparecimento temporários de tais interações materiais confirmam que o corpo material forma-se de uma energia material,inferior à força viva,ou a energia(jiva).

  • gonçalo francisco:

    Ha muito o que descutir sobre nossa origem.
    Sabemos que somos corpo organigo e semi organico,uma simbiose de corpo e energia,eletricidade e magnetismo.
    Toda nossa alimentaçao esta baseada em materia e energia,nao ha
    como contradizer.
    Todos o alimentos produz energia,para nosso corpo,produzindo
    força vital para nosso organismo.
    Para discutir o absoluto,devemos discutir o animado e o inanimado.
    Questoes que trazem muitas controversia para a humanidade atual.
    Se partimos para o fato de que tudo e energia,comecemos entao por essa questao,todos estao cansados de ouvir sobre ela.
    E agora o que fazer sobre esse conhecimento?Essa e a questao!
    Como falar sobre o imensuravel,se o diminuto ainda nao entendemos,nao conhecemos as bases de tudo.
    Pois ficamos no acho e isso e aquilo,pode ser ser,quem sabe.
    A HUMANIDADE ESTA DISVINCULADA DO INICIO,DO PRINCIPIO E DO FIM.
    A logica diz que um inferior nao pode responder com logica superior,pois nao ha alcance na sua logica formal.
    Pois que tudo o que ele sabe esta baseado em seus conhecimentos inferiores.
    Mas se ele se liga ao superior ele acaba conhecendo outras
    questoes,que ele nao conhecia.
    Terminando:DIGA COM QUEM TU ANDAS E DIREIS QUEM TU ES

    • Gilberto M.:

      Perdoe a franqueza: Seu comentário foi longo, falacioso e imcompreensível.

    • Cris:

      eu diria que o começo também é o fim, assim como numa estrada circular.Isso está além da nossa compreensão. Mas Deus é o alfa(começo) e o Omega (fim). Até a descoberta da teoria da relatividade ninguém havia imaginado o que isso podia significar.

    • Ezio Jose:

      “DIGAS COM QUEM ANDAS QUE DIREI QUEM TU ÉS”
      Também posso dizer: SE ANDARES COM AVARENTO, SERÁS CRUCIFICADO.

    • Lokman:

      Gonçalo Francisco,apreciei muito seu comentário,discordando,com todo respeito,sobre sua menção a respeito da força vital que no caso,não sei se compreendi bem,você atribui ao alimento.Apreciei muito o enfoque em suas palavras:”Se partirmos para o fato de que tudo e energia,comecemos entao por esta questao,todos estao cansados de ouvir sobre ela”.e também do parágrafo seguinte:”E agora o que fazer sobre este conhecimento?esta e a questao!”Um abraço.

  • Paulo Eduardo:

    aff! Esse povo daqui só sabe criticar as opiniões dos outros! Se estão incomodados com os comentários, então leiam só a matéria e pronto! Será que os ensinamentos de deus ou o ateísmo não entendem o significado da palavra “respeito”!?

  • Jônatas:

    Gosto muito de ciência mas, se eu caísse em um buraco ou a Terra, seria ruim pois o eixo dela já teria sumido (aquecimento global)e estaria tudo congelando imagina e se nós saíssemos não haveria chance nenhuma.

  • gonçalo francisco:

    Os fuidos arquidofericos e que dao a substancia do ser humano,
    e que fazem a uniao da harmonia do ser humano.O fluido da agua,
    o fluido da terra,o fluido dos vegetais,o fluido dos animais,o fluido do sol,o fluido da lua e o fluido das estrelas,que sao fluidos das sementes,desses seres,e que sao a causa e a origem do corpo humano.
    Fluidos das sementes da terra,agua,vegetais,animais e dos outros seres arquidofericos e que dao vida a humanidade.
    Entao pergunta-se:o que e fluido?Fluido e um ser vivo que
    da o efeito e a causa da materia,pois nao ha efeito sem causa.
    Eis a razao de se dizer que o fluido da vida,pois a vida
    sem o fluido nao existiria.E por causa do fluido que existe vida.
    O fluido e um ser animador,e um ser animado,constituido pela açao que da origem as coisas.
    Portanto,se nao fosse o fluido,nao haveria microbios;se nao
    houvesse microbio nao existiria a vida.Existem os fluidos das
    sementes que sao os microbios e dos microbios,a origem da formaçao do ser humano.
    Entao;como sao feitos esses fluidos?Como e feito o vento?
    Como e feito a eletricidade?tudo e produto do conjunto eletrico e magnetico que forma a origem e a causa dessa deformaçao.
    Concluido tudo isso.
    Vem uma bela palavra que serve para todos nos.
    QUEM ES TU QUE A ILUSAO E TANTA INCAPAZ DE DEFINIR O TEU EU.
    AGRANDE INDAGAÇAO DA HUMANIDADE.

    • Gilberto M.:

      Perdoe a franqueza: Seu comentário foi longo, falacioso e incompreensível.

    • gonçalo francisco:

      entao meu caro amigo,procure ler sobre,frequencia,
      radiofrencia,microondas,energias quanticas,neutrinhos,
      ondas sonoras,nos somos um corpo bio energeticos.
      a ciencia ja da provas de que em nosso corpo existe,
      uma minima particula de eletricidade que interage em nosso corpo.
      por favor nao me entendam mal nao estou aqui para ser
      mestre de ninguem,e sim um aluno aprendendo com os outros.
      desculpe me se voce nao me compreendeu

    • Alguma Palavra:

      Procure ler você, isso de fluido é só pseudociência meu caro.

    • gonçalo francisco:

      sem problemas meu caro colega,entrei nesta sala,para conversar assuntos serios.
      de preocupaçoes de toda a humanidade.
      sem carater de ensinar ninguem,e sim de discutir questoes.
      estou aqui em carater amigavel,sem trazer transtornos a ninguem.
      se por algum motivo,passei a impressao de ser absoluto nas ideias,nao foi minha intençao.
      por isso peço descupas a todos voces.
      voces sao brilhantes,cada um na sua forma de ser.
      muita PAZ A CADA UM DE VOCES UM ABRAÇO.

    • Lokman:

      Caro Gonçalo Francisco;seus comentários fizeram-me lembrar o final do texto do “Escólio Geral” dos “Princípios Matemáticos”do”Princípios Matemáticos da Filosofia Natural” de Isaac Newton.Um abraço.

  • JHR:

    Foi iniciado aqui uma, com ajuda do site, uma guerra filosófica entre criacionistas e evolucionistas. Mas lendo as pérolas de ambos os lados, chego a conclusão que todos estão corretos. Todos estamos em processo evolutivo seja espiritual ou intelectual e cada um em seu estágio de desenvolvimento.
    Apesar do fundamentalismo de alguns, percebo que o o debate trás a luz necessária para todos naquilo que é necessário ao seu esclarecimento.
    E para quem acha que o tema termina por aqui, sugiro o link abaixo:
    http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=teoria-radical-explica-origem-evolucao-natureza-vida&id=010125120128

    • MIG10:

      JHR,
      Também sou leitor deste site.
      Creio que o modelo proposto por Andrulis é o mais adequado.Creio que este cientista está no caminho certo. Todas as coisas estão interligados, inclusive nosso desejo de adoração, seja ele qual for.Ele está ligado com o meio em que vivemos.

    • Matheus H.:

      Sobre esse modelo (se não souber inglês, ponha no google tradutor) –

      http://arstechnica.com/science/news/2012/01/how-the-craziest-fing-theory-of-everything-got-published-and-promoted.ars?comments=1&start=280#comments-bar

      http://freethoughtblogs.com/pharyngula/2012/01/27/the-comparison-to-jabberwocky-is-inevitable/

      Sem falar que-

      1- O cara não mostra nenhuma evidência ou teste que possa comprovar sua teoria em 105 páginas de texto.

      2- O Inovação Tecnológica, apesar de ser um bom site de divulgação, foi longe demais (“novo Renascimento”? Por favor!)

    • Jonatas:

      Desculpe-me a intromissão mas esse estudo do link, embora tão belo e dinâmico, não interfere em praticamente nada na divergência entre o evolucionismo e o criacionismo, ele não unifica os dois como o artigo diz. Ele em nenhum momento nega a evolução como faz o criacionismo, apenas cita que ela é mais integrada e só segue um modelo já conhecido, a Hipótese Gaia, e integra com um modelo de uma ligação elementar entre Vida e Matéria. Dentro do estudo, a evolução continua sendo a chave da vida, não vi em nenhum momento indício de criação envolvida no processo.

    • MIG10:

      Bem colocado.
      Você não viu nenhum indício.Por isso que eu disse que este cientista está no caminho certo, não disse que ele chegou lá.
      Vamos pensar no corpo humano, como um exemplo: Cada parte do corpo humano possui uma função específica, bem como os seus mecanismos. Todos eles estão interligados. Se um dos mecanismos deixar de funcionar e for retirado do corpo (dependendo da lesão) ele se adpta. Isso não necessariamente entende-se que ocorreu uma evolução dentro do corpo, somente uma adaptação devido as atuais circuntâncias.
      Agora olhemos o universo como um todo, e usando o mesmo pensamento do corpo humano.
      Não quer dizer que existiu uma evolução, mas adaptação ao meio, com todas as partes interligadas, inclusive a espiritual (a qual está sendo negada).
      Não precisa aceitar, não quero que aceite, mas é este o caminho que acredito. Tudo interligado.
      Bom, chega…bastou. João, me espere q vou com vc.

    • Matheus H.:

      MIG10,

      “Por isso que eu disse que este cientista está no caminho certo”

      Prove que ele está no caminho certo.

      “Cada parte do corpo humano possui uma função específica, bem como os seus mecanismos.”

      Já estou vendo, você vai dizer “a Terra/Universo é um grande organismo!!!”né?

      “Isso não necessariamente entende-se que ocorreu uma evolução dentro do corpo, somente uma adaptação devido as atuais circuntâncias.”

      Evolução não é melhora e sim adaptação (veja que ainda existem bactérias e vírus mesmo eles sendo menos complexos).

      “Agora olhemos o universo como um todo, e usando o mesmo pensamento do corpo humano.”

      HAHA! Acertei!
      Agora para acabar com sua falsa analogia:

      O corpo humano se auto-regula (ou seja ele fará o possível para se manter num único estado) e possui seus componentes ligados entre si de alguma forma (seja por neurônios ou por vasos sanguíneos).

      O universo claramente não é assim, ele não se mantém no mesmo estado, as leis que o regem fazem com que ele esteja em constante mutação e não há nenhum tipo de conexão entre as galáxias e os planetas (pode vir com qualquer pseudociência que não muda nada), por esse motivo, sua comparação é errada.

      “Não quer dizer que existiu uma evolução, mas adaptação ao meio”

      Nada prova que há um meio fora do universo.

      “com todas as partes interligadas”

      Como eu disse antes, nada liga os componentes do universo entre si.

      “inclusive a espiritual (a qual está sendo negada).”

      A parte espiritual está sendo negada, porque não há evidências de que exista uma parte espiritual.

      “mas é este o caminho que acredito”

      Sem evidências.

    • JHR:

      Não creio que o sistema proposto pelo autor tenha a pretensão de unificar os dois modelos. Se fosse esta a intenção, com certeza estaria arruinando sua carreira antes mesmo de a publicar. Embora pareça um paradigma, a pesquisa obviamente despertará entusiastas a seu favor e a ira a outros que nem mesmo a reconhecerão como ciência.
      Até que se prove o contrário, acho que merece crédito.

    • Jonatas:

      Não precisa mais merecer, ela já foi aceita como paradigma de estudo, porque hoje a ciência está mais receptiva, e a ideia apresentada pelo autor já passou a primeira fase de uma teoria científica: A aceitação do meio. Agora cabe a ela e seus adeptos irem desenvolvendo-a. Mas pra mim, pareceu mais uma continuidade da Hipótese Gaia e da Panspermia de que uma convergência entre criacionismo e evolucionismo.

  • João:

    É a gota, depois de ler tantas bobagens neste comentários, chego a conclusão que o Hype é pérola dada aos porcos. Um espaço que deveria ser dedicado aos amantes da ciência cai na obscuridade do teísmo, xamanismo e achismo.

    Vou tarde? mas fui… Alimentem-se a si próprios antropófagos mentais.

    Que o ocultismo domine sobre a luz da sapiência.

    Um abraço para quem fica.

    • Opppssss:

      Foi tarde de +.
      O pior cego é aquele que não quer ver.
      Achar que o Big Bang foi o inicio do universo é no mínimo uma ignorância total científica. O big Bang se existiu, nada mais foi que uma explosão estelar. Uma simples explosão de uma BIG STRONG STAR dessa dimensão.
      É muita pretensão achar que seres humanos feitos da Luz para viver na Luz teria capacidade para entender coisas como Universo e dimensões invisíveis. Mesmo com toda tecnologia atual, a ciencia humana continua pesquisando somente nos espectro da luz, todos os telescópios trabalham nas frequências da luz eletromagnética. Somente a mecânica quântica esta caminhando por outro caminho que eu considero mais promissor, mesmo assim o cérebro dos observadores continua sendo uma inteligencia de seres da luz.

    • Jonatas:

      Só uma resposta, o pior cego não é o que não quer ver, o pior cego é o que vê apenas o que quer ver, pois isso se torna ilusão.

    • Nie:

      Jonatas, se não me engano vc disse que tem 18 anos, saiba que tem muito que aprender ainda.

    • Jonatas:

      Tenho 24, e claro que tenho muito a aprender. Nem aos 100 anos estarei sabendo tudo o que eu quero saber.

    • aguiarubra:

      René Descartes já resolveu esse “probleminha” em 1637, ao lançar mão da dúvida hiperbólica, onde “seres de luz”, como vc bem explanou, vivem iludidos com um mundo empírico limitado aos sentidos orgânicos.

      Desde essa época, em que se discutiam se os anjos possuiam (e faziam!) sexo ou quantos deles cabiam na ponta de uma agulha (opss!!! Cordas angelicas???), nós, os macacos nús, temos aprendido a nos instrumentalizarmos com a “Mathesis Universalis”, que alcança o nível de ‘quase’ dispensar experimentações, como a Teoria M x LHC.

      Com isso, nos livramos desse peso do empirismo estúpido que tem caracterizado alguns saudosistas de Comte em nosso século XXI.

      Mas duvidar do Big-Bang é uma boa tática científica, pois a metodologia da Ciência aplica a “falseabilide” em modelos cosmológicos. Ironicamente, os criacionistas ajudam a melhorar o modelo do Big-Bang (ou da “Big-Gang”…rsrsrsrs) com suas críticas estapafúrdias. O “núcleo duro” dessa teoria foi reforçado com as pesquisas da “supercorda” e vai cada vez melhor em suas previsões.

      Mas concordo com vc em relação ao braço tecnológico da Ciência: ainda se está preso aos limites “cartesiano-newtoniano” em tecnologia, embora hajam promissores evoluções técnicas em direção ao uso de luz sincroton (essa luz abrange uma ampla faixa do espectro eletromagnético, como raios-X, luz ultravioleta e infravermelha, além da Luz Visível) e opto-eletrônica (que já está aprendendo a “congelar fótons” e encapsulá-los em “armadilhas” de luz; logo, logo será capaz de construir computadores quânticos, que virá acelerar os nossos atuais cerca de 100 vezes).

      Em nosso século promete-se desenvolvimento em captadores de ‘grávitons’, que trará grandes surpresas na visibilidade do “invisível”!!! (matéria escura, energia escura…multi-universos, extra-dimensões…).

      Deixa estar prá ver como é que fica!!!

    • aguiarubra:

      Escrevi “falseabilide”, mas eu quis escrever “falseabilidade”. Não pude corrigir a tempo e faço aqui um adendo ao meu comentário.

      FALSEABILIDADE

      Vide wikipédia: “…Para uma asserção ser refutável ou falseável, em princípio será possível fazer uma observação ou fazer uma experiência física que tente mostrar que essa asserção é falsa.

      Por exemplo, a asserção “todos os corvos são pretos” poderia ser falseada pela observação de um corvo vermelho. A escola de pensamento que coloca a ênfase na importância da Falseabilidade como um princípio filosófico é conhecida como a Falseabilidade…”

    • JHR:

      Eba! Vida inteligente por aqui!

    • SENAM:

      Leva a mal não, mas eu não vim do macaco.

    • Matheus H.:

      Diga, se a Teoria do Big Bang está errada, de que forma explicar-
      Radiação Cósmica de Fundo (e sua polarização), Expansão do universo, Nucleossíntese Primordial (junto com a abundância de Hidrogênio e Hélio), Inflação e a Baixa Entropia do universo jovem?

    • aguiarubra:

      Não se trata de erro, simplesmente. A Big-Gang…opsss…o Big-Bang pode melhorar com as críticas e ser absorvida por uma outra mais abrangente: assim, a Mecânica Clássica sobreviveu ao advento da Teoria da Relatividade porque se tornou uma “particularidade” desta, aplicável a corpos que se movimentam muito abaixo da velocidade da luz! Ora, se uma teoria como a das p-branas vencer a disputa “darwinista” entre as teorias cosmológicas, resolverá o problema da “singularidade nua” que diz-se ter se expandido na origem de nosso Universo.

      Imaginar que os cientistas, hoje em dia, afirmam “verdades absolutas”, é fazer retornar a Ciência ao começo do século XX, quando se dizia, com toda certeza, que o Sol queimava lenha (madeira de florestas!!!) e ignoravam Einstein com aquela ideia “imbecil” de que a matéria era um estado energético, coisa incompreensível para mentes “inteligentes” e “sofisticadamente científicas” (ainda mais quando se apontavam vários “erros” nas fórmulas matemáticas desse sujeitinho obscuro, aluno rebelde formado numa escola “politécnica” alemã – e, por ser um mero burocrata de um escritório de patentes, devia ser “incompetente” para a Ciência “da lenha”, muito avançada prá Einstein, né?).

      Mas a Ciência atual não se deixa mais ser pega de calças curtas: assim que um cientista lança um teoria-modelo (como a do Big-Bang), “taca” ela “na rinha” do falseabilismo: quanto mais o modelo resistir ao explicar uma dada observação experimental, evitando “fechar-se” numa verdade absoluta, aumenta a possibilidade de escapar ao risco de ir parar na História da Ciência, como aconteceu com ‘verdades’ tipo: Astrologia, Alquimia, Frenologia…etc.

    • Matheus H.:

      aguiarubra,

      “A Big-Gang…opsss…o Big-Bang”

      Odeio essas piadas “ops, me confundi e secretamente revelei o que penso sem mostrar motivos”

      “afirmam “verdades absolutas””

      Nenhum cientista afirma que o Big Bang é A verdade, mas sim que ele é a melhor aproximação da realidade COM BASE NAS EVIDÊNCIAS.

      PS: Dizer “pode-se provar que o Big Bang seja alterado/negado” não prova nada.

    • SENAM:

      Concluindo, como tudo veio de uma fonte só,SOMOS TODOS UM

    • Gilberto M.:

      João,espero que vc mude de idéia, pois, se vc se for, considero que será uma perda para nós que lemos os comentários.

    • JHR:

      Sua declaração, nada cordial, certamente não inspirará saudades em boa parte dos que aqui trafegam.
      Arrogância Epistemica, por definição, é a diferença entre o que alguém realmente sabe e quanto ele pensa que sabe. O excesso implicará em arrogância ou déficit de humildade.
      Convenhamos, o espaço esta aberto ao debate e as pessoas vem aqui para debater e aprender e ensinar.

  • Jonatas:

    Religiosos e Criacionistas j.u.l.g.a.m o Big Bang como se soubessem tudo de astrofísica e observação espacial, e j.u.l.g.a.m a evolução como se entendessem tudo da mais avançada complexidade biológica, baseando-se apenas em crenças que nunca passaram por qualquer teste científico sério.

    • Everaldo:

      Os fanáticos são realmente perigosos, mas acredito que fizeste uma generalização.
      Há fanatismo dois lados: indivíduos que se intitulam religiosos e falam que a Bíblia é um livro literal, que explica todo o universo e por isso não precisam da ciência (hipócritas); mas há também aqueles que acham que só a ciência importa, que todos os problemas do mundo seriam resolvidos apenas pelo comhecimento científico. A solução não é separar a ciência da religião, mas sim fazer que exista um convivência harmônica entre elas: a ciência explicando o universo de maneira racional, e a religião se dedicando às questões da alma e de Deus. Não é necessário que iniciemos uma guerra, quem não concorda com um lado ou com o outro deveria apenas ficar em silêncio e não optar pela falta de respeito.

  • Jonatas:

    A soberba religiosa é algo impressionante. Eles não tem nada que prove a existência de deus, simplesmente acreditam e julgam os outros como se soubessem tudo sobre o criador do universo, com a prepotência de dizer que a ciência está e.r.r.a.d.a e a religião certa. São tão perdidos que julgam a evolução como se entendessem tudo da mais avançada complexidade biológica, julgam o Big Bang como se soubessem tudo de astrofísica e observação espacial, baseando apenas em crenças que nunca passaram por qualquer teste científico sério. Pessoas que fazem uma multidão quando aparece uma imperfeição numa janela de vidro que lembra uma “virgem Maria”, pessoas que parecem desesperadas para provar que deus existe e se manifesta, eu fico com pena quando os especialistas vão lá e provam que não há nada de real, a imagem que poderia ser até uma foca ou um pinguim mas viram uma santa é facilmente apagada.
    Não a banda não toca desse jeito, crença dogmática e ciência não se misturam, desistam disso. A ciência é uma questão lógica, matemática, exata. Religião é uma questão pessoal, uma escolha, crer ou não crer. Se um criador existe, ele seria mais complexo que o próprio universo, e nem a complexidade do universo entendemos ainda, então, mesmo que exista, vocês e os predecessores da religião praticamente nada sabem sobre ele.

    • Gilberto M.:

      Concordo com o Jonatas. Sabe, o que não consigo aceitar é essa insistência em misturar religião com Ciência. É como o texto acima diz: Big Bang, Teoria da Evolução, Mecânica Quântica, nada disso prova ou contra-diz a existência de Deus ou deuses. São coisas separadas. Tem muito cientista religioso e tem muito religioso que entende a Ciência. Com certeza os fundamentalistas religiosos constragem a todos.

  • Abraão Isvi:

    Quando for ser imparcial, o que pude ver que vc tenta passar no seu artigo, não invente de meter no meio do artigo sua opinião pessoal sobre a existência de DEUS, passando um ar de neutralidade e cometendo uma falácia de inversão de planos. Seja direto e reto, se quer negar DEUS negue claramente, e não tente ridicularizar DEUS. De DEUS não se zomba. Parei de ler esse artigo tendencioso no ponto onde vc começou com sua zombaria.

    • SENAM:

      Não vi a zombaria e ele não costuma faze-lo

    • Abraão Isvi:

      Comparar DEUS com piadinhas de ateus pouco inteligentes é zombaria.

    • Jonatas:

      Ta só querendo chamar atenção. Não houve nenhuma piada de Deus, aliás, o autor foi respeitoso e imparcial com a questão. Mas se acha isso ainda, deixe que o tal de Deus se encarregue de julgar, não fale por ele, isso pode ser plágio.

    • Abraão Isvi:

      Aqui está a zombaria:

      “Então o Big Bang não prova realmente que Deus ou deuses existem ou não, ou se um monstro voador de espaguete é real ou não; é simplesmente muito, muito legal.”

      Ele usa tenta passar uma falácia de inversão de planos, como algo verdadeiro. Ele “discretamente” combate DEUS. Simples, mas tenta passar um ar de neutralidade, quando ele não está sendo neutro.

    • Jonatas:

      Mas não há nenhuma analogia entre Deus e o monstro de espaguete. Simplesmente diz que o Big Bang não prova nem desaprova a existência de qualquer ser sobre-universal, só é uma questão incrível, e apenas que nada se pode saber do antes do tempo e espaço. O Monstro de Espaguete é uma analogia cômica de algo que não se poderia conceber ideio do que seja e como seja, não de Deus.

    • Abraão Isvi:

      Viu, vc caiu no truque dele. o monstro do espaguete é sim facilmente concebível, tem até desenhos de como ele poderia ser. É uma criatura fictícia porem física, e pode ser provado a sua existência pelos métodos científicos.

  • Gustavo Ibraim Ceron:

    Vocês estão procurando algo, que além de não ser matéria (em nenhum dos estados conhecidos pela nosa ciência) ainda o desvinculam dos acontecimentos a partir do suposto “bIG bANG”, imaginado pelos “cientistas”, que seria o início de um FALSO universo, que segundo a LEI DE HUBBLE, TERIA A IDADE DE 18 BILHÕES DE A.L., e, portanto, esse seria também o seu RAIO LIMITE em qualquer das direções que se possa olhar. Se imaginarmos esse tempo e distância em apenas 2 x 18 bilhões de A.L.,teremos 36 bilhões, dos quais 18 absolutamente desconhecidos, E se formos investigar 1 trilhão, ou um quatrilhão, ou um cinquentilhão, ou talvez alguns centilhões de anos lus de tempo e distãncias? Creio que poderiamos considerar nossos cientístas como meros principiantes em astronomia e totalmente analfabetos quanto à existência ou não de DEUS, que existe SIM e é a inteligência criadora da matéria e da vida nessa imensidão tão infinita quanto desconhecida.

    • Renato:

      Gustavo, por acaso você é astrofísico algo que o valha,
      ou baseia-se em achismo para afirmar com letras maiúsculas que o Big Bang seria o início de um falso universo?
      Posso de imediato duvidar da minha primeira suposição a partir do momento em que você confunde grandezas como tempo e espaço, pois ano luz é medida de distâncias e não de tempo. Explico: a Terra tem aproximadamente 4,5 bilhões de anos, somente anos, e está, aí sim, a 30 mil anos luz ou A.L. do centro da galáxia.
      Então sobra a segunda suposição, que já foi exaustivamente discutida no Hype e que não acrescenta nada, pois assim como não é possível provar indiscutivelmente que houve naturalmente um Big Bang, é impossível também provar que foi criado por um ser inteligente.

    • Matheus H.:

      Gustavo,

      “LEI DE HUBBLE, TERIA A IDADE DE 18 BILHÕES DE A.L., e, portanto, esse seria também o seu RAIO LIMITE em qualquer das direções que se possa olhar”

      1-A Lei de Hubble cometeu esse erro porque a constante de Hubble não tinha sido medida exatamente (ainda não é), mas com o tempo, a medição melhorou.

      2-A Lei de Hubble não prevê um “raio limite”, pelo contrário, afirma que a expansão é contínua.

      “Creio que poderiamos considerar nossos cientístas como meros principiantes em astronomia”

      E você é pior ainda (em astronomia).

      “DEUS, que existe SIM e é a inteligência criadora da matéria e da vida nessa imensidão tão infinita quanto desconhecida.”

      Prove.

  • Ana:

    Eu não sei porque muitos gostam de separar a ciência de Deus, sendo que um comprova o outro…como exemplo o nosso próprio corpo que foi química e matematicamente planejado e o que falar do próprio Universo, tudo funcionando em sincronia, sai uma coisa da ordem para v. ver o que acontece com seu “mundinho”, aí v. vai ver o que é “buraco negro” em pessoa…rsrsrsrss!

    • Jonatas:

      Numa mesa de bilhar, as bolas batem e rebatem até se estabilizar, quando perdem a força do impulso original. As coisas no espaço ficam no modo estável e equilibrado por esse modo, o Universo é bestial e violento, e não poético, engenhoso e tranquilo como as imagens nos passam a ideia, o que seria nas mãos de um criador. A ordem vem do caos, e não do criador. O cenário onde nascem as estrelas é quente e explosivo, e não uma fábrica inteligente. Se houver criador, o processo do universo não funciona por comandos dele, pois não há inteligência por trás de processos aleatórios e naturais. A ciência em si, não prova deus nenhum, e nem procura por isso, dado que não há objeto de estudo. Acreditar em Deus é escolha, é pessoal, mas não científico.

    • Cris:

      Também não gosto de fanatismo religioso, mas estudo a Bíblia a mais de 10 anos, e existem partes dela que nos revelam coisas surpreendentes. Há uma passagem q diz q a terra é redonda e erguida sobre o nada(se vc quiser posso citar o versículo ) também fala que a terra treme por causa de suas fendas(as placas tectônicas são como fendas). Acabamos de ver que em um buraco negro não existe começo ou fim (na Bíblia diz que Deus é o princípio e o fim)ou seja são a mesma coisa como numa estrada circular.
      Para mim Deus não é um homem grandão, mandando castigos lá do céu. Ele é toda a força existente no universo.Arrisco dizer também que o amor(ágape) é uma força que muda as circunstâncias, mas não espero q vc concorde comigo…kkkk

    • SENAM:

      Eu concluo pelo que li, que deus é um buraco negro

    • Icaro:

      E é você, também. Como na canção Gita, do Raul Seixas, inspirada na Sublime Canção (Bhagavad Gita) indiana:
      “Eu sou o medo do fraco;
      A força da imaginação;
      O blefe do jogador;
      Eu sou, Eu fui, Eu vou.
      Eu sou a vela que acende;
      Eu sou a luz que se apaga;
      Eu sou a beira do abismo;
      Eu sou o tudo e o nada.
      O início, o fim e o meio”…
      Vale a pena conferir o livro, embora a música o resuma bem.

  • Lupa:

    Provar…!
    Provar é função da ciência para afirmar. Para evoluir. A ciência avança (quase) negando o que ontem afirmou. Provar é encargo e limitação da ciência.
    Deus é. Deus não está dependente da prova (da ciência). Deus está em cada ser. Deus é criador e Amor. A ciência não prova o Amor.
    Mas nós sabemos que o Amor existe. Sabemos e acreditamos que Deus existe.

    • João:

      Lindo, é isso mesmo. Usem Deus para outros fins, não para discutir com a ciência.

  • John jones:

    faltou uma coisa:onde esta a antimateria

  • lalinha:

    as pessoas que acredita na evolução, diz que o homem e a evolução do macaco, em tao por que não tem macaco transformando em homem hoje em dia.cada um acredita no que quiser mas eu particularmente acredito em um criador que criou tudo que existe que Deus.

    • Ezio Jose:

      Estou quase de acordo com você. O homem não veio do macaco! Está mais próximo do porco. Quase que o homem veio do porco. Pois, se ele veio do barro e quem vive e gosta de barro é porco.
      Agora, a mulher é um caso mais evolutivo. Ela veio da costela do homem. Que injustiça bíblica!

    • Ana:

      Com certeza Lalinha, na verdade não era pra existir os macacos hoje em dia, e os outros animais também eram para ter evoluído em outras espécies, mas isso não aconteceu, que coisa não?…

    • Jonatas:

      Os animais de hoje não os mesmos do passado, são diferentes, as evidências fósseis irrefutáveis montam uma fauna e uma flora diferente da de hoje. Essa é a prova evidente da evolução que está a olhos vistos, só não vê quem não quer. Homens macacos não são a mesma coisa, apenas pertencem ao mesmo grupo de mamíferos, chamados primatas. O homem se desenvolveu independente dos macacos, mas de um ancestral símio em comum com eles, por isso somos semelhantes física e geneticamente.

    • Ezio Jose:

      Jonatas… Não adianta explicar desta forma que muitos aquí não entenderão ou farão de tudo para não entender.
      Você tem que explicar assim:
      “Era uma era em que o homo sapiens não era como hoje são. Pertenciam à uma família de símios que desenvolveram com o passar das eras. Outros símios semelhantes tiveram pequenas mudanças, porém, em virtude das eras nem foi dado a perceber, pois, são insignificantes diante da evolução do que tornou-se o home de hoje”. Observação à parte: Há poucas décadas não haviam Pittbull.

    • SENAM:

      Pitbul foi uma criação de “outros” seres alheios a raça canina…daí!?!?!?

    • Jonatas:

      Poxa mas de novo essa estória, gente que não entende nada do evolucionismo se achando no direito de julga-lo. Não, o homem não veio do Macaco, Apenas tem um ancestral comum, e teve um desenvolvimento independente. Os macacos são nossos primos evolutivos, em especial o chimpanzé. Qualquer livro simples sobre o assunto explica muito bem isso, eu nem preciso entrar em detalhes. Se informe melhor se quiser falar do evolucionismo, uma verdade evidente a olhos inteligentes, mas se prefere acreditar que homem veio do barro e a mulher da costela, vá em frente.

    • João:

      De qualquer forma, o homem não descende de macacos mesmo, porque macacos possuem cauda!

      Nós temos parentesco com o grupo dos símios, que são os primatas sem cauda. Vide Chipanzés, Gorilas e Orangotangos.

      Agora, quem não entende evolução não pode falar essas bobagens todas, não é possível. Alguém que pensa que os macacos deveriam evoluir assim, na nossa frente, é porque faltou a escola pra jogar bola. A evolução é um processo lento e inexorável. Vivemos 80 anos, o que é isto perto do tempo necessário para observar as características se modificarem no compasso natural.

    • SENAM:

      Jonatas, a TEORIA da evolução é apenas mais uma dentre tantas e até você pode formular uma, daí a provar, vai uma grande distância.

    • Jonatas:

      Evolução tem um emaranhado imenso de provas. Pesquise antes de afirmar tal b.e.s.t.e.i.r.a.

    • —:

      me diga onde você leu que a teoria da evolução diz que humanos evoluiram dos macacos.

    • Abraão Isvi:

      “The Simiadae then branched off into two great stems, the New World and Old World Monkeys; and from the latter at a remote period, Man, the wonder and glory of the universe, proceeded.”

      DARWIN, no seu livro “Descent of Man”.

  • Paulo Eduardo:

    Em quanto ninguem for jogado num buraco negro e a existencia de deus e alieniginas não for comprovada. Essas perguntas estão além da compreensão humana! Mas enquanto nao há respostas concretas, cada um acredita no que quiser!

    • Amanda:

      Resumiu.

  • Arley:

    crê em Deus é alimentar o espírito, a alma.
    não crê em Deus é tentar sobreviver neste mundo de dificuldades, brigas.

    A verdade é que nós precisamos dos dois. Seja pela crença ou não, nós temos livre arbítrio para decidirmos nossos caminhos.

    • Jonatas:

      Tantos crentes em Deus vivem no mesmo mundo entre dificuldades e brigas e tantos outros crentes em deus também causando dificuldades e brigas.

  • Nie:

    A evolução apresenta o homem moderno como um animal que está se aprimorando, o contrário da verdade que o apresenta como alguém que descendeu de um homem perfeito e está em processo de degeneração.

  • MIGUEL GAIA:

    Para que serviria a existência de um deus? Não seria para ajudar aos indefesos e em especial as crianças? Ou seria só para a sua própria soberba?
    Há uma evidência claríssima da não existência de deus, o fato de que, só de fome, morrem em média, de 12 à 16 mil crianças por dia no mundo.
    As crenças podem ajudar psicologicamente em um bem-estar, prazer, reconhecimento, mas, de fato, fazem parte, claramente de nossas fantasias mentais.

    • João:

      Como disseste, Deus não intervem na vida das pessoas, ele não é onipresente, onipotente nem bondade absoluta. O mundo continua seguindo seu caminho desde a antiguidade e as religiões não fizeram muita coisa para alterar isto.
      Se Deus existe, ele não intervem na vida das pessoas.

  • Flor de Lis:

    A concepção de Deus é muito relativa; há os que creem, há os que não creem e há os que estão em dúvida… alguns acham que Ele existe e tem um rosto; outros acham que Ele é a soma das leis universais. Penso que cada um tem direito a expressar sua opinião, desde que o faça de maneira respeitosa; e que nesse Universo enorme existem mais coisas do que supõe nossa ainda infantil inteligência.

    • João:

      Concordo plenamente.

      Porque os teólogos de plantão não discutem as características de Deus, e o que é Deus? Assim ficariam focados em sua área de expertise.

    • Jonatas:

      Eu digo, porque eles nem sabem nada sobre Deus. Apenas acham isso ou aquilo, e depois querem que a ciência fique do lado da religião. Ciência trabalha com fatos, não com achismos.

    • Flor de Lis:

      Realmente a ciência trabalha com fatos. Pra mim a concepção que as pessoas tem sobre Deus é derivada da experiência pessoal de cada um. E penso sinceramente também que a religião nunca vai se unir com a ciência. Uma vez um professor meu disse o seguinte: quanto mais sábio mais descrente.

    • aguiarubra:

      Seu professor esqueceu-se de lhe falar de Auguste Comte (e também de Robespierre!). E Richard Dawkins tá quase lá!!!

  • Vera:

    Acho engraçado que os cientistas não conseguem provar que Deus existe, mas também que ele não existe (Nunca vão conseguir), no entanto afirmam com convicção que existem alienígenas ou podem existir por aí, sem ao menos termos um mísero fiapo de provas concretas para isso. O que vemos são vídeos sempre distorcidos com quilômetros de distância e sem qualidade nenhuma kkkkk

    Imaginar que sereszinhos verdes andam por aí é fácil, agora imaginar que Deus existe não kkkkk Piada!

    • Renato:

      Vera, leia o primeiro parágrafo da resposta à primeira pergunta e você verá que os cientistas não estão preocupados em provar se existe ou não um Deus.
      Assim como há inúmeras pessoas que acreditam na existência de um Deus, é perfeitamente aceitável acreditar na existência de “sereszinhos verdes por aí”. A diferença é que, se for provada a existência dos seres em questão, deixa de ser crença e torna-se fato, enquanto Deus…

    • João:

      Amigo, nenhum cientista afirma que exista vida fora da Terra baseado nos avistamento ufológicos. Estas assertivas se baseiam na grande quantidade de elementos essenciais à vida encontrados no universo por espectrografia. Existe muito Carbono, Hidrogênio, Nitrogênio, Enxofre, Fósforo, Oxigênio, etc…

      Se os elementos básicos para a vida na Terra existem espalhados aí fora, a probabilidade de a vida existir também é alta.

      Deus não entra na discussão porque não é papel da ciência provar ou refutar a metafísica. Começando pelo fato de quem nem os homens tem uma ideia clara de o que seria Deus.

    • SENAM:

      Acreditar em outros seres é uma questão de lógica. Quantas espécies você conhece??? e porque não haveria outras que não conhecemos e de fora da terra??? No universo inteiro, só haveria a nossa espécie que PENSA….Que não é animal???

  • Rafael:

    Deus são leis naturais que regem o universo e a elas tudo está sujeito.
    O problema que os seres humanos ainda não sabem se comunicar com as forças espirituais que ficam criando e recriando os corpos no universo.
    Os cientistas pesquisam a matéria então descobrem coisa da matéria, como mostra nas figuras acima.
    Para descobrir quem move estas coisas, tem que pesquisar a espiritualidade, tentar se comunicar com os espíritos que abitam fora da atimosféra da terra.
    O início dessa jornada pode ser dada pelo Racionalismo Cristão, onde obterão conhecimentos para faser a comunicação. A doutrina atualmente não se preocupa com este tipo de pesquisa porque ela está voltada para o bem estar da humanidade e não quer perder tempo disendo coisas do epaço sideral, mas isso não impede de quem quer saber como se comunicar com os espíritos que abitam fora da atimosféra da terra, só basta ter pessoas com vontade de descobrir e seguir uma diciplina que será ditada pelo um espírito superior ( que abitam fora da atimosfera da terra).

    • X:

      Em que estudos você baseia seu argumento?

  • drew:

    Será que o buraco negro leva a alguma outra extremidade do universso?ou isso acontece só com os buracos de minhoca?

  • Yuken:

    Eh vida difici.Pra uns Deus exiti,pra outros n…
    Pra uns tdo eh possível pra outros n….
    E por ai vai…
    Querendu ou n a unica coisa q veju de real q tdo q tem escrito na biblia ta se cumprindo…Issu eh fato e n tem como discorda..Ou sera mera coicidencia tmbm?
    Bom,n tem como negar.

  • karlloz:

    Ótimas teorias, e eu concordo com elas, mais não quer dizer que estão certas. Excerto a primeira pergunta, não tem como provar ou não a existência de DEUS.

    • andreinfo@r7.com:

      Assim como não ha como provar que ele não existe…

  • CID NASSER:

    A RESPEITO DO CRIACIONISMO, VAMOS LEMBRAR QUE A “TEORIA DO BIG BANG”, COMO O NOME JÁ DIZ, É APENAS UMA TEORIA, E QUE O “ELO PERDIDO” TAMBÉM É UMA TEORIA,
    PORTANTO, CIENTIFICAMENTE, NENHUM SER HUMANO COM BOM SENSO, AINDA QUE CÉTICO, PODE FAZER AFIRMAÇÕES ABSOLUTISTAS, COMO POR EXEMPLO DIZER QUE O BIG BANG REALMENTE EXISTIU E QUE O HOMEM DESCEU DAS ÁRVORES, SE PUDESSE ISTO SERIA FATO E NÃO TEORIA.

    • João:

      Ai ai, onde vamos parar?

      Primeiro, desligue o caps lock, isto é o mesmo que gritar nos ouvidos dos outros.

      Vamos trabalhar seu comentário:
      “A RESPEITO DO CRIACIONISMO, VAMOS LEMBRAR QUE A “TEORIA DO BIG BANG”, COMO O NOME JÁ DIZ, É APENAS UMA TEORIA, E QUE O “ELO PERDIDO” TAMBÉM É UMA TEORIA,”

      Bom, a teoria do big bang não é apenas uma interpretação mirabolante do gêneses, ela propõe um modelo de como as coisas aconteceram. Desta forma, através das observações e estudos astronômicos podemos ver se o modelo bate com a realidade observada ou não. Assim, quando existe uma falha no modelo ele é atualizado, portanto vai se aprimorando. Hoje não se consegue refutar cientificamente (porque dogmaticamente vocês adoram refutar) esta teoria.

      Agora, Elo perdido ser uma teoria? cara, vai estudar, elo perdido não é teoria nenhuma. É como você ir de São Paulo até Rio de Janeiro de carona, mas neste tempo deu umas piscadas, no final da viagem você diz ser impossível existir uma conexão entre as duas cidades, já que não viu certos pontos aqui e ali… Detalhe, os “elos perdidos” tão amados pelos criacionistas são encontrados dia após dia, mas eles sempre bolam um novo “elo perdido” querendo invalidar a evolução como uma criança querendo se convencer do papai noel.

      PORTANTO, CIENTIFICAMENTE, NENHUM SER HUMANO COM BOM SENSO, AINDA QUE CÉTICO, PODE FAZER AFIRMAÇÕES ABSOLUTISTAS, COMO POR EXEMPLO DIZER QUE O BIG BANG REALMENTE EXISTIU E QUE O HOMEM DESCEU DAS ÁRVORES, SE PUDESSE ISTO SERIA FATO E NÃO TEORIA.

      Exatamente amigo, não se deve fazer afirmações absolutista, deve-se ponderar sobre o modelo que explica mais tendo que inventar menos. Esta é a regra da parcimônia. O modelo de ação do big bang funciona, ele explica como as coisas chegaram até aqui. Dizer que Deus criou o universo coloca um ponto na discução antes mesmo dela conversar. É tapar os ouvidos e fechar os olhos.

      E de fato, o homem não desceu de árvore nenhuma, quem desceu foram pró-símios no leste africano. Isto se deu pela mudança de clima sofrida no local, quando a densa floresta tropical deixou de receber aporte de umidade do oceano índico. Assim o clima ficou mais seco e vários símios tiveram que diversificar sua dieta. Mas não vou perder tempo dando aula de evolução humana para quem tem os ouvidos tapados e os olhos fechados.

    • SENAM:

      Nem precisa dar aula, que não pode comprovar

    • CId Nasser:

      Obrigado por me lembrar do caps look, peço desculpas a todos pelos gritos.
      Quanto ao resto, entre outras, a comparação do elo perdido com Rio-São Paulo foi infeliz, pois mesmo que alguém esqueça parte do caminho, todo dia muitos chegam do Rio a São Paulo, e certamente outros estão chegando neste exato momento, isto é real. Para a comparação ser verdadeira, em linguagem leiga porém incontestável, todos os dias precisaria que uns quase-homens (hominídeos) se torna-sem homens e outros estivessem no “forno” para se “humanizarem” amanhã.

    • Jonatas:

      A ciência tem a humildade de sempre se corrigir e se aprimorar. Apenas religiões e pseudociências como o Criacionismo se comportam de forma absolutistas, sem jamais admitir suas incoerências.

  • Cesar:

    Correções…

    50 anos-luz correspondem a aproximadamente 473 trilhões de km. A Via Láctea tem cerca de 100.000 anos-luz de largura, o que corresponde a aproximadamente 946.000 trilhões de km.

    Sobre o buraco-negro, as forças de maré iriam destroçar você. Quando o Limite de Roche for atingido para o teu corpo, ele se parte em dois. O limite de Roche é um ponto onde a diferença de atração gravitacional entre as duas metades do corpo supera a força que as mantém unidas. No caso de uma pessoa mergulhando de cabeça, vai chegar o momento que o corpo será rasgado ao meio, na altura do peito, depois os pedaços remanescentes também serão rasgados ao meio, e assim por diante, até que não sobre uma molécula inteira. Mas com os efeitos relativísticos, a coisa seria meio que fantástica, como diz o cosmólogo…

    • Cris:

      Acho q ele quis dizer que se….não fossemos feitos de carne e osso, e pudéssemos nos manter vivos e intactos numa situação dessa, seria essa visão que teríamos. Surreal!!! mas acho q valeu pela teoria da relatividade, que foi relatada de uma forma bem …visual.

    • SENAM:

      Isto também é teoria

    • Jonatas:

      Pelo visto todas as irrefutáveis evidências científica pra ti são teorias. Como se os contos bíblicos fossem uma verdade, e o criacionismo fosse. O criacionismo só existe e foi criado pra tentar se opôr ao Evolucionismo, e falhou miseravelmente, diante das provas da EVOLUÇÃO.

  • Vitor:

    Acredito que a maioria de nós já conhecía-mos essas 3 perguntas e as respostas.
    O tempo passa e as opniões mudam, mas sempre batendo na mesma tecla.

    Acredito que a “solidão humana” encontra diversos tipos de vítimas,e as fazem correr para religiões,ceticismo e um cietificismo egoísta.
    Somos muito prematuros no universo.Órfãos!

  • R Barbosa:

    Meus queridos.
    Deus está dentro de cada um.
    Isto é indiscutível.
    Bem, qto a vida fora da terra td é possível,mas, não comprovado pela ciência.
    Mas tenha vcs uma certeza.Td no universo não é por acaso. depende de como pode ser observado a sua criação.
    Criacionista diz que a vida surgiu do lodo após a eplosão do big bang,me corrijam se estiver equivocado.
    A igreja diz através das escrituras que o homem foi formado do barro, consstruiu-se uma estátua e Deus através de seu sopro divino deu vida.Vcs não acham que há uma grande coincidência entre barro e lôdo? Vcs não acham muita coincidencia a existencia dos mesmos elementos químicos que somos formados eos mesmos existentesem qualquer outra estrutura? Lembram do famoso CHON?
    Posso estar equivocado? Não expert nesta área, mas há muita coincidencia.

  • MIG10:

    Hype,
    (Desta vez, será fora do artigo relacionado, mas é só para repensar).

    Tem certeza que quer invalidar comentários criacionistas?
    Observe o que os seus jornalistas estão fazendo?

    Vejas os artigos aqui publicados nos últimos 4 meses:

    Corportamento
    – Pessoas religiosas são mais bem ajustadas psicologicamente?
    – Casamento gay ameaça o futuro da humanidade, segundo o Papa
    – Porque algumas pessoas veem o rosto de Jesus em sanduíches
    – Acreditar ou pensar em Deus pode nos deixar “preguiçosos”
    – Encontrar ETs poderia mudar as religiões para sempre
    – Crença em Deus pode se resumir a intuição

    Mistério
    – Visões de anjos descritas na Bíblia podem ter sido sonhos lúcidos
    – A Estrela de Belém foi uma estrela, um cometa ou um milagre?
    – Dia do Julgamento: nós vamos morrer amanhã?
    – Pregos encontrados em tumba poderiam ser da crucificação de Jesus?

    Super-lista
    – 10 demônios culpados pelo mau comportamento dos homens
    – 15 passos da carreira de um fotógrafo espiritual
    – 10 principais passos para eleger um Papa
    – Religião e ciência: 6 visões sobre o núcleo da Terra
    – Os 10 monumentos religiosos antigos mais intrigantes
    – 7 formas “antigas” de misticismo que são na verdade invenções recentes

    Bizarro
    – Religião: 15.000 tchecos se consideram “cavaleiros Jedi”,segundo censo
    – Caçadoras de demônios: adolescentes viajam o mundo fazendo exorcismos

    Bem-estar
    – Religião pode afetar a saúde das pessoas

    Espaço
    – Bento XVI realiza a primeira ligação para o espaço de um papa

    Meio-ambiente
    – Relógio do fim do mundo mais próximo da hora final
    – Mar Morto pode responder dúvidas sobre eventos bíblicos
    – Geoengenharia e energia nuclear: brincar de Deus pode ser bom pro planeta

    Marcelo Ribeiro
    Veja uma de suas respostas na pesquisa de “o que fazer com os comentários criacionistas”.(escrevo aqui, pois não tenho acesso neste instante no FB).

    “Existem muitos comentários fora do tópico, certamente. Mas a questão flaxflu aqui é o fator principal. Quem entende um mínimo de ciência não aguenta se calar quando alguém fala que evolucionismo não passa de uma teoria da conspiração. Podemos criar um fórum apenas para discutir isso, mas aqui não é o lugar”

    Você não acha que, quem entende um mínimo sobre criacionismo não aguentaria também ficar calado vendo um artigo deste?
    Concordo que em muitos casos, o assunto não aborda em nada o comentário, e confesso e já agi desta forma.
    Mas quando são colocados assuntos pertinentes a religião, como um criacionista não poderá dar sua contribuição, mesmo que acabe em processo ciclico? (que é o mais provável).

    Se aqui não é um lugar para discutir isso, então porque tantos artigos assim relacionados com religião (seja ele positivo(estranho) ou negativo)?

    Meu Xará,
    Você também diz:

    “No nosso vocabulário criacionismo é sinônimo de agressão. Agressão ao bom-senso.”

    Porque?O que é bom senso pra você, pode não ser pra mim e nem para outros.
    A ciência é bom senso? Não afirmo e nem discordo, mas o que seria bom senso?
    Censurar comentários criacionista onde o Hype deixa claro que o artigo vai levar a isso é bom-senso?
    E alguém por favor, me negativem.

    Pronto…Agora sigam em paz.

    • Vitor:

      Pegando carona no MIG 10.

      HP….o TEMA: Aborto é mais seguro que o parto!!” é algo razoável para se publicar? Independente de crenças…por fravor!

    • Ana:

      Nota 10 para seu comentário!!! Concordo plenamente, e acho que no fundo eles gostam quando o debate “ferve”, por isso das tais matérias, e olha que nesta de cara o Bernardo já foi dando sua própria opinião… se pode um pode todo mundo…

    • SENAM:

      Merece é nota dez

  • vielmond:

    Nosso cerébro tem por finalidade manter a vida (a definir): procriar, nos sustentar (com os produtos da natureza) e desaparecer. Fora isso não temos condição de saber o que é o universo , Acredito sim em nossa ignorância, que cria Deus e as religiões para explicar o inexplicáve.

  • Nieri:

    Toda teoria por mais que ela não seje aceita, atraia a atenção e a curiosidade.
    Vejamos a teoria do astronauta do passado?(ancient aliens)
    Segredos da Lua? http://www.youtube.com/watch?v=VD3jyeAqb3k
    Será que eles não estão aqui ajudando e/ou dominando em conjunto com as potencias?

    • Nieri:

      Gostei ja tinha visto falar destas estruturas intactas na Lua e a Nasa e o governo militar acoberta tudo é só vc ver as fotos publcadas, não existe estrelas e muito menos paisagens lunares.
      40 anos atras.
      Ate qdo a farsa vai ficar imcuberta!!!!!!!!!

    • Cris:

      Assisti o Video e achei incrivel,Pq escondem a verdade?.
      Estamos sendo enganados: e que ate hoje estes documento não estejam acessiveis á nós Terraqueos Todos relacionados com seres(?) que estiveram ou estão aqui!
      Quando iremos saber toda a verdade? ou estaremos
      aqui apenas para ajudar os objetivos deles.

    • SENAM:

      Você disse uma coisa muito importante, NÓS TERRAQUEOS, pois quando nos considerar-mos todos de uma só terra, passaremos a nos respeitar mais e aí seremos reconhecidos como espécie inteligente

  • curioso:

    Basicamente é certo que existe um Ser Absoluto. A questão é se ele está vivo ou morto.

    Nietzsche diz que ele está morto…rsrs

    • sidnei:

      Como provar que existe este ser absoluto? Poder-se-ia dizer: se há uma casa é porque alguém a fez. Mas isso não é prova é indício, é uma conclusão. Eu gostaria da prova, assim como não encontrar o construtor não é prova de que ele não existe.

    • Curioso:

      A prova da existência de um SER é o fato de voce esta existindo deste momento. O que quero dizer é que entuanto duvidamos das respostas alheias, uma coisa é certa: Existe uma Pergunta (porque existimos? por que SOMOS? POrque Há? Porque É?). Essa pergunta já nos oferece uma consequência lógica: Existimos, SOMOS, Há UM SER.

      Agora como é este SER? Somente nós podemos indagá-lo? Ou Ele também nos Indaga?

    • aguiarubra:

      Nietzsche disse que NÓS matamos Deus!!!
      Quanto à ideia de um Ser Absoluto é por não poder haver o Nada Absoluto: ambas as ideias são auto-excludentes.

      Se esse Ser Absoluto é vivo (e inteligente! E “comunicável”), vai de cada Religião a sua resposta.

      Para a Ciência, é mais simples (Navalha de Occam) trabalhar com a ideia de que há seres “relativos” às possibilidades de verificação, observação e controle sensorial, o que limita toda pesquisa ao aspecto “visível” da matéria chamada bariônica (reducionismo metodológico materialista, que substituiu – e teve mais resultados “ponderáveis” – o reducionismo metodológico “cristão” de outrora).

      Presentemente, certos cientistas (e não a Ciência Pura)resolveram que o Empirismo crasso (ver prá crer) resolve todas as questões do Universo: o Nada Absoluto existe (????) e explica de forma cabal a tudo e a todos. Se não é cabal, o será em breve.

      Dai, Deus (ou o Ser na Filosofia) não existem!!!

      Se o Ser “não existe” e o Nada “existe”, instala-se um “nonsense” na faculdade racional do Homo Sapiens, que passa, assim, a não existir também.

    • Curioso:

      Aí é questão de nomenclatura. São apenas pontos de vista diferentes para tentar entender o mesmo objeto.

      DEUS – Nada – Ser…

    • aguiarubra:

      Sim, é questão de nomenclatura, mas
      – Deus = o ser mais complexo;
      – O ser (na Filosofia) = o princípio de toda a existência, por natureza “simplérrimo”;
      – nada = nada (não existe => “ex-” = fora, “sistência” = ser). O nada não é um ser, ou seja, nada é, nada foi, nada será; nada gera, nada destrói, nada constrói, nada sustenta, nada conserva; nada forma, nada deforma. O nada é impensável.

    • curioso:

      Voce escreve sobre esses assuntos? Tem blog?

    • aguiarubra:

      P.: “…Voce escreve sobre esses assuntos? Tem blog?…”
      Comentário: CURIOSO, eu não escrevo sobre esses assuntos, nem tenho blog. Eu li muita coisa da literatura espírita (principalmente “O Livro dos Espiritos”), embora eu não seja um espírita (sou agnóstico teista) que dá uma boa base em Filosofia Grega, contrapondo-se ao Positivismo de Comte. É muito válida para comentar o “neo-positivismo” ateista de hoje (muito parecida com a da época de Kardec), pois, apesar das descobertas de Einstein e dos físicos quanticos, ainda raciocinam como mecanicistas ingênuos (só creem no que afeta os sentidos). Junto com isso, tenho 4 exemplares da obra “História do Pensamento”, da editora Nova Cultural, 1987 que é uma excelente obra de introdução á Filosofia, só encontrável em sebos. Essas obras acompanhavam a “Coleção Os Pensadores”, da qual possuo 18 obras. Leio “História da Filosofia”, de Giovanni Reale e Dario Antiseri, em 7 volumes da editora Paulus (uma editora católica!), excelente e didática obra! Na minha biblioteca consta 72 obras de epistemólogos e historiadores da Ciência como: Paolo Rossi, Michel de Pracontal, G.S.Kirk, Jean Pierre Vernant, W. Jaeger, Mario Ferreira dos Santos (as obras desse filósofo podem ser baixadas da Internet. O volume 1 de “Filosofia Concreta”, desse autor, trata do Ser e do Nada, e é minha fonte principal nessa discussão aqui), Thomas Kuhn, Karl Popper, Gaston Bachelard, Alexandre Koyre e Etienne Gilson. Faltam-me obras de Richard Dawkins, embora eu tenha “Brainstorms” de Daniel C. Dennett, as obras de Antônio Damásio e TUDO de Amiti Goswami.

    • Curioso:

      Eu nao li nem 3 livros de filosofia. Eu sou apenas um curioso do assunto. Mas eu tenho umas idéias parecidas com as suas sobre o mundo. Gostaria de manter contato com vc, como eu faria isso?

  • Carlos Ossola:

    O tempo e o espaço existem antes, duante e após qulquer big-bang. A energia que transborda os universos vai se condensando até explodir criando novos universos e o fluxo da maré cósmica é eterno. Pois bem, a energia que transborda os universos de matéria e antimatéria, é Deus. Punto e basta!

    • Ezio Jose:

      O tempo e o espaço não existe. O homem o criou para limitar-se no que é.

  • Renys Kenys:

    Gostei do primeiro tópico, verdade é que o universo é lindo, a terra, o ser humano e os animais, independente se Deus exista ou não, nada prova sua existência. Devemos ter bom senso e respeito aos que acreditam, por que fé é um dom não razão.

  • marcio:

    Falo, falo, falo. E não respondeu nada! Deus está em toda sua volta não precisa e pra longe não. Só fato de vc respirar e uma demostração que ELE existe. Só em vc observar um colonia de formiga todas sistematicamente distribuidas em suas atividades é uma demostração da presença Dele. O nascimento é uma demostração. Pedir para o ser humano procurar evidencias cientificas da presença de Deus é a mesma coisa de pedir para uma formiga explicar o sistema solar.

  • Milton:

    Nada existe por acaso, logo, o que existe foi feito por alguém. A vida não existe por uma simples coincidência.

    • Felipe:

      Ainda assim, não vi prova de Deus no seu comentário.
      Pra que tentar provar algo que, pelo menos ainda, não pode ser provado?
      Que venham os ETs.

    • Lacerda:

      Voçê acredita em ets e não acredita em Deus? Com certeza vc é um ser criado. Sendo criado, com certeza existe um criador ( olhe sua geneologia pois ela é pura ciência )

    • Diogo Carneiro:

      Sua teoria é falha. Se TUDO tem uma causa e tudo que existe foi feito por alguém, o criador também precisa ter uma causa, portando alguém criou o criador, e alguém criou o criador do criador. Esse tipo de argumento não é mais usado nem pelos criacionistas (inteligentes).
      Outro ponto fraco no seu argumento é o “foi feito por alguém”. Não se deve perguntar sobre a origem no universo como “Quem fez?”, porque você já se restringe à hipótese de que foi alguém. A pergunta certa é “O que?”.

    • aguiarubra:

      P.: “…Se TUDO tem uma causa e tudo que existe foi feito por alguém, o criador também precisa ter uma causa, portando alguém criou o criador, e alguém criou o criador do criador…”

      Comentário: Aristóteles, há 2.500 anos atrás, já respondia essa “dúvida” dos “fisicistas” contemporâneos com a proposição do MOTOR IMÓVEL, que encerra o elo das causas do movimento.

      Aristóteles afirmava que um motor imóvel (ato puro e não gerado pelo Nada Absoluto) produzia todo o movimento da Substância (o Cosmo) engendrando os processos de “Ato” e “Potência”, responsável pelo surgimento de todas as coisas materiais que existem.

      P.: “…“foi feito por alguém”. Não se deve perguntar sobre a origem no universo como “Quem fez?”…”

      Comentário: correto. Isso é antropoformização de algo inescrutável. Mesmo para quem crê num deus, essa antropoformização de um deus é altamente indevida e equívoca.

      P.: “…porque você já se restringe à hipótese de que foi alguém. A pergunta certa é “O que?”…”

      Comentário: a pergunta “o quê?” é pertinente a um “ser” que se contrapõe ao “nada”. Não pode haver um “nada absoluto”, pois tal ideia se auto-exclui, tendo-se em vista a existência de “seja lá do que for” o Universo observável (já que tudo é energia e apareceu a tal da “matéria escura” que não é matéria bariônica e é escura pq. não pode ser vista com os olhos ou com instrumentos).

      Qualquer “existência” do Nada seria “substantivar”, dar substancia ao nada, apresentar o contra-senso de que o Nada é um Ser, pois já aí se afirma o Ser, mesmo que esse Ser seja “nada para nós”.

      Os físicos comprovam que há “partículas virtuais” no vácuo absoluto do espaço (que já não é absoluto pq. há “espaço” e se pode extrair “energia” desse vácuo). Além do mais, há o LHC caçando o Bóson de Higgs, que teoricamente confere substância à matéria visivel. Portanto, o conceito do “Nada” é absurdo.

      Portanto, “o quê” (algo) originou o Universo. O que pode ser esse “Ser”, não o saberemos, segundo Stephen Hawking em “O Grande Projeto”, que não acredita que conseguiremos formular a “Teoria de Tudo”, que explicaria tudo no Universo. Nem mesmo a Teoria M (que explica as origens do Big-Bang com o choque de supermembranas em outras dimensões) pode dar resposta cabal a esse “algo”, a esse “o quê”…

    • curioso:

      Belo comentário.

    • sidnei:

      Em que princípio científico se baseou para afirmar que o acaso não existe?

    • aguiarubra:

      A Matemática desenvolveu um ramo conhecido como “Teoria das Catástrofes” ou “Teoria do Caos” que elabora equações que tratam de efeitos aparentemente sem causa, ou não explicáveis, ou surpreendentes.

      Isso gerou a ideia de que o “acaso” existe e o “cosmo”, a ordem, não existe e/ou é ilusória. No entanto, é uma popularização de um desenvolvimento matemático, ainda em curso e muito mal compreendido.

      A grosso modo (e não pode deixar de ser a grosso modo), essa teoria demonstra que, mesmo o acaso não ocorre por acaso: há um “estranho atrator”, equacionável, orientando onde e quando ocorrerá certos acontecimentos “aleatórios”.

      O acaso absoluto, portanto, não existe.

  • Alfredomus:

    Se considerarmos as formas de matéria do ponto de vista do conhecimento humano, não existe Deus ou deuses,tampouco não há a menor hipótese da existência de vida extra terrestre. Porém, se voltarmos o olhar na nossa própria história e baixarmos o manto da nossa prepotência, veremos que muito ou quase nada sabemos das infinitas possibilidades do conhecimento universal.

    • gonçalo francisco:

      A questao e apenas base e logica.
      Exemplo sente o vento mas nao o ve,o cheiro do perfume
      voce sente mas nao o ve,o pensamento voce sente que
      esta pensando mas nao ve o pensamento agindo.
      Tudo e energia fluidica,particulas de energias atuando que
      sentimos mas nao vemos.
      Se pudessemos ver a materia elas tem energia particulas eletricas e magneticas,a questao de acreditar em DEUS ou nao
      e de cada um,mas o que nao nos atemos e que tudo que esta em nossa volta,principalmente invisiveis nos sentimos mas nao vemos,no entanto ela esta ai.
      TUDO E QUESTAO DE LOGICA

  • Jonatas:

    Três grandes questões. A primeira nunca poderá ser respondida, é questão de crença hoje e no futuro. A segunda tem sua resposta positiva praticamente certa e a terceira, é simplesmente sinistra, um campo onde todas as leis da física que conhecemos se perdem, e poeticamente falando, a super gravidade engole e faz sumir até mesmo os pensamentos que ousem atravessar o Horizonte de Eventos.

  • Roni Pensador:

    O post é muito bom, mas o tamanho da Via Láctea do trilhões de KM, está incorreto, em anos luz é de 100 mil, e uma curiosidade em largura é de 30 mil. Alguém se habilita a fazer a conta?

  • Neitan Gomes:

    O Universo sempre me surpreendendo.

  • João:

    “Desde o advento do rádio, sinais são enviados da Terra e viajam cerca de 50 anos-luz, ou 430 trilhões de quilômetros. Mas só a nossa galáxia tem quase 900 trilhões de quilômetros.”

    1 ano luz: 9.460.730.472.580,8 Km
    Os 50 anos luz, percorridos por nossas ondas de rádio, são aproximadamente 47,3 trilhões de quilômetros.
    A Via Láctea possui 78.500 anos luz de dimensão. Ou seja, cerca de 976 quintilhões de quilômetros.

    As distâncias devem ser alteradas na matéria, pois o desvio apresentado parece muito grosseiro.

    Resumindo, em cerca de 78.500 anos nossas ondas de rádio terão coberto a distância total de nossa galáxia. Ainda pode demorar bastante até que um contato seja feito.

    • gonçalo francisco:

      UMA PALAVRA ANTIGA FOI dIta conheça a ti mesmo e conheceras
      a DEUS E O UNIVERSO.o HOMEM tambem tem frequencia conhecidas em seu bojo e desconhecida tambem,mas o homem desconhece sua totalidade nao sente essa gama de energias que interage sobre si.
      ESTAMOS DESCONHECIDO DE SI MESMO.

    • david:

      As veses fico me perguntando, a ciensia esta tão preocupada com o universo e sobre a esistencia de deus o universo por si proprio se organisa sem a nossa ajuda a umanidade presisa se preocupar com nossa propria casa o planeta terra que esta cheia de problemas como a fome destruisao do proprio planeta que e as derubadas queimadas lixos toxicos corupsao egoismo praque o universo vai querer a gente la se nos não organisamos o nosso proprio planeta..

    • Renato:

      David, nós ainda estamos dentro do universo, mas podemos ser expulsos devido aos problemas expostos e outros também muito graves, entre eles a destruição de nosso idioma.

  • Rafael:

    Eu só digo uma coisa…TUDO é possível…e digo mais…só digo isso!

  • Romário Huebra:

    Na minha opnião os extraterrestres são mais comuns qe imaginamos, muitas pessoas não sabem mais existe uma grande chance de haver vida extraterrestres no próprio sistema solar, um bom exemplo é a lua de Saturno chamada Titã, nessa lua ao invés do ciclo da água há o ciclo do metano, então lá a vida teria qe se basear no metano. A vida sempre dá seu jeitinho.

    • Alex:

      com certeza cara, cientificamente falando, já foi provado a sobrevivência de especies em ambientes completamente hostis…

    • Jonatas:

      Existe um problema com o Metano como fluído da vida: Ele não é um bom solvente, logo, não se forma uma “sopa pré-biótica” no Metano. O Metano líquido é muito menos denso e agregante que a água, se por exemplo tu colocar umas bolachas dentro dum copo com água, elas se desmancham e se agitar elas se misturam com a água, mas se colocar num copo com Metano líquido elas permanecem iguais, e se tirar elas dali, ainda estarão crocantes. É claro que isso não exclui as chances de vida nos metânicos lagos em Titã, mas sua evolução química será algo totalmente diferente do que vimos na Terra.

    • Jr Paulista:

      Vida extraterrestre no sistema solar? só se for o capeta né? com aquela temperatura toda.

    • Ezio Jose:

      Aff!…
      Uma vião de rota intercontinental afasta-se um pouquinho da superfície da terra e já encontra um frio desgraçado!…

    • sidnei:

      Que falta faz um botão de remover certos comentários!

    • Nie:

      Sidnei como pode concordar com um absurdo desses, o cara falar que pode haver vida extraterrestres no próprio sistema solar com uma temperatura tão alta…se vc se acha o bom, explica essa teoria pra gente!!!

    • curioso:

      Eu ri demais.

    • Abraão Isvi:

      (ironia mode On)
      Eu vim de lá! Não gosto de lá, é muito frio, a Terra é mais quentinha, perto do sol. Titã era muito chato, toda vez que ia na praia ficava bêbado, se acendia um fósforo tudo ia pelos ares, tava difícil a situação! uahauhauh,

      Cara acorda!

    • Max:

      KKKKKKKKKKKKKKK. Essa foi boa.
      Agora é a minha vez de perguntar? quantos porcentos do conhecimento do universo nos temos ou conhecemos? 1%, 1/2%, 0,001%….. Eu afirmo a vocês, eu não conheco nem 0,000001% do sistema solar, imagina do Universo…..Então?

      Dentro desse conhecimento pode existir um Deus Criador, pode ter ocorrido o Big Gang….

      Para ser sincero, não tou muito informado sobre as descobertas cientificas, mas uma coisa eu tenho certeza….. o Big Bang é uma teoria, assim como o Evolucionismo e o Criacionismo.

      Para provar o Big Bang os cientistas tem q criar um Big Bang em laboratorio, coisa que não fizeram ainda.

      Para provar o Evolucionismo devem achar o tão falado Elo Perdido, coisa q a meu ver tão longe de encontrar…

      Quanto a Existencia de Deus…. bem, essa fica complexa de provar, a não ser observar tudo o que existe, visto ser Ele Deus, ne?

      Em outras palavras, em todas elas precisamos de fé para acreditar…..

      Decidam em qual.

Deixe seu comentário!